SESED APRESENTA BALANÇO DA OPERAÇÃO CARNAVAL 2017

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) apresentou na manhã desta quinta-feira (2) o balanço da Operação Carnaval 2017, quando foram apresentados os resultados das ações desenvolvidas pelos órgãos que compõem a pasta (Policia Militar, Policia Civil, Corpo de Bombeiros e Itep) na Região Metropolitana e no interior do Rio Grande do Norte

Os dados apresentados foram levantados pela Coordenadoria de Estatísticas e Análises Criminais (COINE) da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) e correspondem ao período que vai da sexta-feira (24) até às 12h da quarta-feira (1º).
De acordo com a Coine, durante o período de Carnaval a Polícia Militar realizou 121 prisões, número 26% maior que no ano de 2016, quando foram registradas 96. Tivemos também uma redução de 15,6% no número de roubos registrados no período carnavalesco. O número saiu de 314 para 265.
A queda nos números é um reflexo de que no mês de fevereiro foram contabilizadas 491 prisões em todo estado, 23% a mais que ano passado que consolidou 399 prisões. No tocante aos roubos, o número caiu 8,8% no mês, passando de 3817 para 3481.
A Sesed disponibilizou ainda, nos dias de folia, o Centro Integrado de Comando e Controle Móvel (CICCM) para o município de Caicó, que ficou no 6º Batalhão da Polícia Militar. Este ano, a cidade também iniciou o Gabinete de Gestão Integrada (GGI) que proporcionou um planejamento das ações de segurança pública no município de maneira mais articulada com todos os atores. Em Natal, a Plataforma de Observação Elevada (POE) foi instalada no bairro de Ponta Negra, durante todos os dias de carnaval.

Foram registrados 44 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), sendo apenas um desses em área de festividades. No ano passado, foram 29 CVLIs durante o mesmo período. “É importante enfatizar que boa parte desses homicídios está relacionada as disputas entre facções criminosas pelo tráfico de drogas. As forças de segurança juntamente com a Força Nacional estão trabalhando para esclarecer esses casos e levar esses criminosos à justiça”, declarou o secretário estadual de Segurança Pública e Defesa Social, Caio Bezerra.

Deixar uma Resposta

Publicidade