MOSSORÓ – INSTITUTO DE PESOS E MEDIDAS FISCALIZA EXTINTORES DE INCÊNDIO NA CIDADE

Durante o mês de novembro, o Instituto de Pesos do Rio Grande do Norte (Ipem-RN) fiscalizou empresas que atuam na venda, manutenção e recarga de extintores de incêndio na cidade de Mossoró. O principal objetivo da operação foi verificar se todas elas estavam operando no mercado de forma a garantir o padrão de segurança exigido pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

Das quatro empresas visitadas que são registradas junto ao Inmetro para manutenção e recarga, em três foram identificadas não conformidades, que deverão ter ações corretivas dentro do prazo legal determinado pela legislação.

De acordo com a chefe do setor de Qualidade do Ipem, Anne Catherine Victor, as irregularidades mais comuns encontradas foram “extintores de incêndio mantidos com ausência da identificação da empresa no anel de identificação externa de manutenção, com a identificação ilegível do ensaio do teste hidrostático, com a ausência da realização de serviço de manutenção de 3° nível no ano limite para a realização do teste hidrostático, além de utilização indevida da marca Inmetro para divulgação da sua condição de registro, o que contraria a portaria Inmetro n° 206/2011”.

Nos estabelecimentos comerciais, o primeiro critério observado pelos agentes fiscais foi se todos os equipamentos de segurança ostentavam o selo de identificação da conformidade. Os extintores novos devem contar com as seguintes inscrições: logomarca do Inmetro, número de série do selo, identificação do fabricante e número de licença do fabricante.

O consumidor deve ficar atento a alguns aspectos para garantir a sua segurança ao adquirir um extintor de incêndio e exigir sempre a nota fiscal. Não deve ser comprado, em hipótese alguma, o equipamento com o lacre rompido, ele é a garantia de que o produto está preservado e nas condições regulamentadas para a sua utilização.

Para o diretor do órgão, Cyrus Benavides, as fiscalizações visam em primeiro lugar à proteção e a segurança dos consumidores e de toda a população. Ele informa ainda que a operação do Ipem segue na capital potiguar neste mês de dezembro e também incluirá estabelecimentos que comercializam, como também os que realizam a manutenção e a recarga de extintores de incêndio.

Deixar uma Resposta

Publicidade