FAUSTÃO NEGA CRÍTICA POLÍTICA DIRECIONADA A BOLSONARO

“Imbecil que está lá e não devia estar”, disse o apresentador

Foto: Divulgação/Globo

O apresentador Fausto Silva, 68 anos, negou que tenha se referido ao presidente Jair Bolsonaro ao falar em “Imbecil que está lá e não devia estar” durante a edição do último domingo do programa “Domingão do Faustão”, exibido semanalmente pela Rede Globo. “Jamais falei especificamente de uma pessoa ou dos eleitores dessa pessoa”, argumentou nessa segunda-feira.

A afirmação polêmica – e que deu margam a interpretações controversas –foi feita durante uma conversa ao vivo no estúdio com a atriz Sophie Charlotte. Ele defendia a Amazônia e o Carnaval, quando Faustão comentou: “O brasileiro, na hora do Carnaval e na hora da seleção, nós sabemos muito bem, é um povo que tem união, tem solidariedade, tem uma integração. Por que isso não acontece nas coisas sérias?”.

Em seguida, ele completou: “O imbecil que está lá, e que não devia estar,​ pode até ser honesto, mas é um idiota que está ferrando com todo mundo. Você paga imposto e o que você recebe? Vamos ver se esses novos ares vão mudar, tem que rezar muito para dar certo”.

A fala do apresentador gerou uma série de comentários nas redes sociais. Enquanto muitos entenderam a manifestação do comunicados como uma crítica a Jair Bolsonaro, vários outros entenderam que o recado era para a classe política em geral.

Vídeo de esclarecimento

Em meio a toda essa repercussão, Faustão (que em março completa 30 anos à frente do “Domingão”) enviou à imprensa um vídeo de esclarecimento, dando a sua versão do ocorrido:

“Em nenhum momento eu falei a respeito do atual presidente, muito menos dos eleitores. Usei a palavra para explicar que muitas vezes o político imbecil, que não está preparado para ser eleito, nem sabe porque está lá, acaba entrando nessa onda da vaidade e esquece dos problemas do País”.

“Como estamos em novos are ou, pelo menos, com expectativas para novos ares, o que a gente espera é que todo mundo reze para que os novos eleitos – deputados, senadores, governadores, presidente da república e ministro indicados – tenham principalmente consciência dos verdadeiros problemas do Brasil. E que não são poucos.”

A Rede Globo, por sua vez, não se pronunciou oficialmente sobre o episódio. Mas garante que as edições do “Domingão do Faustão” desse domingo e do próximo já estavam gravadas desde 2018, quando Michel Temer estava era o presidente da República.

Com informações do O Sul.

Deixar uma Resposta

Publicidade