SÃO JOSÉ DE MIPIBU – PREFEITURA FORTALECE ATIVIDADE RURAL NO MUNICÍPIO

A Prefeitura Municipal de São José de Mipibu, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura vem mudando a realidade do homem do campo. No início do ano o secretário de Agricultura José Eduardo Sales colocou em prática o projeto Corte de Terras, que atende a mais de 500 famílias em todo o município.

Com as terras preparadas e plantadas o titular da pasta da Agricultura está formando uma parceria envolvendo o Município, o Banco do Nordeste, o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de São José de Mipibu, e o Conselho Municipal de Desenvolvimento Sustentável – CMDS, com o objetivo de oferecer crédito ao pequeno produtor por meio do Agroamigo, programa de Microfinança Rural do Banco do Nordeste, que tem como objetivo melhorar o perfil social e econômico do agricultor.

De acordo com Andrei Góis, agente do agro-crédito rural do Banco do Nordeste, o Agroamigo é o meio que o pequeno agricultor familiar tem a sua disposição, sem muita burocracia, para expandir as atividades e melhorar o padrão de vida.

O programa que oferece crédito fácil destina-se a agricultores familiares com enquadramento no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF), que exploram parcela de terra na condição de proprietários, posseiros, arrendatários ou parceiros na atividade produtiva.

De acordo com José Eduardo Sales a orientação do prefeito Arlindo Dantas é no sentido de o Município apoiar o pequeno produtor rural a partir da disponibilização de terras cortadas, passando pelo incentivo à colheita, como também criando alternativas que possam facilitar a permanência do produtor rural na atividade. O secretário disse ainda que a Secretaria de Agricultura está elaborando um projeto que tem por finalidade criar o Mercado do Produtor, espaço que deverá ocupar posição estratégica na comercialização das culturas produzidas no campo. José Eduardo adiantou ainda que o Mercado do Produtor Rural de São José de Mipibu deverá ser instalado na margem da BR 101, no sentido de quem volta de Natal com destino ao Agreste e Litoral Sul.

“A criação do Mercado do Produtor na margem da BR 101 vai garantir uma melhor logística e proporcionar um preço justo para quem compra e para quem vende, uma vez que a negociação vai ser diretamente com quem produz com custos subsidiados. Temos terras agricultáveis, temos água em abundância, temos logística para o escoamento da produção, temos financiamentos disponíveis, e acima de tudo, na ponta, o agricultor recebe o apoio da Prefeitura Municipal”, acrescenta o secretário.

A reunião que aconteceu na sede da Prefeitura Municipal foi prestigiada pelo presidente do CMDS, Klebson Galvão; Inez Ferreira, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais; Isabela Mendonça, coordenadora do Agroamigo do Banco do Nordeste no município de Goianinha; além de Andrei Góis e José Eduardo Sales.

 

Deixar uma Resposta

Publicidade