MPF DENUNCIA HACKER, JORNALISTA GLENN GREENWALD E MAIS CINCO POR INVASÃO DE CELULAR DE AUTORIDADES

Walter Delgatti Neto foi preso pela PF na Operação Spoofing Foto: Daniel Marenco / Agência O Globo

Apesar de liminar do STF proibir a responsabilização de Glenn no caso, procuradoria o acusa de associação criminosa.

O Ministério Público Federal apresentou denúncia nesta terça-feira contra sete pessoas, incluindo o jornalista Glenn Greenwald, pela invasão do Telegram de autoridades públicas. O caso é investigado na Operação Spoofing. Para o procurador Wellington Divino Marques de Oliveira, da Procuradoria da República no Distrito Federal, Glenn Greenwald foi “partícipe” nos crimes de invasão de dispositivos informáticos e monitoramento ilegal de comunicações de dados, além de ter cometido o crime de associação criminosa.

Também foram denunciados o hacker Walter Delgatti Neto, que admitiu ter invadido as contas e repassado as conversas para o jornalista, e outras pessoas ligadas a Delgatti: Thiago Eliezer Santos, Gustavo Henrique Elias Santos, Suelen Priscila de Oliveira, Danilo Cristiano Marques e Luiz Henrique Molição.

Por: oglobo.globo.com

Deixar uma Resposta

Publicidade