PREFEITOS E SENADORES DEFENDEM ADIAMENTO DAS ELEIÇÕES MUNICIPAIS PARA 2022

Imagem ilustrativa/Reprodução.

Prefeitos em todo o Brasil se mobilizam internamente no sentido de convencer deputados federais e senadores sobre a necessidade do adiamento das eleições municipais deste ano para o ano de 2022.

O movimento que começa a ganhar força em Brasília defende que os R$ 2 bilhões do fundo partidário sejam remanejados para o combate ao conoravírus. Esses recursos seriam destinados aos estados e municípios.

Por causa da crise provocada pela pandemia diversos senadores defendem o adiamento das eleições municipais de 2020 para 2022. Elmano Férrer (Podemos-PI) e Major Olimpio (PSL-SP) sugerem que o pleito municipal seja unificado com as eleições gerais. Duas propostas de emenda à Constituição (PECs) que unificam as datas das eleições brasileiras (PEC 143/2019 e PEC 123/2019) já estão em discussão na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), mas a mudança prevista nessas propostas ocorreria apenas em 2026.

Deixar uma Resposta

Publicidade