VALE REALIZA OBRAS PARA CONTER LAMA DA BARRAGEM DE COCAIS

Foto: Reprodução

A Vale iniciou obras para erguer um muro e tentar conter a lama da barragem da mineradora em Barão de Cocais (MG) caso a estrutura se rompa. A empresa afirma ter começado na última quinta-feira, 16, a terraplenagem para “construção da contenção em concreto”. As obras estão estão sendo feitas a seis quilômetros da barragem, entre a estrutura e a cidade de Barão de Cocais.

A barragem da Vale no município, chamada Superior Sul, teve declarado nível de segurança 3 em 22 de março, depois de auditores se negarem a emitir laudo de estabilidade para a estrutura. O status significa que a represa pode ruir a qualquer momento. Menos de dois meses depois, no último dia 13, a mineradora informou as autoridades que o talude da mina de Gongo Soco, que fica a 1,5 quilômetro da barragem, corre risco de sofrer deslizamento.

Caso isso ocorra, existe a possibilidade de que a queda do material provoque abalo sísmico com intensidade suficiente para provocar o rompimento da estrutura.”Além dessa estrutura que, após concluída, fará a retenção de grande parte do volume de rejeitos da barragem Sul Superior em caso de rompimento, a Vale está realizando intervenções de terraplenagem, contenções com telas metálicas e posicionamento de blocos de granito. Essa obra atuará como barreira física no sentido de reduzir a velocidade de avanço de uma possível mancha, contendo o espalhamento do material a uma área mais restrita”, diz a empresa, em nota.

O texto afirma ainda que “o objetivo é reduzir os possíveis impactos às pessoas e ao meio ambiente no cenário extremo de um rompimento da estrutura. Em função da intervenção, haverá um aumento na circulação de caminhões e equipamentos pela cidade com destino à mina de Gongo Soco, o que poderá causar eventuais transtornos ao trânsito”.

A construção do muro foi admitida pela Defesa Civil de Minas Gerais durante reunião preparatória para o primeiro simulado de rompimento de barragem, ocorrido em Barão de Cocais em 25 de março. À época, porém, a empresa não confirmou que realizaria a obra. Conforme informações obtidas pelo Ministério Público junto à Vale, o talude da mina de Gongo Soco pode sofrer deslizamento entre hoje, 19, e o próximo dia 25.

Fonte: Estadão

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

COALAS ESTÃO FUNCIONALMENTE EXTINTOS, DIZ FUNDAÇÃO AUSTRALIANA

O coala é um dos símbolos nacionais da Austrália. Pesquisadores acreditam que os primeiros ancestrais desse mamífero datam de 45 milhões de anos — período em que a Austrália começou a se deslocar lentamente para o norte, separando-se gradualmente da massa terrestre antártica. Infelizmente, porém, esse mamífero pode já estar passando de símbolo… para relíquia.

Segundo um anúncio da Australian Koala Foundation (AKF), a principal organização dedicada a estudar e preservar esses mamíferos, os coalas selvagens já estão “funcionalmente extintos”. Claro, estar “funcionalmente extinto” não é o mesmo que estar extinto, mas não significa que é algo menos preocupante. Uma população é definida assim geralmente quando dois fatores estão associados: a espécie não é mais viável, e também não tem mais um impacto significativo no seu ecossistema.

Vamos traduzir as duas coisas para o português claro.  O primeiro fator é uma questão de reprodução. Hoje, existem poucos coalas, deixando poucos descendentes… E, na taxa atual, a população pode ficar pequena demais. Daqui a pouquíssimos anos, podem não existir coalas suficientes em idade reprodutiva para gerar uma próxima geração – o que levaria ao fim dos coalas selvagens.

A segunda questão é um pouco mais complexa – e já está acontecendo hoje. Toda espécie no mundo interage com seu ecossistema. Se a população aumenta, por exemplo, ela come mais, e usa mais recursos do ambiente, e todo o ecossistema precisa se adaptar. O ambiente pressiona a espécie, a espécie pressiona o ambiente, e é assim que eles vão evoluindo juntos.

Os coalas têm uma relação bem próxima com o eucalipto – eles se alimentam quase que exclusivamente de folhas dessa árvore. É uma dieta que você, por exemplo, seria incapaz de reproduzir em casa: folhas de eucalipto são altamente tóxicas, e só os coalas tem um fígado capaz de processar esse veneno todo.

Bem, o ecossistema eucalipto-coala sempre foi totalmente interligado. A população de coala mudava, a de eucalipto mudava também, e vice e versa. Aí é que está o problema: o coala já é, hoje, incapaz de alterar seu ambiente. O eucalipto hoje já se adaptou à vida sem esse “consumidor” – e as alterações nas populações de coalas já não tem mais efeito algum sobre seu habitat e sua fonte de alimentação. É um péssimo sinal – indica, na prática, o coala já “atua” no seu nicho ecológico como uma espécie extinta – ou seja, o ecossistema já está preparado para o seu desaparecimento total.

Deborah Tabart, presidente da AKF, apelou aos líderes dos principais partidos políticos do país, exigindo ações para salvar o emblemático animal. “A AKF acha que não há mais de 80.000 Coalas na Austrália. Isso é aproximadamente 1% dos 8 milhões de coalas que foram fuzilados e enviados para Londres entre 1890 e 1927.”

Não é a primeira vez que esse animal se mostra vulnerável: por volta de 1924, os Koalas foram extintos no sul da Austrália. Naquele momento, o foco do comércio de peles voltou-se para o norte, para Queensland – que é onde existem, hoje, os 80 mil indivíduos.

Desde 2010, a AKF tem monitorizado cerca de 128 locais protegidos onde a espécie costumava viver. Segundo a organização, eles “simplesmente já não existem” em 41 desses habitats. Agora, Deborah quer que o primeiro-ministro Scott Morrison decrete a “Lei de Proteção ao Coala”. Ela alega que a legislação “está escrita e pronta para ser aprovada desde 2016. A situação do coala agora cai sobre as suas costas”.

O desaparecimento dos coalas costuma ser atribuído  ao desmatamento de seu habitat, à caça indevida e aos efeitos prejudiciais das mudanças climáticas — as temperaturas estão causando ondas de calor que matam milhares de animais por desidratação.

Fonte: Super Interessante

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

RELATÓRIO FINAL DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA DEVE SER APRESENTADO EM 15 DIAS

Foto: Fábio Pozzebom/ ABR

O relatório final da reforma da Previdência deve ser apresentado em 15 dias. A previsão foi dada pelo relator da proposta, 559. O governo aceita perder as mudanças propostas para o benefício de prestação continuada (BPC) e para a aposentadoria rural, mas quer preservar a essência da proposta.

No dia 1º de maio, durante evento das centrais sindicais em São Paulo, o presidente do Solidariedade, Paulo da Força, afirmou que o Centrão não ia aprovar uma reforma que “reelegesse” o presidente Jair Bolsonaro.

Por telefone, Moreira afirmou que pediu o encontro com Maia e Marinho para discutir a “funcionalidade” do relatório. A ideia de Moreira é apresentar o texto logo após encerramento das audiências públicas que estão sendo realizadas pelo comissão especial que analisa a matéria. “De fato, o relator tem que esperar as audiências para encerrar o texto”, Marinho ao Estado.

Na sexta-feira, dia 17, o presidente da Comissão Especial que analisa a reforma na Câmara, deputado Marcelo Ramos (PR-AM), afirmou que um grupo de deputados decidiu que o projeto de reforma da Previdência terá a marca do Parlamento, e não a do Executivo. Assim, a ideia é apresentar um texto alternativo ao enviado pelo governo, de forma a garantir que o projeto tenha o DNA da Câmara, sem mudar os prazos de tramitação, no entanto.

Na segunda-feira, 20, está prevista outra reunião do relator da proposta com a equipe econômica do governo, mas, desta vez, no Ministério da Economia, com a presença do ministro Paulo Guedes e de todos os secretários da pasta.

A reunião está marcada para as 14h. Participam das discussões o secretário executivo do Ministério da Economia, Marcelo Guaranys o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, o secretário adjunto de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, o secretário de Previdência, Leonardo Rolim, e os assessores Daniella Marques, Marcelo Siqueira, Bruno Travassos e Vitor Saback, além do assessor especial de Guedes, Guilherme Afif Domingos.

Fonte: Veja.com

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

EIKE BATISTA REAPARECE EM SHOPPING DIAS APÓS TER PARTE DOS BENS BLOQUEADOS

Eike e esposa fazendo compras. Foto: Extra/ Reprodução

Eike Batista foi fotografado fazendo compras num shopping da Zona Sul do Rio acompanhado da mulher, Flavia Sampaio. É um registro raro do empresário em público desde que ele começou a ter problemas com a Justiça e foi preso em janeiro de 2017 e solto logo após três meses.

Eike vive hoje sob o regime de recolhimento noturno (ele pode sair para trabalhar, não usa tornozeleira eletrônica e não pode sair aos fins de semana e feriados). Ele voltou a dar expediente em sua empresa e atualmente dá dicas de empreendedorismo em seu canal no Youtube.

As fotos mostram também que Eike Batista e Flavia Sampaio seguem juntos. Apesar de ativa nas redes sociais, Flavia não posta foto ao lado do empresário. Eles são pais de Balder, de 6 anos.

Eike reaparece também dias depois de ter parte de seus bens bloqueados. Na última quarta-feira (15), a Justiça determinou o bloqueio de R$ 195 milhões do ex-governador Sérgio Cabral, da ex-primeira-dama Adriana Ancelmo e do Grupo EBX, de propriedade do empresário.

Fonte: Extra

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

CITY PODE COLOCAR GABRIEL JESUS EM NEGOCIAÇÃO POR DESTAQUE DO ATLÉTICO DE MADRID

Foto: La Liga/ Reprodução

O futuro do brasileiro Gabriel Jesus, que foi reserva durante toda a temporada no Manchester City, tem mexido com a imprensa inglesa. Neste sábado (18 de maio), o jornal The Sun afirmou que a equipe de Pep Guardiola pode envolver o atacante de 22 anos na negociação pelo meio-campista Rodri, do Atlético de Madrid.

Contratado no ano passado, o jogador da seleção espanhola tem cláusula de rescisão de 75 milhões de euros (cerca de R$ 342 milhões). O Manchester City, que disputa com Bayern de Munique e Barcelona a contratação do destaque do Atleti, vive problemas com a Uefa por conta do Fair Play da entidade e busca uma alternativa para fechar a negociação.

O time espanhol procura um substituto para Antoine Griezmann e vê com bons olho a chegada de Jesus, que foi alvo do clube quando ainda vestia a camisa do Palmeiras. Convocado por Tite para a Copa América, o atacante fez apenas 21 partidas – de um total de 47 disputadas – como titular na temporada, mas, mesmo assim, ainda fez 20 gols, sua melhor marca pelo City.

Fonte: Fox Sports

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

APÓS MORTE, FAMÍLIA DE CAROLINE BITTENCOURT ORGANIZA BAZAR BENEFICENTE COM ROUPAS DA MODELO

Foto: Reprodução

Menos de um mês após a trágica morte da modelo Caroline Bittencourt, a família da modelo está organizando um bazar beneficente em prol de crianças carentes, um desejo que a top nutria em vida. Sarah Salomão, amiga e madrinha de casamento de Carol Bittencourt, também está ajudando a família da loira na escolha de roupas e acessórios que serão vendidos no dia 8 de junho.

“Antes de partir, a Carol estava cheia de planos em dedicar-se a crianças carentes. Sua intenção era doar aquilo que lhe era mais valioso e escasso: o seu tempo. Mas sua breve passagem nesse mundo fez com que ela nos deixasse sem antes concluir essa tarefa. E agora esse compromisso cabe à nós. Cabe o respeito a sua memória, cabe seguir os seus desejos”, diz nota enviada pela família Bittencourt Barbosa.

O dinheiro arrecadado nas vendas será revertido para três instituições que cuidam de crianças carentes. As ONGs estarão no dia do bazar acompanhando o evento e auxiliando com as vendas. Sarah Salomão está neste sábado separando as roupas de Carol Bittencourt. Amiga da modelo, ela está organizando o evento como uma forma de eternizar o trabalho social que a top também fazia entre as campanhas que protagonizava.

“A ideia é que aquilo tudo que cabia no armário, passe a caber em outras casas, em novas vidas. Pensando assim, estamos organizando um bazar e leilão beneficentes com as peças de roupa e acessórios da Carol. E o arrecadado será revertido em doações para três instituições que cuidam de crianças que vivem em meio a necessidades. Aonde cabe a saudade também cabe o amor, a ela e ao próximo”, finaliza a nota da família.

Fonte: Jornal Extra

 

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

‘ANUNCIAR O CAOS RECAI NA PRÓPRIA CABEÇA’, DIZ FHC SOBRE BOLSONARO

Foto: Paulo Whitaker/ Reuters – Alan Santos/PR

Fernando Henrique Cardoso usou o Twitter para dar um ‘conselho’ a Jair Bolsonaro, neste domingo, 19. O ex-presidente afirmou que o líder do Executivo deve aprender que o país precisa de coesão e rumos. “Anunciar o caos pelas redes sociais recae (sic) na própria cabeça. O povo quer paz, emprego e compostura, sem impeachments”, disse o tucano, que recomendou a leitura de uma entrevista recente do ex-presidente José Sarney. “Ele alerta sem alarmismo sobre o risco que corremos”, afirma.

Ao apontar o ‘caos nas redes sociais’, FHC faz referência ao texto compartilhado no WhatsApp por Bolsonaro na sexta-feira 17 em que fala em um país ‘ingovernável’ fora de conchavos.

Bolsonaro utilizou sua conta na rede social para parabenizar Scott Morrison pela reeleição para o cargo de primeiro-ministro da Austrália. Morrison é do Partido Liberal e derrotou Bill Shorten, do Partido Trabalhista.

“Vitória conservadora na Austrália! Parabenizo o primeiro-ministro @ScottMorrisonMP por sua reeleição, refutando as pesquisas que davam vantagem à esquerda com o Partido Trabalhista. Grande vitória!”, escreveu.

A vitória de Morrison foi confirmada ontem. Atrás nas pesquisas por mais de dois anos, a coalizão Liberal-Nacional do primeiro-ministro Scott Morrison fez um apelo aos eleitores em Estados com disputa acirrada como Queensland, que lutavam no final de um longo boom de mineração, com uma campanha focada na economia e no emprego.

Fonte: Veja.com

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

LULA ESTÁ APAIXONADO E PRETENDE SE CASAR, DIZ EX-MINISTRO

Foto: BBC/ Reprodução

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está apaixonado e tem intenção de casar. É o que afirma o ex-ministro da Fazenda, Luiz Carlos Bresser Pereira, que visitou o presidente na última semana  “Está apaixonado e seu primeiro projeto ao sair da prisão é se casar”, disse o ministro via Facebook, que na última quinta-feira visitou Lula na sede da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, onde o petista está preso.

Em sua rede social, Bresser Pereira não deu muito detalhe sobre o namoro e a intenção de casar do ex-presidente. Bresser disse ainda que Lula está em ótima forma ‘física e psíquica’. O colunista Guilherme Amado, da revista Época, apurou que mulher por quem Lula estaria apaixonado é Rosângela da Silva, uma funcionária da Itaipu Binacional a quem Lula já conhece desde as últimas caravanas do PT. Ainda de acordo com o colunista, a namorada tem em torno de 40 anos, é de São Paulo, e o visita com frequência em Curitiba.

Lula está preso desde 7 de abril do ano passado. No último dia 23, a 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) votou por reduzir a pena do petista no caso do tríplex. Com isso, a pena passou de 12 anos e um mês para 8 anos e dez meses de prisão. Com a redução, a defesa de Lula pode pedir a progressão de pena (para domiciliar ou semiaberto) a partir de setembro deste ano.

O ex-presidente, no entanto, responde ainda ao processo que envolve o sítio de Atibaia, tido pela Justiça como de sua propriedade e onde empreiteiras também fizeram reformas supostamente em troca de contratos com o governo.

Com informações do jornal Extra

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

SECRETARIA DE SAÚDE CONFIRMA MORTE DE HOMEM POR CALAZAR EM PAU DOS FERROS

Doença pode ser transmitida por cães que são infectados por mosquito. Foto: Reprodução

A Secretaria Municipal de Saúde de Pau dos Ferros, na região do Alto Oeste potiguar, confirmou um caso de morte provocada por Leishmaniose Visceral, também conhecida como calazar, de um homem de 59 anos. De acordo com a pasta, o homem esteve internado no Hospital Regional Doutor Cleodon Carlos de Andrade.

Em nota, a secretária de Saúde do município, Eliana Barreto Fixina, afirmou que a Vigilância Epidemiológica pediu o prontuário do paciente ao hospital, junto com a declaração de óbito, para confirmar a doença e foi informada pelos profissionais plantonistas da UTI que foram colhidas amostras cujos exames confirmaram a doença.

Além do calazar, consta na declaração de óbito como causa da morte: falência múltipla de órgãos e infecção generalizada. A nota que confirma o caso foi publicada neste sábado (18) no site da prefeitura de Pau dos Ferros. Apesar da confirmação, a pasta afirma que a nota tem objetivo de acalmar a população, informando que não há inúmeros casos positivos na cidade.

“Salientamos ainda, que estamos empenhados em garantir a segurança e a saúde da população em geral, bem como dos cães de nosso município. Pensando na melhor forma de conduzir esta questão em debate e suas implicações, com a elaboração de novas diretrizes e estratégias de enfrentamento da leishmaniose”, informou a secretária.

Contaminação

Ainda conforme a pasta, a Leishmaniose visceral é uma zoonose crônica e é transmitida ao homem pela picada de fêmeas do inseto vetor infectado. No Brasil, a principal espécie responsável pela transmissão é a Lutzomyia longipalpis, conhecida popularmente como mosquito palha. “Raposas e lobos silvestres (Lycalopex vetulus e Cerdocyon thous) e marsupiais (Didelphis albiventris) têm sido apontados como reservatórios silvestres”, aponta a nota. No ambiente urbano,os cães domésticos são fontes de infecção para o mosquito.

Os sintomas da Leishmaniose Visceral Humana, ainda de acordo com a secretaria, são febre de longa duração, aumento do fígado e baço, perda de peso, fraqueza, redução da força muscular, anemia.

Nos primeiros sinais dos sintomas, a população é orientada a procurar a unidade de saúde mais próxima.

Prevenção

Para prevenir a doença, é indicada a limpeza periódica dos quintais e a retirada da matéria orgânica em decomposição, como folhas, frutos, fezes de animais e outros entulhos que favoreçam a umidade do solo, que é onde os mosquitos se desenvolvem.

Também é preciso destinar o lixo orgânico adequadamente, para impedir o desenvolvimento das larvas dos mosquitos, além de limpar os abrigos de animais domésticos e usar coleiras repelentes nos cachorros.

O uso de inseticida feito pela vigilância ambiental é usado, mas só é indicado para as áreas com casos notificados e confirmados.

Fonte: G1 RN

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

RIO DE JANEIRO – POLÍCIA PRENDE ENVOLVIDO NO DESABAMENTO DE PRÉDIO NA MUZEMA

Resgates após desabamentos. Foto: Tânia Cruz/ABR

A Polícia Civil prendeu, na noite de sábado (18), um dos envolvidos no desabamento de um prédio na comunidade da Muzema, em Jacarepaguá. Rafael Gomes da Costa era procurado pela venda de apartamentos no edifício que desabou no dia 12 de abril, deixando 24 mortos.

Segundo nota divulgada pela assessoria da Polícia Civil, Rafael foi capturado do bairro do Leblon, durante diligências com a intermediação de seu advogado e a delegada Adriana Belém, da 16ª Delegacia de Polícia (Barra), responsável pelas investigações.

Rafael vai responder pelo crime de homicídio qualificado multiplicado por 24 vezes, além de ser investigado por lavagem de dinheiro e organização criminosa. Outras duas pessoas continuam foragidas: José Bezerra de Lima, o Zé do Rolo, e Renato Siqueira Ribeiro.

A polícia suspeita de que a construção do prédio que desabou, e outros construídos sem licenciamento na região da Muzema, seja feita pela atuação, direta ou indireta, da milícia que atua na localidade.

Fonte: Agência Brasil

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

NATAL- MULHER MORRE E OUTRAS TRÊS PESSOAS FICAM FERIDAS EM ACIDENTE DE CARRO

Foto: Klênyo Galvão/Inter TV Cabugi

Uma mulher de 26 anos morreu e outras três pessoas ficaram feridas em um acidente de carro na manhã deste domingo (19) no prolongamento da avenida Prudente de Morais, na Zona Sul de Natal. O caso aconteceu por volta das 9h, segundo o Comando de Policiamento Rodoviário Estadual (CPRE).

A vítima foi identificada como a estudante Gislâne Cruz do Nascimento, de 26 anos. De acordo com o CPRE, ela era passageira de uma motorista que trabalha em um aplicativo de transporte de passageiros. O veículo em que elas estavam seguia no sentido ao bairro Candelária quando se deparou com outro carro na contramão. Houve uma batida frontal.

Após a colisão, o carro em que as mulheres estavam capotou. Segundo o CPRE, dois homens, que tinham sinais de embriaguez, estavam no veículo que seguia na contramão. O motorista tem 63 anos.

A motorista de aplicativo, o motorista do outro carro e o seu passageiro tiveram ferimentos leves e foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao hospital.

O Corpo de Bombeiros e o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) foram acionados ao local para realizar a retirada e o transporte do corpo, para perícia.

Fonte: G1 RN

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

EDUARDO BOLSONARO DIZ ‘LULA’ COMO DICA PARA PALAVRA ‘LIVRE’ EM GAME NA TV

Foto: Reprodução

A participação do deputado federal Eduardo Bolsonaro(PSL) no game show Mega Senha, apresentado por Marcelo de Carvalho na RedeTV!, poderia ter passado como uma daquelas aventuras esquecíveis – de tão corriqueiras – da família Bolsonaro no mundo da TV aberta. Um ‘lapso’ do Zero Três, no entanto, vem repercutindo nas redes sociais.

Em uma das rodadas do jogo, exibido na noite de sábado 18, Eduardo teve a missão de dar ‘dicas’ para a competidora do programa. A palavra secreta era ‘livre’. Ele tentou ‘preso’, sem sucesso (a convidada arriscou ‘solto’). Depois, mandou um ‘quase’. Nada feito. A participante disse ‘cadeia’. Eis que Eduardo apelou: ‘Lula’. Não deu certo.

Sem perder a piada, Marcelo afirmou: “Se ela fosse de esquerda, acertava. Isso vai entrar para os anais da televisão: ‘Eduardo Bolsonaro dá a dica ‘Lula’ para ‘livre”

Fonte: Veja.com

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

VISÃO CONSPIRATÓRIA ESTÁ AFUNDANDO BOLSONARO, DIZ JANAINA PASCHOAL

Foto: Mauricio Garcia de Souza/Alesp

Para a deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP), o episódio da carta compartilhada por WhatsApp pelo presidente Jair Bolsonaro nesta sexta-feira, em que o Brasil é descrito como país “ingovernável” sem “conchavos políticos”, mostra que ele “precisa, urgentemente, trocar seus assessores”.

A advogada e professora de Direito da Universidade de São Paulo (USP) foi uma das autoras do pedido de impeachment de Dilma Rousseff (PT). No ano passado, chegou a ser sondada para ser vice na chapa de Bolsonaro, mas recusou. Acabou se lançando candidata a deputada estadual em São Paulo pelo PSL, a mesma legenda do presidente, e recebeu a maior votação da história para o cargo, com mais de 2 milhões de votos.

À BBC News Brasil, Janaina comentou sobre a mensagem, revelada pelo jornal O Estado de S. Paulo e confirmada pelo porta-voz da Presidência, em que Bolsonaro afirma se tratar de “um texto no mínimo interessante” e que “sua leitura seria obrigatória”.

O artigo, escrito pelo servidor da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) Paulo Portinho, afirma que “descobrimos que não existe nenhum compromisso de campanha que pode ser cumprido sem que as corporações deem suas bênção. Sempre a contragosto.”

O texto defende que o presidente, até o momento, não conseguiu aprovar nada devido à atuação dessas corporações em sentido contrário e que, por isso, seu governo seria desidratado e correria o risco de “morrer de inanição”. O compartilhamento foi visto por alguns como um sinalização de radicalização do governo e, por outros, como um eventual indicativo de renúncia.

Janaina disse considerar esse entendimento um exagero, assim como a interpretação de que o compartilhamento da carta seria um endosso de um ataque ao Congresso. “Bolsonaro ainda não entendeu que seus atos são considerados importantes”, afirmou, em entrevista feita por WhatsApp a pedido da parlamentar. “Ele precisa, urgentemente, trocar seus assessores diretos. As pessoas que o cercam alimentam a visão conspiratória que o está afundando.”

Confira, a seguir, a entrevista realizada pela BBC News Brasil:

BBC News Brasil – Como a senhora avalia a carta divulgada pelo presidente?

Janaina Paschoal – O presidente é muito espontâneo. Ele achou a análise interessante e compartilhou. Não acredito que ele tenha pensado na dimensão que o fato tomaria. Nem mesmo o autor do texto imaginava. Não vejo nada tão grave na situação. Estão conferindo uma dimensão maior do que a real.

BBC News Brasil – Mas repassar uma carta que ataca o Congresso foi algo que deveria ser feito em um momento em o governo tem um desgaste na sua relação com o Legislativo? Isso não é um endosso do presidente às visões ali expostas?

Paschoal – Veja, eu dramatizo menos essas questões. Ele ainda não entendeu que todos os seus atos são interpretados, considerados, enfim, importantes. Ele fez um compartilhamento como outro qualquer. Não vislumbro que tivesse atacando o Congresso, ou sinalizando uma renúncia. Ele precisa, urgentemente, trocar seus assessores diretos. As pessoas que o cercam alimentam a visão conspiratória que o está afundando.

BBC News Brasil – Quem seriam os assessores do presidente que deveriam ser trocados? Quem alimenta nele esta visão conspiratória mencionada pela senhora?

Paschoal – Somente o presidente pode identificar quem o está estimulando em teorias crescentemente conspiratórias. Precisa parar com tanta xaropada e focar no trabalho. Eu não vou abandonar o presidente, vou exigir que ele trabalhe e cumpra suas promessas de campanha.

BBC News Brasil – A senhora é professora de uma universidade pública. Considera os contigenciamentos na área de educação (e sua comunicação) adequados?

Paschoal – Os contingenciamentos são adequados, necessários e já foram feitos em outros governos, inclusive nos do PT. A comunicação poderia ter sido melhor.

BBC News Brasil – Como a senhora avalia as manifestações ocorridas nesta semana por causa dos contigenciamentos?

Paschoal – As manifestações não foram pela educação, foram por Lula Livre e todas as pautas esquerdistas, o contingenciamento foi apenas uma desculpa.

BBC News Brasil – O presidente chamou os manifestantes de idiotas úteis. A senhora concorda com essa avaliação? Ele agiu corretamente ao expressar esta opinião?

Paschoal – Não. Ele segue sendo como sempre foi. Mas o cargo exige que ele se aprimore minimamente. Para tanto, precisa parar de ouvir quem o estimula a manter o estilo de deputado temático.

BBC News Brasil – Nesta semana, o filho do presidente, Carlos Bolsonaro, disse que existe uma tentativa por parte do Legislativo de fazer o governo gastar mais do que deve, o que abriria caminho para um pedido de impeachment. Como a senhora avalia isso? O presidente corre esse risco?

Paschoal – O Presidente não corre risco de impeachment, pois não cometeu nenhum crime de responsabilidade. No entanto, o Congresso precisa compreender que o momento é delicado e que a população sabe que a MP 870 (que reduz o número de ministérios) precisa e pode ser votada, bem como que a reforma da Previdência é uma necessidade.

Fonte: BBC News

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

MAIS DE 70% DA VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA CRIANÇAS OCORRE DENTRO DE CASA

Foto: Reprodução

Em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, celebrados neste sábado (18), pais e crianças de 0 a 14 anos participaram de uma corrida no Parque da Cidade, em Brasília. O evento, que reuniu cerca de 800 pessoas, é uma iniciativa da Polícia Federal, com o apoio do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e do governo do Distrito Federal. O objetivo é alertar a sociedade sobre esse tipo de crime e envolver a família na prevenção e combate.

Dados do Disque 100 mostram que, só no ano passado, foram registradas um total de 17.093 denúncias de violência sexual contra menores de idade. A maior parte delas é de abuso sexual (13.418 casos), mas há denúncias também de exploração sexual (3.675). Só nos primeiros meses deste ano, o governo federal registrou 4,7 mil novas denúncias. Os números mostram que mais de 70% dos casos de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes são praticados por pais, mães, padrastos ou outros parentes das vítimas. Em mais de 70% dos registros, a violência foi cometida na casa do abusador ou da vítima.

“Há uma cultura dos maus-tratos no país, e a gente precisa implementar a cultura dos bons tratos às crianças e aos adolescentes, os bons tratos em família”, afirma Petrúcia de Melo Andrade, secretária nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente do Ministério da Família, Mulher e Direitos Humanos. A secretária cita o Estatuto da Criança e do Adolescente para ressaltar a responsabilidade da família nos cuidados dos menores de idade, e pede maior envolvimento.

“É uma campanha que envolve a família. Quando a gente resgata o Artigo 227 [do Estatuto da Criança e do Adolescente], no topo do cuidado da criança e do adolescente, está primeiro a família, em segundo a sociedade em geral e, por último, o Estado. Então, esse é o momento dessa família trazer seus filhos e estar no cuidado com eles. Momento de confraternização e alegria e, ao mesmo tempo, trazer essas crianças para um reflexão de um crime que o Brasil não pode suportar”, acrescenta.

Ensinar as crianças

Para Adriana Faria, subsecretária de Políticas para Crianças e Adolescentes da Secretaria de Justiça do DF, as crianças, em boa parte dos casos, não têm noção do que é o abuso sexual. “Aquilo incomoda, ela geralmente sabe que aquilo é errado, mas não necessariamente que é um abuso sexual que precisa ser denunciado. A gente precisa criar mecanismos para que elas conheçam o próprio corpo, saibam proteger o próprio corpo e saibam identificar que tem algo de errado e como elas podem buscar ajuda, justamente porque muitas vezes acontece dentro de casa e não dá para procurar nem pai, nem mãe. Tem que saber procurador um professor na escola, ou um conselho tutelar”, explica.

A autônoma Daíza Vaz Cortella participou da corrida com a filha Elisa, de 5 anos. Ela também concorda que é preciso educar as próprias crianças para se prevenirem da violência, e os pais não podem ter vergonha de abordar a educação sexual com os próprios filhos.

“Nós, pais, temos sim que conversar com nossas crianças e explicar sobre os perigos, esclarecer sobre as partes íntimas, como identificar um abuso. Não podemos ter vergonha de educar as crianças com essa consciência”, diz.

Ao lado do filho Pedro, de 7 anos, Maria de Fátima Sampaio era só sorrisos e um pouco de cansaço após correr cerca de 250 metros empurrando a cadeira de rodas da criança, que tem paralisia cerebral. Para ela, crianças com deficiência são ainda vulneráveis a situações de abuso e violência sexual e, nesse sentido, a conscientização do núcleo familiar e a capacitação de profissionais da educação e conselhos tutelares é crucial para o enfrentamento do problema.

“As crianças especiais, muitas vezes, ficam mais vulneráveis porque não têm os mesmos mecanismos de defesa que outras. Por isso, o envolvimento da família, dos pais, da escola e Poder Público é fundamental”, afirma.

Fonte: Agência Brasil

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

GOVERNO PERDEU ‘MOMENTO MÁGICO’, AVALIAM ECONOMISTAS

Diante das dificuldades de articulação política para a aprovação da reforma da Previdência e das constantes quedas nas projeções para o crescimento da economia brasileira neste ano, a avaliação geral de economistas ouvidos pelo Estado é de que o governo do presidente Jair Bolsonaro desgastou seu capital político com questões menores e que o crescimento de 2019 está praticamente perdido.

“O governo perdeu um momento tão raro quanto importante: na eleição, houve uma ruptura que gerou, na imensa maioria dos agentes econômicos, um volume de otimismo muito razoável”, diz José Roberto Mendonça de Barros, cofundador da MB Associados. “Agora, a pauta pode até avançar – achamos que vai ser aprovada uma reforma mediana da Previdência e o Congresso quer fazer uma reforma tributária –, mas se perdeu esse ‘momento mágico’ e os agentes ficaram desanimados.”

A expectativa para crescimento do PIB, que começou o ano com alta de 2,53%, recuou pela 11.ª semana consecutiva para 1,45%, de acordo com o Relatório Focus. O próprio ministro da Economia, Paulo Guedes, que projetava crescimento de 2,2% para 2019, admitiu trabalhar agora com um avanço de 1,5%.

“Havia a expectativa de que uma grande reforma destravaria o País e ele voltaria a crescer de dois a três pontos por ano. Agora, o mercado deixou a Disneylândia para encontrar a realidade”, diz Marcos Lisboa, presidente do Insper.

Para a maior parte dos economistas ouvidos, não há muito a se fazer no curto prazo para estimular a atividade de forma sustentável. O ex-diretor do Banco Central Alexandre Schwartsman diz que a única saída do governo para reativar a economia seria cortar juros. Mesmo assim, os efeitos seriam defasados. Instrumentos tradicionais de política monetária teriam eficácia pequena em função da perda de confiança, diz Zeina Latif, economista-chefe da XP.

Samuel Pessôa, pesquisador do Ibre/FGV, não vê alternativa sem mudanças nas regras de aposentadoria dos brasileiros. “Se o governo não quiser quebrar, a reforma da Previdência é a única saída para que o Brasil não caia em uma espiral inflacionária.” José Marcio Camargo, professor da PUC/Rio e economista-chefe da Genial Investimentos, reforça a opinião.

Aloisio Araujo, professor da FGV EPGE e do IMPA, aponta algumas medidas microeconômicas, como melhorias na lei de falências, no sistema tributário e na competitividade do mercado de energia. O professor da UnB, José Luis Oreiro, fala como alternativa para este ano a revisão da meta fiscal.

Fonte: Estadão

 

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

EM PERNAMBUCO, BEBÊ DE CINCO MESES É AGREDIDA ATÉ A MORTE POR SER MENINA

Augusto Silva da Cruz, 23 anos, teria agredido a própria filha de cinco meses pelo fato de não aceitar o gênero da criança. Débora Maria Sales da Silva deu entrada no Hospital Petronila Campos, no Parque Capibaribe, em São Lourenço da Mata, desacordada e com múltiplos hematomas na manhã da sexta-feira (17), dois dias depois de ser espancada na casa da família, na Rua Sítio Cajá.

A equipe médica ainda conseguiu reanimar a criança, que foi transferida para o Hospital da Restauração (HR), no Recife. No entanto, o bebê não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do HR. Augusto foi preso horas depois e conduzido à delegacia do município.

De acordo com a Polícia Civil, Silvânia Maria Viana, a mãe da criança. informou que as agressões eram recorrentes há pelo menos três meses. A conselheira tutelar Elisama Fernandes, responsável pelo caso, informou que a menina chegou ao Petronila com hematomas por todo corpo, inclusive na face, desacordada nos braços de uma vizinha, acompanhada pela mãe da criança. “Ela foi direto para a sala de reanimação. Os médicos passaram 30 minutos tentando reanimá-la”, relatou a conselheira.

A transferência para o HR, segundo Elisama, não contou com a presença da mãe. “Ela teve que permanecer em São Lourenço para que o agressor pudesse ser identificado”, disse.  Em sua primeira versão na conversa com a conselheira, a mãe teria relatado que deu um suco à criança que estava no berço, saiu para estender roupas e ao retornar a criança havia caído e estava desacordada.

“Os médicos, no entanto, já haviam informado que os hematomas eram sinais de maus-tratos, não podiam ser de uma queda”, explicou Elisama. Posteriormente, a mãe da criança relatou então que o pai não aceitava o gênero do bebê. Que vinha agredindo a criança há três meses, e que a última vez havia sido na quarta-feira (15), no entanto a criança só foi socorrida na sexta (17).

Segundo a conselheira tutelar, a mãe da criança disse que não pôde realizar o socorro antes porque o marido não permitiu. “Ela afirma que ele a prendia em casa. O local é de difícil acesso, então ela aproveitou que uma vizinha passou com um carro, e a ausência dele, para socorrer a criança”, contou Elisama.

A residência da família, segundo moradores da região, foi destruída por vizinhos que ficaram revoltados com a história. Um inquérito foi instaurado para apurar o caso, e averiguar se houve omissão de socorro por parte da mãe.

Fonte: Sistema OP9

 

 

 

 

 

 

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

ALUNOS DE COLÉGIOS MILITARES SÃO PROIBIDOS PELO EXÉRCITO DE PARTICIPAR DE OLIMPÍADA DE HISTÓRIA

Os 14 mil alunos do Sistema Colégio Militar foram proibidos de participar da 11.ª Olimpíada Nacional de História do Brasil. O Departamento de Educação e Cultura do Exército atribuiu a decisão ao fato de a o evento “não atender ao interesse da proposta pedagógica do Sistema Colégio Militar”. Representantes tiveram acesso ao conteúdo de algumas questões e consideraram inadequado para seus alunos.

O Estadão tentou contato com a organização da olimpíada, mas não obteve resposta. A competição é coordenada pelo Departamento de História da Universidade Estadual de Campinas, com o apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico Tecnológico. São várias etapas de prova, até a disputa final, programada para o segundo semestre, em Campinas.

O Estadão apurou que, entre os pontos que desagradaram militares estava o uso de palavrões em textos das questões. A proibição provocou indignação de estudantes. Eles ressaltaram que a medida destoa da conduta adotada nos colégios do sistema, que sempre foi o de incentivo à participação nesse tipo de competição.

Alunos atribuem a proibição à tentativa do departamento de evitarem que alunos do sistema tenham contato com questões que façam alusão ao período da Ditadura Militar. Professores foram encarregados de transmitir o comunicado da proibição para os alunos. Não foi informada qual a punição para aqueles que desrespeitarem a proibição e participarem das etapas de seleção.

Fonte: Estadão

 

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

STF DEVE JULGAR CASO DE MENINO QUE PRECISA DE REMÉDIO À BASE DE MACONHA

Foto: Reprodução

Uma redução de 80 para “apenas” quatro ou cinco convulsões diárias. Esse é o principal argumento dos pais de Natan, de 6 anos, para convencer o Supremo Tribunal Federal (STF) a garantir que o Sistema Único de Saúde (SUS) pague para ele a importação do canabidiol, substância extraída da planta de maconha e único tratamento que se mostrou eficaz para atenuar o sofrimento da criança.

“É a prova mais cabal que tem. Precisa de mais?”, indaga o advogado Davi Caballin, que representa a família. Para os governadores brasileiros, porém, que se uniram para contestar o pedido no Supremo, é preciso que a substância receba o registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) antes que possa ser fornecida a um alto custo pelo SUS.

O caso está marcado para ser julgado em plenário na próxima quarta-feira (22) e, por ter status de repercussão geral, seu desfecho deve servir de base para a resolução de todas as disputas judiciais que tratam do fornecimento de medicamentos de alto custo sem registro na Anvisa, em todas as instâncias da Justiça.

Desde 2015 o estado de São Paulo tenta reverter, sem sucesso, a decisão de primeira instância que determinou ao governo paulista pagar para Natan os cerca de R$ 300 mil necessários por semestre para importar o canabidiol. Após o caso ganhar a repercussão geral no Supremo, todas as outras 26 unidades da Federação entraram como interessadas no processo.

Judicialização da saúde

O pano de fundo da disputa é a chamada judicialização da saúde, fenômeno que cresce a cada ano, causando impacto no orçamento da área. Na quarta-feira, o Supremo tem pautadas ainda mais duas repercussões gerais ligadas ao fornecimento de remédios de alto custo pelo SUS. São mais de 43 mil processos suspensos por todo Brasil, aguardando uma definição do plenário.

No início do mês, 11 governadores se reuniram com o presidente do STF, ministro Dias Toffoli, para reclamar que, ao garantir medicamentos caros a poucos, a Justiça pode acabar limitando o acesso de muitos a tratamentos básicos.

“A desproporção de valor é gritante. Vamos atender a 500 mil pessoas com o valor que atendemos a 30 milhões de pessoas na atenção básica”, disse o governador Reinaldo Azambuja, de Mato Grosso do Sul, que falou em nome do Fórum de Governadores. “A judicialização está tirando recursos da universalização”, resumiu.

Não há estimativa agregada sobre os gastos dos estados em decorrência de decisões judiciais ligadas a tratamentos médicos, mas Azambuja mencionou um impacto de até “[R$] 17 bilhões em todos os estados” em 2018. Segundo o Ministério da Saúde, no ano passado a União pagou, sozinha, R$ 1,2 bilhão na compra de 10 medicamentos para doenças raras, atendendo a 1.596 pacientes que conseguiram liminares na Justiça.

Um levantamento divulgado em março pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) identificou um crescimento de 130% nas ações judiciais desse tipo entre os anos de 2008 e 2017, existindo hoje ao menos 498.715 processos de primeira instância só sobre temas relacionados à saúde. Um quinto dessas demandas é promovido por pessoas em situação de vulnerabilidade econômica, mostra o estudo.

Entre os diversos motivos que levam as pessoas a buscar a Justiça para ter acesso a tratamentos caros está o descompasso entre o desenvolvimento tecnológico e sua incorporação pelos órgãos estatais, avalia o juiz federal Clenio Schulze, especialista no assunto e coautor do livro Direito à Saúde – Análise à luz da judicialização (2019).

“Um dos problemas maiores é que a indústria produz muito, são muitos medicamentos novos e é muito difícil o Estado incorporar”, disse Schulze à Agência Brasil.

Diante de casos de vida ou morte, os juízes muitas vezes sentem não ter alternativa senão determinar que o Poder Público providencie com urgência os tratamentos. “A percepção que eu tenho, em contato com os juízes do Brasil, é que, como regra, eles têm dado ganho de causa ao autor do processo, justamente por essa situação trágica”, disse o magistrado.

Sem alternativas

Não fosse o SUS, a família de Natan, portador de encefalopatia crônica por citomegalovírus congênito combinada com epilepsia, não teria como desembolsar o dinheiro para importar as ampolas de canabidiol necessárias ao tratamento.

“Se a gente não entrasse com o processo, nossa realidade ia ser muito mais difícil”, disse o pai de Natan, Gilvan de Jesus Santos. Ele hoje está desempregado e trabalha com bicos de entrega para sustentar a família, contou à Agência Brasil.

Responsável por mover milhares de processos do tipo, a Defensoria Pública da União (DPU) também entrou como interessada no caso. Nos autos, o órgão rebate os argumentos dos estados sobre a falta de recursos para arcar com os medicamentos caros não registrados pela Anvisa.

Para a DPU, a Constituição obriga o Estado a fornecer atendimento universal de saúde e, portanto, o Poder Público deve encontrar meios de priorizar essa obrigação. “Ainda que sejam limitados ou finitos os recursos públicos e estejam os mesmos presos à observância das leis orçamentárias, no confronto de valores há que se dar prevalência à saúde e à vida digna dos indivíduos”, escreve o defensor público federal Bruno Vinicius Batista Arruda.

Julgamento

Por ter dezenas de interessados, cada um com a possibilidade de falar em plenário, a tendência é que a análise das repercussões gerais que tratam da judicialização da saúde tome bem mais do que uma sessão plenária no Supremo.

Por isso, apesar de começar na quarta-feira, ainda não há definição sobre a data em que os julgamentos devem terminar. Responsável pela agenda do plenário do Supremo, Toffoli garantiu aos governadores com quem conversou, no entanto, que o objetivo é que ainda no primeiro semestre deste ano se tenha um posicionamento final.

Fonte: Agência Brasil

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

ACIDENTE COM VAN DO CANTOR WESLEY SAFADÃO DEIXA MOTORISTA FERIDO NO MARANHÃO

Foto: PRF/ Divulgação

Um acidente envolvendo uma van do cantor Wesley Safadão foi registrado nessa sexta-feira (17) no km 436,4 da BR-316, no município de Peritoró, localizado a 236 km de São Luís. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal do Maranhão (PRF-MA), o motorista do veículo ficou ferido.

Ainda segundo a PRF, o condutor que não foi identificado, perdeu o controle do veículo que saiu da pista e tombando. Ele sofreu apenas escoriações no rosto, braço e perna.

A van com placa de Pernambuco é usada como apoio da equipe do cantor para divulgação e venda de CDs e DVDs.

Fonte: G1 MA

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

VIVALDO SOLICITA AO GOVERNO PERMANÊNCIA DA MÁQUINA PATROL NA REGIÃO DO SERIDÓ OCIDENTAL

Buscando manter maquinário à disposição dos municípios da região do Seridó, o deputado Vivaldo Costa (PSD) solicitou ao governo estadual à permanência da máquina “patrol” motoniveladora junto a Associação dos Municípios do Seridó Ocidental (AMS).

O maquinário destinado a obras e ações emergenciais na região urbana e rural, hoje atende aos municípios  que integram a associação da região do Seridó Ocidental. Sendo utilizado em obras de construção civil de ampla escala, em conjunto com outros maquinários, principalmente para recuperação e nivelamento de estradas ou patamares.

“É de uma importância grandiosa a permanência da máquina niveladora na região do Seridó Ocidental, já que é imprescindível na obras dos municípios. Os prefeitos contam com esse maquinário para realização de obras e recuperação das estradas”,  justificou Vivaldo em solicitação encaminhada ao governo. Sobre o assunto o presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira (PSDB) também apresentou pedido e Vivaldo reitera a solicitação.

 

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

CANTOR ANDRÉ FRATESCHI CAI DO PALCO DURANTE SHOW E FRATURA DUAS COSTELAS

O cantor André Frateschi, vocalista da banda Legião Urbana, caiu do palco durante um show no Classic Hall, em Olinda, na madrugada deste sábado (18). Ele fraturou duas costelas por conta do acidente, segundo a assessoria do artista.

O palco de onde André Frateschi caiu tem uma altura de 1,60 metro, de acordo com a assessoria da casa de shows. Após a queda, o cantor recebeu atendimento no local e voltou ao palco para tentar continuar o show, mas não conseguiu

André Frateschi, que também é ator, foi levado para um hospital no Recife, mas o nome da unidade de saúde não foi divulgado. Após ter recebido alta, o cantor volta para São Paulo e não participa do show da banda previsto para acontecer em Fortaleza neste sábado (18).

Ele vai se recuperar em casa e não fica internado em nenhum hospital, segundo a assessoria do artista.

Vencedor do ‘PopStar’

André Frateschi foi o campeão da primeira temporada do “PopStar”, reality show musical da TV Globo. Em setembro de 2017, ele levou a melhor na final disputada com outros cinco participantes do programa: Claudio Lins, Eduardo Sterblitch, Lucio Mauro Filho, Mariana Rios e Sabrina Parlatore.

Fonte: G1

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

DEPUTADAS DO PSL TROCAM OFENSAS VIA REDE SOCIAL

Joyce Hasselmann e Carla Zambelli. Reprodução/Estadão Conteúdo

Duas das deputadas mais votadas do PSL, Joice Hasselmann e Carla Zambelli trocaram ofensas na noite de sexta (17), no Twitter. Zambelli acusou a líder do governo no Congresso de não defender que o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) seja mantido no Ministério da Justiça, pasta comandada por Sergio Moro. Na série de postagens, marcou o presidente Jair Bolsonaro, Moro e o líder do governo na Câmara, o Major Vitor Hugo.

A deputada Zambelli também se justificou por não ter mantido a conversa no privado (“já tentei”). A reposta de Hasselmann pôs mais combustível à querela: questionou a inteligência da colega, enquanto afirmava conhecer “matemática básica” para saber que “sem a maioria não se aprova nada” (em letras maiúsculas).

A reação dos seguidores de ambas, entre piadas e galhofas, não foi das mais positivas. Uma seguidora de Zambelli chegou a pedir que a deputada não praticasse “fogo amigo”, outro acusa ambas de darem munição para a militância de esquerda ao exporem suas rusgas em redes sociais. O episódio é mais um capítulo da bagunça que marca a articulação política do governo.

 Confusão armada

O clima pesado entre as colegas de partido não é de hoje. Segundo o Radar, Carla disparou telefonemas de irritação para o Planalto logo que tomou conhecimento da indicação de Joice para líder do governo no Congresso, em fevereiro. Ficou furiosa com a indicação.

Fonte: Veja.com

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

JUÍZA AUMENTA MULTA DA VALE PARA R$ 300 MILHÕES E PEDE EXPLICAÇÕES

Em atendimento a um pedido feito pelo Ministério Público (MP), a juíza Fernanda Machado, da Vara de Barão de Cocais (MG), decidiu ontem (17) elevar o teto de uma multa aplicada à mineradora Vale para R$ 300 milhões.

Segundo o MP, a mineradora não apresentou o estudo dos impactos relacionados ao eventual rompimento das estruturas da Mina de Congo Soco. A decisão ocorreu após notícias de movimentação do talude da cava norte da mina, que pode ter como consequência o rompimento da barragem.

Na decisão, a juíza determinou ainda que a Vale apresente, em 72 horas, um estudo atualizado de ruptura (dam break), considerando a zona de impacto como um todo (mancha de inundação que deve estar descrita no estudo hipotético de situação), levando em conta todos os cenários possíveis e os efeitos cumulativos e sinérgicos do conjunto de todas as estruturas que integram o complexo.

Fernanda Machado também pediu informações detalhadas sobre o que representaria o pior cenário, com todos os parâmetros da barragem que influenciariam a mobilização do rejeito em uma ruptura. A juíza quer detalhes da atualização das rotas de fuga e pontos de encontro, implantação de sinalização de campo e de sistemas de alerta, estratégias para evacuação e resgate da população, comunicação, adequação de estrutura lógica, resgate e cuidado dos animais e de bens culturais. Em caso de descumprimento da decisão, ela alerta a mineradora de que a multa poderá ser aumentada.

Em nota, a mineradora negou ter sido intimada pela Justiça e informou ter apresentado documentos atualizados. “A Vale, no prazo fixado pela determinação judicial, apresentou o relatório mais atualizado de dam break [rompimento de barragem] da Barragem Sul Superior, explicando naquela oportunidade a adequação dos critérios técnicos. A empresa não foi intimada de qualquer decisão quanto a eventual descumprimento da decisão liminar”.

Fonte: Agência Brasil

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

MOSSORÓ – POLÍCIA ENCONTRA JOVEM MORTO COM MÃOS E PÉS AMARRADOS EM ESTRADA DE TERRA

Um jovem de 20 anos foi encontrado morto no final da madrugada deste sábado (18) em uma estrada de terra conhecida como Estrada da Raiz, nas proximidades da BR-304, em Mossoró, na região Oeste potiguar. Segundo a Polícia Militar, Lucas Araújo de Souza, o Luquinha, estava sendo procurado desde a noite da sexta-feira (17), após ele ter sido levado da cidade de Serra do Mel por homens armados e encapuzados.

O corpo de Luquinha foi encontrado com as mãos e os pés amarrados. O jovem, que foi reconhecido por familiares, também estava com uma fita enrolada no pescoço e apresentava ainda marcas de quatro tiros na cabeça.

Os parentes contaram aos policiais que o jovem estava em uma praça, em Serra do Mel, quando quatro homens chegaram em uma caminhonete, todos encapuzados e armados, e o levaram à força.

Fonte: G1 RN

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

MEGA-SENA DEVE PAGAR R$ 7 MILHÕES NESTE SÁBADO

Depois de acumular nesta semana, a Mega-Sena deverá pagar R$ 7 milhões neste sábado (18). O sorteio será feito às 20h, em São Paulo.

No último sorteio, na quarta-feira (15), ninguém acertou os seis números do concurso, e o prêmio acumulou.

As dezenas sorteados foram 02- 14 – 18 – 29 – 36 – 38.

Na quina, foram 80 apostas ganhadoras, cada uma no valor de R$ 23.556,59.

A quadra saiu para 5.236 apostadores, que receberão R$ 514,16, cada um.

Fonte: Agência Brasil

 

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade