FORRÓ NA OLHO D’ÁGUA FOI UM MAR DE GENTE BONITA.

No último sábado, o ‘FORRÓ DA OLHO D’ÁGUA” viveu um dos seus melhores momentos com a apresentação do cantor Flávio José. Foi uma noite que prometeu para os amantes do forró, rítmo típico nordestino.
Nascido em Monteiro, na Paraiba, Flavio José começou a cantar e tocar ainda na infância, influenciado por grandes nomes da música nordestina como Dominguinhos e Luiz Gonzaga, ao longo de sua carreira profissional, iniciada nos anos 70, gravou diversos LPs e CDs, firmando-se como um dos grandes nomes do forró nordestino.

ESSE FORRÓ, REPRODUZIMOS PARA VOCÊ QUE ESTÁ FORA DA NOSSA CIDADE, DO NOSSO ESTADO E DO NOSSO PAÍS.

CABOCLO SONHADOR – MATANDO AS SAUDADES.

♪♪ Sou um caboclo sonhador
Meu senhor, viu?♪♪

♪♪ Se é assim nao tem conversa
Meu regresso para o brejo
Diminui a minha reza…♪♪

♪♪Nao queira mudar meu verso…♪♪

♪♪ Coração tão sertanejo
Vejam como anda plangente o meu olhar
Mergulhado nos becos do meu passado
Perdido na imensidão desse lugar…♪♪

♪♪ Ao lembrar-me das bravuras de nenem
Perguntar-me a todo instante por Bahia
Neca e Quinha, como vão? tá tudo Bem?
Meu canto á tanto quanto canta o sabiá…♪♪

♪♪Sou devoto de Padre Ciço Romão
Sou tiete do nosso Rei do Cangaço
E meu regaço cuminado em pensamento
Em meu rebento sedento eu quero chegar… ♪♪


♪♪ Deixe que eu cante cantigas de ninar
Abram alas para o novo cantador… ♪♪

♪♪ Deixem meu verso passar na avenida
Um forro fiado tão da bexiga de bom. ♪♪

FORRÓ DA OLHO D’ÁGUA COM TARECO E MARIOLA.

♪♪ Eu não preciso de você
O mundo é grande e o destino me espera… ♪♪

♪♪ Não é você quem vai me dar na primavera
As flores lindas que eu sonhei no meu verão…♪♪

♪♪Eu não preciso de você
Já fiz de tudo pra mudar meu endereço…♪♪

♪♪ Já revirei a minha vida pelo avesso
Juro por Deus não encontrei você mais não… ♪♪

♪♪ Cartas na mesa
O jogador conhece o jogo pela regra…♪♪

♪♪ Não sabes tu eu já tirei leite de pedra
Só pra te ver sorrir pra mim não chorar…♪♪

♪♪ Você foi longe
Me machucando provocou a minha ira
Só que eu nasci entre o velame e a macambira…♪♪

♪♪ Quem é você pra derramar meu mungunzá…♪♪

♪♪ Eu me criei
Ouvindo o toque do martelo na poeira…♪♪

♪♪ Ninguem melhor que mestre Osvaldo na madeira
Com sua arte criou muito mais de dez…♪♪

♪ Eu me criei
Matando a fome com tareco e mariola… ♪♪

♪♪ Fazendo versos dedilhados na viola…♪♪

♪♪ Por entre os becos do meu velho Vassoural.♪♪

VIVENDO O FORRÓ DA OLHO D’ÁGUA COM A MÚSICA DE MALA E CUIA.

♪♪ Na minha casa
Ta sobrando espaço
Guardei de mim um pedaço
E reservei só prá você…♪♪

♪♪ Na minha casa
Tá sobrando rede
Sobra torno na parede
E amor pra dar e vender… ♪♪

♪♪ Na minha casa
Toda hora é hora …♪♪

♪♪ A gente ri a gente chora
A gente se diverte…♪♪

♪♪ E nesse flerte você botando
As unhas de fora
Nosso amor não demora
E logo acontece (BIS)…♪♪

♪♪ Pode vir
De mala e cuia amor…♪♪

♪♪ Que eu não vou tá nem aí…♪♪

♪ Nosso amor tá cobiçado
E não vai ser maltratado
Por ninguém de novo (BIS) .♪♪

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo