Federação da Agricultura e Pecuária do Rio Grande do Norte participa da Expointer 2011 no Rio Grande do Sul

O parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, Rio Grande do Sul, recebe desde o dia 26 de agosto produtores rurais, expositores e uma grande quantidade de visitantes que acompanham de perto todas as novidades e leilões da 34ª da Expointer. Considerada uma das maiores feiras agropecuárias do Brasil.

A edição de 2011, que se encerra no domingo (04), recebeu nesta quinta-feira (01) a visita do ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho, da senadora e presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Kátia Abreu, e de diversos presidentes de Federações da Agricultura de todo o País, entre eles o do Rio Grande do Norte, José Álvares Vieira.

Na visita a feira, as autoridades puderam observar o trabalho desenvolvido e saber dos bons números atingidos ao longo desses dias. De acordo com os organizadores, a expectativa deste ano é de comercialização de mais de um bilhão de reais. Entre os animais em exposição estão bovinos de corte, bovinos de leite, gado misto, bubalinos, equinos, ovinos, suínos, caprinos, pássaros, aves, chinchilas e coelhos.

Incentivo

De acordo com o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Rio Grande do Norte (Faern), José Vieira, os números da Expointer servem de incentivos para outras feiras que são promovidas em todo o Brasil. Ele cita a nossa Festa do Boi. “É muito bom observar a pujança dessa feira e a alegria dos produtores rurais e organizadores. Uma prova que o trabalho do ano inteiro está aqui. E os resultados são fantásticos. Espero que outras feiras agropecuárias tenham esse mesmo espírito empreendedor. Quem sabe a Festa do Boi também não possa um dia ser grandiosa como a Expointer”, augurou Vieira.

Na sua visita a Expointer 2011, o ministro da Agricultura anunciou que o Governo Federal pretende criar um centro de pesquisas virtual no Rio Grande do Sul, para incentivar parcerias entre a Embrapa e pesquisadores de outros países da América do Sul. Ele disse que além de promover transferências de tecnologia a iniciativa deve colaborar para a sanidade agropecuária no continente.

O presidente da Faern, José Vieira, disse que era uma boa notícia para o campo brasileiro, mas que iniciativas como essa deveriam também acontecer nos estados da região Nordeste. “Tenho certeza que esse centro de pesquisas dará certo. E isso é um passo fundamental para a nossa agropecuária atingir outro nível de competição no mercado global. Agora, será que boas alternativas como essa apresentada pelo ministro Mendes Ribeiro não poderiam vir para o Nordeste?”, perguntou Vieira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo