O PSD ESTÁ NO LIMITE

A vice-procuradora-geral eleitoral, Sandra Cureau, pediu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta sexta-feira (9) mais prazo se manifestar sobre a criação do Partido Social Democrático (PSD), fundado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. A procuradora quer investigar supostas fraudes nas coletas de assinaturas de apoio à criação da legenda.

“Trata-se, à toda evidência, de situação que demanda maior esclarecimento – inclusive em face da repercussão social e política envolvendo tais fatos e denúncias -, razão pela qual este Ministério Público Eleitoral manifesta-se pela conversão do processo em diligência”, disse a procuradora.

O adiamento do processo pode causar problemas para o PSD na filiação do futuros candidato às eleições de 2012. Segundo o calendário eleitoral, quem pretende concorrer na disputa do ano que vem precisa estar filiado a uma legenda até 7 de outubro deste ano. O mesmo prazo vale para que o partido seja criado e possa concorrer no pleito.

O pedido da procuradora será analisado pela relatora do caso no TSE, ministra Nancy Andrighi. A lei permite que, em caso de falhas no processo, a Procuradoria-Geral Eleitoral peça mais 10 dias de prazo para que o partido possa sanar os problemas e mais 10 dias para que seja dado um novo parecer. Caso a relatora do processo conceda o prazo adicional, a análise do registro pode demorar até 20 dias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo