Vereador Jamaci: O Jogo Político Mipibuense

Foto: Jamaci Oliveira, atuante vereador de São José de Mipibu-RN

O Ano começou, e este em especial é um Ano de eleições Municipais. Diferente de outras eleições Municipais passadas este ano eleitoral começa confuso. Os “grandes líderes” parecem que optaram pela tática de não parecer muito interessados nas disputas de espaço dentro dos seus grupos na luta de 2012.

Mas, em verdade, não é bem assim. Pelo contrário: jogam intensamente. Jogam tanto, de um lado e outro, como se uma linha intermediária não separasse os times em disputa, ocorre que esse jogo já começa a despertar uma crise de confiança. A ponto de os possíveis candidatos ao legislativo não conseguirem ter a certeza de que lados ficarão seus líderes, se ficarão juntos ou separados e o preço político que irão cobrar para o apoio e a aliança.

O grupo situacionista começou a perder a nitidez logo depois de contados os votos das eleições de 2010, já no início do ano passado, quando da divisão de espaços no governo deixou alguns com espaço privilegiado em detrimento de outros, a força política demonstrada foi desconsiderada e foi privilegiada a capacidade de manutenção de apoio incondicional e a subserviência como critério.

Além disso, a decisão unilateral da prefeita Norma de candidatar-se a vereança, além da surpresa, deixou alguns pré-candidatos com as “barbas de molho” e alguns deles passaram a não tê-la como aliada natural, apesar de aliados de sua luta. E ela passou a manter o movimento pendular dialogando com todos, mas fazendo só para alguns.

“Alguns deles passaram a não tê-la como aliada natural, apesar de aliados de sua luta”.

Por outro lado, o grupo do ex-prefeito Arlindo, na tentativa de agradar a todos e cooptar o máximo possível de lideranças e aliados, também tem deixado fraturas expostas, já que é impossível construir um arco de “alianças” tão grande sem a garantia evidente de estrutura para sua manutenção e alguns já estão céticos e temerosos com a “cantiga” de alguns desavisados de que o ex-deputado é um “prefeito de férias”.   Esse tipo de ação de “já ganhou” é sempre perigosa e a história política está cheia de exemplos clássicos de gente que quebrou a cara agindo assim.

Contudo, os últimos acontecimentos e a flagrante “desunião” do grupo governista tem sim gerado dividendos políticos ao grupo de Arlindo.

A tão comentada “terceira força”, na minha opinião não irá surgir, primeiro porque ainda não mostrou efetivamente a que veio, segundo porque não há mais tempo para viabilização política e por fim não tem apresentado nada de novo e inovador até agora.

Terceira força, não há mais tempo para viabilização política

O jogo dos dois principais grupos políticos Mipibuenses, apesar da tradição do estilo, teria sido perfeito até como tática se eles não tivessem perdido a noção de limite e se não abusassem da arte de falar para não dizer nada. Hoje, nenhum de seus apoiadores e pretensos pré-candidatos sabem a sua posição.

Mas, uma coisa não se há de negar no seu movimento de pêndulo: Os “grupos políticos” mantiveram abertas todas as portas. Abrigando um aqui e outro acolá e estão todos a espreita e a espera, e sem precisar refletir ou abrigar as contradições e dificuldades que esses operam nas suas práticas políticas.

Amanhã, na hora final, que por sinal está chegando, a princípio Abril, onde veremos se a renúncia anunciada por Norma ocorrerá e depois em Junho nas convenções partidárias, Tanto um grupo como outro poderá hastear sua bandeira em qualquer dos territórios partidários, desde que suas exigências sejam aceitas, mesmo que seus sonhos pareçam descabidos.

Onde veremos se a renúncia anunciada por Norma ocorrerá…

A campanha, definidas as estruturas e sejam quais forem os candidatos, não fugirá da tradição de disputa. Uma luta que não poderá perder de vista o sempre cobiçado território eleitoral de Mipibu, onde a liderança Normista e Arlindista são definidoras. Mas, tão verdadeiro quanto suas forças é o risco de aparecerem com seus grupos esfacelados com feridas abertas que podem redundar numa campanha fácil para um lado ou para o outro e até mesmo numa terceira via(que não acredito).

Mas engana-se quem subestima esses “líderes”, eles sabem o que fazem, sabem o que as pessoas mais próximas a eles andam fazendo. Eles tem a noção clara do que pretendem e vão dar tempo ao tempo e decidir no último minuto da prorrogação quando o quadro estiver mais definido. Uma estratégia perigosa (porque gera muito desgaste), dado o novo cenário que se está construindo. Mas eles tem todo direito de tentar. O poder fascina.

One response to “Vereador Jamaci: O Jogo Político Mipibuense

  1. Concordo com você,fascina tanto que os interesses públicos passa ser pessoal,veja a situação atual na nossa mipibu,fiquei triste quando nesses dias de festa visitei São José a primeira decepção foi chegar na rodoviária,meus Deus!!Despresso total,ainda bem que a cidade é a cara ,o perfil dos admistradores!!Afinal onde realmente é a entrada da cidade?Sinto muito pq uma cidade tão próxima da capital.Sempre acompanho os fatos através desse notável Blog(vai aqui meu agradecimento a Daltro,que sem conhecermos pessoalmente,tem minha admiração).
    Agora um apelo de uma conterrânea,a o vereador novo e me parece atuante,articule a exemplo das cidades visinhas como Monte Alegre entre outras que são exemplos de organização,veja o centro da cidade em frente ao mercado público a situação do calçamento,imagino se o centro está assim,como deve estar os bairros mas distantes?espero que o novo admistrador venha com uma perpectiva de mudança!!Esse é um desejo de uma eleitora que mesmo distante ainda vota em Mipibu e faz questão de exercer a cidadania.
    Fico a imaginar…tem prefeitos que na sua administração tem mostrado obras externas e ainda é notificado por mal uso do dinheiro público,mas imagine vc,quem ainda não foi acusada e não tem obras tão visíveis?Imagino a butija do dinheiro publico municipal,ah! esqueci fez uma obra recente…Mas a chuva levou!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo