Emenda coletiva pode ser solução para retomada de atendimento a pacientes fissurados no RN

unnamed (30)

Fotos: João Gilberto/AL

Uma emenda coletiva dos deputados estaduais poderá solucionar o problema da falta de atendimento aos pacientes com fissuras labiopalatinas no Rio Grande do Norte. Este foi o principal desdobramento de audiência pública realizada nesta terça-feira (27) pela deputada estadual Gesane Marinho (PSD) na Assembleia Legislativa.

“Vamos levar aos demais deputados a ideia de uma emenda coletiva para o hospital que se disponha a realizar as cirurgias e o tratamento desses pacientes, que se encontram completamente desamparados hoje no nosso Estado”, disse Gesane, que recebeu apoio da deputada estadual Larissa Rosado (PSB), também presente na audiência.

A ideia proposta pela audiência é que o Rio Grande do Norte se torne um centro de referência em tratamento da fissura labiopalatina, mas enquanto isso não acontece, a emenda coletiva ajudaria um dos hospitais a se estruturar para reabrir o programa de atendimento no Sistema Único de Saúde.

aqssem 2

O Hospital Universitário Onofre Lopes, que detém o controle sobre o Hosped – que até o ano passado realizava cirurgias e tratamento da má formação – precisa de algumas adequações solicitadas pelo Ministério da Saúde para voltar a realizar o atendimento.

Participaram da audiência representantes da Sesap, Secretaria Municipal de Saúde, Hospital Universitário Onofre Lopes, Associação Brasileira de Fissuras Labiopalatinas, Hospitais Varela Santiago e Maria Alice Fernandes, Conselho Regional de Medicina e Associação Norte-rio-grandense de Ortodontia.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo