LÍDER INDÍGENA É TRANSFERIDO DE AVIÃO PARA HOSPITAL APÓS PASSAR MAL

Cacique Raoni durante discurso em evento no Parque Indígena do Xingu — Foto: Ricardo Moraes/Reuters

O cacique Raoni Metuktire, de 89 anos, líder da etnia Kayapó, foi transferido de avião neste sábado (18) para o município de Sinop, no norte de Mato Grosso, onde ficará internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital. O cacique apresentou um quadro depressivo após a morte da mulher dele, Bekwyjkà Metuktire, por diabetes há um mês

Ele estava internado em um hospital de Colíder, a 648 km de Cuiabá, depois que passou mal. Raoni é conhecido internacionalmente pela defesa dos direitos dos povos indígenas.

De acordo com informações do sobrinho-neto de Raoni, Patxon Metuktire,  o cacique está internado desde quinta-feira (16). O cacique vive no Parque Nacional do Xingu, em São José do Xingu, a 931 km de Cuiabá.

Segundo a direção do Instituto Raoni, o cacique apresentou um quadro depressivo após a morte da mulher dele, Bekwyjkà Metuktire, no dia 23 de junho, há um mês. Ela tinha diabetes e sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

O indígena foi internado com sintomas de fraqueza e falta de ar, teve complicações gastrointestinais e desidratação. Sem conseguir se recuperar com remédios tradicionais, ele foi internado. Foram feitos testes preventivos para o novo coronavírus, mas todos deram resultados negativos.

Raoni e Bekwyjkà Metuktire tiveram oito filhos e estavam juntos há pelo menos oito décadas.

Por medo da pandemia do coronavírus, a anciã não foi removida para um hospital, de acordo com a neta Mayalú Txucarramãe, que postou nas redes que o avô estava “arrasado com a perda da sua companheira, conselheira e matriarca”.

Histórico

O líder indígena é reconhecido internacionalmente pela luta que articula pelos povos indígenas. Em 1989, ele teve um encontro histórico com o cantor Sting durante o I Encontro dos Povos Indígenas do Xingu, em Altamira (PA).

Papa Francisco com o líder indígena Raoni Metuktire: troca de presentes em audiência privada no Vaticano – 27/05/2019 Foto: Vatican Media/AFP

Em maio de 2019 o  papa Francisco recebeu no Raoni no Vaticano. De origem kayapó, o brasileiro iniciou em 12 de maio uma excursão de três semanas pela Europa para denunciar o aumento do desflorestamento no Brasil.

G1/Mato Grosso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo