ONZE ESTADOS E O DISTRITO FEDERAL JÁ TÊM PREVISÃO PARA AULAS PRESENCIAIS

Foto: Divulgação/Meu Caminho

Relatório da Federação Nacional de Escolas Particulares (Fenep), que monitora o cenário das unidades privadas de ensino, aponta que em 11 Estados e no Distrito Federal há previsão para retomar as atividades presenciais. Nos outros 14 Estados, as aulas continuam suspensas e sem data para voltar.

Distrito Federal deve ser a próxima unidade federativa a reabrir escolas, com retorno das aulas proposto para o próximo dia 27, segundo o relatório da Fenep. Já os governos do Maranhão e do Tocantins preveem retomar as atividades a partir de 3 de agosto. Neste mês, os Estados do Rio Grande do SulMato Grosso do Sul e Rio Grande do Norte também pretendem voltar com aulas presenciais.

No Rio, a cidade de Angra dos Reis projeta o retorno das escolas em 17 de agosto. Em Alagoas, as aulas devem voltar na segunda quinzena de agosto ou na primeira quinzena de setembro, de acordo com o governo local. Já no Pará, a cidade de Marabá planeja a volta para o dia 3, enquanto a capital Belém só fala em reabertura em setembro.

Além do Estado de São Paulo, a depender do avanço local da pandemia, há expectativa de retorno ainda em setembro no Acre e no Piauí. Nesta sexta-feira, 17, o secretário da Educação de São Paulo, Rossieli Soares, ressaltou que estão mantidos os protocolos de retomadas das aulas presenciais na educação básica.

Em Manaus, as instituições de ensino privado retomaram as atividades, conforme o quarto ciclo do plano de reabertura gradual das atividades estabelecido pelo governo local. O Estado foi o primeiro do Brasil a autorizar a volta das aulas presenciais, segundo a Fenep. Do total de 87 mil estudantes em Manaus, 60 mil retornaram às aulas presenciais. O retorno, com rodízio de alunos, foi marcado pelo uso de máscaras e a instalação de barreiras acrílicas.

Agência Estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo