MINISTRO DO STJ FELIX FISCHER ADIA JULGAMENTO SOBRE ‘RACHADINHAS’ NA ALERJ

Foto: Sérgio Lima/Poder360

O ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Felix Fischer retirou nesta terça-feira (15) da pauta da 5ª Turma a análise de 1 recurso da defesa do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) no caso das supostas “rachadinhas” na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro).

Trata-se de pedido para paralisar as investigações. Não há data para que o caso seja retomado.

Fischer já rejeitou 2 vezes, individualmente, o pedido da defesa do congressista. A 1ª foi em abril. A 2ª, em maio.

Segundo o MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro), Flávio comandou uma organização criminosa que atuou em seu gabinete no período em que foi deputado estadual, de 2003 a 2018.

O Suposto esquema desviava salários de servidores de seu gabinete para uso pessoal. Segundo a acusação, o dinheiro era lavado com aplicação numa loja de chocolates no Rio da qual o senador é sócio e em imóveis.

Fonte: Poder 360

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo