TJRN E UFRN PROMOVEM CURSO DE INTRODUÇÃO À INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL PARA A JUSTIÇA ESTADUAL

A Secretaria de Tecnologia da Informação do TJRN e o Centro de Tecnologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) irão promover, a partir de outubro, um curso de introdução à inteligência artificial para o Poder Judiciário estadual. O objetivo é capacitar servidores da Setic e magistrados e servidores interessados no tema para que possam integrar, futuramente, a equipe do Núcleo de Inteligência Artificial do TJRN.

A iniciativa busca um nivelamento dos principais conceitos de inteligência artificial no TJRN, capacitando servidores e gestores com conceitos e ferramentas básicas para disseminar uma cultura de melhoria contínua e busca por uma maior eficiência com uso de técnicas de IA.

Veja AQUI o programa completo do curso.

Telepresencial, através da plataforma Google Meet, o curso será dividido em quatro módulos, com carga horária total de 105 horas-aula, com partes teórica e prática, com horas de leitura, além de implementação e testes de algoritmos discutidos no curso. Os instrutores serão professores e mestrandos da UFRN.

As aulas serão realizadas às terças e sextas-feiras, no período da tarde, entre outubro de 2020 e fevereiro de 2021.

O primeiro módulo, com início em 6 de outubro, abordará “Introdução a Linguagem Python e Fundamentos de Ciência de Dados”; o segundo, “Introdução a Modelos de Inteligência Artificial”; depois “O PJe (Processo Judicial Eletrônico) e a plataforma Sinapses”; e por último “Introdução à automação no Judiciário usando Sinapses e técnicas adicionais”.

Assim, o curso de capacitação visa formar uma massa crítica no TJRN sobre conceitos principais nas áreas de Ciência de Dados, Modelos de Inteligência Artificial, PJe e a plataforma Sinapses.

INSCRIÇÕES

As inscrições podem ser feitas até o dia 1º de outubro, por meio de formulário disponível em http://www.tjrn.jus.br/setic/.

Para participar, há a necessidade de pré-requisitos como conhecimentos básicos em programação/matemática/estatística, sendo preferível o candidato possuir nível superior na área tecnológica e/ou exatas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo