FAIXA DE AREIA E ESTABELECIMENTOS SÃO INTERDITADOS PERTO DE FALÉSIA QUE CAIU SOBRE FAMÍLIA EM PIPA

Parte da faixa de areia da praia da Pipa, no município de Tibau do Sul foi interditada, no início da tarde desta quarta-feira (18), no trecho em que uma falésia cedeu e matou um casal, o filho de 7 meses e o cachorro da família na terça-feira (17).

Ainda de acordo com a prefeitura do município, nove estabelecimentos, como restaurantes e hotéis, que ficam localizados no topo da falésia, foram interditados ainda na noite de terça (17). As interdições ocorreram por tempo indeterminado, até que as análises de engenheiros e geólogos apontem os riscos no local.

Uma comitiva com representantes de órgãos municipais, Defesa Civil do Estado e do Ministério Público Federal, entre outros órgãos, se reuniu durante a manhã e visitou o trecho da praia no início da tarde desta quarta (18).

De acordo com a Defesa Civil do Estado, geólogos e engenheiros civis analisam a área para apontar riscos e possíveis soluções. Somente após as análises, as autoridades vão definir se as interdições devem permanecer ou não.

O MPF abriu uma investigação para exigir que as autoridades adotem medidas urgentes para garantir segurança dos frequentadores da praia e novos deslizamentos. Procuradores participaram da reunião desta quarta (18).

Ao todo, segundo o MPF, há 18 inquéritos abertos envolvendo ocupações irregulares em bordas de falésias no litoral do estado, principalmente no Tibau do Sul, onde Pipa fica localizada. Ainda há seis ações judiciais, inclusive uma penal sobre o tema.

Fonte: G1-RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo