PARTIDA DE AVIÃO QUE BUSCARÁ VACINAS NA ÍNDIA ATRASARÁ EM 1 DIA

A aeronave da Azul Linhas Aéreas que decolaria nesta 5ª feira (14.jan.2021) para a Índia na missão de buscar 2 milhões de doses da vacina desenvolvida pela Oxford e AstraZeneca partirá apenas na 6ª feira (15.jan). Segundo o Ministério da Saúde, a partida “foi reprogramada em algumas horas por questões logísticas internacionais”.

O voo sairá do Aeroporto de Guararapes, em Recife (PE), às 23h de 6ª feira (15.jan). Depois disso, segue para Mumbai, na Índia. A data de retorno do avião com o lote de imunizantes ainda está sendo avaliada “de acordo com o andamento dos trâmites da operação de logística feita pelo Governo Federal em parceria com a Azul”, diz o ministério.

A previsão inicial era de que a carga, estimada em 15 toneladas, chegasse ao Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro às 15h do sábado (16.jan). Com a reprogramação, o prazo fica indefinido.

A importação da Índia foi aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) em 3 de janeiro. A agência deve decidir no domingo (17.jan) se autoriza o uso emergencial da substância. De acordo com o Ministério da Saúde, a vacinação começa em até 5 dias depois do aval da Anvisa.

LEIA A ÍNTEGRA DA NOTA DIVULGADA PELA PASTA:

O Ministério da Saúde informa que o avião da companhia aérea Azul começará sua rota para buscar os dois milhões de doses da vacina contra a Covid-19 na Índia às 15h30 desta quinta-feira (14), decolando do Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), com escala ao Aeroporto de Guararapes, em Recife (PE). A partida da cidade pernambucana para Mumbai, na Índia, foi reprogramada em algumas horas por questões logísticas internacionais e continua seu plano de voo nesta sexta-feira (15), às 23h.

O imunizante da AstraZeneca/Oxford foi adquirido pelo Ministério da Saúde junto ao laboratório indiano Serum para garantir o início da vacinação dos brasileiros de forma simultânea e gratuita. A data de retorno do avião ao Brasil, com a carga de vacinas estimada em 15 toneladas, ainda está sendo avaliada de acordo com o andamento dos trâmites da operação de logística feita pelo Governo Federal em parceria com a Azul.

Fonte: Poder360

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo