BRASIL SERÁ AUTOSSUFICIENTE EM VACINAS AINDA ESTE ANO, DIZ PAZUELLO

Foto: Reprodução

Em entrevista exclusiva, ministro disse que o Brasil tem que ser polo exportador de vacinas para a América do Sul

Em entrevista exclusiva concedida nesta quinta-feira (25) em Brasília, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que “o Brasil tem que se tornar autossuficiente e tem que ser polo exportador para a América do Sul” ao falar sobre as vacinas contra a covid-19. Com produção nacional e exportação de vacinas, será possível “criar um cinturão de proteção” para conter as reinfecções, disse o ministro.

Para o ministro, não adianta apenas o Brasil estar imunizado. “Se não vacinarmos a América do Sul, não estaremos seguros”. Os países vizinhos também precisam de vacinas e é por isso que o Brasil precisa fabricar a vacina, disse Pazuello, destacando a imporatação da tecnologia da AstraZeneca para produção nacional da vacina de Oxford. “A partir de julho nós fabricaremos o IFA (na Fiocruz) e estamos em tratativas com o Butantan para, a partir do final do ano, produzir o IFA da vacina chinesa (CoronaVac) “.

O ministro comentou a marca de 250 mil mortes no país e exaltou o papel do serviço público. “É horrível perder 250 mil brasileitos, mas poderia ter sido o triplo”, disse o ministro ao elogiar os trabalhadores da saúde que salvaram 9,3 milhões de pessoas. Pazuello disse que não falta verba para o combate à pandemia, mas gestão, ao destacar que há R$ 18 bilhões disponíveis nos municípios.

Sobre a recente aprovação pela Anvisa da vacina da Pfizer, o ministro disse que as negociações com a farmacêutica continuam, mas que a compra só acontecerá quando houver autorização pelo Congresso.

R7/Jornal da Record

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo