NATAL VAI DECRETAR RESTRIÇÕES E AMPLIAR LEITOS DE UTI; PREFEITO VOLTA A DEFENDER IVERMECTINA

 

  

Álvaro Dias e cúpula da Saúde de Natal anunciaram novas medidas para contenção da pandemia. Foto: Adriano Abreu.

O prefeito de Natal, Álvaro Dias, concedeu entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (22) e disse que o Município vai tomar medidas restritivas com relação à pandemia do novo coronavírus, publicando decreto com novas restrições para a circulação de pessoas ainda durante o dia. O funcionamento de bares e restaurantes será limitado, com restrição e fechamento  a partir das 22h. 

O prefeito também disse que a venda de bebidas alcoólicas será proibida após esse horário. O gestor também anunciou que vai estender horário de funcionamento de 10 unidades básicas de saúde, vai ampliar o número de leitos de UTI no Hospital de Campanha de Natal e voltou a defender o uso da Ivermectina como forma de prevenção à covid-19. Durante a coletiva, Álvaro Dias disse que a população “relaxou” nos cuidados com relação ao distanciamento social e que, por isso, a Prefeitura do Natal vai intensificar ainda mais a fiscalização para o cumprimento das normas sanitárias.

Além disso, o prefeito também disse que o Hospital de Campanha de Natal ficará com 40 leitos críticos para o tratamento da covid-19 ainda nesta segunda-feira. Atualmente, 30 leitos estão em funcionamento e todos estão ocupados. Também na coletiva, Álvaro Dias disse que haverá a ampliação dos serviços em 10 unidades básicas de saúde, conforme já havia ocorrido no pico da pandemia no ano passado. O prefeito também anunciou a proibição da música ao vivo nesses estabelecimentos pelos próximos 15 dias.

Eles passarão a funcionar até as 20h. “Os locais serão equipados, terão os medicamentos para o tratamento da doença e equipe de médicos capacitada para o tratamento contra a covid-19”, explicou o prefeito. Sobre as restrições, o prefeito não deu detalhes sobre como será o decreto, mas disse que ele pode ser até mais restritivo do que o sugerido pelo Governo do Estado.

“Vamos restringir o funcionamento de bares e restaurantes, aumentar as fiscalizações e reforçar a exigência do uso de máscaras e álcool em gel”, disse o prefeito. O chefe do Executivo Municipal, descartou, no entanto, a possibilidade de lockdown, pelo menos no momento e voltou a rcomendou o uso da Ivermectina como uso profilático para o tratamento da covid-19.

“A grande saída é a Ivermectina, com a dosagem certa indicada pelo médico. É ela que impede o acometimento da doença na forma mais grave”, afirmou

Fonte: Tribuna do Norte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo