JUSTIÇA PROÍBE PREFEITURA DE NATAL DE DIVULGAR A IVERMECTINA PARA TRATAMENTO PRECOCE DA COVID-19

Foto: Reprodução

Decisão do juiz Cícero Macedo, da 4ª Vara da Fazenda Pública de Natal proíbe a Prefeitura da capital de divulgar a Ivermectina como tratamento precoce para a Covid-19. O juiz atendeu pedido liminar impetrado po senador do PT, Jean Paul Prates e intimou pessoalmente o prefeito Álvaro Dias.

Para o juiz Cícero Macedo, apesar de ser uma recomendação, a inclusão da Ivermectina na nota técnica elaborada pela secretaria municipal de Saúde “pode evidenciar que o ente público está a adotar e incorporar, como regra, sem base em evidência científica, um tratamento oficial para a Covid-19, e que pode confundir ou gerar expectativas que resultem frustrantes nas pessoas. Também pode sugerir que médicos possam se sentir induzidos, ou mesmo obrigados, a receitar a Ivermectina, mesmo que entendam que pode não ser eficaz ou benéfico ao paciente, com a possibilidade consequências à saúde do paciente, embora não possam ser responsabilizados por tal conduta em razão da autonomia médica”, escreveu.

Com informacoes da Agência Saiba Mais, via Justiça Potiguar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo