PARAIBANO PRESO POR ENGANO É LIBERADO E JÁ ESTÁ COM A FAMÍLIA, EM JOÃO PESSOA

Foto: Reprodução

O contador Daniel Medeiros da Silva, 35 anos,  que foi preso por engano no último dia 17 de maio, acusado de um crime cometido na Bahia, foi solto na tarde deste sábado (29).

Conforme seu advogado, Maklyste Oliveira, a liminar do habeas corpus saiu nesta sexta-feira (28), sendo remetido para o Tribunal de Justiça da Bahia na manhã do sábado. Agora ele se encontra em João Pessoa, na casa da mãe, depois de ter passado 13 dias preso.

Daniel é natural de Campina Grande e estava junto com a família passando férias na capital paraibana e durante uma abordagem de rotina da Polícia Rodoviária Federal, foi surpreendido com um mandado de prisão contra ele por participação em um crime contra bancos e por ser fugitivo de um presídio em Vitória da Conquista, na Bahia.

O contador teve todos os documentos clonados por um criminoso da Bahia e segundo a PRF, como havia o mandado de prisão no nome do campinense, os agentes seguiram o procedimento padrão, conferindo a documentação e encaminhando o homem para a Central de Polícia.

“Foram dias terríveis, 13 dias em uma situação que eu nunca imaginei que passaria. Agora é recuperar esse tempo perdido. (…) A saudade das crianças, da minha família, eu fui tirado do seio da minha família de uma forma… Nunca imaginei que passaria por isso”, disse Daniel, ao sair do presídio.

Após ficar preso 13 dias na Penitenciária Silvia Porto, em João Pessoa, Daniel foi libertado por volta das 16h30,  Vanessa Melo, esposa de Daniel, e os filhos estavam aguardando a saída do pai e após um reencontro bastante emocionado, a família ficou aliviada com o desfecho da história.

Foto: Reprodução

“Meu coração está explodindo de alegria; graças a deus depois de muita luta e muita batalha, hoje é só alegria!”, falou Vanessa à TV Cabo Branco.

O Caso

Daniel é um contador que mora em Campina Grande e foi preso no dia 17 de maio, em João Pessoa, durante um passeio com a mulher e os dois filhos. Ele estava indo comemorar o aniversário de sua mãe.

No caminho, foi parado por uma viatura da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Ao ter a documentação conferida, foi encontrado um mandado de prisão em aberto no nome dele por participação em um crime cometido em Vitória da Conquista, na Bahia.

Contudo, segundo a família, os dados dele teriam sido usados indevidamente pelo homem que de fato é procurado. Daniel foi preso e, desde então, a defesa buscava a revogação da prisão.

Foto: Reprodução/TV Cabo Branco

Segundo o mandado, Daniel teria participado de um crime contra bancos e fugido de um presídio em Vitória da Conquista, na Bahia. Porém, ele nunca se envolveu em nenhuma atividade criminosa e nem sequer chegou a visitar qualquer cidade baiana, conforme garante a família.

De acordo com o delegado da Polícia Civil Luiz Eduardo, logo que a prisão foi feita, ele conseguiu uma foto do foragido e percebeu que se tratavam de pessoas diferentes. Ele acompanha o caso e orientou a defesa a solicitar uma comparação das impressões digitais.

O advogado de Daniel além de ter dado a entrada no pedido para que ele deixe o presídio, outro processo foi aberto, para a seja prisão anulada. Ainda de acordo com o advogado, perícias devem ser feitas nas fotos e digitais do homem que teria se passado por ele.

Foto: Reprodução/TV Cabo Branco

Saindo presídio neste sábado (29), Daniel foi recebido na casa da mãe no bairro de Mangabeira, com muita comemoração e fogos de artifício. Ele pôde comemorar o aniversário da mãe, que foi interrompido pela prisão.

Com informações do G1/Paraíba e Notícia Paraíba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo