MORAES MANDA DANIEL SILVEIRA PAGAR R$ 100 MIL POR VIOLAR TORNOZELEIRA


Foto: Plínio Xavier/Câmara dos Deputados

O STF (Supremo Tribunal Federal) determinou hoje o que o deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) pague uma fiança de R$ 100 mil após o parlamentar violar por diversas o monitoramento por tornozeleira eletrônica. O parlamentar tem um prazo de 48 horas, após a abertura de uma conta na Caixa Econômica, para que o montante seja depositado. Caso ele não siga o que foi estabelecido pelo Supremo, poderá ser detido de forma preventiva.

Ao definir o valor da fiança, o ministro do Supremo, Alexandre de Moraes, citou o salário de Silveira, que é de R$ 33.763 mensais, conforme consta no site da Câmara dos Deputados. Silveira está em prisão domiciliar e foi detido após realizar ataques contra ministros do STF. Na última semana, a PGR (Procuradoria-Geral da República) chegou a pedir a prisão do parlamentar, mas o Moraes preferiu destinar uma multa.

De acordo com relatórios da PGR sobre o monitoramento eletrônico de Daniel Silveira, entre 5 de abril e 24 maio, o parlamentar apresentou 30 violações relacionadas à carga da tornozeleira, à área de inclusão e ao rompimento do lacre que envolve o equipamento.

Para garantir que Silveira irá cumprir com as regras definidas para a prisão domiciliar, Moraes determinou ainda que a Justiça seja informada diariamente sobre o cumprimento das medidas restritivas.

Um inquérito será instaurado para apurar o crime de desobediência, e o ministro pediu para que a polícia colha a versão de Silveira sobre o que ocorreu.

UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo