ARMAZÉM PARÁ FECHA LOJAS FÍSICAS APÓS 62 ANOS DE ATIVIDADE

Foto: Alex Régis

Uma das mais tradicionais empresas do ramo de materiais de construção, o Armazém Pará fecha, em definitivo, nesta quarta-feira (21) suas duas lojas físicas em Natal. A confirmação à TRIBUNA DO NORTE foi feita pelo diretor comercial, Marcantoni Gadelha. “Vamos substituir nossas lojas físicas por outros canais de vendas, entre eles, o e-commerce, onde podemos oferecer um serviço diferenciado, a baixo custo, e vender sem necessariamente ter um estoque físico”, disse o empresário.

Segundo Marcantoni Gadelha, o processo de recuperação judicial, instaurado em 2018, tem afetado a empresa, mas houve agravamento da crise com a pandemia do novo coronavírus. “No início da pandemia houve um certo aquecimento de vendas, o setor de materiais de construção foi um dos mais beneficiados, mas nós não conseguimos nos beneficiar por falta de produtos, e a empresa terminou prejudicada. Não era mais prudente continuar com o varejo físico”, explicou Gadelha.

Ele disse que “situações de mercado” criaram dificuldades na manutenção da empresa, que tem 62 anos de atividade. “Foram ao longo desse tempo altos e baixos. Algumas empresas conseguem aproveitar bem, outras não. São fatores alheios à própria vontade da empresa”, explicou.

A empresa potiguar tem duas unidades – Avenida Engenheiro Roberto Freire e Avenida Antônio Basílio – que terão seu último dia de operação nesta quarta-feira. Grande parte dos estoque das duas lojas, segundo o empresário foram comercializados com a empresa Comercial José Lucena (Conjol), que passará a funcionar no prédio onde hoje funciona o Armazém Pará. A loja comercializavam 22 mil itens.

Marcantoni Gadelha disse que os empregados – à exceção dos que quiseram trabalhar na Conjol – serão desligados da empresa. Ele não divulgou o número de funcionários das duas unidades. Ele explicou que dada à necessidade de reformulação do site e da tecnologia para e-commerce o site da empresa ficará, a partir desta quinta-feira (22) temporariamente fora do ar. Com informações da Tribuna do Norte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo