PROFESSORES DE NATAL SUSPENDEM GREVE APÓS PREFEITURA ENVIAR PROJETO QUE CONCEDE METADE DO REAJUSTE

Foto: Sinte/RN

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Rio Grande do Norte (Sinte-RN) decidiu nesta quarta-feira (29) suspender a greve que havia sido iniciada no dia 10 de dezembro. Por unanimidade, a categoria decidiu, durante assembleia geral, encerrar o movimento paredista pelo menos até o dia 10 de janeiro.

A decisão de encerrar a greve acontece depois que a Prefeitura do Natal enviou para a Câmara Municipal um projeto de lei que concede à categoria um aumento de 6,42%, metade do que os professores têm direito (12,84%). Além disso, a gestão municipal concordou em pagar o reajuste retroativo ao início de 2021 em 12 parcelas.

Para o professor Bruno Vital, coordenador geral do Sinte-RN, o percentual de reajuste proposto pela Prefeitura não é o desejado pela categoria, mas que houve avanços na negociação. Ele destacou ainda que vereadores tentarão apresentar emendas ao projeto a fim de que o reajuste seja aplicado em sua totalidade, ou seja, 12,84%.

A decisão de suspender a greve é imediata. Nesse sentido, já na quinta-feira (30), os professores farão reuniões com os pais de estudantes nas escolas para tratar da retomada das aulas, que serão reiniciadas na próxima segunda, 3 de janeiro.

Outro fator que levou à suspensão da greve foi a determinação, pela Justiça, de uma multa de R$ 20 mil por dia para o Sinte-RN caso a greve tivesse continuado.

Na terça (28), o desembargador Ibanez Monteiro, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), decidiu que a multa deveria ser aplicada caso os professores permanecessem de braços cruzados. Em caso de manutenção de descumprimento, as contas do sindicato poderiam ser bloqueadas.

Em 10 de janeiro, os educadores da rede municipal de ensino voltarão a se reunir para tratar da retomada da greve no município. A atividade vai acontecer na Escola Estadual Winston Churchill, a partir das 14h.

98FM

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo