VÍDEO: BÊBADO DEIXA CARRETA-TANQUE ATRAVESSADA EM RUA, VAI DORMIR E DIZ A PM DO RN QUE SÓ IA TIRAR VEÍCULO “QUANDO AMANHECER”

Foto: Reprodução

Um homem embriagado foi preso, na noite de segunda-feira (6), por desacatar policiais militares em Guamaré, no interior do RN. Segundo a 1ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), através do 3º Pelotão, um segurança de uma empresa do Polo Industrial da cidade denunciou que um suspeito visivelmente bêbado e obstruindo uma via da cidade com uma carreta-tanque.

O veículo transportava líquidos inflamáveis. Com isso, os PMs se dirigiram até a região para atender a ocorrência. Ao chegar no local, foi constatado que o homem havia estacionado em uma avenida e bloqueado parte da via, dificultando a entrada da empresa. Ele se recusava a retirar o veículo e estaria dormindo no momento da abordagem dos policiais.

Os PMs precisaram chamar o suspeito por diversas vezes. Devido ele não ter atendido, foi necessário usar a sirene para acordá-lo. O homem acordou e demonstrou sinais visíveis de embriaguez. Ainda de acordo com a polícia, o suspeito foi agressivo e se recusava a retirar o veículo. Mesmo com o diálogo, conforme é possível ver em vídeo divulgado pela PM, o suspeito se recusou a retirar o carro e começou a questionar a abordagem policial.

Em um dos momentos da gravação, o homem chegou a dizer que só retiraria o carro no outro dia. Segundo a PM, ele chegou a desacatar os policiais com palavras de baixo calão. Para retirá-lo do carro, foi necessário o uso de spray de pimenta. Neste momento, o suspeito aumentou o grau de agressividade e começou a xingar os policiais. Em seguida, pegou o celular e começou a filmar com intuito de tentar intimidar a equipe.

Após ser contido e algemado, ele foi conduzido até a 5ª Delegacia Regional de Polícia Civil, sendo autuado por desacato.

96FM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo