APÓS POLÊMICA E AFASTAMENTO DE PADRE, ARQUIDIOCESE DE NATAL NOMEIA NOVO PÁROCO PARA CANDELÁRIA

Igreja Nossa Senhora de Candelária — Foto: Google Street View

Após a polêmica envolvendo o vazamento de um áudio em que um padre confessou ter vivido um relacionamento com um homem, a Arquidiocese de Natal confirmou nesta terça-feira (26) que nomeou um novo pároco para a igreja que era comandada por ele. O sacerdote envolvido no caso segue afastado das funções.

“Para a função de pároco da Paróquia de Nossa Senhora da Candelária, no bairro da Candelária, em Natal, foi nomeado o Padre Francisco de Assis de Melo Barbosa, então pároco da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, em Macaíba. A posse canônica do Padre Assis, em Candelária, acontecerá dia 16 de agosto, às 19 horas”, informou a Arquidiocese.

Questionada quanto à situação do padreJúlio Cézar Souza Cavalcante, envolvido na polêmica, a igreja informou que ele continua afastado das funções enquanto prossegue a “investigação prévia”, como determina o Código de Direito Canônico. “E só, ao final da investigação, o Arcebispo tomará uma decisão”, informou.

A Arquidiocese de Natal comunicou em 3 de junho, através de nota oficial, que o padre Júlio Cézar, pároco de Candelária, foi afastado de suas funções por tempo indeterminado. O padre tem 51 anos e foi ordenado em 1999.

O padre era presidente do Tribunal Eclesiástico Interdiocesano, função em que julgava denúncias contra outros padres e processos de nulidade de casamentos, por exemplo.

A decisão foi tomada pelo arcebispo metropolitano, Dom Jaime Vieira Rocha, que determinou ainda a abertura de uma investigação para apurar a conduta do sacerdote. O afastamento de Júlio Cézar ocorre no mesmo dia em que veio à tona o envolvimento do padre em um caso homossexual com um fiel.

Segundo o áudio vazado no início de junho, o relacionamento do padre com um fiel aconteceu há cerca de 10 anos e o áudio foi gravado em 2019.

Na época do acontecimento, o homem era noivo e o padre com o qual se envolveu celebrou o casamento dele com a esposa pouco tempo depois. Anos mais tarde, ela descobriu o caso e confrontou os dois, gravando o áudio no qual o padre confessa a relação.

Na gravação, a mulher diz que o caso entre os dois ocorreu entre 2010 e 2012 — antes do matrimônio.

O áudio vazado nas redes sociais foi gravado pela esposa do homem que se envolveu com o padre. A gravação mostra o padre confessando o relacionamento na frente do casal. Em um dos trechos da publicação, o sacerdote diz que o caso com o rapaz se tratou de uma “fraqueza grande” e que “se arrependeu muito”.

A mulher questiona o fato dele, mesmo tendo tido um relacionamento com o noivo dela na época, ter aceitado celebrar o casamento. O padre responde que tinha um carinho pelo casal, o que é negado pela mulher.

O padre ainda comenta que depois desse caso nunca mais teve nenhum relacionamento.

Com informações do g1/RN e 98 FM.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo