CIRO DIZ QUE ‘NÃO HÁ CAMINHO’ PARA APOIO A LULA, NEM EM EVENTUAL SEGUNDO TURNO CONTRA BOLSONARO

O presidenciável Ciro Gomes (PDT) – Foto: Agência O Globo

Terceiro colocado nas pesquisas de intenção de voto, o candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, afirmou não ver caminhos para um eventual apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), de quem foi ministro, em um eventual segundo turno contra o presidente Jair Bolsonaro (PL).

Em entrevista na noite desta quarta-feira ao programa Central das Eleições, da GloboNews, o pedetista disse que aceitaria ter o petista em seu palanque apenas em caso de ele próprio segurir na eleição após o primeiro turno, mas afirmou que “não há caminho” para o inverso.

— Se eu for para o segundo turno contra Bolsonaro? Claro que eu aceito [o apoio de Lula]. O contrário não há mais caminho — disse Ciro, ao ser questionado sobre a possibilidade de apoiar o petista no segundo turno.

Ele frisou: — O maior responsável pela tragédia que está acontecendo no Brasil chama-se Luiz Inácio Lula da Silva.

Ciro até hoje sofre críticas de setores da esquerda por ter viajado a Paris logo após o primeiro turno de 2018, quando Bolsonaro avançou na disputa contra o então presidenciável do PT, Fernando Haddad. O ex-ministro, porém, lembrou que na ocasião o seu partido declarou um “apoio crítico” a Haddad.

O presidenciável ressaltou também que não dará apoio ao atual presidente, da mesma forma como não o fez no pleito passado.

O Globo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo