VÍDEO MOSTRA MOMENTO EM QUE PM DESCE DE CARRO DESCARACTERIZADO E MATA HOMEM DURANTE ABORDAGEM

Foto: Reprodução/TV Subaé

Uma câmera de segurança flagrou o momento em que um policial militar atirou e matou o jovem Daniel da Cruz de Jesus, de 24 anos, na cidade de Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo Baiano, durante uma abordagem policial (veja vídeo acima). A versão oficial apresentada pela Polícia Militar, de que os agentes de segurança foram recebidos a tiros, contradiz as imagens. A família de Daniel fez um protesto pedindo justiça.

https://youtu.be/UmcJjpy1cJk

O jovem foi morto na manhã da última sexta-feira (15). As imagens mostram o momento em que Daniel passava pela rua, quando um carro com os policiais se aproximou dele. O veículo não tinha caracterização da polícia. Dois PMs desceram do carro armados.

No vídeo, é possível ver que o homem colocou as mãos na cabeça quando a abordagem começou. Logo depois, são ouvidos três disparos feitos na direção dele por um dos policiais.

Câmera de segurança flagra PM ao atirar e matar jovem no Recôncavo Baiano; versão da polícia contradiz imagens — Foto: Reprodução/TV Subaé

Nota da PM contradiz imagens

A nota da PM afirma que a equipe fazia rondas e, quando tentou abordar o jovem, “foi recebida a tiros”. Essa versão não condiz com as imagens registradas pela câmera de monitoramento. Além disso, o carro em que os militares estavam não tinha identificação de viatura.

A polícia diz, ainda, que houve um revide e que Daniel foi “atingido, desarmado e socorrido imediatamente ao Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus, mas não resistiu”.

Também na nota, a polícia diz que uma arma de fogo e um vasto material de drogas, como crack, maconha e cocaína foram apreendidos com Daniel.

Na mesma nota que contradiz as imagens, a PM afirma que o comandante do 14º Batalhão “determinou a instauração de um inquérito policial militar, a fim de apurar as circunstâncias do fato, devendo ser concluído em um prazo de 40 dias”.

O texto informa, ainda, que as armas dos policiais foram recolhidas, e que serão periciadas. Durante a tarde de sexta, os familiares de Daniel fizeram um protesto, com pedidos de justiça, em frente ao Departamento de Polícia Técnica (DPT), onde o corpo era periciado.

g1Globo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo