POLÍCIA PEDE PRISÃO PREVENTIVA DE PM QUE ATIROU NA CABEÇA DO CAMPEÃO MUNDIAL DE JIU-JÍTSU LEANDRO LO

O lutador Leandro Lo e o policial militar acusado de atirar no atleta, Henrique Otávio Oliveira Velozo. — Foto: Reprodução/Redes Sociais

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP) informou, neste domingo (7), que a Polícia Civil pediu a prisão preventiva do policial militar apontado como o autor do disparo contra o lutador Leandro Lo, de 33 anos.

Lo foi atingido na cabeça e está internado em estado gravíssimo no Hospital Arthur Saboya, no Jabaquara, após ter sido socorrido durante a madrugada, após uma briga com o policial durante um show de pagode.

O canal Combate teve acesso ao boletim de ocorrência do caso que mostra que o autor do crime é PM Henrique Otávio Oliveira Velozo. Ele está foragido.

O advogado da família do lutador, Ivan Siqueira Júnior, afirmou à TV Globo que o atleta teve morte cerebral confirmada.

A Polícia Militar disse lamentar o ocorrido e que já abriu um inquérito administrativo para investigar o ocorrido.

Segundo testemunhas que estavam no Clube Sírio, na Zona Sul de SP, houve uma discussão entre Leandro Lo e o PM Henrique Velozo, que estava de folga, durante show do grupo Pixote, dentro do clube, por volta de 2h da manhã.

Discussão e tiro à queima roupa

De acordo com as testemunhas, o lutador teria imobilizado o policial após uma discussão. Ao ser liberado, o agente da PM teria dado alguns passos para frente e disparou contra a cabeça do lutador à queima roupa.

O caso foi registrado como tentativa de homicídio pelo 16º Distrito Policial da Vila Clementino. O policial fugiu do local e está sendo procurado pelas autoridades.

Com informações do g1/SP

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo