HERDEIRO DO MIDWAY PODE SER CANDIDATO A PREFEITO DE NATAL

Gabriel Rocha é herdeiro do grupo Riachuelo   – Foto: Reprodução

Se confirmado, o herdeiro do Midway poderá disputar a prefeitura de Natal com os possíveis candidatos: Carlos Eduardo, Wendel Lagartixa, Paulinho Freire e Natália Bonavides

“O setor privado pode dar uma grande contribuição para reformulação da cidade no cenário político municipal”, declarou o presidente estadual do Podemos, Felipe Madruga, ao comentar as primeiras movimentações do partido focando as eleições para a sucessão na Prefeitura de Natal, em 2024.

O dirigente afirmou que ainda não há um nome definido, mas que este certamente deve vir do setor privado, o que, automaticamente, descartaria a indicação do principal expoente do Podemos no Rio Grande do Norte, o senador Styvenson Valentim.

“O nome pode ser do setor empresarial. Estamos conversando, sem nada definido ainda, sobre um projeto para Natal com Gabriel Rocha, o presidente do Instituto Riachuelo e neto do empresário Nevaldo Rocha. Acreditamos que o setor privado pode dar uma grande contribuição para reformulação da cidade. São conversas e entendimentos iniciais, que serão levados para todos os integrantes do partido nos próximos meses, por isso, reitero que ainda é cedo para confirmarmos nomes”, afirmou ao Diário do RN.

Gabriel Rocha Kanner, tem 32 anos, já foi candidato a deputado federal por São Paulo, em 2018 e tem grande afinidade com o tio, Flávio Rocha, que foi deputado no RN, pré-candidato a presidente da República e é o controlador do grupo Riachuelo/MidWay.

Sem citar o nome de Styvenson Valentim como uma possibilidade para o partido ter uma candidatura própria à Prefeitura de Natal, Madruga crê que um candidato com visão empresarial muda as perspectivas do município e é uma opção importante para os eleitores natalenses que estão cansados de sempre ter que decidir entre nomes já conhecidos e até testados politicamente, que geralmente se apresentam como possibilidade de melhorias.

Ele defende que “política se faz com diálogo na base” e que, diante disso, o Podemos, que no início de dezembro incorporou o antigo Partido Social Cristão (PSC) – o que ampliou a bancada da agremiação no Congresso Nacional para 18 deputados federais e sete senadores e aumentará o acesso ao Fundo Partidário – conversará ainda com todos os partidos que já se pronunciaram e os que ainda se pronunciarão sobre a sucessão municipal.

“Trabalhamos baseados no entendimento e no respeito a todos e sempre queremos ouvir todos, por isso, também vamos conversar com as pré-candidaturas que já estão postas. Mas, entendemos que o atual cenário da capital tem espaço para um nome novo, com uma visão diferenciada, que possa trabalhar para a população com dedicação e atenção”, disse o dirigente partidário.

Com informações do Diário do RN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo