Potiguar que estava em helicóptero da Marinha que caiu e deixou dois mortos segue internado

Foto: Reprodução

Um potiguar de 22 anos estava no helicóptero da Marinha que caiu nesta terça-feira (8) em Formosa, no Entorno do Distrito Federal, e deixou dois mortos e 12 feridos.

José Nicolas Rodrigues Soares é fuzileiro naval, trabalha no Rio de Janeiro, mas estava em treinamento no local.

“Ele está internado, em observação”, afirmou a mãe, Walquíria Trindade, que mora em Natal.

Junto com os demais feridos no acidente, Nicolas foi socorrido ao hospital, de onde entrou em contato com mãe, por volta das 14h desta terça-feira (8).

“A Marinha não me ligou, nem ligou para a esposa dele para avisar do acidente. Ele reclama de dores, principalmente no joelho. Ele disse que o helicóptero começou a balançar. Depois, ele desmaiou, acho que teve uma pancada na cabeça. Quando ele acordou, se arrastou pra se afastar do helicóptero”, contou Valquíria.

Após ter sido atendido no Hospital Estadual de Formosa, o militar foi transferido para o hospital da Marinha, segundo sua mãe.

Nicolas vai completar 23 anos no próximo dia 28 de agosto e tem menos de um ano de casado. A família dele mora no bairro Nossa Senhora da Apresentação, na Zona Norte da capital potiguar. De acordo com a mãe, o trabalho militar sempre atraiu o primeiro filho.

“Temos outros militares na família e ele sempre gostou muito disso”, conta.

O acidente

O acidente ocorreu na base militar da Marinha Forte de Santa Bárbara e, segundo a Marinha, envolveu 14 militares. Entre os feridos, sete foram encaminhados para o Hospital Estadual de Formosa e outros dois para um hospital no DF. Dois devem passar por cirurgia ortopédica.

G1/RN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo