Coma beterraba! O vegetal reduz o inchaço e problemas de circulação causados pelo calor, diz a ciência; entenda

Foto: Freepik

O consumo de vegetais é essencial para o funcionamento correto e eficaz do organismo. Cada vegetal possui propriedades únicas que ajudam muito o corpo. Portanto, esses alimentos nunca podem faltar na hora de preparar uma refeição.

Um dos vegetais que tem se tornado mais importante no mundo da nutrição é a beterraba. Este produto natural vermelho escuro está ganhando popularidade devido aos seus incríveis benefícios para a circulação sanguínea, especialmente nas pernas.

Esta contribuição baseia-se no fato de a beterraba ser rica em nitratos naturais, compostos que se transformam em óxido nítrico no corpo humano e atuam como um poderoso vasodilatador, dilatando os vasos sanguíneos e melhorando o fluxo do sangue. Isto se traduz em circulação ideal e menos problemas como varizes e inflamações.

O fluxo sanguíneo adequado também pode ajudar a reduzir o inchaço nas pernas, um problema comum associado à má circulação. Ao dilatar os vasos sanguíneos, os compostos da beterraba facilitam a circulação adequada do sangue e de outros fluidos e, assim, reduzem o inchaço.

A beterraba ajuda a reduzir o risco de formação de coágulos sanguíneos, que podem levar a quadros graves como trombose venosa profunda (TVP) ou até acidente vascular cerebral (AVC). Ao mesmo tempo, a sua capacidade de manter a flexibilidade das paredes vasculares também é destacada como um benefício, uma vez que contribui para a prevenção de diversas doenças arteriais.

Ao melhorar o fluxo sanguíneo e reduzir o inchaço, a beterraba também diminui a sensação de cansaço e peso nas pernas. Desconforto sofrido por quem passa muito tempo em pé ou sentado, situações que predispõem à má circulação nas extremidades inferiores.

A beterraba não só beneficia a circulação sanguínea nas pernas, mas também contém betalaínas, antioxidantes que ajudam a prevenir os danos causados ​​pelos radicais livres nas células e que, além disso, possuem propriedades anti-inflamatórias.

A ciência indica que esses antioxidantes podem ter efeitos antiproliferativos nas células de certos tipos de câncer, como câncer de mama, fígado, cólon e bexiga. Nestes casos, a betalaína atua em conjunto com a vitamina A também presente na beterraba.

Justamente, esses componentes têm grande poder no combate ao envelhecimento precoce. Sua função como antioxidante protege as células dos danos oxidativos causados ​​pelos radicais livres.

Embora seja claro que se trata de um excelente alimento, é importante consumir a beterraba com moderação e como parte de uma alimentação equilibrada. Pode ser apreciado na forma de suco, cru em diversas saladas e cozido em pratos principais doces ou salgados para aproveitar seus benefícios para a circulação e saúde geral.

O Globo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo