Vídeo: ‘Pegada’ deixada em cena do crime revelou identidade de assassino de mãe e três filhas; vítimas foram encontradas nuas

Foto: Reprodução

Um funcionário, de 32 anos, que atuava em uma obra foi preso nesta segunda-feira (27), suspeito de matar uma mãe e três filhas, no Bairro Florais da Mata, em Sorriso, a 420 km de Cuiabá.

Gilberto Rodrigues dos Anjos foi encontrado na obra ao lado da casa onde as vítimas foram encontradas. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a mulher tem 46 anos e as filhas 19, 13 e 10 anos.

Segundo a polícia, as quatro vítimas foram encontradas degoladas e com sinais de abuso sexual. Três delas estavam nuas.

A identidade do autor do assassinato de uma mãe e três filhas em Sorriso (Mato Grosso) foi revelada após os investigadores encontrarem, nesta segunda-feira, uma ‘pegada’ deixada pelo criminoso na cena do crime. As marcas do chinelo de Gilberto Rodrigues dos Anjos haviam ficado no piso manchado de sangue da residência, e uma comparação entre os sinais e o calçado feita pelos policiais confirmou ser ele o autor do crime.

— Deu match perfeito — disse ao Globo o delegado Bruno França Ferreira, responsável pelo caso — Uma das vítimas morreu com um tufo de cabelo na mão. Na hora que fui confrontá-lo, vi que ele tinha um buraco no cabelo. Ele confessou em seguida.

O chinelo foi encontrado enquanto os policiais vasculhavam os pertences do suspeito, que morava e trabalhava em uma obra ao lado da casa onde o crime ocorreu. Do local, segundo o delegado Bruno Ferreira, é possível ver o interior do terreno onde moravam as vítimas, Cleci Cardoso, de 46 anos, e suas filhas, Miliane, de 19, e duas menores de 10 e 12 anos.

O comportamento de Gilberto dos Anjos enquanto os policiais investigavam a cena do crime, na manhã desta segunda-feira, chamou a atenção:

— Todos estavam curiosos, mas tinha um cara que nem chegava perto. Descobrimos depois que ele (Gilberto dos Anjos) tinha um mandado de prisão de Lucas do Rio Verde (MT). Esse crime seguia o mesmo modus operandi — diz o delegado.

O sargento Thalmir Ferreira, porta-voz do Corpo de Bombeiros, informou que a Polícia Militar foi acionada pelos vizinhos após notarem a ausência da família no final de semana.

“Várias das vítimas tinham perfurações de faca. Com certeza, tentaram se defender. Quando estávamos procurando o acesso para entrar na casa, estávamos pensando em arrombar a porta principal, mas uma janela já estava arrombada”, disse.

O bombeiro também contou que a mãe e a filha mais velha foram encontradas mortas no corredor do imóvel. As outras filhas, de 13 e 10 anos, em um dos quartos.

O Globo/G1/MT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo