STF confirma resolução do TSE que acelera retirada de fake news durante o período eleitoral

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Em sessão virtual, a maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) apoiou a constitucionalidade de uma resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que visa acelerar a remoção de fake news das redes sociais durante as eleições. Essa decisão segue a linha de raciocínio do relator do caso, o ministro Edson Fachin, que defendeu a validade da norma e a manutenção de sua aplicação.

Os ministros Alexandre de Moraes, Cármen Lúcia, Cristiano Zanin, Dias Tóffoli e Luís Roberto Barroso também votaram favoravelmente, enquanto os ministros André Mendonça, Nunes Marques, Gilmar Mendes e Luiz Fux ainda não emitiram seus votos, segundo reportagem do Globo.

O texto da resolução contempla medidas como a exigência de que o TSE possa ordenar que redes sociais e campanhas removam links contendo fake news em até duas horas. Além disso, estabelece a proibição de propaganda eleitoral paga na internet 48 horas antes e 24 horas após as eleições. Durante o período eleitoral do ano passado, Fachin já havia negado um pedido de liminar para suspender a aplicação desta resolução, decisão que foi mantida pelo plenário do STF.

Brasil 217

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo