Homem passa mal após vídeo brincando com cobra no interior do RN; polícia faz alerta para a população

Foto: Reprodução

Um morador do município de Santa Cruz postou um vídeo em suas redes sociais na segunda-feira (18), brincando com uma cobra. No decorrer da brincadeira, o homem, identificado como Pedro Oliveira, é picado pelo animal, passa mal e precisa ser socorrido ao hospital em Natal.

Pouco após sofrer a picada, Pedro começou a se sentir mal e foi conduzido para o hospital Giselda Trigueiro no bairro das Quintas, em Natal, hospital especializado nesse tipo de ocorrência. Na unidade, ele foi medicado. Ainda não há informações sobre o estado de saúde de Pedro.

O soldado do Batalhão de Polícia Ambiental, Jean Carlos, conversou com o Ponta Negra News sobre como a população deve proceder no caso de encontrar um animal peçonhento.

“Para evitar acidentes é imprescindível manter uma distância segura, (pelo menos 2 metros) e nunca tentar capturá-las ou manuseá-las. Se for possível, tranque o animal em um cômodo (banheiro, quarto, etc), ligue para o 190 e aguarde uma viatura resgatar o animal.”, destacou.

O soldado frisa também que os seres os humanos não são presas desse tipo de animal e que eles atacam apenas quando se sentem ameaçados. “Os seres humanos não são presas naturais destes animais, e por isso não é do hábito deles, nos atacar para se alimentar. Contudo, ao se sentir ameaçado com nossa presença, eles reagem se defendendo e nos mordendo.”, explica.

Já no caso de um incidente, a recomendação é lavar o local da picada com água e sabão, identificar o animal com uma foto, por exemplo, e ir imediatamente para um hospital de referência mais próximo para tomar o soro antiofídico. “Não aplique nenhum tipo de substância como medicamento ou pomada e também não tente sugar o local da picada. Não comprima o local com cordas ou torniquete, nada disso vai ajudar e pelo contrário, pode prejudicar.”, orienta.

A orientação, em caso de encontrar esse tipo de animal, não é ferir, nem matar o animal. “Apesar de peçonhentos, estes animais são animais silvestres e também possuem proteção por lei, por isso, tente não matar o animal, e siga as instruções já mencionadas.”, conclui.

Ponta Negra News

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo