Estradas do RN: Apenas 30 km sao classificados como ‘ótimos’; 650 km são ruins ou péssimos, aponta CNT

Foto: Foto: Inter TV Cabugi/Reprodução

O levantamento anual realizado pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) em 2023 apontou que a malha de rodovias federais e estaduais do Rio Grande do Norte enfrenta graves problemas.

Dos 1.879 km de estradas pesquisados, apenas 30 km são classificados como “ótimo”, todos pertencentes às rodovias federais. Por outro lado, quase 650 km são considerados ruins ou péssimos.

As rodovias estaduais são as mais afetadas. Cerca de 70% da extensão pesquisada, ou seja, 243 km, foi classificada como péssima. Além disso, 15,7% estavam em condições ruins e apenas 14,9%, equivalentes a 54 km, eram consideradas regulares.

É importante ressaltar que não há nenhum trecho de rodovia estadual no Rio Grande do Norte classificado como “bom” ou “ótimo”. Em quase 80% dos trechos pesquisados nas RNs, a geometria das pistas foi avaliada como de qualidade péssima.

Essa situação tem um impacto significativo na economia local. O custo operacional de empresas e famílias que dependem dessas estradas aumenta em 71%, índice que pode desestimular a atividade econômica e encarecendo produtos e serviços.

Portal 96FM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo