Fugitivo de penitenciária da Grande Natal é visto no interior do RN e deixa 14 celulares para trás ao escapar de cerco, diz PM

Foto: Divulgação

Um dos dois apenados que fugiram da Penitenciária Estadual Rogério Coutinho Madruga, no Complexo de Alcaçuz, em Nísia Floresta, na Grande Natal, foi visto neste domingo (19) em Assu, na região Oeste potiguar, segundo a Polícia Militar.

Policiais realizaram um cerco perto da ponte da BR-304, mas o homem conseguiu escapar ao entrar em uma área de mata e deixou 14 celulares para trás.

De acordo com o tenente-coronel Maximiliano Luiz Bezerra Fernandes, comandante do 10º Batalhão da PM, o fugitivo visto no município era Gustavo da Rocha Dias, de 30 anos, conhecido como Zé Colmeia.

“A informação chegou por meio de denúncias anônimas. Ligaram para cá. As pessoas que ligaram reconheceram ele pelas fotos que foram divulgadas”, afirmou o coronel.

Por volta de 12h30, os policiais se deslocaram até o local informado, nas proximidades da BR-304, e montaram um cerco. No entanto, ao avistar os policiais, o homem conseguiu escapar correndo para uma área de mata.

Segundo o coronel, ao correr, o fugitivo deixou para trás uma bolsa com 14 celulares, cinco relógios, além de roupas. Os celulares e relógios tinham sido furtados de um imóvel arrombado no sábado (18), na cidade.

Ainda segundo o comandante, na noite de domingo (19), a PM recebeu novas informações de que o mesmo fugitivo foi visto no município vizinho, Itajá, distante 11 km de Assu, por volta de 21h. Uma equipe foi enviada ao local, mas o suspeito conseguiu escapar novamente entrando em uma área de mata.

O coronel ainda afirmou que as buscas continuam na região.

Procurada pelo g1, a Secretaria de Administração Penitenciária do Rio Grande do Norte (Seap) informou que não comenta diligências ou investigação em andamento.

Informações que possam levar a recaptura dos foragidos devem ser repassadas através do Disque Denúncia 181 ou pelo 190.

A fuga

Os dois presos fugiram da Penitenciária Estadual Rogério Coutinho Madruga, no dia 30 de abril. Eles foram identificados pela Seap como:

Gustavo da Rocha Dias, 30 anos; e

Ricardo Campelo da Silva, 43 anos.

Os fugitivos eram internos “qualificados para serviços”, como são chamados os “presos de confiança”, que realizam trabalhos dentro da penitenciária.

Segundo o secretário de Administração Penitenciária (Seap), Helton Edi Xavir, os dois estavam trabalhando em uma obra no presídio.

O comandante da Polícia Militar do RN, Coronel Alarico Azevedo, disse que os presos utilizaram uma bicicleta após fugirem da unidade prisional. Um vídeo gravado por câmeras de segurança, mostra os presos no meio de transporte.

g1/RN

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Topo