GOVERNO ARLINDO DANTAS SEGUE COM MELHORIAS DE INFRAESTRUTURA UTILIZANDO RECURSOS DO MUNICÍPIO

Imagens: Reprodução

Principais vias de cesso ao centro da cidade de São José de Mipibu estão com suas pavimentações recebendo asfalto. Meio milhão de reais estão sendo utilizados nas melhorias visíveis à todos.

A rua José Jorge, popularmente conhecida por “Rua do Jorge”, é um dos acessos beneficiados com o dinheiro que é fruto dos impostos pagos pela população mipibuense.

 

De acordo com o prefeito Arlindo Dantas, que está acompanhando remotamente as ações do seu governo, “se os mais de R$ 24 milhões provenientes dos royalties de São José de Mipibu não tivessem sido desviados para o município de Monte Alegre, todo o entorno do centro da cidade estaria com a pavimentação totalmente asfaltada”. Com mais de meio milhão de reais estamos fazendo tudo isso, imagine o que não teríamos feito com mais de R$24 milhões em caixa”, acrescentou Arlindo.

Na semana que passou a Prefeitura Municipal iniciou aplicação de asfalto na avenida Senador João Câmara, via pública onde está localizado o Fórum Municipal. Além da João Câmara, estão sendo contempladas com asfalto as ruas  José Jorge, São João, Capitão Joaquim Dantas,(Bradesco), Princesa Isabel e travessa Pedro Guarani.

PREFEITURA DE NATAL REFORÇA DISTRIBUIÇÃO DE MÁSCARAS DE PREVENÇÃO

A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas), em parceria com as pastas de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes) e de Mobilidade Urbana (STTU), reforça a partir desta segunda-feira (03) a campanha de conscientização e prevenção ao Coronavírus com a distribuição de milhares de máscaras de proteção.

Além da entrega de máscaras reutilizáveis, dezenas de servidores das três secretarias estarão nas ruas passando informações e orientações acerca das medidas de prevenção pessoais no combate à Covid-19. Hoje, as equipes estiveram em Ponta Negra e no Alecrim.

“Sabemos da necessidade da reabertura do nosso comércio, por isso mesmo reforçamos essa importante ação para não regredimos.  Cada cidadão abordado receberá máscaras laváveis e reutilizáveis, além de poder tirar dúvidas com servidores preparados para orientações”, explica a titular da Semtas, Andréa Dias.

Em decreto, publicado na edição do Diário Oficial do Município do dia 30 de junho, a Prefeitura normatizou o funcionamento do comércio durante a pandemia de Covid-19. Dentre as novas normas, está a obrigatoriedade do uso de máscaras em estabelecimentos comerciais, repartições públicas e no transporte coletivo que opera na cidade.

Para o comércio, o decreto prevê ainda uma série de determinações específicas. As lojas e prestadores de serviços em atividade precisarão, por exemplo, higienizar seus ambientes e fazer o controle de entrada de funcionários e clientes. Além disso, devem observar o necessário distanciamento de pessoas em circulação em suas unidades, com o limite mínimo de 1.5 metro entre elas, bem como o controle de acesso às suas dependências. Da mesma forma, precisarão fixar placas informativas com orientações para a prevenção de contágio e exigir o uso de máscaras.

MINISTRO DA CASA CIVIL, GENERAL BRAGA NETTO, É DIAGNOSTICADO COM COVID-19

General Braga Netto Foto: Beto Barata/PR

O ministro da Casa Civil, Walter Braga Netto, está com Covid-19, informou a assessoria da pasta nesta segunda-feira (3). Ainda de acordo com a equipe da Casa Civil, ele ficará em isolamento nos próximos dias.

Braga Netto tem 63 anos de idade, faixa etária que o coloco no grupo de risco para Covid-19. Em uma nota, a assessoria informou que ele está assintomático e passa bem.

O titular da Casa Civil é o sétimo ministro que se infectou com o novo coronavírus. O governo tem 23 pastas. Veja os ministros que já tiveram a doença:

– Augusto Heleno, Gabinete de Segurança Institucional;

– Bento Albuquerque, Minas e Energia;

– Milton Ribeiro, Educação;

– Onyx Lorenzoni, Cidadania;

– Marcos Pontes, Ciência, Tecnologia e Inovações;

– Wagner Rosário, Controladoria-Geral da União;

– Braga Netto, Casa Civil

 SECRETÁRIO DE SAÚDE PEDE COLABORAÇÃO DA POPULAÇÃO; RN REGISTROU MENOR ÍNDICE DE ISOLAMENTO SOCIAL DO PAÍS

Foto: Reprodução

Em entrevista concedida nesta segunda-feira, 3, ao Bom Dia RN, da Interv Cabugi, o secretário de Estado da Saúde, Cipriano Maia, explicou as decisões tomadas pelo Governo Estadual em torno das medidas de contenção do coronavírus no Rio Grande do Norte.

Questionado sobre o índice de isolamento do RN ter sido o menor do Nordeste neste fim de semana, o secretário reforçou a importância da conscientização por parte de gestores e da população.

“A pandemia não acabou. Enquanto tivermos doentes e infectados, o risco pode ocorrer. Ainda temos um número de casos e óbitos muito alto, em torno de 7 a 10 mortes por dia por uma mesma doença, não é algo natural”.

Cipriano também destacou a importância do embasamento científico nas tomadas de decisões pelos gestores. “O Governo do Estado tem buscado uniformizar as medidas, discutindo com todos os municípios, buscado o diálogo e atitudes mais cooperativas e solidárias”.

Ele explicou que a retomada das atividades econômicas foi proposta de forma gradual pelo Comitê Científico que embasa as decisões válidas para todo o estado. “O risco de uma segunda onda da doença está ocorrendo em outros estados e países. A taxa de transmissibilidade está oscilando. Precisamos que a população colabore com atitudes de responsabilidade e em defesa da vida”, destacou.

“No final de semana tivemos manchetes que mostraram o comportamento de alguns seguimentos da população e isso é assustador. A abertura antecipada de bares e shoppings, que estava proposta para acontecer a partir desta quarta (5), é preocupante”, alertou. O secretário também pontuou a importância do cumprimento dos decretos estaduais no enfrentamento da pandemia. “Precisamos de atitudes de defesa da vida, de cuidado e proteção das pessoas para não pôr a perder a retomada programada que foi proposta, com responsabilidade. São mais de 1.800 mortes no estado e não queremos que isso continue levando sofrimento às famílias”.

JUSTIÇA POTIGUAR DÁ INÍCIO HOJE (3) À RETOMADA GRADUAL DAS ATIVIDADES PRESENCIAIS EM CINCO COMARCAS

Foto: Divulgação

Audiências criminais de réus presos, realização de sessões do júri popular, audiências envolvendo adolescentes internados em conflito com a lei ou relativas a crianças e adolescentes em situação de acolhimento institucional e familiar. Estes são o foco da primeira etapa da retomada das atividades presenciais pelo Poder Judiciário do Rio Grande do Norte a partir desta segunda-feira (3), ainda sem atendimento presencial ao público.

Cinco comarcas foram preparadas para a realização destes atos: Natal, Parnamirim, Macaíba, Extremoz e São Gonçalo do Amarante. Elas integram a primeira fase da primeira etapa do Plano de Reabertura Gradual das Atividades Presenciais

  Foto do Fórum da comarca de Parnamirim, com painéis de acrílico instalados.

As ações da gestão da Justiça potiguar observam as determinações presentes na Resolução nº 322/2020 do Conselho Nacional de Justiça. As medidas que envolvem o reinício das atividades estão sendo tomadas com cautela e segurança como o primeiro passo de um recomeço responsável para toda a comunidade judiciária norte-rio-grandense.

O Tribunal de Justiça do RN providenciou a aquisição e instalação de telas de acrílico, faixas e fitas para o distanciamento social e disponibilização de dispensadores de álcool gel, termômetros infravermelhos, máscaras de tecido, protetores faciais e material educativo sobre orientações de prevenção à Covid-19.

Todo este esforço do TJRN, adaptando esses espaços com todo o material de proteção necessário, é direcionado a garantir a biossegurança nas atividades a serem desempenhadas pelos profissionais envolvidos nesta área de atuação: magistrados, servidores, promotores, advogados, pessoal de apoio, além dos réus. Com isso, as unidades estão aptas a funcionar a partir de hoje.

A retomada nas cinco comarcas que integram a 7ª Região de Saúde é gradual e o trabalho remoto ainda será priorizado. Estão autorizados a retomar as atividades presenciais a partir de hoje – apenas para a realização dos atos citados – os Gabinetes criminais do 2º grau; Juizados Especiais e Varas com competência criminal; Varas com competência em Violência Doméstica; Varas com competência em Infância e Juventude.

Em Natal, as atividades serão retomadas apenas no Fórum Miguel Seabra Fagundes. As unidades judiciárias localizadas no Complexo Judiciário e abrangidas pela primeira etapa do retorno presencial poderão, excepcionalmente, realizar audiências presenciais no FMSF ou no Fórum Varella Barca, na zona Norte da capital.

Acesso restrito e com protocolos

Além do número reduzido de atividade, o acesso às dependências do Poder Judiciário também será restrito aos envolvidos nas audiências ou sessões do júri popular. Poderão ingressar nos prédios onde funcionam as unidades autorizadas na primeira fase da primeira etapa apenas os magistrados, servidores, colaboradores, membros do Ministério Público e da Defensoria Pública, advogados, testemunhas, partes, peritos e auxiliares da Justiça.

Para adentrar nos prédios do Poder Judiciário, todos deverão fazer uso de máscara facial e se submeterem a teste de temperatura corporal. Será vedado o acesso de pessoas sem máscara, com temperatura igual ou superior a 37,5ºC, que recusarem a aferição da temperatura corporal ou que apresentarem sintomas visíveis de doença respiratória.

DOMÈNEC TORRENT CHEGA AO RIO E DARÁ TREINO AINDA HOJE AO ELENCO DO FLAMENGO

Domènec, sucessor de Jorge Jesus no local, já está no Brasil e conhecerá instalações do Flamengo nesta segunda-feira. Foto: Divulgação Flamengo

O novo técnico do Flamengo, Domènec Torrent  desembarcou na manhã desta segunda-feira, por volta das 5h30, no Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro, vindo da Espanha. Ao seu lado, também chegaram o auxiliar-técnico Jordi Guerrero e o analista de desempenho Jordi Gris. Domènec foi recebido por cerca de 30 torcedores no Galeão.

Acompanhado dos dirigentes Marcos Braz e Bruno Spindel, e de seus auxiliares, o novo treinador seguiu para o Ninho do Urubu, para conhecer as instalações e dará entrevista coletiva às 12h30.

Foto: Divulgação

— Acho que já posso falar português perfeitamente. No Flamengo, a gente tem que ganhar, ganhar e ganhar. Porque o Flamengo é um dos grandes clubes do mundo. Então, acho que estamos preparados, prontos para tentar ganhar títulos e jogar bonito. Estou muito feliz por fazer parte desse grande clube, dessa grande nação. Acho que estou pronto para tentar ganhar títulos com essa grande torcida — disse Domènec no desembarque.

A estreia de Domènec será no próximo domingo, quando o Flamengo enfrenta o Atlético-MG na primeira rodada pelo Campeonato Brasileiro.

— O mais importante agora é respeitar o trabalho do Jorge Jesus porque é um time ganhador. E aí, pouco a pouco, vou mudar um pouco as coisas. Mas a intenção é ficar no Brasil muitos anos. Quando estou feliz no clube, e o clube está feliz comigo, quero ficar quatro, cinco anos… Quero poder dizer que ganhamos e que o clube está muito feliz comigo.

Torrent ainda aguarda mais um membro para a sua comissão técnica. Julian Jimenez, preparador físico, não chegou junto com o trio pela necessidade de buscar documentos para dar entrada no país. A tendência é que o desembarque no Brasil aconteça no meio desta semana.

O Globo

SAIBA COMO SERÃO AS ELEIÇÕES A VEREADOR APÓS MUDANÇA DE REGRAS SOBRE AS COLIGAÇÕES

Pedro Ladeira/Folhapress

As eleições deste ano para a escolha de prefeitos e vereadores serão atípicas. Há mudanças no sistema de candidaturas para vereadores e novas ações da Justiça Eleitoral para evitar proliferação de fake news, além das condições de votação impostas pela pandemia do coronavírus, a começar pela mudança do calendário eleitoral.

As eleições passaram de 25 de outubro para 15 de novembro. Em cidades com segundo turno, essa disputa será em 29 de novembro.

Mas a principal mudança no formato das eleições municipais deste ano está no veto de coligações para o cargo de vereador. As coligações consistem na união de diferentes partidos para a disputar do pleito.

A novidade veio com a Emenda Constitucional nº 97, de 2017, que passou a proibir a celebração de coligações nas eleições para vereadores, deputado estadual, federal e distrital. A união de partidos em chapas ainda vale para os cargos majoritários —prefeito, senador, governador e presidente da República.

Com a determinação, os candidatos aos cargos de vereador somente poderão participar em chapa única dentro do partido.

A CPMI no Congresso e o inquérito no STF sobre as fake news também podem influenciar campanhas, uma vez que juízes eleitorais se revestem do poder de polícia e podem determinar, com foco no que circula nas redes sociais e em sites da internet, a apreensão de materiais considerados ilícitos por ele.

Essa medida também pode gerar conflitos atípicos, em especial por eventuais interpretações subjetivas em relação a conteúdos veiculados.

Entenda como será feita a divisão das cadeiras de vereadores com as novas regras.

Como os votos são distribuídos nas eleições proporcionais? Nas eleições majoritárias (para prefeito, governador, senador e presidente) considera-se o voto em cada candidato, e o mais votado se elege.

Na proporcional, para as Câmaras Municipais, é considerada a soma de votos obtidos por todos os candidatos a vereadores de um partido mais os votos obtidos pela legenda (o eleitor pode dar seu voto a um partido, sem escolher um nome específico lançado por ele). O total será usado em uma conta que vai determinar o número de vagas ocupadas por cada partido. O modelo permite que um candidato mal votado consiga se eleger quando está em uma chapa forte ou quando concorre ao lado dos chamados puxadores de votos.

Como é feita a equação? Finalizada a eleição, os votos válidos (excluídos nulos e brancos) são somados e divididos pelo número de assentos na Casa. No caso da Câmara dos Deputados, a divisão leva em conta o número de cadeiras a que o estado tem direito. O resultado obtido é chamado de quociente eleitoral.

Depois, cada partido tem calculado um outro quociente, o partidário. Os votos que todos os membros do grupo receberam são somados e depois divididos pelo quociente eleitoral. No cálculo do quociente partidário, se o resultado da divisão for 5,8, o quociente partidário é 5, pois despreza-se a fração. Esse é o número de vagas a que o partido terá direito, e então são considerados os votos individuais.

Na Câmara Municipal de São Paulo, por exemplo, são 55 cadeiras em disputa na eleição.

O que mudou da eleição passada para esta? A equação permanece igual, porém, no caso de vereadores, não serão mais permitidas as chamadas coligações. Antes, vários partidos podiam concorrer em uma mesma chapa, fazendo crescer o quociente partidário e, portanto, a chance de conseguir mais vagas.

Agora os partidos têm de concorrer sozinhos. Segundo avaliação de deputados ouvidos pela reportagem, essa mudança tende a enfraquecer partidos menores, que antes podiam se coligar a partidos maiores ou apresentarem blocos maiores de candidaturas. A longo prazo, por exemplo, existe a tendência de fusão entre pequenos partidos.

Se após a distribuição ainda sobrarem vagas, como é feita a divisão? Para definir quem fica com as vagas que sobram, é feito um novo cálculo. Desta vez, divide-se o total de votos da coligação pelo número de cadeiras que o partido ou grupo já garantiu mais 1.

Se uma legenda, a partir da divisão anterior, obteve 3 assentos, então o quociente partidário será dividido por 4 (3+1). A legenda que obtiver a maior média ganha a primeira cadeira. A conta se refaz, considerando sempre o número de vagas que cada partido conquistou na última rodada, até que se esgotem os assentos. Se uma legenda levou 8 cadeiras na primeira divisão (quociente partidário) e mais uma na primeira rodada da distribuição da sobras, ela terá o número de votos obtidos dividido por 10 (8+1+1).

Antes, só participavam da distribuição das sobras os partidos que tivessem quociente partidário maior que 0. Desde 2018, contudo, todos disputam essas vagas.

Quantos candidatos pode haver por partido? Com o fim das coligações proporcionais, nas eleições deste ano cada partido terá direito de lançar até 150% do número de vagas existentes na Câmara Municipal. Antes, com as coligações, esse índice era de 200% para cada uma. Para municípios de até 100 mil eleitores, poderão ser registradas candidaturas no total de até 200% do número de vagas a ser preenchido. No caso de São Paulo, portanto, valem os 150%.

A Câmara Municipal de São Paulo tem 55 vagas,e, portanto, os partidos podem lançar até 83 candidatos.

Por que se dizia que as coligações “enganavam” o eleitor? Quando um candidato tem uma votação muito expressiva, infla o quociente partidário. Como nem sempre as coligações eram formadas por simples alinhamento ideológico, uma pessoa podia votar em um candidato progressista e acabava elegendo um outro de um partido conservador, e vice-versa. Com a reforma de 2017, esse fenômeno não existirá mais.

Um candidato com muitos votos ainda pode ajudar a eleger outros com votação inexpressiva? Agora, um candidato bem votado ainda pode puxar outros sem tantos votos, mas todos eles serão da mesma legenda. Uma regra em vigor desde 2018, contudo, define que só podem ser eleitos aqueles que tiverem votação igual ou superior a 10% do quociente eleitoral (divisão do total de votos válidos da eleição pelo número de vagas). A ideia é evitar que sejam eleitos candidatos sem nenhuma expressão nas urnas.

 Por Folhapress

RIO GRANDE DO NORTE COMEÇA AGOSTO COM MENOR ÍNDICE DE ISOLAMENTO SOCIAL DO PAÍS

Movim

  Foto: Arquivo/Ney Douglas/Portal Tropical

O Rio Grande do Norte registrou o menor índice de isolamento social entre todos os estados brasileiros, no último sábado, 1º de agosto, com apenas 37,64% da população em casa. No domingo (2), a taxa subiu para 45,17% – ainda assim, o resultado potiguar ficou entre os três piores do país.

Os números fazem parte do levantamento da empresa de tecnologia In Loco, que realiza um acompanhamento nacional sobre o assunto, com base em dados de 60 milhões de brasileiros, usuários de vários aplicativos de smartphones.

De acordo com o mapa criado pela empresa, o isolamento registrado no sábado ficou próximo ao de estados como Maranhão (37,72%), Tocantins (37,89%) e Paraíba (37,9%). Já as maiores taxas de isolamento do país ficaram com Piauí (44,52%), Acre (43,22%), Rio Grande do Sul (41,93%), e Espírito Santo (41,74%).

GUARDAS MUNICIPAIS RESGATAM JIBOIA-ARCO-ÍRIS EM CONDOMÍNIO DE NATAL

Agentes do Grupamento de Ação Ambiental da Guarda Municipal do Natal (Gaam/GMN) resgataram no sábado (1º), uma jiboia-arco-íris. O réptil que pode chegar a dois metros de comprimento foi encontrado dentro de um condomínio residencial situado no bairro Planalto, zona Oeste da capital.

A guarnição da GMN foi acionada por moradores do condomínio que encontraram a jiboia fora do seu habitat. Os agentes usaram as técnicas e procedimentos para captura de cobras agindo de maneira a preservar a saúde do animal e dos agentes. A jiboia foi contida e colocada numa acomodação própria para transportar o animal.

Os guardas informaram que a jiboia arco-íris não é uma espécie peçonhenta e ataca suas presas utilizando técnica constritora, que consiste em abraçar a presa até a morte. As jiboias dessa espécie possuem um dorso pardo-avermelhado com manchas negras e ventre amarelado, apresentando brilho intenso. Elas se alimentam de mamíferos e aves.

A jiboia arco-íris passou por uma avaliação rápida das condições de saúde física feitas pelos guardas municipais e em seguida foi levada a Zona de Proteção Ambiental 01, onde se localiza o Parque da Cidade do Natal, e foi devolvida a natureza.

INTERESSE DE DALLAGNOL E MORO EM ELEIÇÃO IMPULSIONOU IDEIA DE QUARENTENA

© Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil e Sérgio Lima/Poder360/Drive”.

A ideia de impor uma quarentena para juízes e procuradores que tenham interesse em disputar uma eleição vem sendo amadurecida há algum tempo dentro do Supremo Tribunal Federal e entre congressistas. Na semana passada, o presidente do STF, Dias Toffoli, defendeu que o Congresso analise o tema.

Toffoli disse: “Volto a pedir ao Congresso Nacional que estabeleça prazos de inelegibilidade para membros da magistratura e do Ministério Público que deixarem suas carreiras para que não possam fazer dos seus cargos e das suas altas e nobres funções meios de proselitismo e demagogia”.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), corroborou a ideia de Toffoli. O demista afirmou: “O Parlamento deve ouvir a proposta do presidente Toffoli e decidir pelos 8 anos, por 6 anos, por 4 anos. Aí é uma decisão do plenário”.

Nos últimos dias, integrantes do STF e do Congresso têm circulado por meio de mensagens diálogos do procurador Deltan Dallagnol cogitando ser candidato a senador nas eleições de 2018. Dallagnol cita também a possibilidade do então juiz Sergio Moro, chefe da Lava Jato, entrar para a política.

As mensagens foram divulgadas pelo site The Intercept. No caso que ficou conhecido como Vaza Jato, por revelar conversas entre os procuradores, Sergio Moro e outras pessoas ligadas à famosa operação de combate à corrupção.

Os diálogos, segundo o Intercept, “indicam, ainda, que a candidatura não era meramente um plano pessoal de Dallagnol, mas, diante de um ‘sistema político derrubado’, um desejo de procuradores que ia além da Lava Jato e do Paraná. Em mais de um momento, ele afirma que teria apoio da força-tarefa caso decidisse concorrer, o que indica que isso foi tema de debates internos”.

A conversa mais explícita foi divulgada em 3 de setembro de 2019 e havia sido registrada no aplicativo Telegram dos integrantes Lava Jato em 14 de dezembro de 2016. A seguir, o diálogo tal como foi captado (inclusive com eventuais solecismos) dos celulares dos procuradores que tiveram suas mensagens obtidas pelos hackers da Vaza Jato:

14 DE DEZEMBRO 2016 – CHAT PRIVADO

10:30:29 Vladimir Aras – Vc tem de pensar no Senado

12:58:02 Deltan Dallagnol – Obrigado pelo incentivo, mas vejo muitos poréns

13:09:38 Aras – Vc se elege fácil e impede um dos nossos inimigos no Senado: Requiao ou Gleise caem

13:29:56 Dallagnol – Não resolve o problema. Ajuda se o MPF lançar um candidato por Estado. Seria totalmente diferente e daria trabalho, mas pode ser uma das estratégias para uma saída.

13:30:22 Dallagnol – No PR não precisaria ser eu rs, mas eu apoiaria fortemente essa rede de candidatos

13:30:44 Dallagnol – Ou pensamos alguma saída maluca, ou estamos ferrados

13:45:12 Aras – Vc e Moro

13:45:14 Aras – Ou Carlos

Em março de 2017, Dallagnol foi abordado sobre a possível candidatura pela procuradora do DF Luciana Asper, mas desconversou:

1º DE MARÇO 2017 – CHAT PRIVADO

10:41:42 Luciana Asper Valdir – Tem alguma chance de vc se candidatar a senador?? Alguns estão me perguntando.

11:57:18 Dallagnol – Eu não gostaria, sendo sincero, por uma série de razões. Não é meu perfil, é uma turbulência na vida familiar, ganha menos, tem menos férias, fica tomando pedrada na vitrine num jogo de menitras, correria um risco grande ao me desligar do MPF, tem a questão da LJ etc. Contudo, tem muitas pessoas que respeito muito que estão incentivando, inclusive o pessoal da LJ. Hoje, descogito, e essa é a melhor resposta para quem pergunta, até para não expor o caso. A verdade é que quero em minha vida, em primeiro lugar, servir a Deus, e a Bíblia coloca que a vida do cristão é como o vento, que não sabe para onde vai. Se um dia decidir tentar, é porque entendi que é o melhor modo de servir a Deus e aos homens e por puro espírito público, porque vontade não tenho, Lu. Qual a sua impressão?

13:48:35 Luciana Asper Valdir – Entendo vc perfeitamente! Penso exatamente como vc. E confio plenamente que Deus o guiará em todos os caminhos. Vc ouvirá a voz Dele e Ele te colocará onde Ele precisa para continuar no caminho de restauração do que deveria ser está nação que Ele agraciou com tantas bênçãos e foi tão maltratada pelos líderes até hj. Eu confesso que peço todos os dias a Deus para colocar o poder neste país nas mãos dos filhos Dele, verdadeiros cristãos que queiram dar a prosperidade planejada para este Brasil. Falta liderança do bem em todos os cantos. Vc já fez alguma escola no Mpf. Precisamos de um novo congresso sem duvida. Difícil avançarmos com o que vemos por lá. Precisamos de lideranças em todos os cantos! Deixa Deus te guiar que Ele saberá exatamente onde vc deve estar!

14:02:12 Dallagnol – Valeu Lu. Quando lembrar, ore por favor pelas decisões que tomamos aqui.

14:40:25 Luciana Asper Valdir – Sim. Sempre!

Em dezembro de 2017, Dallagnol comunicou ao amigo Hadler Martines sua decisão de não se candidatar:

18 DE DEZEMBRO de 2017 – CHAT PRIVADO

22:36:55 Deltan Dallagnol – Grande Hadler, após muita reflexão, oração, ouvir muitas pessoas e chegando a um nível de convicção pessoal e fé bastante alto quanto ao que é melhor pensando em termos de movimento anticorrupção, ontem me antecipei ao meu deadline auto-imposto (tinha me colocado um deadline no fim de janeiro) e decidi não vou sair do MPF em 2018. Posso contar mais detalhes quando conversarmos pessoalmente, mas quis adiantar isso em primeira mão para Vc.

19 DE DEZEMBRO DE 2017 – CHAT PRIVADO

21:14:41 Hadler Favarin Martines – Fala Delta! Cara, você terá meu apoio independente da decisão que tomar. Concordo que uma candidatura neste momento poderia envolver muitos riscos e no MPF você ainda tem muito a contribuir. Pessoalmente, acho que você é uma das maiores lideranças jovem do Brasil e isso poderá abrir grandes portas no futuro. Quem sabe num futuro próximo um cargo político possa ser interessante. Deus te abençoe! Conte comigo. Abs

22:45:49 Deltan Dallagnol – Valeu irmãozinho pelo apoio e incentivo sempre. Sem Vocês seria uma brasa longe do fogo. Que possamos incendiar, juntos, corações, por mudanças. Grande abraço

Procurado pelo Intercept à época em que os diálogos ficaram conhecidos, Dallagnol respondeu, por meio de sua assessoria. Segundo informado, o procurador “se lembra de ter feito reflexões sobre esse assunto [candidatura]”, mas não iria “comentar pensamentos ou cogitações de caráter íntimo. As mensagens são oriundas de crime cibernético e têm sido usadas fora do contexto para acusações falsas.

Por:PODER 360

BOLSONARO SE DEFENDE DE CRÍTICAS SOBRE SUPOSTO RELAXAMENTO NO COMBATE À CORRUPÇÃO

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, passeia de moto por Brasília. No passeio, visitou a padaria Ilha dos Pães e parou para abastecer a moto. Foto: Gabriela Biló / Estadão

O presidente Jair Bolsonaro recorreu a suas redes sociais neste domingo para defender seu governo de críticas que recebeu por, supostamente, ter relaxado no combate à corrupção. Indicado por Bolsonaro, o procurador-geral da República, Augusto Aras lidera uma ofensiva na força-tarefa da Lava Jato em Curitiba que lançou incertezas sobre o destino da operação que desbaratou um esquema bilionário de corrupção e condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Na postagem, o presidente disse que o “maior programa de combate à corrupção” foi executado por ele ao “não lotear cargos estratégicos”. Em seguida, afirmou que qualquer operação deve ser conduzida “nos limites da lei”. “E assim tem sido feito em meu Governo. Quanto às operações conduzidas por outro Poder, quem responde pelas mesmas não sou eu”, escreveu.

Por; msn.com

ELEITOR COM DEFICIÊNCIA PODE PEDIR TRANSFERÊNCIA PARA SEÇÃO ESPECIAL A PARTIR DE 25 DE AGOSTO

Foto: Reprodução/TSE

Nesta data também começa prazo para solicitar transferência de presos provisórios e de adolescentes internos para estabelecimentos com seções eleitorais específicas

Começa no dia 25 de agosto o prazo para o eleitor com deficiência ou mobilidade reduzida apresentar à Justiça Eleitoral pedido de transferência para votar em uma seção especial de sua localidade nas Eleições Municipais de 2020.

As seções especiais são espaços adaptados pela Justiça Eleitoral para oferecer a essa parcela do eleitorado brasileiro maior acessibilidade, comodidade e segurança no momento do voto. O eleitor nessa situação poderá encaminhar o seu pedido à Justiça Eleitoral  até o dia 1º de outubro, de acordo com o calendário eleitoral deste ano.

Nas Eleições Gerais de 2018, os eleitores com deficiência representaram 0,64% do eleitorado nacional, e somavam, na época, 940.630 cidadãos. No último pleito, a Justiça Eleitoral adaptou 45.621 seções eleitorais para garantir o bom atendimento a esses eleitores.

Presos provisórios, militares e juízes

Também tem início em 25 de agosto o prazo para o envio à Justiça Eleitoral da solicitação de transferência de presos provisórios e de adolescentes que cumprem medidas socioeducativas para estabelecimentos com seções eleitorais instaladas especificamente para esse fim.

Nessa mesma data, começa o prazo para que militares, policiais federais, policiais rodoviários federais, bombeiros, policiais ferroviários federais, agentes de trânsito e guardas municipais que estiverem de serviço no dia da eleição possam pedir transferência temporária de seção eleitoral. As chefias desses agentes públicos é que devem encaminhar as listagens à Justiça Eleitoral.

Além deles, os juízes, servidores e promotores da Justiça Eleitoral designados para trabalhar no dia da eleição também podem solicitar, a partir de 25 de agosto, transferência de voto para outra seção eleitoral do município.

O prazo para solicitação de transferência de seção de todos esses eleitores termina em 1º de outubro.

Mesários

Finalmente, os mesários e os convocados para apoio logístico nas eleições que atuarão em local diverso de sua seção de origem também podem pedir, a partir o dia 25 de agosto, transferência temporária de seção eleitoral, desde que esta esteja localizada no mesmo município. Nesse caso, o prazo para solicitação termina em 9 de outubro.

Novas datas

Algumas datas do Calendário das Eleições de 2020 foram postergadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em razão do adiamento do pleito instituído pela Emenda Constitucional nº 107/2020, devido ao avanço da pandemia do novo coronavírus (causador da Covid-19) no país. O primeiro e o segundo turnos das eleições ocorrerão, respectivamente, nos dias 15 e 29 de novembro.

Acesse as novas datas do Calendário das Eleições de 2020.

EM/LC, DM

EMPRESÁRIO BOLSONARISTA É CONDENADO A PAGAR R$ 41 MIL POR FAKE NEWS SOBRE JEAN WYLLYS

Ex-deputado federal Jean Wyllys (PSOL).   Foto: José Cruz/Agência Brasil

A juíza Mônica de Paula Baptista, do 5º Juizado Especial Cível do Rio de Janeiro, condenou o empresário Otávio Fakhoury a pagar R$ 41,8 mil por divulgar uma notícia falsa sobre o ex-deputado federal Jean Wyllys (PSOL).

Em maio, Wyllys entrou com ações judiciais no Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) contra uma série de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro — incluindo Fakhoury — e seus filhos Carlos e Eduardo Bolsonaro. O ex-parlamentar, que deixou o Brasil no ano passado após ser vítimas de ameaças, afirma ter sido alvo de uma campanha difamatória que se utilizou de informações falsas para associá-lo a Adélio Bispo, autor do atentado contra o presidente na campanha eleitoral de 2018.

Ao Sonar, o empresário informou que irá recorrer da decisão, uma vez que apenas republicou o conteúdo de outro usuário, atribuindo autoria a ele, e não teria feito feito juízo de valor sobre o episódio.

Fakhoury foi condenado ao pagamento do montante, acrescido de correção monetária, a contar do dia em que a sentença foi proferida, com juros de 1% ao mês. O empresário também terá que fazer uma retratação pública nas mesmas redes sociais em que compartilhou conteúdos sobre uma suposta relação entre Wyllys e Bispo, considerada inexistente no inquérito da Polícia Federal (PF) que apura o atentado. O descumprimento da decisão acarreta uma multa diária de R$ 10 mil.

Procurado, Fakhoury afirmou que pretende apresentar recursos “até a última instância” para derrubar a decisão da magistrada. Ele destacou que compartilhou no Twitter um texto publicado no Facebook por um usuário chamado Alberto Saraiva e que, ao tomar essa atitude, publicou uma sequência de 16 tuítes que não mencionavam Wyllys em sua totalidade — o primeiro e o último, diz o empresário, indicava que Saraiva havia criado aquele conteúdo. A publicação original ainda continua no ar.

— Eu quis compartilhar para que os meus seguidores no Twitter pudessem ler o texto que o Alberto Saraiva publicou no Facebook — explicou Fakhoury, prosseguindo: —  Wyllys entrou em juízo com pedido para retirar a mensagem, mas não informou que se tratava de uma thread com indicação clara da autoria. Induziu o juiz a achar que o autor fui eu. Eu não escrevi o que ele não gostou, sou uma das milhares de pessoas que compartilharam esse texto.

Parte dessa argumentação foi considerada pela juíza Mônica de Paula Baptista na sentença do caso. No documento, ela afirma que “é possível verificar que foram publicadas informações, tentando vincular à imagem da parte autora à prática de crime de tentativa de homicídio contra o atual Presidente da República” e completa que “ainda que se trate de reprodução de texto elaborado por terceiro, como alega o réu, tal fato não afasta sua responsabilidade em reproduzi-lo”.

Entre as críticas aos desdobramentos do caso, Fakhoury declarou que ele e Wyllys são “inimigos político” por causa de seu apoio ao presidente Bolsonaro. O empresário afirmou que o ex-deputado estaria praticando litigância de má fé e que analisa tomar medidas judiciais por ter sido chamado de “criminoso” por Wyllys no Twitter. O advogado dele na causa, Eduardo Cinelli, reforçou as declarações do cliente.

— A ideia é recorrer e fazer com que a sentença seja reformada. Não houve comentário ou juízo de valor sobre o texto — defende Cinelli, que classificou a tramitação do caso como “apressada”.

Atuante na área de investimentos imobiliários, Fakhoury está na linha de frente do bolsonarismo desde as eleições de 2018. Recentemente, passou a ser investigado nos inquéritos do Supremo Tribunal Federal (STF) que apuram a produção de notícias falsas e ataques sobre a Corte e o financiamento de atos antidemocráticos. Na semana passada, o empresário teve sua conta no Twitter bloqueada por decisão do ministro Alexandre de Moraes, que conduz os dois procedimentos.

Além de Fakhoury e de Carlos e Eduardo Bolsonaro, Wyllys está processando o escritor Olavo de Carvalho, o advogado Frederick Wassef, o youtuber Ed Raposo e os deputados federais Bia Kicis e Bibo Nunes, ambos do PSL. Nunes também foi condenado na última semana.

“Mais uma vitória contra os caluniadores e mentirosos da rede bolsonarista de assédio e assassinato de reputação. Além da vitória contra Bibo Nunes, também  vencemos uma ação contra Otávio Fakhoury, outro criminoso integrante do gabinete do ódio”, escreveu Wyllys no Twitter na última sexta-feira.

Associação ao Caso Adélio

Wyllys alegou ao TJ-RJ que essas pessoas o difamaram nas redes sociais ao afirmarem que ele mantinha ligações com Bispo antes da facada em Bolsonaro. A mentira, veiculada nas redes sociais dos envolvidos, surgiu em uma entrevista concedida por “Luciano Mergulhador” a Oswaldo Eustáquio — e foi replicada em milhares de publicações na internet.

Agência O Globo

DOMINGO DO PRESIDENTE: DE MOTO, JAQUETA E AO SOM DE CREEDENCE, BOLSONARO PASSEIA POR BRASÍLIA

Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

O presidente ficou 15 dias de quarentena por causa do coronavírus, mas o último teste deu negativo no dia 25 de julho

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) aproveitou a manhã deste domingo (2/7) para passear de moto por Brasília. Ele saiu do Palácio da Alvorada, por volta das 9h, e circulou pelo Distrito Federal, passando pelo Varjão, a barragem do Paranoá e outros locais.

Por volta das 8h30, começou a movimentação de seguranças no Palácio do Alvorada, momento que chegou o chefe da secretaria do governo (Segov), general Ramos.

Ouvindo a banda de rock Creedence Clearwater Revival e usando uma jaqueta de couro, ele deixou o palácio por volta das 9h, ao som de Have You Ever Seen The Rain.

Durante o passeio de moto, o presidente parou em uma padaria, chamada Ilha dos Pães, no Lago Norte. Jair Bolsonaro desceu do veículo, colocou a máscara e tirou fotos e falou com apoiadores. O chefe do Executivo aproveitou para tomar um café.

Covid-19

Bolsonaro ficou 15 dias de quarentena por conta da infecção pelo novo coronavírus. Com o exame negativo divulgado no dia 25 de julho, ele voltou a fazer as rondas de moto e os passeios pela cidade, prática do chefe do Executivo antes de pegar Covid-19.

Apesar de estar curado da doença, sua esposa, a primeira-dama Michelle Bolsonaro está infectada. Ela testou positivo para o novo coronavírus quinta-feira (30/07).

Por Metrópoles

APÓS SE CURAR DA COVID-19, GOVERNADOR DO MT É INTERNADO COM PNEUMONIA

Foto: Secom/MT

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes Ferreira (DEM), 56 anos, está internado no Hospital Sírio Libanês em São Paulo desde o sábado (1). Ele foi diagnosticado com pneumonia e segundo publicação que fez no Instagram, passa bem e continua trabalhando.

Segundo a assessoria de imprensa do governador, foi afastada a possibilidade de infecção pela covid-19, após o político ter feito “uma bateria de exames”. O governador foi diagnosticado com covid-19 no começo do mês de junho e já está curado da doença.

Mauro Mendes deu entrada ontem (1º) de tarde no hospital após sentir-se mal. Ele já estava em São Paulo, e conforme a sua assessoria havia participado de reunião de trabalho na capital paulista.

Topo