PREFEITURA DE NATAL DÁ INÍCIO À VACINAÇÃO DE MAIS QUATRO GRUPOS DE COMORBIDADES

Foto: Alex Régis/Secom

A Prefeitura de Natal começa a vacinar nesta quinta-feira (13) mais um grupo de pessoas com comorbidade com faixa etária de 55 a 59 anos. A medida faz parte do Plano Nacional de Imunização (PNI), seguido pela Secretaria Municipal de Saúde de Natal. A documentação exigida também foi simplificada com o intuito de ampliar o número de pessoas vacinadas.

Nesse grupo estão contempladas as seguintes comorbidades: obesidade mórbida (índice de massa corpórea (IMC) ≥ 40 – grau III), anemia falciforme, cirrose hepática (cirrose hepática child-pugh a, b ou c), doença cerebrovascular (AVC isquêmico ou hemorrágico, ataque isquêmico transitório e demência vascular). Com mais este grupo dessas quatro comorbidades a SMS Natal finaliza a fase 1 do Plano Nacional de Imunização.

“As próximas fases da vacinação continuarão contemplando as mesmas comorbidades já vacinadas, o que mudará é apenas a faixa etária que vai de 50 a 54 anos, 45 a 49 anos, 40 a 44 anos, 30 a 39 anos e 18 a 20 anos, então é importante que as pessoas já vão providenciando a documentação necessária para próxima fase de vacinação”, afirma o secretário Municipal de Saúde, George Antunes.

A fase 2 da vacinação também contemplará todas as pessoas com Deficiência Permanente cadastradas no BCP. A SMS Natal reforça que caso algumas pessoas do grupo de comorbidade, que por algum motivo não tenha tomado a primeira dose da vacina contra covid, que procure algum ponto de vacinação levando a cópia da documentação que será aplicada a vacina.

Documentação
A SMS Natal simplificou a documentação necessária para receber a vacina contra COVID-19. Agora quem pertencer a algum dos grupos de comorbidades deve apresentar cópia de um dos documentos listados ao final do texto.
– Laudo médico com CID;
– Laudo médico com descritivo da doença ou condição de saúde;
– Declaração médica do descritivo da doença;
– Receituário dos medicamentos utilizados;
– Prescrições médicas com carimbo ou cupom grampeado da farmácia da UBS, PROSUS ou UNICAT;
– Relatórios médicos com descritivo
Além de um dos documentos acima, é necessário levar também comprovante de residência de Natal, documento com foto e cartão de vacinação.

Locais 
A vacinação ocorre nos drives do ginásio Nélio Dias, OAB, SESI, Shopping Via Direta, UnP da Av. Engenheiro Roberto Freire, todos contam com salas de vacinação para pedestres, das 8h às 16h.

As 35 salas de vacinação estão distribuídas nos cinco Distritos Sanitários de Natal, que funcionam das 8h às 11h30 e das 12h30 às 15h.

DISTRITO SANITÁRIO NORTE I

UBS Pajuçara: Rua  Maracaí, S/N, Conjunto  Pajuçara
USF Nova Natal : Rua  Do Pastoril, Nova Natal, Lagoa Azul
USF Redinha: Rua Do Campo, S/N , Redinha
USF Nordelândia:  Rua  José  Da Silva, S/N, Lagoa Azul
USF Gramoré:  Avenida Guaratinguetá S/N, Lagoa Azul
USF Parque Das Dunas:  Avenida Mar Mediterrâneo, N° 101,Conjunto  Parque  Das Dunas, Pajuçara
USF Pompeia: Rua Oceano Atlânticos, N° 172, Nova República, Pajuçara

DISTRITO NORTE II

USF Vale Dourado:  Rua Irmã Vitória, N° 02, Igapó
USF Panatis:  Rua Das Pimenteiras, S/N, Panatis
USF Jardim Progresso: Rua Antonia Santana, S/N, Jardim Progresso
USF Nova Aliança: Rua Da Consolação, 384, Nossa Sra. Da Apresentação
USF Soledade II: Rua Serra Negra, N° 2000, Soledade II
USF Santarém:  Avenida Rio Doce, N° 12, Conjunto Santarém
C.S Bela Vista: Rua Novo Recreio, S/N, Igapó

DISTRITO SUL

UBS Candelária:  Rua Nossa Senhora Da Candelária,  N° 3402, Candelária
ESF Rosangela Lima:  Rua Santa Beatriz, N° 11,  Planalto
UBS Nova Descoberta: Avenida Xavier da Silveira, N° 05, Nova Descoberta
UBS Satélite: Rua Das Carnaúbas, N° 02 Pitimbu
UBS Pitimbu: Rua Serra De Piracanjuba, N° 02, Pitimbu
ESF Ronaldo Machado: Rua Desportista Arthur Veiga, N°10, Planalto

DISTRITO LESTE

UBS São João: Rua Romualdo Galvão, N° 891, Tirol
USF Brasília Teimosa: Rua Miramar, N° 34
USF Rocas: Rua Francisco Bicalho, S/N, Rocas
UBS Alecrim: Rua Fonseca e  Silva, N° 1129, Alecrim
Unidade Mista Mãe Luiza: Rua João XXIII, Mãe Luiza
UBS Lagoa Seca: Rua  Padre  Antônio  S/N, Lagoa seca
USF Passo da Pátria: Rua Ocidental de Baixo, S/N, Pantanal, Centro

DISTRITO OESTE

USF Nazaré: Rua Rubens  Mariz,  N° 447, Nsa Senhora de Nazaré
UM Felipe Camarão II: Rua Santa Cristina, N° 882, Felipe Camarão
USF Cidade Nova: Rua Do Laranjal, N° 483, Cidade Nova
USF Bairro Nordeste: Rua alto da Bela Vista, N° 492, Bairro Nordeste
USF Quintas: Travessa  Luiz Sampaio, N° 712, Quintas
USF Monte Líbano : Rua Matusalém , N° 191, Bom Pastor
USF KM 06: Av. Capitão Mor Gouveia, N°  10.318, KM 06

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DE MIPIBU PROMOVE LIVE SOLIDÁRIA EM BENEFÍCIO DE ARTISTAS E MÚSICOS MIPIBUENSES

Fotos; Divulgação

A Câmara Municipal de São José de Mipibu, por meio do projeto “Câmara Cultural”, trouxe em sua primeira edição de 2021, a Live Solidária em prol de músicos e artistas mipibueses. O evento aconteceu no sábado (08), a partir das 19:00 horas, pelo canal no youtube e contou com a participação da presidente da Câmara Municipal, Simone Gomes(MDB), e do prefeito José de Figueiredo Varela(MDB), além dos demais vereadores, músicos e artistas da terra.

Na ocasião, a presidente Simone Gomes ressaltou a importância do Projeto, que é um marco da Casa legislativa mipibuense e que desde o ano de sua criação, 2011, vem descortinando talentos e enaltecendo trabalhos artísticos, culturais, e homenageando nomes que nas suas trajetórias promoveram e promovem a cultura material e imaterial do município.

Em paralelo ao evento on line a Casa Legislativa promoveu arrecadação de alimentos para amenizar as dificuldades da classe artística em razão da pandemia do Covid-19.  Durante o evento os músicos disponibilizaram dados bancários para doações por meio de transferência de valores, com o objetivo de arrecadar fundos que foram rateados entre os artistas da terra.

Nesta terça-feira (11), durante a 15ª sessão ordinária,  a presidente da Câmara, vereadora Carla Simone parabenizou todos os envolvidos na Live Solidária e ao prefeito José de Figueiredo por estar presente no evento. Lembrou também  que a Casa Legislativa não mede esforços para a população, e que com o Projeto Câmara Cultural, além de mostrar os artistas mipibuenses, foi possível beneficiar diretamente mais de 120 famílias.

VEREADORA MARGARETE RÉGIA, IRMÃ DE ALBERT DICKSON, É DETIDA EM BLITZ NA ZONA NORTE DE NATAL

Foto: Elpídio Júnior

A vereadora Margarete Régia (PROS), eleita para a Câmara Municipal de Natal no pleito do ano passado, foi detida em uma blitz na Zona Norte de Natal, nesta quarta-feira (12).

O motivo da detenção ainda está sendo apurado, mas após a situação ela teria discutido com os policiais e neste momento a parlamentar encontra-se na Delegacia de Plantão da Zona Norte.

Margarete é irmã do deputado estadual Albert Dickson.

DATAFOLHA: LULA LIDERA CORRIDA ELEITORAL DE 2022 E MARCA 55% CONTRA 32% DE BOLSONARO NO 2º TURNO

Foto: Adriano Machado

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera a corrida eleitoral de 2022, segundo o Datafolha. É a primeira pesquisa do instituto desde que Edson Fachin anulou as condenações do petista, que agora tramitam em Brasília.

O levantamento foi feito com 2.071 pessoas, de forma presencial, em 146 municípios nos dias 11 e 12 de maio. A margem de erro é de dois pontos percentuais. Outros institutos de pesquisa têm feito entrevistas por telefone até o momento, em razão da pandemia de Covid-19 – expediente adotado pelo próprio Datafolha em levantamentos anteriores.

Em simulação estimulada de primeiro turno para a Presidência da República, Lula teria 41% das intenções de voto, margem de 18 pontos percentuais sobre o atual presidente Jair Bolsonaro (sem partido), com 23% das intenções de voto.

O terceiro colocado seria o ex-ministro Sergio Moro (sem partido), com 7%. Seguem Ciro Gomes (PDT, 6%); Luciano Huck (sem partido, 4%); o governador paulista João Doria (PSDB, 3%); e João Amoêdo (Novo) e Luiz Henrique Mandetta (DEM), empatados, com 2% cada. Outros 9% dos entrevistados se declararam indecisos; votariam em branco ou nulo; ou não votariam em nenhum candidato.

Já no cenário espontâneo de primeiro turno (quando o eleitor aponta seu candidato sem que nomes sejam apresentados pelo entrevistador), Lula aparece com 21% das intenções de voto. Bolsonaro tem 17%. Em seguida aparece Ciro Gomes, com 1%. Outros candidatos somam 2% das intenções de voto. 8% votariam em branco, nulo ou não votariam. Já 49% não souberam responder.

Na simulação de segundo turno entre os dois mais bem posicionados, a vantagem de Lula sobre Bolsonaro se amplia. O petista teria 55% dos votos, 23 pontos percentuais acima do atual presidente, que aparece com 32% dos votos. Outros 11% votariam em branco ou nulo, enquanto 2% não responderam.

Em outros cenários de segundo turno, Lula venceria Moro (53% a 33%) e Doria (57% a 21%). Já Bolsonaro aparece tecnicamente empatado com Doria (39% a 40%) e atrás em eventual disputa com Ciro (36% a 48%).

Folha de São Paulo

BRASIL REGISTRA MAIS 2.494 MORTES E 76.692 CASOS DE COVID-19 EM 24 HORAS

Foto: Sérgio Lima

O Ministério da Saúde confirmou nesta quarta-feira (12) mais 76.692 casos e 2.494 vítimas por covid-19 no Brasil. De acordo com a pasta, o país registra agora 428.034 mortes e 15.359.397 diagnósticos da doença.

As autoridades também contabilizam 13.924.217 recuperados. Outros 1.007.146 pacientes estão em acompanhamento.

A média móvel matiza variações abruptas. A curva é uma média do número de ocorrências confirmadas nos últimos 7 dias. A média de novas mortes no país é de 1.948.

É o patamar mais baixo desde 15 de março, quando a curva chegou a 1.841. Já a curva de novos casos está em 61.316.

O Brasil tem 2.007 mortes por milhão de habitantes. Todos os Estados têm mais de 1.000 mortes por milhão.

MINISTRO PROÍBE COMPRA DE BEBIDAS ALCOÓLICAS PELAS FORÇAS ARMADAS

Foto: Marcelo Camargo

O ministro da Defesa, Walter Braga Netto, afirmou nesta quarta-feira (12) que recomendou a suspensão de compra de bebida alcoólica pelas Forças Armadas com dinheiro público.

“Nós já fizemos uma recomendação para que isso seja evitado. Já foi evitado. Não vou comentar situações que ocorreram no passado. O pessoal vai para uma atividade estressante, quando voltavam era feita uma confraternização. Isso é feito hoje em dia com contribuição de cada um”, afirmou Braga Netto.

A declaração foi dada pelo ministro da Defesa em depoimento à Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados.

Documento do painel de preços do Ministério da Economia aponta processos de compra de 80 mil cervejas, inclusive com exigência de marcas como Heineken e Stella Artois, mais 150 mil quilos de bacalhau, 438,8 mil quilos de salmão, 1,2 milhão de quilos de filé mignon, além de uísque 12 anos e conhaque.

As denúncias foram apresentadas pelo deputado federal Elias Vaz (PSB-GO) ao MPF (Ministério Público Federal) e ao TCU (Tribunal de Contas da União). O MPF distribuiu a representação aos estados e já foram instalados mais de 20 processos de investigação. O TCU recomendou a fiscalização das compras.

“A medida adotada pelo ministro é uma prova de que a compra desses itens foi imoral. No caso das bebidas, a justificativa é de que seriam para eventos festivos. É um absurdo, em plena pandemia, nesse momento de dificuldade, o governo ter esse tipo de gasto”, diz Vaz.

R7

APÓS UM ANO DE PANDEMIA, 71% DOS RESTAURANTES ESTÃO ENDIVIDADOS, MOSTRA PESQUISA

Foto: Tomaz Silva

Depois de um ano de efeitos da pandemia no negócio, sete a cada dez restaurantes do Brasil carregam hoje dívidas que representam em sua maior parte, entre um mês a mais de um ano de faturamento.

O endividamento, junto com a baixa disponibilidade de recursos para pagamento de fornecedores no curto prazo, o chamado capital de giro, tornou-se o maior desafio apontado pelas empresas que prestam serviços de alimentação, conforme mostra pesquisa encomendada pela Associação Nacional de Restaurantes (ANR) e pelo Instituto Foodservice Brasil (IFB) à consultoria Galunion, especializada no mercado de foodservice.

De acordo com o levantamento, 71% dos restaurantes do País dizem ter dívidas, sendo que a maior parte (79% dos entrevistados endividados) deve a bancos e fornecedores (37%). Mais da metade das empresas do setor (54%) revelou também estar com impostos em atraso.

Com 66% dos restaurantes sem capital de giro suficiente para encarar mais de 30 dias de restrições que limitaram o funcionamento dos estabelecimentos, o setor quer que o governo apresente uma linha de crédito especial ao segmento, oferecendo largo prazo de carência até o início do pagamento. Em 91,7% dos casos, o tamanho da dívida varia de um mês a mais de um ano de faturamento.

Mesmo após demissões feitas desde o início da pandemia por 64% das empresas de serviços de alimentação, quase metade (48%) das companhias do setor pretende aderir ao programa que permite a suspensão de contratos trabalhistas, bem como redução de jornadas e salários.

Feita entre 9 de abril e 5 de maio, o levantamento ouviu representantes de 650 empresas de diversos perfis – desde grandes redes de fast-food a pequenos restaurantes, passando também por bares, lanchonetes e padarias – de todos os estados brasileiros.

“A pesquisa mostra com muita clareza que o setor chegou ao seu limite. Quem sobreviveu, em sua imensa maioria, está muito endividado”, afirma Fernando Blower, diretor-executivo da ANR.

Estadão

EUA ENVIARÃO US$ 17 MILHÕES AO BRASIL EM REMÉDIOS PARA COMBATE À COVID-19

Foto: Reprodução / CNN

O Departamento de Estado dos Estados Unidos anunciou nesta terça-feira (11) que vai fornecer ao Brasil um total de US$ 17 milhões em medicamentos essenciais para combater à Covid-19. A iniciativa é uma parceria do setor com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).

Segundo o departamento, o envio de remédios já teria começado, com 164 caixas tendo chegado ao país nesta terça-feira (11). Também foi afirmado que a carga total deve ser suficiente para no mínimo 30 dias de abastecimento dos hospitais brasileiros.

Os medicamentos em questão são utilizados para a intubação de pacientes em estado crítico da doença.

CNN Brasil

COVID-19: SAIBA COMO COMPROVAR COMORBIDADES PARA A VACINAÇÃO

Foto: Divulgação/Cremerj

O Plano Nacional de Operacionalização de Vacinação contra a Covid-19 (PNO) avançou para a fase de orientação da imunização de pessoas com comorbidades. O termo é empregado para pessoas com condições de saúde diversas, como doenças crônicas, que podem facilitar a evolução do quadro de infecção para uma situação grave, o que traz mais riscos de morte e sobrecarrega do sistema de saúde, com internações.

As pessoas com comorbidades entraram na fila dos grupos prioritários após trabalhadores e saúde, idosos em instituições de longa permanência, povos indígenas, idosos em diversas faixas etárias (a partir de 60 anos) e parte das forças de segurança que atuam nas ruas e na repressão a ilícitos.

Ainda de acordo com o PNO, os estados podem alterar a ordem das prioridades de vacinação. Portanto, caso uma pessoa queira saber se chegou a sua vez, é fundamental que ela consulte a dinâmica de imunização em seu respectivo estado ou cidade.

Mas como comprovar as chamadas comorbidades? O Ministério da Saúde orienta que as pessoas estejam pré-cadastradas no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI) ou em unidades de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS).

Contudo, isso não é uma condição. Qualquer pessoa que se enquadrar no grupo de comorbidades pode se dirigir ao posto de vacinação e apresentar algum tipo de comprovação de sua condição de saúde.

Entre as comprovações estão exames, relatórios médicos, receitas, prescrições médicas, diagnósticos ou documentos semelhantes que comprovem que o cidadão possui uma das doenças ou condições listadas:

CRITÉRIOS

O Ministério da Saúde orienta as autoridades locais de saúde que, dentro do universo das pessoas acometidas com comorbidades, seja empregado o critério de idade em grupos de intervalos de cinco anos.

Assim, seriam imunizados primeiro as pessoas com 55 a 59 anos. Em seguida, aquelas com 50 a 54 anos. E assim por diante até a idade mínima dos grupos prioritários, de 18 anos.

Agência Brasil

MÃE DE GAEL NÃO SE LEMBRA DE NADA E ‘ESTÁ EM PAZ’, DIZ ADVOGADO

Foto: Reprodução

Indiciada por homicídio qualificado pela morte do filho Gael, 3, Andréia Freitas de Oliveira, 37, não se lembra do crime, não quer contato com a família e está “em paz, sereníssima”, segundo o advogado da suspeita, Fábio Gomes da Costa, que recebeu o UOL. Ainda ontem, Andréia foi transferida para a Penitenciária Tremembé 1, no interior de São Paulo.

De acordo com o advogado, seu primeiro contato com Andréia foi feito ontem na delegacia, por volta das 6h.

“A primeira coisa que ela fez quando meu viu foi por a mão na cabeça e perguntar ‘o senhor sabe onde está o Gaelzinho?’ E eu tive de dar a notícia”, afirma o defensor.

EM PAZ E SEM REMORSO

Quando a conversa foi retomada, o advogado perguntou o que havia acontecido. “Ela falou ‘eu não lembro'”, conta o advogado, que relatou um apagão na memória de Andréia.

Ela teria contado ao advogado que estava na cama na noite de domingo com as crianças quando teria se sentido com febre. “Ela foi tomar uma chuveirada e apagou no banheiro”, relata.

Andréia teria recobrado a consciência apenas “no momento em que foi tirada do banheiro, colocada numa cadeira de rodas e visto na rua carros com luzes”, conta o advogado. Segundo o boletim de ocorrência, esse foi o momento em que ela foi resgatada pela polícia do banheiro, onde foi encontrada em posição fetal.

Ainda segundo o defensor, “a ficha não caiu até agora”, mas ela não sofre de remorso e está em paz. “Ela tem tristeza por ter perdido o filho. Mas ela não sente remorso porque não se coloca na condição de autora”, diz.

SEM CONTATO COM A FAMÍLIA

De acordo com o advogado, Andréia não quer contato com nenhum familiar. Ontem, sua mãe biológica a procurou na delegacia, mas Andréia não quis recebê-la. Segundo Costa, “ela tem muita mágoa da mãe”. Andréia ainda cogita a possibilidade de falar com a tia-avó, com quem morava e que ajudava na criação de Gael.

“Tentamos contato com a tia-avó hoje pela manhã, mas ela não quis nos receber. Eu tinha alguns recados para entregar, mas não pude”, diz o defensor, que tentava atender a um pedido de sua cliente:

“Ela me pediu para trazer um livro, ‘o que o senhor quiser, mas se tiver a oportunidade, quero o meu livro de Salmo 23 prateado e a minha Bíblia verde'”, relata.

UOL

NOVO LOTE DE CORONAVAC CHEGA AO RN NA QUINTA-FEIRA (13)

Foto: Sandro Menezes

O Rio Grande do Norte recebe nesta quinta-feira (13), ao fim da tarde, mais um lote de vacinas. De acordo com a indicação do Ministério da Saúde, serão entregues à Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) 89.550 doses, sendo 33.800 unidades da Coronavac/Butantan e 55.750 imunizantes da Astrazeneca/Fiocruz.

As doses da Coronavac serão voltadas em sua totalidade para atender a vacinação atrasada dos potiguares que aguardam a 2ª dose. A Sesap enviará uma orientação aos municípios para completar o esquema vacinal. Este é o primeiro de dois lotes de Coronavac aguardados, a partir da articulação feita pelo Governo junto ao Ministério da Saúde, incluindo contatos direitos da governadora Fátima Bezerra.

Até a manhã desta quarta-feira (12), cerca de 75 mil potiguares ainda esperavam a 2ª dose da Coronavac. O lote de vacinas da Astrazeneca/Fiocruz, segundo indicação do Ministério da Saúde, também é destinado para atender quem tomou a primeira vacina há cerca de 90 dias.

Com estes novos lotes, o RN chega a 1,25 milhão de doses recebidas, somando os imunizantes da Coronavac/Butantan, da Astrazeneca/Fiocruz e da Pfizer.

CASAL MORRE E DUAS CRIANÇAS FICAM FERIDAS APÓS BATIDA ENTRE CARRO E ÔNIBUS DE TURISMO NO RN

Foto: Redes sociais

Um casal morreu e duas crianças ficaram feridas após uma colisão entre um carro de passeio e um ônibus de turismo, na manhã desta quarta-feira (12) na BR-101, próximo à entrada para a praia de Punaú, em Rio do Fogo, no Litoral Norte potiguar. As vítimas ainda não foram identificadas.

O casal que morreu e as duas crianças feridas estavam no carro de passeio com placas de Minas Gerais e, segundo a Polícia Rodoviária Federal, a suspeita é de que sejam da mesma família. As crianças foram levadas para o hospital de Touros. Ninguém que estava no ônibus se feriu.

Foto: Redes sociais

O acidente aconteceu por volta das 9h05 na altura do km 31 da BR 101. De acordo com a Polícia Civil, os dois veículos seguiam no sentido de Natal para o Litoral Norte, quando o carro de passeio entrou em uma alça para fazer o retorno no sentido a Natal e foi atingido pelo ônibus na lateral.

As marcas de frenagem do ônibus na pista têm cerca de 50 metros, segundo a polícia. Com informações do G1.

CPI AO VIVO: APÓS DEPOIMENTO TENSO E COM CONTRADIÇÕES, RENAN DEFENDE PRISÃO DE WAJNGARTEN, MAS OMAR AZIZ NEGA

Foto: Sérgio Lima

O relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL), defendeu na tarde desta quarta-feira a prisão do ex-secretário de Comunicação Social (Secom) Fabio Wajngarten, após um depoimento com contradições à comissão. Segundo Renan, Wajngarten mentiu na sessão da comissão sobre a campanha publicitária do governo “O Brasil não pode parar” e se contradisse em relação à entrevista à revista Veja. O presidente do colegiado, Omar Aziz (PSD-AM), no entanto, não endossou o posicionamento, e Renan acrescentou que, “por respeito” ao presidente da CPI, não levaria adiante a decisão de pedir que uma ordem de prisão em flagrante fosse expedida.

— Está aqui uma postagem da Secom sobre a campanha “O Brasil não pode parar”. O senhor (Wajngarten), mais uma vez, mente — disse Renan, acrescentando: — Vou pedir a prisão de Vossa Senhoria.

Aziz atuou para esfriar os ânimos e ponderou que não seria o caso de mandar prender o ex-titular da Secom:

— Vocês não vão diminuir a CPI. Não é porque uma pessoa vem aqui e desde a manhã se contradiz a toda hora é que nós vamos acabar com a CPI, diminuir a CPI, não vou aceitar —- afirmou Aziz.

E acrescentou:

— Eu não sou carcereiro de ninguém. Eu sou um democrata. Se ele mentiu, temos como pedir o indiciamento dele, para o Ministério Público, para ser preso. Mas não por mim.

Segundo Aziz, a CPI não pode ser vista como um tribunal “que está ouvindo e já condenando” testemunhas.

— Não é impondo a prisão de alguém que a CPI não vai dar resultado. A CPI teve hoje uma informação que não tínhamos, que metade do governo sabia desde setembro que a Pfizer estava oferecendo vacina para a gente. Talvez tenha sido a informação mais importante de toda a CPI — avaliou o presidente da CPI

Campanha “O Brasil não pode parar”

Wajngarten, em um primeiro momento, tentou se esquivar da responsabilidade pela campanha “O Brasil não pode parar”, de março do ano passado, que conclamava a população a seguir com suas atividades, enquanto governadores e prefeitos tentavam restringir a circulação.

— Contudo, de fato, eu me recordo de um vídeo circulando, “O Brasil não pode parar”, eu não tenho certeza se ele é de autoria, de assinatura da Secom. Eu não sei se ele foi feito dentro da estrutura ou por algum… E circulou de forma orgânica. Eu não tenho essa certeza, posso confirmar para o senhor — disse o ex-chefe da Secom.

Em outro momento, Wajngarten afirmou que nem todas as propagandas produzidas pela secretaria passavam por sua aprovação e lembrou que, em março de 2020, chegou a ficar afastado por ter contraído coronavírus. A campanha citada pelos senadores foi veiculada nas redes sociais e retirada do ar em seguida — Wajngarten argumentou que a campanha não estava na lista de controle que registrava as propagandas sobre a pandemia, também apresentada por ele à CPI.

Mais tarde, depois de um breve intervalo na sessão, o ex-secretário de Comunicação afirmou que a veiculação na conta oficial da Secom ocorreu de maneira inadvertida:

— Essa foi uma campanha… Conforme o colega senador falou, ela estava em fase de teste, e o próprio ministro, superior, meu chefe, à época, da pasta, rodou essa campanha sem a aprovação. Em nenhum momento essa campanha teve autorização de veiculação. Em nenhum momento. De fato, as peças foram concebidas, de fato nenhum momento. De fato, as peças foram concebidas. De fato, as peças estavam em fase de avaliação, conforme o comentário do colega senador. Em nenhum momento, ela foi autorizada e acho que até comentaram aqui que ela foi objeto de disputa judicial e circulou no grupo do Whatsapp de ministros. Eu nem sabia dessa veiculação, por isso eu peço perdão de não ter me recordado… — acrescentou Wajngarten, lembrando em uma resposta posterior que a Secom, à época, estava subordinada ao ministro Luiz Eduardo Ramos, então na Secretaria de Governo.

Renan: Wajngarten “mentiu”

Mais cedo, a sessão precisou ser suspensa por cinco minutos após o relator da comissão chamar Wajngarten de mentiroso. Na ocasião, o relator já havia citado a hipótese de prisão em flagrante:

— Se mentiu à Veja e a esta comissão, vou requerer a forma da legislação procesusal a prisão do depoente — disse Calheiros. — Vossa Excelência exagerou na mentira. Hoje, aqui no depoimento. Vossa senhoria citou uma fala da campanha com Otávio Mesquita como modelo de esclarecimento. Mas mentiu para a CPI, porque falava para o Brasil… — disse Calheiros, pouco antes de ser interrompido por outros senadores e a sessão ser suspensa.

A sessão da CPI da Covid no Senado chegou a ser suspensa por cinco minutos após o relator da comissão, o senador Renan Calheiros (MDB-AL), chamar o ex-secretário de Comunicação Social Fabio Wajngarten de mentiroso. Calheiros disse que poderia pedir a prisão do depoente

O senador governista Marcos Rogerio (DEM-RO) reclamou da ameaça de prisão e disse que configurava “abuso de autoridade”.  que ela só seria possível em flagrante.

Wajngarten tentou tangenciar as perguntas feitas sobre a entrevista, provocando a reação de Calheiros e do presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM). Eles reclamaram que o ex-secretário estaria mentindo.

— Está tangenciando as perguntas. Depois a gente toma uma medida mais radical, e aí vão dizer que somos isso e aquilo. Por favor, não menospreze a nossa inteligência. Ninguém é imbecil aqui. O senhor está mentindo aqui para todos nós. Chamou Pazuello de incompetente? — questinou Aziz.

— A revista não diz isso e eu não chamei. Basta ler a revista — respondeu Wanjgarten.

— O senhor está advertido — disse Calheiros.

— Está confiando em que lá na frente? Tem consequências futuras. Processo não acaba amanhã. A gente se sente meio protegido quando tem o poder por trás da gente. Depois que não tem poder, ficar abandonado. Dou um conselho: seja objetivo e verdadeiro — devolveu Aziz.

O presidente da CPI lembrou que Wajngarten só foi chamado à CPI por causa da entrevista que deu à “Veja”, publicada no mês passado. Na época, ao ser questionado por que a negociação com a Pfizer não foi em frente, ele disse que foi por “incompetência e ineficiência”. Perguntado então se estava se referindo a Pazuello, ele disse que se referia à “equipe que gerenciava o Ministério da Saúde nesse período”. Também eximiu Bolsonaro de responsabilidade e disse que “ele era abastecido com informações erradas, não sei se por dolo, incompetência ou as duas coisas”.

O Globo

CARLA ZAMBELLI BATE-BOCA COM SENADORES NA CPI DA COVID; ASSISTA

Foto: Sérgio Lima

A deputada Carla Zambelli (PSL-SP) discutiu com os senadores da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid durante o intervalo da sessão desta 4ª feira (12.mai.2021). Zambelli acusou Renan Calheiros (MDB-AL) de supostamente ameaçar o ex-secretário de Comunicação do governo Bolsonaro, Fabio Wajngarten.

O senhor está ameaçando. Não só ameaçando como destratando“, disse ela. Para a deputada, Renan “pegou muito pesado”.

Em nenhum momento é possível ouvir o nome de Wajngarten, mas os congressistas discutiam sobre o depoimento do ex-secretário durante a sessão da comissão nesta 4ª feira (12.mai).

Assista ao momento da discussão entre os congressistas (24seg):

Logo depois, os senadores perguntam se ela faz parte da CPI. Ela responde que não. Nesse momento, os congressistas afirmam que ela não pode interferir no andamento da comissão se não é integrante do colegiado. “Eu não interferi em nenhum momento“, disse ela.

Em seu perfil no Twitter, a deputada reclamou dos congressistas e afirmou que Renan a convidou a se retirar. “O Renan Calheiros disse que serei convidada a me retirar da CPI. Fica claro qual é o objetivo dessa vergonha“, escreveu.

Zambelli também afirmou que o presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM), humilhou Wajngarten. Depois, ela acusou Aziz de abuso de autoridade.

Omar Aziz humilhou o Fabio Wajngarten dizendo que ele sequer seria lembrado não fosse pela entrevista da Veja. Insinuou que Fábio será preso aqui. Abuso de autoridade“, finalizou.

Poder360

PREFEITURA DE LUCRÉCIA RECEBE LICENÇA AMBIENTAL PARA CEMITÉRIO PÚBLICO

Foto: Assecom/RN

O Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente – Idema emitiu na última semana, a Licença Simplificada de Instalação e Operação (LSIO) para a Prefeitura de Lucrécia, referente ao cemitério municipal. Em uma área total de 6.125,93 m², o equipamento era uma obra bastante aguardada e necessária para o município. Lucrécia fica a 346 km de Natal, no Oeste Potiguar.

O diretor-geral do Idema, Leon Aguiar, comenta a necessidade do cemitério público para a cidade. “Muitos municípios sofrem com a ausência da regulamentação desse tipo de equipamento, principalmente em razão da sua natureza e por muitas vezes serem construções antigas. A iniciativa da prefeitura em buscar o Idema para se regularizar foi muito importante uma vez que a instalação do projeto requer bastante atenção para não comprometer o meio ambiente”, disse.

A implantação do cemitério será executada em três fases. Em sua primeira fase, o novo cemitério disponibilizará 84 sepulturas, estabelecidas em 203,28 m², horizontalmente distribuídas. Tem-se a previsão de ampliação de outras novas 218 sepulturas em 527,56 m², na segunda fase. Na terceira fase, serão ampliadas novas 416 sepulturas em 1.004,88 m². Sendo assim, totalizam-se 718 sepulturas, dispostas em 1.735,72 m², em 40 quadras planejadas.

Para a prefeitura de Lucrécia, Ceição Duarte, receber essa licença ambiental do Idema que viabiliza a operacionalização do novo Cemitério Municipal foi uma enorme satisfação. “Foi uma luta que travamos, através da Secretaria de Infraestrutura do município e sua equipe de engenharia, com orientação e todo suporte necessário da equipe técnica do Idema. Sabíamos do longo caminho e das dificuldades que encontraríamos, mas optamos por percorrê-lo por saber da importância que tem esse instrumento de gestão para o meio ambiente. A viabilização da obra também é uma garantia para que o cidadão lucreciano possa enterrar seus entes falecidos”, explicou.

Dentre as condicionantes estabelecidas na Licença, estão que o empreendedor é responsável pela preservação ambiental, devendo tomar medidas preventivas e de mitigação contra a ocorrência de acidentes/incidentes que possam causar danos; que o empreendedor fica ciente de que deve instalar e operar o sistema de esgotamento sanitário do empreendimento de acordo com as exigências, recomendações e especificações constantes nas normas da NBR 13.969/1997 e 7229/1993; e que o empreendedor fica ciente de que só poderá utilizar material de origem mineral (areia, argila, dentre outros), de áreas licenciadas pelo órgão ambiental competente.

A licença tem validade de seis anos. A renovação, que permite a continuidade da operação do empreendimento, deverá ser requerida com antecedência mínima de 120 dias da expiração de seu prazo de validade.

CARACTERIZAÇÃO DA ÁREA

O Cemitério será dividido em 3 blocos, integrados por corredores centrais de circulação (de veículos e pedestres) e pela capela ecumênica, que conta com 223,54m², distribuídos em diferentes instalações necessárias ao seu funcionamento: capela, almoxarifado/depósito, depósito de material de limpeza, sanitário e administração, as  alamedas contam com áreas jardinadas, bancos e iluminação. Todas as sepulturas a serem implantadas nas quadras são do tipo horizontal, pois se trata de um cemitério-jardim, no qual todas as sepulturas ficarão abaixo da superfície do terreno. Será utilizado no solo abaixo dos túmulos um revestimento de uma malha impermeabilizante, que irá proteger as águas subterrâneas contra uma possível contaminação por necrochorume.

No fundo da urna funerária será utilizada manta absorvente para tratar o necrochorume. Essa manta possui uma camada de celulose em pó, que quando entra em contato com o necrochorume, transforma-se em um gel que irá reter o líquido e impedir que ele extravase. A manta irá permanecer na urna pelo tempo necessário à decomposição, sem contaminar a urna, a sepultura ou o meio ambiente como um todo.

O supervisor do Núcleo de Análises de Obras Públicas (NAOP), Aluízio Nunes, comenta que, “os cemitérios, como qualquer outra instalação que afete as condições naturais do solo e das águas subterrâneas, são classificados como atividade com risco de contaminação ambiental, mas a Prefeitura de Lucrécia nos apresentou todo o projeto, tudo de acordo com a legislação ambiental, e a Licença foi emitida depois das análises por meio dos técnicos, com total empenho e responsabilidade”, finalizou.

Topo