JOVEM USA FERRO EM BRASA PARA MARCAR 22 DE BOLSONARO NA PELE

Foto: Reprodução

Em um leilão de gado, um adolescente de 17 anos decidiu “tatuar” o 22 nas costas, número da legenda do presidente Jair Bolsonaro (PL), com ferro em brasa – que é utilizado para marcar bois em fazendas. O caso foi registrado Mirassol D’ Oeste (a 297 km de Cuiabá).

Guilherme Henrique Moreira Santos, que é emancipado, segundo a mãe Layane Moreira, de 36 anos, disse que decidiu fazer a marca por se sentir desafiado pelos amigos que são de esquerda. Em entrevista ao RD News, ela conta que a marca foi feita em 12 de junho, durante um leilão no assentamento Roseli Nunes. O evento, em que o pai do adolescente era coordenador, foi em prol do Hospital do Câncer de Barretos.

“Guilherme estava trabalhando na equipe de manejo do gado. Meu filho tem um grupo de amigos de esquerda e ele se sentiu desafiado. E, como é um menino bem rústico e corajoso, pediu para um menino carimbá-lo. Um não aceitou, mas o outro sim e fez a marca”, detalha à reportagem.

Metrópoles

ÔNIBUS CIRCULA COM DECORAÇÃO JUNINA E TRIO DE SANFONEIRO NO DIA DE SÃO JOÃO EM NATAL

Fotos: Reprodução

A ida para o trabalho foi mais animada nesta sexta-feira (24) para os passageiros da linha N73 que faz o percurso Santarém – Ponta Negra. Neste dia de São João o ônibus circula com decoração junina e um trio de sanfoneiro.

“É muito bom começar o dia assim, com música, animação, alegria. Dá outra energia”, disse a estudante Ana Patrícia Souza, de 22 anos.

Não faltaram elogios à decoração e à música dentro do ônibus, mas também sobraram críticas ao transporte público da capital. “O que não tá boa é essa lotação no ônibus, todo dia é essa lotação, todo mundo em pé, imprensado. Tem que ter mais ônibus pra população”, disse a atendente Priscila Silva.

A iniciativa da decoração do ônibus foi do Seturn e permanecerá até o dia das festividades de São Pedro, dia 29. Com informações dp g1/RN/InterTV.

EM TANGARÁ, CRIMINOSOS EXPLODEM COFRE DE POSTO DE COMBUSTÍVEIS E FOGEM COM DINHEIRO

Bandidos fugiram após explodir cofre de posto de combustíveis — Foto: Cedida

Criminosos armados provocaram uma explosão no cofre de um posto de combustíveis em Tangará, no Agreste potiguar. O caso ocorreu por volta das 1h30 desta sexta-feira (24) e a ação durou cerca de 20 minutos. Os suspeitos fugiram com uma quantia não revelada.

O estabelecimento fica as margens da BR-226, já na zona rural do município. Segundo a gerência do posto, cinco homens chegaram ao local em um veículo de cor prata, renderam os dois frentistas e foram direto ao cofre, que foi explodido em seguida.

De acordo com a Polícia Militar, testemunhas relataram, posteriormente, ter ouvido estrondos, mas não associaram a um crime por ser noite de São João.

Caminhoneiros que estavam ao redor do posto, estacionados, não foram incomodados pelos suspeitos, que fugiram com uma quantia não revelada.

Em março deste ano, um posto da zona urbana do município também teve seu cofre explodido. O mesmo local, em 2021, já tinha sido alvo de um crime da mesma natureza.

Policiais militares fizeram buscas nos arredores, mas ninguém foi localizado. O caso será investigado pela Polícia Civil. Com informações do g1/RN.

 

MOTOQUEIRO COLIDE COM ÔNIBUS EM CRUZAMENTO DE AVENIDAS EM NATAL

Fot: Reprodução/TV Tropical

Um acidente foi registrado nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira (24), no cruzamento das Avenidas Nevaldo Rocha (antiga Bernardo Vieira) com Prudente de Morais, próximo ao Midway Mall.

A colisão entre uma moto e um ônibus do transporte público de Natal deixou o motoqueiro ferido. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel (SAMU) foi acionada e prestou os primeiros socorros ainda no local. O homem foi levado ao Pronto Socorro Clóvis Sarinho, no Hospital Walfredo Gurgel para atendimento.

De acordo com o motorista do ônibus, que não quis se identificar, o motociclista teria vindo em alta velocidade, e não percebeu que o semáforo estava quebrado. Sem conseguir frear, o condutor da moto bateu na lateral do ônibus. O homem identificado apenas como Carlos, saiu do local consciente, apenas se queixando de dores na coluna.

Portal da Tropical

IGUANAS SE REPRODUZEM SEM CONTROLE, CAUSAM ACIDENTES E GOVERNO AUTORIZA MATANÇA

Foto: Reprodução/Instsgram/ Mike Kimmel

Há vários anos, exemplares da espécie iguanas estão se reproduzindo aceleradamente no sul do estado da Florida, e autoridades já começaram uma política de tolerância zero com os répteis, que se espalham sem controle.

Apesar de ser totalmente inofensiva para humanos, além de um exótico e apreciado animal de estimação, a iguana é considerada invasora na região.

Tudo começou na década de 1960, quando um vendedor de animais exóticos trouxe 300 exemplares de iguana-verde (Iguana iguana) da América do Sul e os liberou em Miami.

Hoje, é comum encontrar iguanas nadando em canais, andando em calçadas, morando em vasos sanitários e até caindo de árvores em épocas frias. Ao contrário da maioria dos outros répteis, elas não são vistas correndo — ficam paradas a maior parte do tempo, para economizar energia.

Ou ainda quase matam ciclistas:

Elas também destroem construções ao escavar por baixo delas, devoram colheitas e atrapalham a locomoção em diversas regiões. Também defecam aos montes. Alguns sites da região chamam a situação de “crise da iguana”.

A crise, aos poucos, toma formas de guerra. A Comissão de Conservação de Peixes e Vida Selvagem da Flórida autorizou a caça ao animal, sem restrições.

Alguns caçadores, como o campeão Mike Kimmel, matam até 90 iguanas num dia favorável. Para não perder a viagem, ele também costuma matar outras espécies invasoras da região, como lagartos-monitores, gansos-do-egito e patos-almiscarados (esse é nativo do Brasil, inclusive).

Mas, além de caçadores profissionais, o estado permitiu que todos matem iguanas em seus próprios terrenos.  Autoridades liberaram a caça aos animais sem restrição,

R7

BOLSONARO VOLTA A NATAL NO PRÓXIMO DIA 16 DE JULHO

O presidente esteve a última vez no estado para a inauguração de uma estação ferroviária em Parnamirim. Foto: Marcos Correa/PR

  O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), já tem data marcada para voltar ao Rio Grande do Norte. No próximo dia 16 de julho, o chefe do executivo nacional estará na capital potiguar para participar do evento “Marcha com Jesus”, que tem previsão concentração marcada para às 14h, em frente ao shopping Midway Mall, e deve se estender em caminhada de 1,5 quilômetro.

A nova visita de Bolsonaro a Natal, a sexta vez dele no Rio Grande do Norte desde que assumiu a presidência, foi confirmada pelo deputado federal General Girão, em live realizada nesta quarta-feira (22). Ao falar sobre a última passagem do líder por Natal, na sexta-feira passada, dia 17, o parlamentar comunicou que a nova vinda dele a capital potiguar já está garantida.

“Foi uma recepção muito bacana. O presidente foi recepcionado de uma maneira muito calorosa e mais uma vez a gente agradece. É a quinta vez que o presidente vem – ao RN -, e ele já anunciou que vem uma sexta vez no dia 16 de julho agora”, disse o deputado General Girão, ao anunciar a nova visita de Bolsonaro ao RN.

A agenda de Bolsonaro na próxima visita tem também uma pauta partidária. O seu primeiro compromisso no dia 16 será um encontro do PL Mulher, e deve contar também com a presença da primeira-dama Michelle Bolsonaro, que ainda não confirmou se viria, mas é aguardada pelas lideranças partidárias locais.

“O presidente aqui no Rio Grande do Norte dia 16 de julho. Registre aí na sua agenda. É um sábado e queremos todo mundo presente. A gente deve começar com uma reunião do PL Mulher, é possível também que venha a primeira dama, Michelle Bolsonaro. Ela deverá estar presente também, vamos nos reunir em um evento fechado em um hotel”, disse Girão.

Um terceiro evento também pode entrar na agenda de Bolsonaro. Além da Marcha com Jesus e do encontro do PL Mulher, que está previsto para ocorrer em um hotel de Natal e restrito para o partido, o deputado General Girão confirmou que está sendo estudada a possibilidade logística de Bolsonaro visitar o sítio histórico dos Mártires de Cunhaú, dado que em 16 de julho é comemorado o dia em memória aos Santos da Igreja Católica, canonizados dia 15 de outubro de 2017 pelo Papa Francisco.

Com informações do Novo Notícias.

NADADORA ANITA ÁLVAREZ PERDE A CONSCIÊNCIA NA PISCINA E É RESGATADA POR TREINADORA

Foto: Peter Kohalmi/AFP via Getty Images

A nadadora estadunidense Anita Álvarez foi resgatada do fundo da piscina por sua treinadora no Campeonato Mundial Aquático da Federação Internacional de Natação (Fina), em Budapeste, na Hungria, depois de perder a consciência nesta quarta-feira (22).

A treinadora Andrea Fuentes saltou na piscina após perceber que a nadadora artística de 25 anos afundou ao final da sua coreografia na competição livre feminina solo.

Fuentes, quatro vezes medalhista olímpica em nado sincronizado, levantou Álvarez até a superfície antes de ajudar a levá-la para a borda da piscina.

Álvarez recebeu ajuda médica ao lado da piscina, informou a Reuters, e posteriormente foi transportada em uma maca.

Esta foi a segunda vez em que Fuentes teve de resgatar Álvarez, segundo a Reuters. A primeira vez ocorreu quando ela saltou em uma piscina durante um evento classificatório olímpico no ano passado, e foi levada para um lugar seguro, junto com a companheira de natação Lindi Schroeder.

Fuentes disse à emissora espanhola Cadena COPE em uma entrevista de rádio: “Acredito que nunca havia nadado tão rápido, mesmo quando ganhei medalhas olímpicas, e bem, no fim pude levantá-la e não estava respirando. Depois, veio o socorrista.”

Em um comunicado na página do Instagram do Nado Artístico dos Estados Unidos, Fuentes disse que Álvarez descansaria durante a quinta-feira (23) e consultaria um médico para saber se está em condições de competir as finais de natação livre por equipes, que estão programadas para a sexta-feira, segundo o site na internet do órgão regulador do esporte, a Fina.

Foto: REUTERS/Lisa Leutner

“Anita está bem, os médicos revisaram todos os seus sinais vitais e tudo está normal: frequência cardíaca, oxigênio, níveis de açúcar, pressão arterial, etc…tudo está bem”, disse fontes no comunicado.

“Às vezes nos esquecemos que isso acontece em esportes de alta resistência. Maratonas, ciclismo, cross country…todos vimos imagens que mostram esportistas que não alcançam a meta e outros os ajudam a chegar”, acrescentou Fuentes.

CNN Brasil

SUSPEITO DE ASSALTO MORRE EM CONFRONTO COM A PM NA ZONA NORTE DE NATAL; VÍDEO

Foto: Divulgação

Um suspeito de ter assaltado um carro morreu durante uma troca de tiros com policiais militares na manhã desta quinta-feira (23) no bairro Pajuçara, na Zona Norte de Natal. O comparsa dele conseguiu fugir.

A troca de tiros aconteceu na Rua Embaíba e foi registrada em vídeo por pessoas que passavam pelo local. A quantidade de disparos assustou os moradores (veja o vídeo).

O homem morto foi identificado como Gilson Antônio do Nascimento, de 41 anos. Ele era foragido da Justiça, tendo 27 anos de pena para cumprir, e respondia por crimes como roubo, homicídio e porte ilegal de arma.

Gilson estava no regime semiaberto, com o uso de tornozeleira eletrônica, mas voltou a ser foragido após romper o aparelho, segundo a PM. Ele havia sido preso anteriormente por explosão de caixas eletrônicos no município de Santa Maria, em 2012.

Nenhum policial militar ficou ferido na ação.

Suspeito disparou contra policiais

O suspeito que acabou morto estava com um comparsa em um carro que havia sido roubado por eles minutos antes no Jardim Lola, em São Gonçalo do Amarante. Ao perceberem os policiais militares, os suspeitos dispararam diversas vezes.

“A gente se deparou com um indivíduo descendo do veículo e correndo em direção à guarnição com a arma em punho. A gente deu voz de parada para que ele soltasse a arma e parasse. O mesmo efetuou os disparos em direção à equipe”, disse o sargento Constantino, do 4º Batalhão da PM.

A vítima do assalto contou aos policiais que os suspeitos tentaram sequestrá-lo no momento em que roubaram o carro.

“Iam levar o carro e tentaram levar ele pra dentro do carro. Ele se jogou no chão e saíram arrastando ele pra botar no carro. O movimento de pessoas próximo fez eles desistirem e então levaram só o carro. Estavam em fuga”, disse o sargento.

O veículo roubado foi recuperado. Com o suspeito, estava ainda um revólver calibre 38 com numeração de série ilegível, algumas munições intactas e outras deflagradas e R$ 167 em espécie. Foi apreendido ainda um celular.

Tiroteio assusta moradores

Além das pessoas que passavam pelo local terem ficado assustadas, o tiroteio também chamou a atenção dos moradores.

O aposentado Renato Celino Bezerra, que mora na Rua Embaíba, conta que o tiroteio aconteceu pouco depois das 8h. Ele estava deitado e assistia televisão ao lado da esposa quando ouviu os tiros.

“Foram vários [tiros]. Eu não sei nem contar, porque eu estava dentro de casa e escutei. Foram mais de 20 tiros ou mais”, conta.

O muro da casa dele ficou com marcas dos disparos e o sangue do suspeito atingido na calçada.

“Foi na minha calçada. Eu só saí quando escutei o barulho dos carros saindo, as viaturas ligando as sirenes, indo embora, aí foi que eu abri o portão pra ver. Aí deparei com o poço de sangue e os tiros na parede”, disse.

g1

POLÍCIA AFIRMA: MENINA DE 11 ANOS ENGRAVIDOU DE PRÉ-ADOLESCENTE DE 13 ANOS, QUE NÃO SERÁ INDICIADO

Foto: The Intercept / Reprodução

A polícia de Santa Catarina concluiu, há cerca de 10 dias, o inquérito criminal sobre o possível estupro de uma menina de 11 anos, moradora do município de Tijucas, em Santa Catarina. O caso ganhou repercussão nacional após o Hospital Universitário de Florianópolis negar a realização do aborto, apesar da previsão legal, e de a Justiça afastar a criança da família. Na noite desta quarta-feira, após a ampla repercussão do caso, o hospital atendeu a uma recomendação do Ministério Público Federal e realizou os procedimentos para o aborto.

O inquérito da polícia para averiguar o crime de estupro, no entanto, foi concluído sem indiciar ninguém. A polícia concluiu que o principal suspeito de ter engravidado a menina é também uma criança, de 13 anos, próxima a ela e com quem ela mantinha relações. A conclusão foi enviada ao Ministério Público que ainda avalia se concorda com o desfecho da investigação policial.

O Globo ouviu de fontes ligadas às investigações criminais, que correm em sigilo, que a menina admitiu em depoimento aos policiais ter mantido relações sexuais com um menino de 13 anos. Uma fonte diz que além da vítima, o outro menor confirmou que teria se tratado de uma “relação consentida”.

O inquérito reconhece que houve estupro de vulnerável, mas atestou que a relação entre as duas crianças se deu de forma consensual e, portanto, não houve indiciamento. Pelo artigo 217 do Código Penal, “ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 anos” pode implicar em pena de oito a 15 anos.

Especialistas explicam que direito ao aborto continua garantido

Advogado e professor de Direito Penal da UFF, Daniel Raizman diz que há algumas possibilidades a serem apreciadas pelas autoridades envolvidas na investigação. Uma delas é conceder remissão (perdão), que deve ser homologada por um juiz, se os fatos relatados por ambos os envolvidos forem confirmados.

— A rigor os dois são autores em relação ao outro e também vítimas pela conduta do outro — explica o especialista. — Em nesse contexto, parece viável que o MP proponha a remissão para os dois, e assim poderia dar uma solução ao conflito. Sobre o aborto, ela pode fazer porque foi vítima do estupro.

No ano passado, o Instituto Anis, que atende mulheres em situação vulnerabilidade, elaborou uma cartilha sobre gravidez indesejada para profissionais de saúde em que são explicados direitos e previsões legais envolvendo o tema. Um dos exemplos ilustrados, de forma didática, foi justamente a ocorrência de um caso em que uma criança engravida após relações com outra criança.

Pesquisadora e advogada do Anis, Gabriela Rondon explicou que esse tipo de caso não é raro na realidade brasileira, e que não interfere no direito da criança ao aborto legal.

— Crianças grávidas, com até 14 anos, deveriam ter o acesso ainda mais facilitado ao aborto, porque o estupro de vulnerável já está presumido, em lei. Mas infelizmente não é o que acontece na realidade. Em tese, mesmo se o caso envolver uma outra criança, o aborto continua sendo um direito garantido, porque a condição da menina enquanto vítima de estupro não se desconstitui — explicou Rondon, que acrescentou que existe muita desinformação, medo e estigma entre profissionais da saúde. — Uma criança não sabe identificar sinais precoces de gravidez, então é recorrente chegar à unidade com gravidez avançada, o que diminui ainda mais a oferta de hospitais que fazem o procedimento. A criminalização do aborto contribui para isso.

A advogada defende que, em casos envolvendo duas crianças, não deveria ocorrer condenações na esfera penal.

— Não acho que o caminho penal seja o mais adequado, mesmo que se continue uma investigação criminal. Deveria acontecer um encaminhamento para medidas educativas, com atendimento multiprofissional para as duas crianças, de maneira separada. Muitas vezes as duas estão em situação de vulnerabilidade.

No ano passado, uma decisão da 8ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul estabeleceu um precedente para casos dessa natureza, ao absolver um menor de 14 anos. Na ocasião, o Ministério Público estadual protocolou representação contra o menor pela “prática de ato infracional equiparado ao estupro de vulnerável”, e a primeira sentença o condenou a sanções socioeducativas: prestação de serviços à comunidade por seis meses.

No recurso, a defesa argumentou que as duas crianças possuíam idades semelhantes e que ambos estavam inseridos no mesmo contexto, de descoberta da sexualidade. Os desembargadores, então, entenderam que as medidas socioeducativas eram descabidas e aplicou a “exceção de Romeu e Julieta”, que relativiza a presunção de vulnerabilidade, considerando a diferença de menos de cinco anos de idade entre os dois. A sentença foi de que não existiria estupro “desde que a relação tenha sido consensual, sem registro de violência e sem provocar traumas psicológicos”.

MP segue investigação criminal

O MP de Santa Catarina ainda não bateu o martelo sobre como conduzirá o inquérito. Não há ainda, por exemplo, resultado de um exame que comprove a paternidade do feto, de acordo com outra fonte ouvida pelo jornal. A advogada da menina estuprada foi procurada pela reportagem mas não quis se pronunciar.

O Globo

“PALAVRAS FORAM DISTORCIDAS. NÃO SOU HOMOFÓBICO”, DIZ DEPUTADO QUE RECOMENDOU TRATAMENTO PARA LGBTS; VÍDEO

Foto: Reprodução

O deputado estadual Michael Diniz (Solidariedade) afirmou nesta quinta-feira (23) que seu pronunciamento na Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (22) foi “distorcido” pela imprensa. Em vídeo publicado nas redes sociais, o parlamentar negou que seja “homofóbico”.

“Palavras minhas foram distorcidas pela Globo do Rio Grande do Norte. Isso levou a um problema imenso, muitas confusões. Quero deixar claro que não sou homofóbico. Minha luta aqui [Assembleia] é outra. Agora, eu não vou deixar de defender minha fé”, disse Michael.

O deputado, que foi empossado na semana passada por causa da licença de Kelps Lima (Solidariedade), causou polêmica após fazer um discurso em tom preconceituoso na Assembleia Legislativa. Em determinado momento, ele chegou a recomendar tratamento psiquiátrico para pessoas da comunidade LGBTQIA+.

98FM

”NÃO ACEITAVA ORDEM DE MULHER”: ENTENDA O CASO DO PROCURADOR QUE AGREDIU A CHEFE DURANTE EXPEDIENTE

Foto: Reprodução

A polícia de São Paulo prendeu o procurador Demétrius Oliveira de Macedo na manhã desta quinta-feira, 23, em uma clínica psiquiátrica em Itapecerica da Serra, município da região metropolitana da capital paulista localizado a cerca de 150 quilômetros de Registro. Ele teve a prisão preventiva determinada pela Justiça na quarta-feira, 22, após agredir brutalmente a procuradora-geral Gabriela Samadello Monteiro de Barros, de 39 anos.

A prisão foi anunciada nas redes sociais pelo governador paulista, Rodrigo Garcia (PSDB). “Que a Justiça faça a sua parte agora e use contra ele todo o peso da lei. Agressor de mulher vai pra cadeia aqui em SP. Denuncie sempre”, postou.

Atacada na tarde de segunda-feira, 20, a procuradora ficou com diversos ferimentos pelo corpo, especialmente no rosto. Ela acredita que as agressões foram motivadas por ter aberto uma proposta de procedimento administrativo contra Macedo após receber relatos de uma funcionária de que teria cometido atitudes hostis. Horas antes do episódio de violência, uma publicação do Diário Oficial determinou a criação de uma comissão para apurar a situação.

O caso é investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher de Registro. A prisão preventiva foi decretada pelo juiz Raphael Ernane Neves, da 1ª Vara da Comarca de Registro, após um pedido ser aberto pela Polícia Civil na quarta-feira. ?

Em entrevista ao Estadão, Gabriela pediu a prisão do procurador. Me sinto muito insegura e realmente preciso dessa segurança para poder seguir minha rotina, o meu cotidiano”, afirmou.

Diante da repercussão do caso e andamento das investigações, Gabriela se vê ainda como uma exceção no cenário de violência contra a mulher no País. “Estou sendo muito ‘privilegiada’. Muitas mulheres viram só estatística. Estou podendo mostrar que as instituições podem fazer valer a lei”, diz. “A gente está lutando para que isso aconteça, para que se crie uma cultura (de combate à violência contra a mulher).”

Ela considera que o caso que viveu é sintomático de uma sociedade que avalia ainda ser patriarcal. “No meu caso, dá pra ver claramente uma pessoa machista, que não aceitava ordem de mulher”, diz. “Ele tentou me subjugar (durante a agressão), me menosprezar pela minha condição, pela minha compleição física, pela diferença de tamanho. Isso não pode acontecer: as pessoas têm que estar ombreadas, não uma acima da outra, uma menor que a outra, ainda mais em um ambiente de trabalho”, afirma. “A mulher tem que conquistar o seu espaço no trabalho, na sociedade, e gente tem que lutar para que isso aconteça.”

Para a procuradora, a repercussão das imagens de parte da agressão ajudarão na investigação do caso e em uma maior discussão sobre a violência contra a mulher na sociedade. “Sensibilizou muita gente. Isso evidencia o patriarcado que as mulheres ainda vivem. Traz à tona essa questão da violência que muitas mulheres sofrem, essa inversão de valores: enquanto o agressor está solto, a vítima tem que se esconder pra não ser agredida, pra não ser violentada.”

Ambos trabalhavam juntos desde 2013. Segundo Gabriela, Macedo já havia deixado evidente a insatisfação com a ascensão de mulheres no ambiente em que estavam, especialmente após outra colega ser nomeada como procuradora. “A forma de comunicação não formal dele era violenta, de ignorar, de negligenciar as necessidades e a rotina da gente. Enquanto a gente estava atribulada, não oferecia ajuda para as coisas de trabalho.” A procuradora pretende processar Macedo no âmbito civil, por danos morais e estéticos.

O caso foi registrado em um boletim de ocorrência na segunda-feira, como lesão corporal e desacato, mas não ocorreu prisão em flagrante na data. No momento, a procuradora ainda apresentava ferimentos e sangramento no rosto após os repetidos chutes, cotoveladas, socos e empurrões. Parte das agressões físicas e verbais foi registrada em vídeos por testemunhas.

Dois dias após as agressões, o delegado identificou que o procurador “vem tendo sérios problemas de relacionamento com mulheres no ambiente de trabalho, sendo que, em liberdade, expõe a perigo a vida delas, e consequentemente, a ordem pública”, segundo informações do governo. Os vídeos da agressão e o depoimento da procuradora-geral foram utilizados para fundamentar o pedido de prisão preventiva.

Prefeitura suspende procurador; caso também é apurado por OAB/SP e Ministério Público
A prefeitura de Registro determinou a suspensão preventiva por 30 dias do procurador. A decisão foi publicada no Diário Oficial da cidade na terça-feira, 21, e prevê ainda a suspensão do pagamento de vencimentos durante o período.

Segundo a legislação municipal, a suspensão pode ser prorrogada por mais 30 dias, se “houver necessidade de seu afastamento para apuração da falta a ele imputada”. Em vídeo, o prefeito Nilton Hirota (PSDB) manifestou indignação com a agressão, que chamou de “execrável”, e disse que vai tomar todas as providências necessárias, respeitando as orientações legais. “Vamos tomar todas as medidas dentro dos trâmites da lei, observando o Estatuto do Servidor.”

A OAB-SP também anunciou ter determinado a instauração de ofício de representação contra o procurador e o início dos trâmites processuais “necessários à suspensão preventiva do acusado” do exercício da advocacia. Segundo a instituição, ele será notificado a comparecer e “manifestar-se a respeito dos fatos para deliberação pela Turma do TED competente, que deverá concluir o processo disciplinar no prazo máximo de 90 dias”.

Já o Ministério Público de São Paulo designou dois promotores de Justiça para apurar o caso. “Os promotores contataram a vítima para orientá-la e colher os primeiros subsídios para a apuração dos fatos logo depois do episódio, que também é acompanhado pelo Núcleo de Gênero do Centro de Apoio Operacional Criminal (CAOCrim)”, informou em nota.

Estadão

CRISTIANE DANTAS REPERCUTE CASO DA MENINA DE 11 ANOS IMPEDIDA DE FAZER ABORTO EM SC

Foto: Eduardo Maia

A deputada estadual e vice-presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente na Assembleia Legislativa do RN, Cristiane Dantas (SDD), repercutiu o caso da menina de 11 anos impedida de fazer aborto em Santa Catarina após estupro. A parlamentar usou o horário destinado aos oradores na sessão plenária desta quinta-feira (23).

“Durante o trabalho da Frente, nos deparamos com esses relatos, casos e notícias e eles sempre nos chocam”, disse. A parlamentar ainda chamou atenção de toda a sociedade. “Precisamos nos manter vigilantes, ter cuidado com as nossas crianças e adolescentes”, disse.

Finalizando seu pronunciamento, Cristiane Dantas afirmou que “o que é feito ainda é pouco” e “temos que cobrar que as providências sejam tomadas”.

MPRN PEDE QUE PREFEITO ALLYSON BEZERRA NÃO DISCURSE DURANTE SHOWS DO MOSSORÓ CIDADE JUNINA

Foto: Reprodução/ Instagram

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) recomendou ao prefeito de Mossoró que se abstenha de discursar durante os shows ou nos intervalos das apresentações musicais do Mossoró Cidade Junina 2022. A recomendação será publicada na edição desta sexta-feira (24) do Diário Oficial do Estado (DOE).

A recomendação diz respeito aos shows que estão marcados para os dias 23, 24 e 25 deste mês, em qualquer palco e/ou polo. O prefeito poderá fazer uso da palavra caso esteja cumprindo imprescindível papel institucional, como, no encerramento oficial do último dia do evento.

O MPRN destacou na recomendação que a Lei de Improbidade Administrativa estabelece que “Constitui ato de improbidade administrativa que atenta contra os princípios da administração pública praticar, no âmbito da administração pública e com recursos do erário, ato de publicidade, de forma a promover inequívoco enaltecimento do agente público personalização de atos, de programas, de obras, de serviços ou de campanhas dos órgãos públicos”.

O documento reforça que “as reiteradas menções e as excessivas e superdestacadas aparições, bem como os discursos realizados nos palcos dos shows mais frequentados do Mossoró Cidade Junina apontam para possível utilização de mecanismo de autopromoção pessoal, com vistas a angariar o capital político decorrente da realização de um evento que pertence à cultura mossoroense e não ao gestor público”.

O MPRN tomará as medidas judiciais cabíveis caso a recomendação não seja acatada pelo gestor municipal.

MAIS DE 150 FILHOTES DE TARTARUGA SÃO SOLTOS NO LITORAL NORTE POTIGUAR

Foto: Divulgação

Mais de 150 filhotes de tartaruga-de-pente e tartaruga-verde foram soltos na tarde da última sexta-feira (17). A ação foi organizada pela Associação de Proteção e Conservação Ambiental Cabo de São Roque e contou com a participação de estudantes de Medicina Veterinária do UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau Natal. O médico veterinário e professor da UNINASSAU Natal, Alberto Luiz de Andrade, esclareceu que a soltura foi acompanhada pelos alunos, porém sem que fosse realizada nenhum tipo de interferência humana.

“É importante para os filhotes caminharem pela areia antes de chegar ao mar, para aprenderem o caminho por meio desse contato. É o que chamamos de ‘imprinting’, e o que faz com que as tartarugas adultas voltem para esta mesma praia para depositarem os seus ovos e darem continuidade a todo ciclo de vida da espécie”, explica o professor.

Os ninhos das tartarugas são monitorados constantemente, desde o momento da postura dos ovos até o nascimento dos filhotes. De acordo com Isadora Barreto, bióloga e coordenadora da APC Cabo de São Roque, foram registrados mais de 180 ninhos dessas espécies de tartarugas na região das praias dos municípios de Maxaranguape e Ceará Mirim nesta temporada reprodutiva de 2021/22. “Foi um prazer poder dividir este momento com os alunos da UNINASSAU, que poderão atuar na área e auxiliar futuramente nas nossas atividades. Fico honrada em apresentar a área da conservação das tartarugas marinhas como uma fonte de aprendizado”, comenta a bióloga.

O projeto trabalha na proteção, conservação e pesquisa desses animais ameaçados de extinção há cerca de cinco anos. Por temporada, de novembro a junho, aproximadamente 18 mil filhotes são soltos no mar. De mil filhotes que nascem, apenas um ou dois chegam à fase adulta. Por isso, a importância do monitoramento e preservação da espécie.

“Nosso estado é um dos maiores berçários naturais para a tartaruga-de-pente, espécie ameaçada de extinção e que precisa urgentemente dos nossos cuidados e proteção. Desenvolvemos nosso trabalho de forma totalmente voluntária, então poder contar com o interesse e disponibilidade dos alunos para possíveis atividades em conjunto, como estágios educativos e projetos de extensão para conservação do ambiente marinho, é excelente”, finaliza a coordenadora da APC Cabo de São Roque.

NATAL TEM PRIMEIRO CASO SUSPEITO DE VARÍOLA DO MACACO

Foto: Reprodução

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS) informou que foi identificado o primeiro caso suspeito de infecção pelo vírus Monkeypox (Varíola do Macaco). Segundo informado, o paciente é do sexo masculino com histórico de viagem para a Espanha e contato com caso confirmado no país europeu. O caso foi identificado nesta quinta-feira (23).

Segundo a SMS, o paciente já recebeu atendimento médico e realizou coleta de material conforme protocolos vigentes e orientações quanto a necessidade de manter isolamento, uma vez que a transmissão ocorre por contato próximo com lesões, fluidos corporais, gotículas respiratórias e materiais contaminados.

O Brasil já confirmou 11 casos de varíola dos macacos, conforme informações do Ministério da Saúde. Os últimos três casos foram confirmados na quarta-feira (22). “O Ministério da Saúde informa que, até o momento, 11 casos de monkeypox foram confirmados no Brasil, sendo sete no Estado de São Paulo, dois no Rio de Janeiro e dois no Rio Grande do Sul”, explicou a Pasta, que não forneceu mais detalhes sobre os novos casos.

A varíola dos macacos foi descoberta pela primeira vez em 1958, quando dois surtos de uma doença semelhante à varíola ocorreram em colônias de macacos mantidos para pesquisa. O primeiro caso humano dessa variante foi registrado em 1970 no |Congo. Posteriormente, foi relatada em humanos em outros países da África Central e Ocidental.

Tribuna do Norte

Topo