GOVERNO DO RN PUBLICA LISTA DE CONTEMPLADOS NO PROGRAMA CNH POPULAR

Foto: Divulgação

A lista dos classificados no programa CNH Popular foi publicada no Diário Oficial do Rio Grande do Norte (DOE) deste sábado (15). Nessa primeira edição foram abertas 353 vagas. O programa abrange a primeira habilitação e mudança de categoria, para quem já é habilitado.

O CNH Popular isenta o candidato do pagamento de taxas e das despesas referentes aos cursos teóricos e práticos de direção veicular, ministrados pelos Centros de Formação de Condutores (CFC).

O Programa de concessão gratuita de CNH foi lançado no dia 15 do mês passado. De acordo com o edital do Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Norte, publicado no DOE de 16 de abril, a próxima etapa será de apresentação da documentação e o prazo é de 1º e 15 de junho.

A análise documental acontecerá entre 16 de junho e 15 de julho deste ano. Ainda segundo o edital, o processo de habilitação deve ocorrer até 12 meses após a abertura do processo de Registro Nacional de Habilitação (RENACH) e encaminhamento para exame de aptidão físico e mental.

O sorteio aconteceu em formato aleatório e recebeu mais de 70 mil inscrições. O Programa CNH Popular é voltado para regularizar a situação de trabalhadores que vivem na informalidade, dirigindo veículos automotores sem habilitação, além de possibilitar a geração de emprego e renda para os que desejam trabalhar como motorista de aplicativos, motoboy, taxista ou qualquer outra atividade que exija a Carteira Nacional de Habilitação.

A lei instituindo a CNH Popular foi aprovada em 2011, mas não havia sido regulamentada nesses quase 10 anos, o que impedia a concessão do benefício. No ano passado, a proposta foi resgatada pelo deputado Francisco Medeiros, líder do Governo na Assembleia Legislativa e regulamentada pelo governo do Estado.

A lista, publicada no DOE, traz os contemplados nas seguintes categorias: 200 para Primeira Habilitação Categoria “A”, 111 para Primeira Habilitação Categoria “B”, 15 para Mudança de Categoria “C”, 15 vagas para Mudança de Categoria “D” e 12 para Mudança de Categoria “E”. Havendo vagas remanescentes o Departamento Estadual de Trânsito publicará portaria de convocação dos classificados, seguindo os critérios técnicos previstos no decreto nº 30.277, de 15 de dezembro de 2020.

Confira a lista completa: classificados no programa CNH POPULAR

BOMBA: CIDADE DO MÉXICO DIZ QUE IVERMECTINA REDUZIU INTERNAÇÕES POR COVID-19 EM ATÉ 76%

 

Foto: Eduardo Valente/Ishoot/Estadão Conteúdo

 O fármaco desenvolvido para o tratamento de infecções por parasitas foi utilizado por 220 mil pacientes contaminados pelo novo coronavírus na capital em janeiro

 A prefeitura da Cidade do México afirmou nesta sexta-feira, 14, que houve uma redução de 52% a 76% na probabilidade de internações entre as pessoas com Covid-19 que usaram ivermectina, fármaco desenvolvido para o tratamento de infecções por parasitas.

Os dados foram coletados durante um estudo realizado em janeiro pelo Instituto Mexicano de Seguridade Social (IMSS) em parceria com a Secretaria de Saúde da capital, em que mais de 220 mil pacientes contaminados pelo novo coronavírus recebiam um kit com ivermectina e ácido acetilsalicílico.

No final de março, a Organização Mundial da Saúde (OMS) advertiu contra o uso desse medicamento para tratar a Covid-19, independentemente da gravidade e duração dos sintomas, porque foram encontradas poucas evidências de que ele seja benéfico em termos de redução de mortalidade, risco de ventilação mecânica e necessidade de internação hospitalar. Pouco antes, a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) também desaconselhou o uso da ivermectina contra o novo coronavírus.

Jovem Pan

MULTIDÃO LOTA ESPLANADA DOS MINISTÉRIOS EM APOIO A BOLSONARO, NESTE SÁBADO; VEJA VÍDEO

Foto: Reprodução

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro lotaram o gramado central da Esplanada dos Ministérios neste sábado (15). Desde às 6h da manhã foi bloqueado o trânsito nas vias S1 e N1, que dão acesso a Esplanada. A movimentação das comitivas de caminhoneiro e produtores rurais teve início no começo da tarde.

A presença em peso dos manifestantes atende ao pedido feito por Bolsonaro no último domingo (9), durante um passeio de moto pelas ruas centrais de Brasília. Em vídeos publicados nas redes sociais, e alguns replicados pelo próprio Bolsonaro, os manifestantes afirmam que o ato é em defesa da “direita brasileira” em “total apoio ao presidente Bolsonaro” e contra as medidas restritivas, adotadas por diversos governadores.

Eles gritaram palavras de ordem como “Eu autorizo”, assim como na manifestação de 1º de maio. Do carro de som, um dos coordenadores do evento afirmou: “Vamos autorizar o nosso presidente Bolsonaro a fazer tudo dentro da legalidade para que o nosso artigo 5º seja respeitado, nos só queremos liberdade para trabalhar”.

Também foi possível ouvir gritos de “Renan vagabundo!”. Fazem referência à troca de insultos entre Flávio Bolsonaro e o senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid.

Um dos organizadores do movimento Brasil Verde e Amarelo afirma em vídeo, que Bolsonaro tem apoio para fazer o que quiser. “Convocamos toda sociedade de modo geral, você comerciante que sofreu muito com lockdown, você industrial que teve esse mesmo problema, essa maluquice de alguns governadores e prefeitos, aonde não deixaram a nossa economia andar. Tentando prejudicar de toda forma nossa presidente da República Jair Bolsonaro. Vamos dizer chega! Presidente nós autorizamos, faça o que tem que ser feito”.

Entre os idealizadores do ato de apoio à Bolsonaro estão também,  a Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil), a Associação Nacional de Defesa dos Agricultores, Pecuaristas e Produtores da Terra (Andaterra) e a Associação dos Cafeicultores do Brasil (Sincal), Movimento Pátria Amada Brasil, Movimento Nas Ruas, Movimento Eu autorizo Presidente e Movimento Direita Parecis Agro.

Os evangélicos também fizeram frente no ato de apoio a direita brasileira,  e desde às 9h estiveram reunidos,  por meios dos grupos organizados e seus pastores na Marcha das Famílias com Deus pela Liberdade.

Por volta das 16h, Bolsonaro apareceu montado em um cavalo. O presidente estava acompanhado dos ministros do Meio Ambiente, Ricardo Salles; da Agricultura,Tereza Cristina;  do Turismo, Gilson Machado, da Infraestrutura, Tarcísio Gomes e do general Braga Neto, ministro da Defesa.

A Polícia Militar do Distrito Federal esteve presente na Esplanada dos Ministérios e ajudou na organização do trânsito, com a escolta de caminhões e ônibus do Recanto das Emas até a zona central de Brasília. Não houve divulgação do número de manifestantes que estiveram no local, mas pelas imagens divulgadas pela PMDF, o gramado central da Esplanada ficou praticamente lotado.

Com informações de Poder 360/Diário do Poder

ATRIZ EVA WILMA MORRE AOS 87 ANOS VÍTIMA DE CÂNCER NO OVÁRIO

Foto: Arquivo Pessoal

A atriz Eva Wilma, 87 anos,  faleceu neste sábado, às 22h08,  no Hospital  Israelita  Albert Einstein, em São Paulo. A premiada atriz, e bailarina, estava internada em decorrência de um câncer de ovário, que a levou a ter uma parada respiratória.

A atriz foi protagonista de diversas novelas e programas da TV Tupi, até que na década de 80 foi contratada pela TV Globo, tornando-se uma das principais artistas da emissora.

Na Globo, interpretou personagens que oscilavam entre mocinhas e vilãs.

Entre os seus principais personagens da TV estão as gêmeas Ruth e Raquel, na primeira versão de “Mulheres de areia” (papel que depois foide Glória Pires). Ela também protagonizou, em 1953,  o seriado “Alô, Douçura, que ficou dez anos no ar e foi inspirado no americano “I love Lucy. Eva Wilma trabalhava  ao lado do seu primeiro marido, o ator John Herbert (1929-2011). Ela foi casada com o ator de 1955 até 1976 e teve com ele dois  filhos: Vivien Riefle Buckup, nascida em 1956, e John Herbert Riefle Buckup, nascido em 1958.

Seu segundo casamento foi com o ator e diretor Carlos Zara e durou 23 anos. Eles não tiveram filhos. Eva Wilma, além dos dois filhos, deixa cinco netos: Miguel e Mateus Buckup (filhos de Vivien) e Gabriela, Francisco e Vitorio Buckup (filhos de John Herbert Junior).  Com informações  Ancelmo.com/O Globo.

Leia o comunicado oficial da assessoria de imprensa de Eva Wilma:

 

 

COVID: BRASIL REGISTRA MAIS DE 14 MILHÕES DE RECUPERADOS DA COVID-19

Foto: Pixabay

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil neste sábado (15).

O número total de recuperados do coronavírus é 14.062.396, com o registro de mais pacientes curados. Outros 1.089.423 pacientes estão em acompanhamento.

O país registrou 2.087 óbitos nas últimas 24h, totalizando 434.715 mortes.

Foram 67.009 novos casos de coronavírus registrados, no total 15.586.534 milhões pessoas já foram infectadas.

ENTENDA O PROJETO DE VOTO IMPRESSO QUE SERÁ ANALISADO POR COMISSÃO DA CÂMARA

Foto: Nelson Jr

A Câmara dos Deputados instalou na última quinta-feira (13) uma comissão especial para analisar um projeto que quer tornar o voto impresso obrigatório no país.

De autoria da deputada Bia Kicis (PSL-DF), a PEC 135/19 não estabelece que o voto seja feito em cédulas de papel, mas propõe que uma cédula seja impressa após a votação eletrônica, de modo que o eleitor possa conferir o voto antes que ele seja depositado, de forma automática e sem contato manual, numa urna trancada para auditoria. Portanto, a proposta não visa a eliminação da urna eletrônica por completo.

No texto, Kicis diz que essa “materialização do voto eletrônico” seria a “solução internacionalmente recomendada para que as votações eletrônicas possam ser auditadas de forma independente”.

Ela diz ainda que o voto permaneceria sigiloso, já que haveria uma exigência de que nenhuma informação que identifique o cidadão seja incluída no documento que grava o voto, tanto na urna eletrônica quanto na cédula impressa.

Para a parlamentar, o voto puramente eletrônico não daria a segurança jurídica necessária ao eleitor e fere os princípios de publicidade e transparência.

“A urna eletrônica de votação, embora tenha representado modernização do processo eleitoral, no sentido de garantir celeridade tanto na votação quanto na apuração das eleições, tem sido alvo de críticas constantes e bem fundamentadas no que se refere à confiabilidade dos resultados apurados, além de outros riscos discutidos exaustivamente, em diversos cenários”, escreveu.

Kicis não detalha, porém, quais seriam esses fundamentos e riscos. De acordo com o TSE, nunca houve fraude comprovada nos 25 anos de utilização da urna eletrônica.

Em dezembro de 2019, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou, por 33 votos a 5, a admissibilidade da proposta, que agora será analisada pela comissão formada pelo deputado Paulo Eduardo Martins (PSC-PR), que será o presidente, enquanto a vice-presidência vai ser ocupada por Pompeo de Matos (PDT-RS). Já a relatoria ficará a cargo de Filipe Barros (PSL-PR).

O que diz o TSE

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) lançou uma campanha para reafirmar a segurança e transparência da urna eletrônica nesta sexta-feira (14), um dia depois do aniversário de 25 anos do primeiro uso do aparelho e também da instalação da comissão que analisará a PEC na Câmara.

Em um vídeo de cerca de 15 minutos narrado pelo próprio presidente da corte, o TSE mostrou o processo das urnas, desde o desenvolvimento do programa que é inserido nelas até a totalização dos votos, e explicou que todos os passos do processo são auditáveis, seja por instituições e partidos, quanto pelo cidadão comum, que pode conferir no site do TSE o boletim de cada urna do país.

Na cerimônia de lançamento da campanha, Barroso, disse que, se a proposta de Kicis for aprovada e promulgada, as instituições deverão cumprir a decisão do Congresso Nacional, mas citou quatro “inconveniências” do método.

A primeira seria o custo, que já foi estimado em cerca de R$ 2 bilhões para a impressão do voto. “O Congresso é o lugar para avaliar se esse é um bom momento para fazer esse investimento”, disse Barroso.

A segunda seria o perigo da quebra de sigilo do voto. Em terceiro, ele citou uma experiência em 2002 em que cerca de 6% das urnas tiveram voto impresso.

“Não funcionou bem, houve filas, atrasos, aumento dos votos brancos e nulos, emperramento das impressoras, não foi uma boa experiência. Temos um largo relatório relatando essa experiência de implantação do voto impresso”.

Por fim, ele citou o risco de judicialização das eleições. “Ninguém precisa disso, o poder emana do povo e não dos juízes, precisamos que as urnas falem, e não o Poder Judiciário também nisso”, declarou.

CNN Brasil

COVID: PONTOS DE VACINAÇÃO FUNCIONAM NESTE DOMINGO (16) EM NATAL

Foto: SMS/Divulgação

A Prefeitura de Natal mantém a vacinação neste domingo (16) em quatro drives contra a Covid 19 (Via Direta, UNP, OAB e Ginásio Nélio Dias) funcionando das 8h às 16h, vacinando com a Coronavac as pessoas que tomaram a primeira dose até 04 de abril e também vacinando as pessoas com comorbidades na faixa etária de 50 e mais.

Esse mesmo público também pode ser vacinado em cinco UBS( São João, Candelária, Pajuçara, Nazaré e Panatis) das 8h às 12h.

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal informa que nove UBS estarão vacinando exclusivamente com a primeira dose do grupo de comorbidades, são elas: (Felipe Camarão II, Bairro Nordeste, Mãe Luiza, Rocas, Alecrim, Nova Descoberta, Rosângela Lima, Nordelândia e Vale Dourado) com horário de funcionamento das 8h às 12h.

A SMS simplificou a documentação comprobatória de comorbidade e agora é necessário a apresentação de apenas um dos documentos listados, laudo médico com CID, laudo médico com descritivo da doença ou condição de saúde, declaração médica do descritivo da doença, prescrição médica com carimbo ou cupom grampeado da farmácia da UBS, PROSUS, HIPERDIA ou UNICAT ou relatórios médicos com descritivos da doença. Além disso, é necessário a apresentação do comprovante de residência de Natal, documento com foto e cartão de vacinação.

Para receber a segunda dose é necessário o cartão de vacinação, comprovante de residência de Natal e documento com foto.

ESPECIALISTAS SUGEREM QUE GRÁVIDAS TOMEM VACINA, MAS EVITEM ASTRAZENECA

Foto: Reprodução

Médicos especializados em obstetrícia afirmam que as mulheres grávidas com comorbidades devem tomar a vacina contra o coronavírus. Segundo eles, os riscos de as gestantes desenvolverem quadros graves de Covid-19 é maior do que o de eventuais efeitos colaterais causados pelos imunizantes, que, segundo eles, são raros.

Na última segunda-feira (10), a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) recomendou a suspensão da utilização de vacinas de Oxford/AstraZeneca em gestantes. A orientação foi dada depois que uma mulher morreu após receber o imunizante no Rio de Janeiro. A recomendação foi reiterada no dia seguinte pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Por esse motivo, os especialistas sugerem que, até que a investigação seja concluída, as gestantes evitem a vacina da AstraZeneca.

A médica Cecília Roteli Martins, presidente da Comissão Nacional Especializada em Vacinas da Febrasgo (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia), afirma que, no caso das grávidas, a Covid é uma doença “extremamente grave” e que pode provocar trombose, colocando a mulher e o bebê em risco de morte.

“As gestantes com comorbidade devem continuar tomando as vacinas, mas dar preferência para as da Pfizer ou a Coronavac”, diz. Segundo a médica, esses dois imunizantes já possuem dados mais concretos a respeito da segurança do uso em mulheres grávidas.

Cecília diz que, caso os estados e municípios voltem a aplicar a AstraZeneca em gestantes mesmo antes da conclusão das investigações sobre o caso do Rio, é indicado que a mulher procure seu médico antes de tomar a dose. “Se ela conversou com o médico que faz o acompanhamento e ele considerou que o risco de ela apegar Covid é maior do que o de eventual problema com AstraZeneca, ele vai fazer uma carta orientando nesse sentido. A vacina é extremamente segura e o risco é muito pequeno.”

“Uma grávida que pega ônibus, que trabalha em hospital ou que tem alguém em casa que trabalha em hospital, está correndo um risco maior da doença do que de tomar a vacina e ter algum problema”, destaca.

O médico Eduardo Cunha Fonseca, diretor da Sogimig (Associação dos Ginecologistas e Obstetras de Minas Gerais), também recomenda que se evite a vacina da AstraZeneca, mas pondera que o risco de efeitos colaterais é raro. Segundo ele, a chance de problemas graves relacionados a trombose é na ordem de 1 para 100 mil.

Ele acrescenta que é importante “tranquilizar” as grávidas que já tomaram essa vacina. “Geralmente esse evento [adverso] ocorre poucos dias depois da primeira dose, de quatro a seis dias. Se a mulher não teve nada nesse período, dificilmente vai apresentar. Após a segunda dose, é mais difícil ainda”, explica.

A representante da Febrasgo alerta que, após a imunização, as gestantes devem ficar atentas aos seguintes sintomas: tontura, dor de cabeça, visão turva e manchas na pele. Se houver esses sinais, é importante procurar atendimento médico.

Folha de S.Paulo

JUNTOS HÁ 50 ANOS, CASAL MORRE DE COVID-19 EM INTERVALO DE 24H

Foto: Arquivo Pessoal

Juntos há 50 anos, os empresários Zenilda Muniz de Oliveira e Heitor Antonio de Oliveira Junior, ambos de 69 anos, morreram de Covid-19 com menos de 24 horas de diferença, e foram sepultados juntos em Itanhaém, no litoral paulista. “Eram muito unidos e apaixonados. Um não partiria sem o outro”, afirmou em entrevista ao G1, neste sábado (15), um dos filhos do casal, o técnico em telecomunicações Heitor Antonio de Oliveira Neto, de 39 anos.

O filho relata que os pais já estavam juntos há 50 anos, tendo 42 anos de casados. Ele afirma que o irmão foi o primeiro a ter os sintomas do novo coronavírus, seguido da mãe. O pai, inicialmente, testou negativo para Covid-19, mas, uma semana depois da família, o empresário também passou a ter os sintomas da doença e foi positivado.

Devido ao coronavírus, Zenilda precisou ser internada no dia 10 de abril, e foi intubada dois dias depois. O marido foi internado no dia 23 de abril e intubado três dias depois, ficando sedado durante todo o tempo de internação.

A empresária chegou a apresentar melhora considerável no estado de saúde e foi até extubada, enquanto o marido não resistiu e veio a óbito na última terça-feira (11). Porém, menos de 24 horas depois que o esposo morreu, ela teve uma parada cardíaca e também não resistiu.

“O médico relatou que a parada cardíaca da minha mãe foi uma surpresa, porque ela estava melhorando, e pela manhã daquele dia, estava bem. Mas, depois, teve um momento febril e uma parada cardíaca, e morreu. Eu acho que ela partiu porque realmente não viveria sem ele, e sentiu que ele havia partido. Fazendo uma alusão ao amor verdadeiro, nenhum abandonou o outro, nem na doença”, diz o filho.

Segundo Heitor, em todos os 50 anos juntos, os pais foram muito apaixonados. “Até hoje só saíam de casa com beijinhos, viviam abraçados e se amavam muito. Era uma história de conto de fadas, um exemplo do que é um amor verdadeiro. Acredito que um não deixaria o outro partir sozinho”, relata.

Neto ainda afirma que os pais tinham muito amor pelo que faziam em seus trabalhos, e eram bastante conhecidos na região. A mãe trabalhava com fantasias para eventos, e o pai era proprietário da ótica mais antiga da cidade. “Muitas pessoas nos mandaram mensagens lamentando o que aconteceu e nos desejaram forças”, conta.

Além do técnico em telecomunicações, o casal tinha outro filho e três netos. Eles foram sepultados juntos na tarde de quarta-feira (12), no Cemitério do Coronel, em Itanhaém, cidade onde viviam e construíram sua história.

“Por mais que soubéssemos que eles estavam em alto risco, sempre mantivemos esperança. Como foi tudo muito rápido e os dois morreram, fomos pegos de surpresa. Ainda é difícil de cair a ficha, mas, aos poucos, vamos nos adaptando. O que nos conforta é saber que eles sempre tiveram muito amor um pelo outro e continuarão juntos. Deixam um grande legado de amor para toda a família”, finaliza o filho.

G1

DATAFOLHA: MAIORIA DA POPULAÇÃO APOIA CPI DA COVID, MAS NÃO CRÊ EM EFETIVIDADE

Foto: Jefferson Rudy

A maioria da população brasileira acredita que os senadores agiram bem com a criação da CPI da Covid no Senado, mas acredita que a investigação será apenas uma encenação. Pesquisa Datafolha divulgada neste sábado mostra que 82% dos entrevistados apoiam a comissão.

O levantamento foi realizado com 2.071 pessoas, de forma presencial, em 146 municípios, nos dias 11 e 12 de maio. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Apenas 11% da população consideraram um erro a instalação da CPI da Covid, 2% se disseram indiferentes e 5% afirmaram não saber.

Entre o eleitorado que aprova a gestão do presidente Jair Bolsonaro, principal crítico da CPI, 67% concordam com a comissão. Já entre quem é crítico ao presidente o índice é ainda maior: 90%.

Apesar da maioria concordar com a instalação da CPI, 57% avaliam que a comissão vai fazer apenas uma encenação. Já 35% estão esperançosos para quem a CPI vai levar a investigação até o fim a sério. 6% não souberam responder e 2% deram outras repostas.

Metade da população brasileira afirma que não tomou conhecimento sobre a comissão. Disseram estar informados 52% dos entrevistados. Já 48% afirmaram não ter conhecimento sobre a investigação. Outros 14% consideram-se bem informados a respeito da CPI, 27% mais ou menos informados e 10% mal informados.

O apoio à CPI entre os que estão a par do assunto é de 84%. O índice que cai para 79% entre os que declaram desconhecê-lo.

O Globo

 

BOLSONARO SOBREVOA ESPLANADA DURANTE ATO EM APOIO A SEU GOVERNO

Foto: Sérgio Lima

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobrevoou a Esplanada dos Ministérios neste sábado (15.mai.2021), onde centenas de apoiadores promovem manifestação a favor do governo.

Os manifestastes gritaram palavras de ordem como “Renan vagabundo!”. Fazem referência à troca de insultos entre Flávio Bolsonaro e o senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid.

Também voltaram a gritar “Eu autorizo”, como na manifestação de 1º de maio. Do carro de som, um dos coordenadores do evento afirmou: “Vamos autorizar o nosso presidente Bolsonaro a fazer tudo dentro da legalidade para que o nosso artigo 5º seja respeitado, nos só queremos liberdade para trabalhar”.

Com informações do Poder360

DITADURA DE MADURO CONFISCA PRÉDIO DE PRINCIPAL JORNAL DA VENEZUELA

Foto: Manaure Quintero

A Justiça venezuelana, em acordo com a ditadura de Nicolás Maduro, confiscou a sede do jornal “El Nacional” como parte da indenização por dano moral decidida pelo TSJ (Tribunal Supremo de Justiça) por uma ação movida pelo segundo principal líder do chavismo, Diosdado Cabello.

O gerente geral do jornal venezuelano, Jorge Makriniotis, classificou como um “ataque à democracia” o embargo da sede da publicação.

“Hoje eles estão nos embargando, estão tomando nossos bens por um suposto dano. Isso é completamente ilegal, isso é um ataque à democracia, é um ataque ao véu jurídico”, disse Makriniotis em um vídeo divulgado em redes sociais.

Pouco antes, a Justiça venezuelana havia notificado o embargo executivo da sede do jornal, como anunciado no Twitter pelo próprio Cabello.

A ordem foi emitida pelo Quarto Tribunal do Município Ordinário e Executor de Medidas da Circunscrição Judicial da Região Metropolitana de Caracas, e o confisco determinado é de 141.501,24 petros – uma criptomoeda lançada em 2018 pelo presidente do país, Nicolás Maduro, e que está sob sanção dos Estados Unidos.

De acordo com a taxa de câmbio oficial de hoje, essa quantia em petros vale cerca de US$ 7,9 milhões.

Uma decisão publicada no último dia 16 de abril pelo TSJ diz que o jornal deve pagar a Cabello 237 mil petros pela cotação do dia, o que valeria então US$ 13.369.170.

Makriniotis disse no vídeo que o jornal é alvo de “mais um processo ilegal” e “injusto”. Ele lembrou que o “El Nacional” não é mais publicado em papel e que tem “78 anos de história, trazendo informações reais para o país”.

“A democracia vive quando há liberdade de expressão”, acrescentou.

Cabello, deputado no Parlamento venezuelano, processou o “El Nacional” em agosto de 2015, por uma reportagem publicada no jornal espanhol “ABC” que indicava que o líder chavista estava sendo investigado pelos Estados Unidos por supostas ligações com o tráfico de drogas.

No último dia 21 de abril, após o veredicto ter sido anunciado, Cabello declarou que pretendia “executar” os bens do “El Nacional” se o jornal não lhe pagasse a indenização por danos morais.

“Se não pagar em dinheiro, teremos que executar os bens para compensar os danos, porque eu tenho moral”, afirmou Cabello em seu programa semanal, transmitido pela emissora estatal “Venezolana de Televisión” (VTV).

Em entrevista à Agência Efe em abril, o diretor do “El Nacional”, Miguel Henrique Otero, disse que o jornal é o “grande troféu” que o governo venezuelano quer conquistar em seu desejo de acabar com a mídia independente.

R7

BOLSONARISTAS REALIZAM ATO PRÓ-GOVERNO EM BRASÍLIA

Foto: Sérgio Lima

Centenas de manifestantes pró-governo realizam neste sábado (15.mai.2020), na Esplanada dos Ministérios, ato de apoio ao presidente Jair Bolsonaro. Foram registradas movimentações com caminhões, carros e pessoas a pé. O ato tem apoio de diferentes grupos de produtores rurais.

São esperadas caravanas com produtores vindos de diferentes Estados. Um manifestante que participa da manifestação neste sábado disse ao Poder360 que saiu do sul do Pará com um grupo que reunia pessoas dos municípios Rio Maria, Redenção e Xinguara.

“Estamos aqui para apoiar o presidente Bolsonaro e também os produtores rurais, que é quem move e alimenta o país”, disse.

Bolsonaro também é esperado. No protesto realizado no 1º dia de maio, o mandatário sobrevoou a Esplanada dos Ministérios.

Por volta das 12h deste sábado, a PMDF (Polícia Militar do Distrito Federal) informou que a manifestação estava “tranquila, sem ocorrências”. Policiais acompanham o ato.

RN CONTABILIZA 20 ÓBITOS POR COVID NAS ÚLTIMAS 24H, SENDO 12 DENTRO DO DIA

Foto: Pixabay

O Rio Grande do Norte contabiliza 249.317 casos de infecção pelo novo coronavírus, desde o início da pandemia, segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) neste sábado (15). De acordo com o boletim da Sesap, foram 1.805 novos casos em relação à ontem (11).

Quanto aos óbitos, o número total é de 5.805, sendo 12 notificados nas últimas 24 horas – em Natal (4), Grossos (1), Tenente Ananias (1), Apodi (1), Santa Cruz (1), Caicó (1), Parazinho (1), Itajá (1) e Japi (1) – e outros 9 confirmados após exames laboratoriais de dias anteriores. Outras 1.187 mortes seguem em investigação e 724 foram descartadas.

O Estado tem ainda 83.539 casos suspeitos 490.149 casos descartados e 131.952 casos inconclusivos, classificados como síndrome gripal não especificada.

Quanto à taxa de ocupação geral das unidades de saúde, os números no final da manhã de hoje mostram 94,8%. São 635 pessoas internadas em leitos clínicos (enfermaria) e críticos (UTI).

A região metropolitana está com 92,1% dos leitos ocupados, a região oeste com 99,1% e a Seridó com 100% de ocupação.No final da manhã de hoje, havia 20 leitos críticos disponíveis, 28 bloqueados e 367 ocupados, já em relação aos leitos clínicos, eram 143 disponíveis, 39 bloqueados e 268 ocupados.

Topo