VEREADOR ZÉ FILHO DE CAICÓ MORRE COM COVID-19 AOS 43 ANOS

Morreu na manhã deste sábado(27), vítima da Covid-19, o vereador pelo município de Caicó, José Alexandre Pereira,  conhecido como Zé Filho, de 43 anos. Ele estsava internado há 12 dias  no Hospital Regional do Seridó .

O vereador Zé Filho que era natural do distrito Laginhas, em Caicó e estava no seu segundo mandato, deixa esposa e dois filhos.

José Filho foi militar da Força Aérea e do Exército Brasileiro, era servidor da UFRN desde 2013 e elegeu-se pela primeira vez em 2016 ao cargo de vereador. No ano passado, foi reeleito. Ele era graduado em Ciências Contábeis (UEPB); em Gestão Pública (UFRN); em Gestão Ambiental (IFRN); e pós-graduado em Gestão de Pessoas (FCST).

“VENHAM PARA O MEIO DO POVO”, DIZ BOLSONARO AO CRITICAR GOVERNADORES

O presidente Jair Bolsonaro usou suas redes sociais neste sábdo (27) para novamente atacar prefeitos e governadores que adotam medidas restritivas para controlar a covid-19 no país.

Na publicação, Bolsonaro afirma: “os que me criticam, façam como eu: venham para o meio do povo” – fazendo referência a aglomeração que causou durante evento no Ceará. Bolsonaro ainda escreveu o que o mais ouviu de seus seguidores foi “eu quero trabalhar”.

No tuíte também está embedado um vídeo com falas e imagens do evento. “Aos políticos do executivo que me criticam, sugiro que façam o que eu faço. O povo não consegue mais ficar em casa. O povo quer trabalhar. Esses que fecham tudo e destroem empregos estão na contramão do que o povo quer. Vá para o meio do povo mesmo depois das eleições”, afirmou o presidente, durante evento nest sexta-feira (26) para retomada de obras em rodovias federais na cidade de Tianguá, região da Serra da Ibiapaba.

Nesta mesma sexta-feira (26),  o Brasil completou um ano do registro do primeiro caso de contaminação pela covid-19.

R7/Jornal da Record

 

COM TOQUE DE RECOLHER NO RIO GRANDE DO NORTE, VEJA O QUE PODE E O QUE NÃO PODE FUNCIONAR

Foto: Reprodução

Começa a valer neste sábado (27), o toque de recolher noturno determinado pelo governo do Rio Grande do Norte em todo o estado, por meio de decreto publicado no Diário Oficial. A medida vale até o dia 10 de março e proíbe circulação de pessoas entre às 22h e 5h.

As novas restrições visam reduzir aglomerações e a pressão por leitos críticos de UTI para Covid-19. Apesar disso, há exceções, como no caso de atividades essenciais.

Veja os tipos de estabelecimentos que podem funcionar dentro do horário, segundo o decreto:

  • serviços públicos essenciais (como segurança, saúde, entre outros)
  • farmácias;
  • indústrias;
  • postos de combustíveis;
  • hospitais, demais unidades de saúde e de serviços odontológicos e veterinários de emergência;
  • laboratórios de análises clínicas;
  • segurança privada;
  • imprensa, meios de comunicação e telecomunicação em geral;
  • funerárias;
  • exercício da advocacia na defesa da liberdade individual;
  • serviços de alimentação, exclusivamente para delivery;
  • serviços de transporte coletivo urbano.
  • Trabalhadores que estão indo de casa para o trabalho ou do trabalho para casa também podem circular.

Por força de outro decreto, restaurantes e bares devem fechar às 22h. A venda e o consumo de bebidas alcoólicas em locais públicos também está proibida. As demais atividades não previstas no decreto também devem ser suspensas durante o toque de recolher.

De acordo com o governo do estado, as forças de segurança vão reforçar a fiscalização para evitar descumprimento das medidas.

Segundo o secretário de segurança do Rio Grande do Norte, coronel Francisco Araújo, quem não cumprir a norma pode ser detido por desobediência contra a Administração Pública e levado à delegacia. A pena prevista pelo Código Penal é de detenção de 15 dias a 6 meses, além de multa. Com informações do mG1/RN.

BISPOS DO RN PUBLICAM MEDIDAS SUSPENDENDO CELEBRAÇÕES COM A PRESENÇA DE FIÉIS

Foto: Divulgação

Na manhã deste sábado(27), a Arquidiocese de Natal por meio de nota anunciou  medidas suspendendo as celebrações na Igreja Católica com a presença de fiéis. As medidas a serem aplicadas estão em consonância com o decreto 30.383 do Governo do RN e seguem até o dia 10 de março.

De acordo com as determinações da Igreja, as missas podem ser celebradas nas igrejas catedrais e nas matrizes de portas fechadas, com a participação de uma equipe celebrativa de apoio de, no máximo, cinco pessoas.

Outra decisão da arquidiocese que encaixa com as medidas do governo é manutenção das portas abertas para que os fiéis tenham momentos do orações individuais, seguindo os protocolos sanitários e de biossegurança.

Veja nota da Arquidiocese de Natal

MEDIDAS A SEREM APLICADAS NA PROVÍNCIA ECLESIÁSTICA DE NATAL (ARQUIDIOCESE DE NATAL, DIOCESE DE MOSSORÓ E DIOCESE DE CAICÓ), EM CONSONÂNCIA COM O DECRETO 30.383 DO GOVERNO DO ESTADO DO RN:

Nós, Bispos da Província Eclesiástica de Natal, tendo sido previamente contatados pelo Governo do Estado, nesta sexta-feira (26); compreendendo a gravidade do momento; em espírito de recíproca cooperação e corresponsabilidade; e tendo em conta a vida como bem maior a ser preservado, achamos por bem acatar o disposto no decreto estadual nº 30.383, de 26 de fevereiro de 2021, e, assim, determinamos para todo o território da Província Eclesiástica de Natal:

  1. Ficam suspensas as celebrações (missas e outras congêneres), com a participação presencial dos fiéis, de 1º a 10 de março;
  2. As missas sejam celebradas, nas igrejas catedrais e nas igrejas matrizes, de portas fechadas, com a restrita participação de uma equipe celebrativa de apoio, composta por, no máximo, cinco pessoas;
  3. As celebrações sejam transmitidas, através das plataformas digitais de comunicação da própria paróquia, sempre que possível, especialmente no domingo;
  4. Mantenham-se abertas as igrejas, em seus regulares horários de funcionamento, para os momentos de orações pessoais dos fiéis, obedecendo todos os protocolos sanitários e de biossegurança;
  5. Sejam mantidos os atendimentos individualizados aos fiéis, por parte dos sacerdotes, bem como nas secretarias paroquiais.

Por fim, recomendamos a todos os fiéis católicos, muito especialmente aos padres dos nossos cleros, que se mantenham atentos às realidades e necessidades que afloram mais nitidamente nesses momentos de maiores restrições. Tudo isso traz implicações – inclusive econômicas e sociais – sobre a vida das pessoas. Isto nos faz pensar nos mais pobres e nos que dependem das atividades informais. Lembremo-nos da exigência da partilha como compromisso inerente à nossa condição de cristãos. Gastemos tempo e não poupemos esforços para promover iniciativas e campanhas que sirvam de sinal e alento para quem mais precisa. Mantenhamos a confiança em Deus. É Ele o Senhor de nossas vidas e da História. Nossa Senhora da Apresentação, Santa Luzia e Sant’Ana intercedam por todos nós.

Natal, 27 de fevereiro de 2021.

Dom Jaime Vieira Rocha
Arcebispo Metropolitano de Natal

Dom Mariano Manzana
Bispo de Mossoró

Dom Antônio Carlos Cruz Santos, MSC
Bispo de Caicó

OPERAÇÃO NO RN APREENDE MAIS DE R$ 240 MIL EM MERCADORIAS TRANSPORTADAS SEM NOTA FISCAL

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em conjunto com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Secretaria de Tributação do Rio Grande do Norte (SET-RN) e o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RN) encerrou, nesta quinta-feira (25/02), a Operação Corso.

A operação, que teve como objetivo a fiscalização do transporte remunerado e coletivo de passageiros, além da prática de sonegação fiscal, ocorreu nas cidades de São José de Mipibu, Canguaretama e Macaíba.

A ação conjunta resultou na recuperação de um veículo roubado, na apreensão de um revólver com seis munições e no resgate de três aves silvestres que eram transportadas ilegalmente.

Mais de 240 mil reais em mercadorias foram flagradas sendo transportadas sem documentação fiscal, revertendo para o estado Rio Grande do Norte, entre impostos e multas, um valor superior a 80 mil reais. Ao todo, 14 pessoas foram detidas por efetuar transporte clandestino de passageiros e outras quatro por crimes diversos.

A Polícia Rodoviária Federal busca constante integração com outros órgãos para otimizar resultados e melhorar sua resposta a sociedade.

MINISTÉRIO PÚBLICO NOTIFICA IGREJA DE MALAFAIA POR CULTO COM 1.200 PESSOAS; PASTOR SE DEFENDE

Foto: Reprodução

O promotor de Justiça Marcelo Paulo Maggio, do Ministério Público do Paraná (MP-PR), notificou nessa sexta-feira (26) a igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo de Curitiba.

Isso porque a organização religiosa, que pertence ao pastor  Silas Malafaia, realizou um culto na noite da última quinta-feira (25) que reuniu cerca de 1.200 pessoas em meio a um dos momentos mais agudos da pandemia na capital paranaense. A celebração foi conduzida pelo próprio Malafaia e por sua filha, Rachel Malafaia.

O culto ocorreu no mesmo dia em que a secretária de Saúde da cidade, Márcia Huçulak, alertou sobre a superlotação dos hospitais e falou que a capital curitibana vive uma “avalanche de Covid”.

“Tem sido uma avalanche de casos de Covid-19 nas UPAs [Unidades de Ponto Atendimento] e com quadros graves. Quando a sociedade se movimenta, aumenta a proliferação e o número de casos, o que demanda mais internação para a doença. E, ao mesmo tempo, aumenta o número de acidentes, de trauma e violência. A gente precisa que a sociedade circule menos”, declarou a chefe da pasta.

Imagens feitas pelo fotógrafo Eduardo Matysiak e obtidas pela Fórum mostram centenas de pessoas que participavam da celebração. O pastor Malafaia, por sua vez, alega que o templo comporta mais de 3 mil fiéis, mas o evento foi realizado para “apenas” 1.200 e, segundo ele, foram respeitados todos os protocolos contra o contágio da Covid, com lugares demarcados, álcool gel e distanciamento.

Malafaia acusou o jornalista Guilherme Amado, da revista Época, de “fake news” por noticiar a realização do culto. Com informações da Revista Fórum.

Silas Malafaia compartilhou um vídeo nas redes sociais nesta sexta-feira (26) no qual acusa o grupo Globo de perseguir igrejas após a Assembleia de Deus Vitória em Cristo de Curitiba ser notificada pelo Ministério Público um dia após o pastor promover um culto no local.

EM DERROTA PARA ARTHUR LIRA, PEC DA IMUNIDADE É RETIRADA DE PAUTA NA CÂMARA

Deputado federal Arthur Lira (PP – AL) Foto:  Câmara dos Deputados

 Na sua primeira derrota expressiva, o novo presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), não conseguiu a maioria para votar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da imunidade parlamentar.

A proposta, elaborada em poucos dias para proteger deputados e senadores perante o Judiciário, agora irá ser analisada por comissão.

A votação já havia sido adiada na noite de ontem após lideranças concluírem que não havia garantia dos 308 votos necessários para alterar a Constituição. O presidente Arthur Lira e seus aliados articularam, desde então, para que a proposta ganhasse apoio e pudesse ser votada. Não tiveram sucesso.

Na tarde desta sexta-feira, apenas 302 deputados votaram para manter a proposta na pauta. A margem foi considerada pequena para votar a PEC, já que havia seis votos a menos que os 308 necessários para a aprovação. Para evitar a derrota, Lira decidiu adiar a votação.

Em seu discurso, Lira admitiu que não houve consenso entre os líderes. Disse que fica muito “triste” com o fato de a PEC ser apelidada de “PEC da Impunidade” e que deveria ser chamada de “PEC da Democracia”.

— Não houve consenso que nos permitisse com tranquilidade votar a matéria no dia de hoje, nem no dia de ontem, nem no dia de anteontem.

Tentando se desvincular da iniciativa favorável à PEC, Lira disse ainda que a regulamentação da imunidade parlamentar foi um pedido de todos os líderes e que “não traz essa situação” para si.

— Não trago essa situação toda para mim, porque essa situação é de todos nós.

O objetivo da proposta é proteger deputados e senadores de situações semelhantes à de Daniel Silveira (PSL-RJ),  preso na semana passada. Além de sofrer pressão nas redes sociais contra a proposta, líderes tiveram dificuldade em encontrar um texto que conciliasse todos os interesses.

A última versão do texto impediria a prisão de Daniel Silveira se estivesse em vigor. A proposta estipula que parlamentares só podem ser presos por crime que “por sua natureza, seja inafiançável na forma da lei”. O deputado Paulo Teixeira (PT-SP) chegou a pedir a retirada do trecho “por sua natureza”, o que tornaria mais ampla a possibilidade de punição de senadores e deputados.

Na decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes, a prisão de Silveira foi justificada sem haver um crime que “por sua natureza” fosse inafiançável. Ele se valeu de uma interpretação do Código de Processo Penal para justificar a gravidade do crime.

— Essa PEC terá o nome Daniel Silveira — criticou o deputado Paulo Teixeira.

Na noite de quinta-feira, Marcelo Ramos (PL-AM), vice-presidente da Câmara, coordenou os trabalhos. A ausência de Lira, em viagem a São Paulo, foi apontada como um problema por seus aliados conforme a articulação pela PEC parecia perder força. Nesta sexta, Lira voltou a Brasília para presidir a sessão.

— Não tem impunidade, não tem blindagem, não tem nada, mas a imunidade parlamentar precisa ter limites quanto ao seu absolutismo de voto e voz — disse Arthur Lira ao abrir a sessão.

Houve uma negociação em uma alteração para atender o PT. O partido se queixou de um trecho que impedia deputados e senadores de serem responsabilizados na justiça cível ou criminal por suas opiniões e discursos, dizendo que essa punição cabia “exclusivamente” ao Conselho de Ética.

A resistência contra esse ponto foi encampada por Maria do Rosário (PT-RS). O presidente Jair Bolsonaro foi condenado na justiça civil a indenizar a deputada por um discurso que fez quando era deputado federal. Ela argumentou que, se contasse apenas com o Conselho de Ética, Bolsonaro não teria sido punido.

Após a relatora do texto, Margarete Coelho (PP-PI), anunciar que cederia neste ponto, deputados do PSL anunciaram que iriam votar contra a PEC. Líderes do Centrão já consideravam que a maioria estava frágil. Com o desembarque do PSL, a possibilidade de derrota na votação se concretizou.

 Principais pontos da PEC

Parlamentar preso sob custódia do Congresso

A PEC restringe a prisão, prevendo que deputados ou senadores sejam enviados para a custódia do Congresso após o flagrante. A Câmara ou o Senado poderiam decidir onde manter o parlamentar, incluindo em sua própria casa, antes de uma audiência na Justiça para analisar a prisão.

Primeira instância perde poder

Mesmo que um juiz de primeira instância possa julgar um fato ocorrido antes do mandato, ele não poderá pedir buscas nas dependências do Congresso sem autorização do Supremo. Se a PEC for aprovada, essa medida pode atrasar esse tipo de ação penal. A PEC estabelece ainda que a Polícia Legislativa supervisionaria as buscas e apreensões no Congresso.

Foro privilegiado

A PEC estabelece o foro privilegiado apenas “para crimes cometidos no exercício do cargo e relacionados ao mandato”, incluindo na Constituição o entendimento atual do Supremo Tribunal Federal (STF).

Afastamento temporário vedado

O texto também prevê que ficaria vedado o afastamento temporário de membros do Congresso, somente podendo ser decretada a perda do mandato nos termos do artigo 55 da Constituição. Algumas hipóteses para isso ocorrer envolvem questões eleitorais, criminais ou quebra de decoro.

Deputados estaduais

O projeto também dá aos deputados estaduais as mesmas prerrogativas dos deputados federais e senadores. Assim, só poderão ser presos por crime em flagrante e inafiançável.

 Crimes inafiançáveis na Constituição

Hoje, parlamentares só podem ser presos em flagrante e por crimes inafiançáveis. A PEC esclarecia que os crimes inafiançáveis seriam apenas os citados expressamente na Constituição. A redação foi alterada para incluir todos os crimes inafiançáveis “na forma da lei”, o que permite interpretação mais ampla.

O Globo

BANCO DO BRASIL AJUDA ESTADOS E MUNICÍPIOS A COBRAR IMPOSTOS VIA PIX

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

 Contribuintes de pelo menos três estados e cinco municípios podem começar a pagar impostos via Pix. Com auxílio de uma tecnologia desenvolvida pelo Banco do Brasil (BB), os governos locais começam a cobrar tributos por meio do sistema instantâneo de pagamentos desenvolvido pelo Banco Central.

Segundo o Banco do Brasil, os governos do Acre, do Piauí e de São Paulo iniciaram a integração à nova tecnologia, que permite gerar um código QR (versão avançada do código de barras) que pode ser fotografado com a câmera do celular para pagar impostos por meio do Pix. Os municípios de Eusébio (CE), Linhares (ES), São José dos Campos (SP), Uberlância (MG) e Vila Velha (ES) também estão aderindo a solução.

Desde dezembro, as empresas que declaram débitos e créditos tributários podem quitar as contas com a Receita Federal pelo Pix. Os empregadores domésticos também podem pagar as guias do eSocial por meio do novo sistema.

No estado de São Paulo, o convênio entre o Banco do Brasil e a Secretaria Estadual de Fazenda permitirá o recolhimento via Pix de valores por meio do Documento de Arrecadação de Receitas Estaduais (Dare) e o pagamento do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Multas e custas judiciais também poderão ser pagas pelo novo sistema.

A primeira cidade a arrecadar tributos pelo Pix foi Eusébio (CE), na região metropolitana de Fortaleza. Os contribuintes podem quitar o boleto do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbano (IPTU) de 2021 por meio da nova modalidade.

Para pagar os impostos, o contribuinte deve abrir o aplicativo de qualquer banco ou instituição financeira participante do Pix e apontar a câmera do celular para o Código QR. A transação é concluída em até 15 segundos.

Bancos diferentes

Em funcionamento desde novembro, o Pix permite pagamentos e transferências por pessoas ou empresas 24 horas por dia, sete dias por semana. As operações são instantâneas e podem ser feitas entre bancos diferentes.

Os clientes do Banco do Brasil podem usar o Whatsapp para cadastrarem chaves Pix e fazerem pagamentos e recebimentos pelo sistema. No caso dos pagamentos, basta o correntista enviar a foto do código QR ao aplicativo de mensagens. O assistente virtual do BB lê a imagem e completa a transação.

A tecnologia desenvolvida pelo Banco do Brasil também está sendo usada pelo grupo Energisa, que atende a consumidores de 11 estados. As distribuidoras estão incluindo gradualmente o código QR nas contas de luz. Em três meses, a novidade deve chegar a todos os 8 milhões de clientes do grupo.

Agência Brasil

PREFEITO ÁLVARO DIAS DECIDE DECRETAR FECHAMENTO DAS PRAIAS DE NATAL

Foto: Divulgação

O prefeito Álvaro Dias decidiu, nesta sexta-feira (26), decretar o fechamento da orla da capital a partir deste domingo (28). A medida deve se estender por 15 dias a contar de amanhã e segue tendência nacional de tentar conter o avanço da Covid-19, que tem registrado aumento de casos nas últimas semana, gerando risco de colapso nas redes de saúde pública e privada.

“Vamos fazer o fechamento total da orla a partir de domingo. Sem barracas, sem bares, sem nada. Toda orla será fechada por 15 dias. A princípio. Se sentirmos que poderemos flexibilizar, que houve melhora, o faremos”,  afirmou.

O decreto também trará uma  recomendação para que o comércio promova um rodízio no horário de fechamento. A ideia é evitar  aglomerações nos transportes públicos. A proposta é que cada segmento feche em um horário diferente, reduzindo dessa forma a quantidade de pessoas que vão pegar ônibus em um mesmo horário.

Não haverá alteração quanto as escolas particulares. A prefeitura mamtém o entendimento que os protocolos estabelecidos e o histórico desde a reabertura dos colégios dá segurança sanitária para que as aulas continuem acontecendo.

Além disso, o novo texto da Prefeitura de Natal com relação a Covid,   vai revogar a decisão de retomada do trabalho presencial no serviço público da capital. Álvaro Dias explicou que a partir de segunda, todos os que puderem exercer as suas atividades de maneira  remota,  estarão autorizados a isso. A determinação de volta ao trabalho foi publicada em 3 de fevereiro.

TN

PREFEITO ÁLVARO DIAS MONITORA INSTALAÇÃO DE LEITOS-CRÍTICOS DO HOSPITAL DE CAMPANHA

O prefeito de Natal, Álvaro Dias, visitou nesta sexta-feira (26) o Hospital Municipal de Campanha da Via Costeira, para acompanhar a instalação dos equipamentos essenciais à expansão do número de leitos de Unidade de Tratamento-Intensivo (UTI) para pacientes da Covid-19.

A Prefeitura de Natal está dobrando a capacidade de leitos críticos da unidade hospitalar, passando a operar agora com 40 Unidades de Tratamento-Intensivo.

“Estamos diante de uma nova onda e medidas como essas são necessárias para o enfrentamento da pandemia. Quis acompanhar de perto a estruturação dos novos leitos de tratamento-intensivo que vão aliviar a demanda reprimida da população. São equipamentos de mais complexidade para respiração assistida, monitores, oxímetros, eletrocardiógrafo que devem constar numa unidade crítica”, comentou Álvaro Dias.

Devido a situação da aumento de casos de internação na capital, a Prefeitura também teve de reestruturar sua rede hospitalar e destinou todos os 30 leitos de internação clínica do Hospital dos Pescadores aos pacientes acometidos da COVID-19.

O Hospec passa a funcionar com porta regulada, a partir desta sexta-feira (26), isso significa que os pacientes atendidos serão encaminhados através da Upas de Natal. O perfil para internações clínicas é de pacientes com tratamento de casos leves da COVID-19.

A gestão municipal também estendeu o horário de atendimento de 10 unidades básicas de saúde nas quatro regiões administrativas da capital potiguar.  O foco é atender pessoas com sintomas leves da Covid-19, que apresentem tosse, coriza e dor de garganta. Para esses casos, não haverá necessidade de retirar ficha e uma equipe de profissionais da saúde estará trabalhando para atender a demanda.

Para monitorar o novo cenário, a prefeitura vai manter em funcionamento, neste fim de semana (27 e 28) o Centro de Atendimento para Enfrentamento a Covid-19 Cemure. O atendimento será das 8h às 16h. Para ser atendida, a pessoa tem que apresentar comprovante de residência de Natal e documento de identificação com foto.

Confira os horários de funcionamento das UBS: Distrito Sanitário Norte I UBS Pajuçara: Rua Maracaí, S/N – 7h às 19h; UBS Nova Natal: Rua do Pastoril, S/N, Conjunto Lagoa Azul – 7h às 19h; Distrito Sanitário Norte II; UBS Panatis: Rua Milton Servita Brito, nº 994, Potengi – 7h às 19h; UBS Vale Dourado: Rua irmã Vitória, 706, N. Srª. da Apresentação – 7h às 19h; Distrito Sanitário Leste; UBS São João: Av. Romualdo Galvão, nº 891, Tirol – 8h às 20h; UBS Brasília Teimosa: R. Miramar, nº 32, Praia do Meio – 7h às 19h; Distrito Sanitário Oeste; UBS Felipe Camarão II: R. Santa Cristina, s/nº – 8h às 20h; UBS Bom Pastor: R. Augusto Calheiros, nº 1 – 8h às 20h; Distrito Sanitário Sul; UBS Nova Descoberta: Av. Xavier da Silveira – 8h às 20h;UBS Rosângela Lima: Rua Santa Beatriz, 11, Planalto – 7h às 19h.

PREFEITO E SETE SECRETÁRIOS DO MUNICÍPIO DE SANTA CRUZ TESTAM POSITIVO PARA COVID -19

Eles resistiram a uma campanha eleitoral, comemoração da vitória, festas de final de ano e Carnaval, mas tudo indica que uma festa de casamento para  poucos convidados foi o local da contaminação.

Resultado; o prefeito de Santa Cruz Ivanildinho,  a mulher  e mais sete secretários estão com Covid-19.

O exemplo não é isolado para o comportamento do vírus que alcançou a maior taxa de transmissibilidade no Rio Grande do Norte nos últimos dias; 1,49%.

Festas e encontros familiares é quando mais existe o relaxamento de uso da máscara, quando nos achamos mais seguros do risco de contaminação.

Território Livre

ALIADO DE ROGÉRIO MARINHO ASSUME PRESIDÊNCIA DO PATRIOTA NO RN

O governo federal começa a se desenhar em um novo partido. O Patriota no Rio Grande do Norte já tem um novo representante: o aliado do ministro Rogério Marinho, Bruno Melo.

O presidente Jair Bolsonaro e Rogério foram especulados recentemente como possíveis filiados à sigla para disputar as eleições de 2022.

A nova chapa no comando do partido foi divulgada nesta sexta-feira (26). Bruno já foi vereador por quatro mandatos (2004-2016), no município de Severiano Melo, no interior do estado. Além disto, o presidente da sigla já comandou por dois mandatos (2015-2018) a União dos Vereadores do RN (Uvern).

Antigo membro do mesmo partido que Rogério Marinho era filiado, Bruno já o auxiliou em eleições e desde 2006 que os é tido como aliado do ministro do Desenvolvimento. Com informações do Terra Brasil Notícias

BOLSONARO DIZ QUE, DAQUI PARA FRENTE, ‘GOVERNADOR QUE FECHAR ESTADO’ DEVE BANCAR AUXÍLIO EMERGENCIAL

Presidente Jair Bolsonaro discursa em Caucaia, na Grande Fortaleza — Foto: Kid Junior/SVM

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta sexta-feira (26) em visita a Caucaia, na Grande Fortaleza, que daqui para a frente os governadores que “fecharem seus estados” é que devem bancar o auxílio emergencial . Ele, no entanto, não deu detalhes sobre como isso seria feito.

Bolsonaro deu a declaração referindo-se àqueles que adotam medidas mais restritivas para conter o avanço da pandemia de Covid-19, como implantação de toque de recolher e proibição total de atividades não essenciais.

“A pandemia nos atrapalhou bastante, mas nós venceremos este mal, pode ter certeza. Agora, o que o povo mais pede, e eu tenho visto em especial no Ceará, é para trabalhar. Essa politicalha do ‘fica em casa, a economia a gente vê depois’ não deu certo e não vai dar certo. Não podemos dissociar a questão do vírus e do desemprego”, afirmou o presidente.

“São dois problemas que devemos tratar de forma simultânea e com a mesma responsabilidade. E o povo assim o quer. O auxílio emergencial vem por mais alguns meses e, daqui para frente, o governador que fechar seu estado, o governador que destrói emprego, ele é quem deve bancar o auxílio emergencial. Não pode continuar fazendo política e jogar para o colo do Presidente da República essa responsabilidade.”

Nesta quinta-feira (25), Bolsonaro havia afirmado que o governo estuda pagar quatro parcelas de R$ 250 na nova rodada do auxílio. Segundo ele, o benefício pode ser retomado em março.

O discurso do presidente em Caucaia foi feito em um momento em que governadores e prefeitos adotam medidas mais rígidas para conter o avanço da Covid-19 em várias partes do País. Nesta quinta, o Brasil teve recorde de mortes registradas em um único dia: 1.582. Diversos estados estão sofrendo com falta de leitos de UTI para atender os doentes.

“Esses que fecham tudo e destroem empregos estão na contramão daquilo que seu povo quer. Não me critiquem, vão para o meio do povo mesmo depois das eleições”, afirmou o presidente.

A visita ao Ceará ocorreu em um momento no qual o estado enfrenta aumento de casos de coronavírus – por isso, foi alvo de crítica do governador Camilo Santana (PT), que informou que não iria participar do evento.

O presidente participou nesta sexta da assinatura da retomada de obras viárias em Tianguá, no Norte do Ceará, e visitou a duplicação da BR-222 em Caucaia.

G1

AGRAVAMENTO DA PANDEMIA LEVA RN A SUSPENDER ATENDIMENTO PRESENCIAL

Medida tem como objetivo evitar a disseminação do novo coronavírus neste momento em que crescem o número de infectados e a demanda por leitos de UTI nos hospitais das redes pública e privada

O agravamento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e a necessidade de reforçar as iniciativas de proteção à saúde da população levaram o Governo do RN a suspender o atendimento presencial externo nos órgãos e entidades da administração pública estadual direta e indireta a partir de segunda-feira (1º), conforme recomendação da Portaria Conjunta 01/2021 das Secretarias de Saúde e de Administração, publicada no Diário Oficial.

A iniciativa pretende reduzir a circulação diária, em torno de 80 mil pessoas, em localidades onde está sendo verificado aumento do número de infectados pela Covid-19.

Para tanto, será suspenso o atendimento presencial de todos os serviços que possam ser realizados de forma remota (telefone, internet, e-mail etc.), exceção daqueles considerados essenciais nas áreas de Saúde e da Segurança Pública. Também ficarão suspensos os serviços prestados nas unidades da Central do Cidadão.

A medida, adotada em consequência do aumento dos casos de infecção, internação e morte de pacientes contaminados pela Covid-19 no Rio Grande do Norte, está em sintonia com o Decreto 30.379, de 19 de fevereiro, em vigor desde sábado (20), que dispõe sobre medidas temporárias de prevenção ao contágio e de disseminação do vírus.

A portaria dá sequência a um conjunto de medidas que o Governo fez recomendando para restringir a concentração de pessoas em qualquer espaço seja ele público ou privado.

No caso aqui, o governo está  começando a restringir o atendimento ao público, reuniões presenciais, regulando o distanciamento nos locais de trabalho público e estimulando o trabalho domiciliar para que haja menos contatos entre as pessoas.

O contato sem máscara, na hora de comer, de beber água é que leva a transmissão do vírus”, disse o secretário estadual de Saúde, Cipriano Maia, fazendo um apelo às empresas privadas, às prefeituras, às igrejas e demais segmentos da sociedade no sentido de adotarem as mesmas providências. Cipriano apontou o transporte público como outra área “muito crítica” que necessita de medidas regulatórias que evitem a superlotação dos ônibus.

“O momento é de extrema gravidade, que exige a atenção e a colaboração de todos”, complementou a governadora Fátima Bezerra, em entrevista coletiva na manhã de hoje (26), em que falou também sobre a abertura de novos leitos de UTI para atender pacientes Covid. “Não vamos iludir a população, achando que abrir leitos vai resolver a situação. As medidas protetivas são imprescindíveis para que possamos vencer essa fase crítica da pandemia”, disse a governadora. Ela adiantou que está dialogando com a sociedade e que até o final da tarde de hoje serão anunciadas novas medidas “mais duras” no contexto de controle da pandemia.

CONDIÇÕES

O retorno do atendimento presencial nas repartições estaduais fica condicionado à observância de dois importantes indicadores de controle da pandemia. A volta à normalidade só se dará, diz o secretário Cipriano Maia, quando a taxa de ocupação dos leitos estiver abaixo de 80% e quando o indicador composto ficar abaixo de três. Esse indicador utiliza diferentes variáveis, de características assistenciais e epidemiológicas, onde 1 é a melhor situação e 5 a pior.

No final da tarde da manhã de hoje, a taxa de ocupação de leitos críticos no Rio Grande do Norte era de 87,2%, e de 89,6% na região metropolitana, a mais populosa. No Estado, 49,2% da população – cerca de 1,7 milhão de habitantes – estão na faixa amarela, com maior risco de transmissibilidade do vírus.

Outro fator que levou o governo a restringir o atendimento ao público foi o baixo índice de imunização.  A imunidade somente é alcançada quando pelo menos 70% da população estiver vacinada. No RN, esse índice é de 2,34%. Além disso, foram identificadas duas novas variantes do coronavírus circulando no Rio Grande do Norte.

 

GOVERNO DO RN FINALIZA PAGAMENTO DA FOLHA SALARIAL DE FEVEREIRO NESTE SÁBADO (27)

Centro Administrativo do Rio Grande do Norte — Foto: Bruno Vital

O Governo do RN anunciou que vai finalizar o pagamento do restante da folha salarial de fevereiro neste sábado (27). Dessa forma, serão pagos 70% dos salários restantes de quem ganha acima de R$ 4 mil (valor bruto), além do salário integral de cerca de 22 mil servidores lotados em pastas com recursos próprios.

 O governo já havia adiantado, em 13 de fevereiro, o pagamento para os servidores que recebem até R$ 4 mil e também 30% para quem recebe acima desse valor, além do salário integral à categoria dos profissionais da segurança pública.

Topo