MÁRIO FRIAS ESCORREGA NO PORTUGUÊS E “AGRADEÇE” MINISTRO POR OBRAS EM SC

Foto: Marcos Corrêa /PR

O secretário nacional de cultura, Mário Frias, cometeu um erro ortográfico em sua conta no Twitter ao agradecer o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, por obras federais na BR-285, em Santa Catarina. Na publicação, feita na manhã desta segunda-feira (6/7), o sucessor de Regina Duarte escreveu a palavra “agradece” com cedilha, contrariando a forma correta, com “c”. Ele escreveu: “Parabéns @tarcisiogdf SC agradeçe”.

A conta do ex-galã de Malhação na rede de microblogs não é verificada, mas no perfil dele no Instagram, que contém o selo de autenticidade, indica o Twitter informado como de autoria do ex-ator.

Nos comentários do post, internautas não perdoaram a incorreção gramatical do secretário e chamaram a atenção para a grafia equivocada da conjugação do verbo “agradecer”.

Alguns usuários da rede de microblog chegaram a compará-lo com Abraham Weintraub, ex-ministro da Educação que cometeu uma série de erros ortográficos em tuítes e em documentos oficiais.

“Opa, a vaga no MEC ainda tá aberta. Mostrou nessa postagem que tem currículo”, escreveu um seguidor. O ex-titular do MEC postou, ao agradecer um elogio do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), a palavra “impressionante” escrita com “c”, e não com “ss”, como é corretamente grafada.

Metrópoles

NATAL: PREFEITO ÁLVARO DIAS DESTACA O USO DE IVERMECTINA PARA VENCER A LUTA CONTRA O CORONAVÍRUS

Imagem: Reprodução

Nesta segunda-feira(06), o prefeito de Natal, Álvaro Dias,  afirmou  bastante otimista por meio de suas redes sociais, que o tratamento com Ivermectina está trazendo bons resultados na capital potiguar, e que essa  realidade se contata a olhos vistos, pela diminuição da procura de leitos por pacientes com coronavírus e  pela diminuição de pacientes internados com coronavírus nas Unidades de Pronto Atendimento.

“Estamos começando a vencer a luta contra o coronavírus, a adoção do protocolo médico para tratamento da doença aprovado pelo Comitê Científico do Município, assim como também  aprovado pelo Conselho Regional de Medicina (Cremern), o uso da Ivermectina como preventivo e também como terapêutico associado a outros medicamentos como a  azitromicina, como corticoide, como a cloroquina, e  outros medicamentos que que estão inseridos dentro do protocolo devidamente abastecido em todos os postos de saúde, e que estão fazendo o tratamento precoce do coronavírus, estão diminuindo os índices  de incidência de gravidade da doença, inclusive diminuindo também  a procura de pacientes em estado grave por leitos de UTI na cidade de Natal, ressaltou Álvaro Dias.

A partir do protocolo adotado pela Secretaria Municipal de Saúde, a população passou a ter acesso a um tratamento precoce para a doença, não mais seguindo a orientação  de que o paciente aguarda em casa e apenas procurar atendimento hospitalar em caso de febre persistente e falta de ar. Em Natal, o paciente é orientado a fazer uso de medicação preventiva,

Estamos começando a virar o jogo contra o Coronavírus! ✅ Podemos observar uma queda nos níveis da incidência de internamentos e de procura por UTIs em Natal, em decorrência das medidas tomadas pelo nosso Comitê Científico, liberando o protocolo médico e instituindo o tratamento adequado ao uso da Ivermectina, Cloroquina e Azitromicina. Com a abertura do Centro de Atendimento para Enfrentamento da Covid-19, esperamos que esses índices caiam ainda mais! #NatalContraOCoronavírus

Posted by Álvaro Dias on Monday, July 6, 2020

Médico pediatra, o prefeito Álvaro Dias orienta o uso de 200 microgramas por quilo de peso, ou seja, um comprimido de 100 mg para cada 30 kg de peso. “Vamos procurar o médico, vamos obter a prescrição e a adoção de Ivermectina como medicamento preventivo”, concluiu o prefeito, em  vídeo.

AO VIVO: GOVERNO ASSINA PLANO PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

Foto: Tânia Rêgo /Agência Brasil

O governo federal lança hoje (06) o Plano de Contingência para Pessoas com Deficiência – projeto que visa mitigar o impacto socioeconômico das medidas adotadas durante a pandemia de covid-19 na vida de pessoas com necessidades especiais. O projeto beneficiará 45 milhões de brasileiros que possuem algum tipo de deficiência. 

A iniciativa conta com o apoio do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Ministério da Saúde, Ministério da Ciência e Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Ministério da Economia, Ministério da Defesa e Casa Civil. Com informações da Agência Brasil

O evento acontece no Palácio do Planalto, onde o decreto que cria o plano é assinado. Confira ao vivo:

SÃO PAULO INICIA TESTES DA VACINA CORONAVAC NO DIA 20 DE JULHO

Foto: Sérgio Andrade / Governo do Estado de São Paulo

Após aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na última sexta-feira (3), o governo de São Paulo vai iniciar a fase 3 de teste em humanos da vacina contra o novo coronavírus, chamada de CoronaVac, no dia 20 de julho.

“A Anvisa autorizou o Instituto Butantan a iniciar os testes da CoronaVac, a vacina está sendo desenvolvida junto com o laboratório chinês. A partir da próxima segunda-feira (13), os voluntários já poderão se inscrever. A inscrição será obrigatoriamente para profissionais da saúde”, disse João Doria, governador de São Paulo. “Com a aprovação da Anvisa, começaremos o processo de testagem a partir do dia 20 de julho”, acrescentou.

Segundo Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, esta vacina contra o novo coronavírus é desenvolvida pela Sinovac, sediada na China, e é uma das mais promissoras do mundo, porque utiliza tecnologia já conhecida e amplamente aplicada em outras vacinas. É também uma das mais avançadas em testes. Ela já está na terceira etapa, chamada clínica, de testagem em humanos. O laboratório chinês já realizou testes do produto em cerca de mil voluntários na China, nas fases 1 e 2. Antes, o modelo experimental aplicado em macacos apresentou resultados expressivos em termos de resposta imune contra as proteínas do vírus.

“A fase 2 [de testes clínicos, feito na China] demonstrou a segurança e a eficácia da vacina. Após 14 dias da segunda vacinação, mais de 90% das pessoas vacinadas desenvolveram proteção. Então é uma vacina que tem um perfil de proteção elevado”, explicou.

Os voluntários para a CoronaVac serão selecionados entre profissionais de saúde, da rede pública ou privada, com mais de 18 anos, que não tenham tido covid-19 [a doença provocada pelo novo coronavírus] e que não estejam em teste para outras vacinas. Esses voluntários poderão se candidatar por meio de um aplicativo do Instituto Butantan, que deverá ser lançado na próxima segunda-feira (13). Os voluntários não poderão ter doenças instáveis [que afetem a resposta imune], distúrbios de coagulação e, as mulheres não poderão estar grávidas. “São esses profissionais que estão mais expostos e que vão permitir o desenvolvimento muito rápido do estudo clínico”, disse Dimas Covas.

Os testes com a CoronaVac serão realizados em 9 mil voluntários em centros de pesquisas de seis estados brasileiros: São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná. A pesquisa clínica será coordenada pelo Instituto Butantan e o custo da testagem é de R$ 85 milhões, custeados pelo governo.

A vacina é inativada, ou seja, contém apenas fragmentos do vírus, inativo. Com a aplicação da dose, o sistema imunológico passaria a produzir anticorpos contra o agente causador da covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus. No teste, metade das pessoas receberão a vacina e metade receberá placebo, substância inócua. Os voluntários não saberão o que vão receber.

Segundo Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, caso os testes comprovem a eficácia da vacina, 60 milhões de doses iniciais estarão disponíveis para o Brasil pelo laboratório chinês até o final deste ano.

Esta é a segunda vacina que está sendo testada no Brasil. A primeira é a que está sendo produzida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido.

Agência Brasil

SÃO JOSÉ DE MIPIBU – ABRIGO ANÍSIA PESSOA RECEBE CUIDADOS DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

Na luta para conter o avanço do novo coronavírus em São José de Mipibu, a Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Saúde realizou neste fim de semana, ações preventivas nas áreas interna e externa do Abrigo Anísia Pessoa, importante casa acolhedora de idosos no Agreste.

Além de promover a desinfecção na instituição de caridade, servidores da Saúde fizeram entrega de material hospitalar e equipamentos de proteção individual, contribuindo com o trabalho preventivo que vem sendo realizado pelos servidores do Abrigo.

De acordo com nota divulgada pelo padre José Lenilson de Morais, pároco da Igreja Matriz de Sant’Ana e São Joaquim, em São José de Mipibu, e diretor do Abrigo Anísia Pessoa, a instituição recebeu a confirmação positiva do teste para Covid-19 em 10 idosos, apesar de todos os cuidados desde o início da pandemia.

Ainda de acordo com a nota, todos os idosos diagnosticados com o novo coronavírus, apresentam quadro bom ou estável, considerando a idade e limitações de cada um.

PAULO GUEDES DIZ QUE GOVERNO FARÁ ‘4 GRANDES PRIVATIZAÇÕES EM 90 DIAS’

Foto: Divulgação

O ministro Paulo Guedes (Economia) afirmou que o governo está preparando 4 grandes privatizações para os próximos 3 meses. Porém, ele não disse quais as empresas devem ser vendidas.

Em entrevista à CNN Brasil na noite deste domingo (5.jul.2020), o ministro falou sobre a aproximação do presidente Jair Bolsonaro com políticos do chamado Centrão.

“Houve justamente esse questionamento: ‘Bom, agora que o presidente buscou o centro democrático, ou o Centrão, isso agora vai exigir o aparelhamento das estatais?’. Não. Nós vamos fazer 4 grandes privatizações nos próximos 30, 60, 90 dias“, disse Guedes.

Ao ser perguntado se os Correios seriam privatizados, Guedes disse que “está na lista seguramente, só não vou falar quando. Eu gostaria de privatizar todas as estatais”. Para ele, “há muito valor escondido debaixo das estatais”. “As subsidiárias da Caixa são 1 bom exemplo. Ali, há R$ 30 bilhões, R$ 40 bilhões ou R$ 50 bilhões em 1 IPO grande.“

Com forte impacto na economia, a pandemia da covid-19 também foi assunto da entrevista. Guedes disse que o Brasil vai precisar de um aumento da dívida pública para assegurar a sobrevivência de empresas e ajudar pessoas físicas durante esse período. Ele analisa que “nossa preocupação essencial, hoje, não é mais o buraco negro fiscal como até 1 ano atrás, mas sim emprego, renda e saúde”.

O ministro explicou que trabalha com a previsão de que a pandemia perderá força em 2 ou 3 meses, segundo projeções do Ministério da Saúde. Para ele, o Brasil já está “saindo do buraco“.

Do Poder 360

TRISTEZA: PAI, MÃE E FILHA MORREM VÍTIMAS DO NOVO CORONAVÍRUS EM NATAL

Foto: Arquivo familiar

A professora Francisca Katiane do Nascimento, de 37 anos, foi a terceira vítima da Covid-19 em uma família devastada pela doença. Ela vivia no bairro de Pajuçara, Zona Norte de Natal, com o pai, Francisco Canindé Nunes do Nascimento e a mãe, Maria Francisca Nunes do Nascimento. Os três morreram com o novo coronavírus em um intervalo de duas semanas.

Katiane era professora e cantava na igreja — Foto: Arquivo familiar/Cedida

Katiane faleceu na noite de domingo (5) após 10 dias internada em um hospital particular de Natal. Ela apresentou os sintomas da doença no dia 25 de junho e deu entrada na unidade após sentir dores no corpo e dificuldades para respirar. A professora, que não tinha nenhuma comorbidade, foi internada dois dias depois da morte do pai e faleceu sem saber da morte da mãe.

 Francisco Canindé Nunes tinha 60 anos e trabalhava como motorista. Ele era conhecido por ser uma pessoa religiosa, responsável por organizar romarias pelos santuários do Rio Grande do Norte. Canindé foi a óbito no dia 23 de junho, apenas dois dias depois de apresentar sintomas da Covid-19.

Maria Francisca, conhecida como Nina tinha 59 anos e assim como a filha Katiane, também era professora. Ela morreu no dia 26 de junho, cinco dias depois de ter sido internada em um hospital de Natal.   Da família ficam duas filhas: Silvia Lya e Francisca Ticiane

Com informações do Do G1/RN

BOLSONARO AMPLIA VETO A MÁSCARAS E ACABA COM USO OBRIGATÓRIO EM PRESÍDIOS

Foto: Divulgação

O governo do presidente Jair Bolsonaro publicou nesta segunda-feira (6) no “Diário Oficial da União” uma retificação dos vetos à lei que obriga o uso de máscaras em locais públicos. No ajuste, o governo vetou também a obrigatoriedade da máscara em presídios.

Na sexta-feira (3) passada, Bolsonaro sancionou com vetos  a obrigatoriedade da máscara em órgãos e entidades públicos e em estabelecimentos comerciais, industriais, templos religiosos e demais locais fechados em que haja reunião de pessoas. A lei tornou obrigatório o uso de máscara em espaços públicos, transportes públicos como táxis, carros de aplicativos, ônibus, aeronaves e embarcações fretadas.

 O presidente explicou que o trecho “incorre em possível violação de domicílio”. Caberá ao Congresso decidir se mantém ou se derruba os vetos de Bolsonaro.

Nesta segunda, o governo ampliou os trechos vetados por meio de uma a retificação registrando que a obrigação do uso de máscara em presídios e estabelecimentos de medida socioeducativas também está vetada.

Também ficou de fora da lei trecho que dizia que “os órgãos, entidades e estabelecimentos a que se refere este artigo deverão afixar cartazes informativos sobre a forma de uso correto de máscaras e o número máximo de pessoas permitidas ao mesmo tempo dentro do estabelecimento”.

Segundo o “Diário Oficial da União”, a retificação foi necessária porque houve um erro na publicação de sexta-feira.

Ao justificar os novos vetos, o governo argumentou que equipamentos de proteção individual já são regulamentos por normas de trabalho sobre o uso da máscara e a necessidade de cada setor ou atividade.

O governo também justificou que estados e municípios têm autonomia para definir normas adicionais para atender “peculiaridades” sobre o tema.

A justificativa ainda cita que os novos vetos se adequam a outro feito na sexta-feira, no trecho que tornava obrigatório aos estabelecimentos, em funcionamento durante a pandemia, o fornecimento gratuito aos funcionários e colaboradores de máscaras, ainda que de fabricação artesanal.

RN REGISTRA 34.983 CASOS CONFIRMADOS DO NOVO CORONAVÍRUS E 1.249 ÓBITOS

 

Foto:   Equipe de Saúde do município de São José de Mipibu/RN em ação no combate ao coronavírus.

De acordo com dados divulgados  pela Secretaria de Estado e Saúde Pública (Sesap),  nesta segunda (06),  o RN tem  34.983  casos confirmados do novo coronavírus,  338 casos a mais com relação ao boletim divulgado  no domingo (5).

O RN contabiliza ainda, 1.246 vítimas, com sete mortes confirmadas nas últimas 24 horas; 47.654 casos suspeitos, 54.914 casos descartados e 2.904 casos recuperados.

A fila de regulação tem 20 pacientes à espera de leitos críticos e 25 pessoas que aguardam leitos clínicos.

ALRN: HERMANO PROPÕE QUE GOVERNO DO RN INVISTA EM NOVOS LEITOS DE UTI NEONATAL

Assembleia Legislativa do RN: Diante do déficit de leitos de UTI neonatal para receber os recém- nascidos com problemas graves, o deputado Hermano Morais (PSB) está solicitando ao Governo do RN, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (Sesap), a instalação de leitos neonatal em todo o Estado.

“De acordo com os médicos especialistas, há um déficit médio de 100 leitos, o que castiga os bebês que nascem com problemas graves e, claro, os seus pais que sofrem com a situação. Com a falta desses leitos, os recém-nascidos são cuidados de forma inadequada e improvisada, em salas de parto, quando deveriam estar recebendo assistência intensiva neonatal, onde teriam mais chances de sobreviver”, argumenta Hermano.

O deputado encaminhou requerimento com o pleito e solicitou urgência. “Essa ação é necessária para diminuir a mortalidade neonatal, o  sofrimento dos  bebês  e  dos  seus  familiares”, defendeu o deputado.

GUARDA MUNICIPAL E SEMURB FISCALIZAM BARES E QUIOSQUES NA PRAIA DE PONTA NEGRA

A Guarda Municipal do Natal (GMN) e fiscais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) realizaram na tarde do sábado (04), uma ação de orientação e fiscalização dos bares e quiosque situados ao longo da orla da praia de Ponta Negra. A medida preventiva visa o cumprimento do decreto municipal de combate ao Covid-19, que regula a abertura gradual e segura da economia da capital.

De acordo com informações repassadas pelo coordenador do Grupamento de Ação Ambiental da GMN, Isaac Cruz, as equipes receberam denúncias de descumprimento das normas determinadas no decreto municipal e resolveram fazer um patrulhamento geral na área, no sentido de orientar os infratores e finalizar toda e qualquer ação contrária a legalidade. “Apoiamos a fiscalização da Semurb e todos os locais onde foram encontradas alterações receberam as orientações e finalizaram a atividade irregular, em desacordo com a lei”, comentou.

O decreto municipal determina que o comércio será reaberto de maneira gradativa, seguindo um cronograma dividido em quatro fases. Cada uma delas terá 14 dias e será subdividida por três frações. Em todas elas, precisarão ser obedecidos protocolos de segurança recomendados pelo Ministério da Saúde, como o distanciamento dentro das empresas de pelo menos 1,5 metro entre as pessoas e uso obrigatório de máscaras de proteção.

Na primeira fração, que começa nesta terça, estão autorizados a funcionar alguns segmentos de serviços, dentre eles empresas de Recursos Humanos, de Comunicação, Agências de Publicidade, Centros de Distribuição, Distribuidoras, Agências de Turismo, Salão de Beleza e Barbearias.

O cidadão pode denunciar qualquer desrespeito aos decretos de combate ao Covid-19 ligando para o telefone 190, do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) que as viaturas da GMN serão acionadas para averiguar a denúncia. A denúncia pode ser feita também no 3616-9829 (Ouvidoria da Semurb), no horário das 8h às 12h, ou pelo 181 (Disk Denúncia- Polícia Civil).

MULHER É PRESA EM MOSSORÓ PORTANDO ILEGALMENTE ARMAS LONGAS E DIVERSAS MUNIÇÕES

Foto: PRF/Divulgação

A mulher estava com a filha de um ano e um mês de idade

A Polícia Rodoviária Federal prendeu, no final da tarde deste domingo (05), no km 9 da BR 405, em Mossoró/RN, uma mulher de 19 anos, por portar ilegalmente duas armas longas e 42 munições.

A ação resultou de um trabalho integrado com a Polícia Federal e a Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça.

Durante fiscalização, por volta das 17h25, os policiais abordaram uma Van, do tipo Ducato.

Ao realizar vistorias nas bagagens dos passageiros, foram encontrados uma espingarda calibre 12, uma espingarda calibre 28, 10 munições calibre 380, 10 munições calibre 32 , quatro munições calibre 28, 16 munições calibre 12, duas munições calibre 44, R$ 300,00 em espécie e um celular Android.

A passageira identificada como proprietária da bagagem foi presa e a ocorrência encaminhada para a Delegacia de Plantão de Polícia Civil de Mossoró/RN.

VÍDEO MOSTRA FUGA DE CONSELHEIRO POR ESCADARIAS ATÉ FLAGRANTE DA PF

Foto: Reprodução

O conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso, Waldir Teis, foi preso após ser flagrado pela Polícia Federal amassando e rasgando vários cheques durante uma busca e apreensão em um escritório em Cuiabá (MT).

As imagens, que foram base para a prisão preventiva determinada pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça), mostram o conselheiro saindo do escritório e descendo as escadas em alta velocidade seguido por um agente da Polícia Federal.

Ao chegar no térreo, o agente encontra o conselheiro tirando várias folhas de cheques do bolso e as jogando na lata do lixo. Os cheques, somados, valiam cerca de R$ 450 mil.

A ação ocorreu no dia 17 de junho durante a 16ª fase da Operação Ararath. Na ocasião, Waldir Teis não foi preso em flagrante porque, como conselheiro, tem imunidade que restringe a possibilidade de prisão em caso de crimes afiançáveis.

A prisão ocorreu só na última quarta-feira (1º), quando o conselheiro se entregou à Polícia Federal. Ele foi denunciado por obstrução de justiça pelo MPF (Ministério Público Federal), que pediu a devolução de R$ 3 milhões por danos morais.

A defesa do conselheiro recorreu da decisão, solicitando o relaxamento da prisão. Segundo os advogados, Waldir Teis não nega a tentativa de ocultar os cheques e classifica o ato como, “em todos os sentidos, lamentável e injustificável”.

“Os cheques nada tinham de errado. Eram de um familiar e perfeitamente legais. Não existia uma prova criminal ali. A questão é que o conselheiro Waldir tentava evitar que familiares, que já sofriam muito, entrassem no problema dele”, afirmou o advogado Diógenes Curado.

A Operação Ararath investiga esquema de corrupção, lavagem de dinheiro, financiamento clandestino de campanhas eleitorais e enriquecimento ilícito, entre 2006 a 2014, envolvendo políticos, empresários e bancos em Mato Grosso.

O MPF investiga o patrimônio dos conselheiros desde 2017, quando o ex-governador Silval Barbosa firmou delação premiada e confessou que havia selado um acordo com membros do TCE-MT para que ele pagasse R$ 53 milhões a título de propina em 2013.

O pagamento foi efetuado para impedir que os conselheiros investigassem as obras da Copa do Mundo de 2014.

Por Folha de São Paulo.

CIENTISTAS REFORÇAM POSSIBILIDADE DE TRANSMISSÃO DA COVID-19 PELO AR

Cientistas de 32 países afirmam que a OMS não está dando a devida atenção a transmissão do vírus pelo ar   Foto: ISSEI KATO / REUTERS

Cerca de 240 especialistas de 32 países assinaram uma carta aberta e que será veiculada na revista americana Clinical Infectious Diseases, na semana que vem, afirmando que há evidências de que o novo coronavírus, mesmo em partículas menores, está no ar e pode infectar as pessoas. Eles pedem que a Organização Mundial da Saúde (OMS) revise as recomendações sobre contaminação, segundo publicação no jornal The New York Times, deste sábado.

Na atualização mais recente lançada sobre a doença, no dia 29 de junho, a OMS,  afirmou que o novo coronavírus se espalha principalmente de pessoa para pessoa por meio de pequenas gotas expelidas pelo nariz ou boca, após tosse, espirro ou simplesmente uma fala.

Em entrevista ao jornal New York Times, cientistas e consultores da OMS disseram que a OMS, apesar das boas intenções, está fora de sintonia com a ciência e que, principalmente, seu comitê de prevenção e controle de infecções é lento na atualização de orientações e está vinculado a uma visão rígida e excessivamente médica das evidências científicas.

A matéria afirma que o novo coronavírus está encontrando novas vítimas em todo o mundo, em bares e restaurantes, escritórios, mercados e cassinos, dando origem a focos de infecção que confirmam cada vez mais o que muitos cientistas vêm dizendo há meses: o vírus permanece no ar em ambientes fechados, infectando aqueles nas proximidades.

Se a transmissão aérea for um fator significativo na pandemia, especialmente em locais com pouca ventilação, as conseqüências para a contenção serão significativas. Máscaras podem ser necessárias em ambientes fechados, mesmo quando há distanciamento social. Os profissionais de saúde podem precisar de máscaras N95 que filtram até as menores gotículas respiratórias enquanto cuidam de pacientes com coronavírus.

Os sistemas de ventilação nas escolas, lares de idosos, residências e empresas podem precisar minimizar o ar de recirculação e adicionar novos e poderosos filtros. Podem ser necessárias luzes ultravioletas para matar partículas virais flutuando em pequenas gotas dentro de casa.

– Eles vão morrer defendendo sua opinião – disse um funcionário veterano da OMS, que não quis se identificar.

Benedetta Allegranzi, líder técnica da Organização das Nações Unidas para o Controle de Infecções, disse que as evidências do vírus espalhado pelo ar não são convincentes

– Especialmente nos últimos dois meses, temos declarado várias vezes que consideramos a transmissão aérea possível, mas certamente não suportada por evidências sólidas ou até claras. Há um forte debate sobre isso.

New York Times, com agências internacionais /O Globo

PADRE CHAMA BOLSONARO DE BANDIDO: QUEM VOTOU NELE DEVE SE CONFESSAR

Foto: Reprodução

O padre Edson Adélio Tagliaferro, da Igreja Matriz Nossa Senhora das Dores, na cidade de Artur Nogueira, interior de São Paulo, passou um sermão em sua homilia e disse aos fiéis que votaram em Jair Bolsonaro que eles deveriam se confessar.

“Vocês querem que eu fale aquilo que todo mundo fala, que não deixam ele trabalhar? Não! Bolsonaro não presta. Bolsonaro não vale nada. E quem votou nele devia se confessar, pedir perdão a Deus pelo pecado que cometeu, porque elegeu um bandido para presidente”, pregou o pároco.

Adélio se posicionou e ainda frisou que o padre deve, sim, falar sobre o assunto na homilia. “Muitas pessoas dizem: padre, cuidado com o que você fala na homilia porque tem gente que não gosta. Ué, o que a gente tem que falar na homilia, senão aquilo que Deus nos pede para falar. Se a gente tá vendo que o governo não presta, o padre não pode falar que o governo não presta porque o povo não quer ouvir isso?”, perguntou.

Além de Bolsonaro, o padre ainda lembrou que o Ministério da Saúde segue sem um titular. “Nós ainda não temos ministro da Saúde.”

Do Correio Braziliense

Topo