Ministério da Justiça não vai renovar uso da Força Nacional em buscas por fugitivos da Penitenciária de Mossoró

 

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Ministério da Justiça e Segurança Pública não vai renovar o uso da Força Nacional nas buscas pelos fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró. A informação foi confirmada pela Secretaria Nacional de Políticas Penais (Senappen).

O uso da Força Nacional havia sido renovado, em 20 de março, por 10 dias – prazo que termina na próxima sexta-feira (29).

Deibson Nascimento e Rogério Mendonça fugiram da Penitenciária Federal de Mossoró no dia 14 de fevereiro. Desde então, a operação em busca da dupla se concentra entre as cidades vizinhas Mossoró e Baraúna.

De acordo com a Senappen, as próximas ações na operação em busca dos fugitivos terão um mudança de estratégia, com o uso das forças locais, como as polícias Militar, Civil e Judiciária. Segundo o titular da Senappen, a Polícia Federal também manterá a investigação.

O uso da Força Nacional nas buscas foi autorizado no dia 19 de fevereiro pelo Ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski. Ao todo, 100 homens e 20 viaturas desembarcaram em Mossoró para auxiliar na procura pelos dois foragidos.

A Força Nacional é composta por policiais e bombeiros militares, além de policiais civis e peritos.

A fuga

Rogério e Deibson fugiram da Penitenciária Federal de Mossoró no dia 14 de fevereiro, Quarta-Feira de Cinzas. Os dois presos, originalmente do Acre, estavam na unidade desde setembro de 2023 e são do Comando Vermelho.

Esta foi a primeira fuga registrada na história do sistema penitenciário federal, que inclui ainda penitenciárias em Brasília (DF), Catanduvas (PR), Campo Grande (MS) e Porto Velho (RO). Com informações do g1/RN.

 

Robinho, preso por estupro, é fotografado em penitenciária de Tremembé; defesa está confiante na soltura do ex-jogador

Foto: Fábio Pires/TV Tribuna e Reprodução

Divulgada a primeira imagem do ex-jogador Robinho na Penitenciária em Tremembé (SP), onde ele cumpre pena de 9 anos por estupro coletivo cometido contra uma mulher albanesa na Itália, em 2013.

Robinho foi condenado após ter estuprado junto com outros cinco homens  a mulher  em uma boate em Milão. A vítima, inclusive, estava inconsciente devido ao grande consumo de álcool. Os condenados alegam que a relação foi consensual.

O ex-jogador, de 40 anos, foi preso na última quinta-feira (21) na cobertura onde morava em Santos, no litoral paulista, após o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidir que ele deveria cumprir, no Brasil, a sentença em regime fechado a qual foi condenado pela Justiça italiana em 2022.

O crime de violência sexual coletiva ocorreu em 2013, quando Robinho era um dos principais jogadores do Milan, clube de Milão, na Itália. Nove anos após o caso, em 19 de janeiro de 2022, a justiça daquele país o condenou em última instância a cumprir a pena estabelecida.

A defesa de Robinho disse que está confiante com a soltura do ex-jogador. “Ele vai ficar preso infelizmente (na Páscoa) até que o Supremo (STF) de a ordem no sentido contrário […]. Estou com confiança sim de que o supremo reverta a situação [conceda liminar para responder o julgamento em liberdade]”, disse o advogado José Eduardo Alckmin.

Robinho foi preso 10 anos desde o crime. Nos últimos dois anos, já condenado pela Justiça italiana, permaneceu em liberdade no Brasil, onde levou uma vida normal, com direito a praia, futebol, churrasco.

A Justiça italiana, à princípio, tentou fazer com que o ex-jogador cumprisse a pena de 9 anos no país europeu, mas, por ele estar no Brasil, que não extradita seus cidadãos, o governo da Itália homologou um pedido para que o ex-jogador fosse preso em solo brasileiro.

A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) recebeu a demanda e, na noite de quarta-feira (20), decidiu pela condenação dele em regime fechado.

Instituto emite alerta de chuvas para 90 municípios do RN; veja lista

Foto: Daltro Emerenciano

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) publicou, na terça-feira (26), um alerta de chuvas intensas para 90 municípios Potiguares. De acordo com o instituto, há possibilidade de chuvas de até 50 mm/dia e ventos intensos (40-60 km/h).

A orientação do Inmet é que em caso de rajadas de vento, a população não se abrigue debaixo de árvores, pois há risco de queda e descargas elétricas e não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. Se possível, desligue aparelhos elétricos e quadro geral de energia.

Lista das cidades sob alerta:

Açu
Afonso Bezerra
Alto do Rodrigues
Angicos
Arês
Baía Formosa
Barcelona
Bento Fernandes
Bom Jesus
Brejinho

Caiçara do Norte
Caiçara do Rio do Vento
Canguaretama
Carnaubais
Ceará-Mirim
Cerro Corá
Espírito Santo
Extremoz
Felipe Guerra
Fernando Pedroza

Galinhos
Goianinha
Governador Dix-Sept Rosado
Guamaré
Ielmo Marinho
Ipanguaçu
Jandaíra
Januário Cicco
Japi
Jardim de Angicos

João Câmara
Jundiá
Lagoa d’Anta
Lagoa de Pedras
Lagoa de Velhos
Lagoa Salgada
Lajes
Lajes Pintadas
Macaíba
Macau

Maxaranguape
Montanhas
Monte Alegre
Monte das Gameleiras
Mossoró
Natal
Nísia Floresta
Nova Cruz
Parazinho
Parnamirim

Passa e Fica
Passagem
Pedra Grande
Pedra Preta
Pedro Avelino
Pedro Velho
Pendências
Poço Branco
Porto do Mangue
Pureza

Riachuelo
Rio do Fogo
Ruy Barbosa
Santa Cruz
Santa Maria
Santana do Matos
Santo Antônio
São Bento do Norte
São Gonçalo do Amarante
São José de Mipibu

São José do Campestre
São Miguel do Gostoso
São Paulo do Potengi
São Pedro
São Tomé
Senador Elói de Souza
Senador Georgino Avelino
Serra Caiada
Serra de São Bento
Serra do Mel

Serrinha
Sítio Novo
Taipu
Tangará
Tibau do Sul
Touros
Upanema
Várzea
Vera Cruz
Vila Flor

MPF obtém condenação e donos de pousada devem demolir ampliações construídas nas falésias de Pipa

Foto: Reprodução

A pedido do Ministério Público Federal (MPF), a Justiça condenou os responsáveis pela Pousada Marajoara, situada na Praia de Pipa, em Tibau do Sul (RN), a desocupar e demolir as construções do empreendimento que estão localizadas em área de preservação permanente (APP). Na ação, o órgão comprovou irregularidades na construção, além de riscos à segurança das pessoas que frequentam o local.

Segundo o MPF, na ação ajuizada em 2015, a pousada foi construída sem autorização da Superintendência do Patrimônio da União (SPU) e sem licença ambiental em uma APP, que pertence ao patrimônio da União. O procurador da República Camões Boaventura destaca que, além dos danos ambientais causados pela construção irregular, a manutenção do empreendimento coloca em risco a segurança e a vida de hóspedes, funcionários da pousada e banhistas que eventualmente estejam na zona de praia abaixo da pousada, tendo em vista o alto risco de deslizamento e desmoronamentos.

Com a sentença, os sócios administradores devem demolir as ampliações feitas ao empreendimento – que incluem escadaria, tubulações, apartamento na borda da falésia, poço tubular e área de lazer, com deck de madeira, mirante e piscinas – e ficam proibidos de construir em área de praia e bem de uso comum do povo, bem como em terrenos de marinha sem autorização da SPU em Tibau do Sul.

A Justiça determinou, ainda, o pagamento de indenização de R$ 25 mil pelo tempo em que o meio ambiente foi utilizado indevidamente e a recuperação ambiental da APP, realizando o replantio da vegetação nativa onde necessário, observada a área já regenerada, e demais medidas determinadas por órgãos ambientais.

Justiça Potiguar

Lideranças parlamentares comentam sobre Saúde e salários da Educação

Foto: Divulgação

A deputada estadual Cristiane Dantas (SDD) comentou, no horário de lideranças da sessão ordinária desta quarta-feira (27), a visita da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa à Unicat – Unidade Central de Agentes Terapêuticos. Como vice-presidente da Comissão, a deputada constatou problemas na distribuição de medicamentos, hoje com déficit de 50%, que podem ser solucionados pelo Governo do Estado.

“A logística de distribuição teria que ser reavaliada”, disse a deputada, afirmando que a Comissão vai elaborar um relatório para ser entregue à Secretaria Estadual de Saúde, sugerindo as ‘mudanças necessárias’. A deputada citou a distribuição de medicamentos para diabetes como um dos maiores problemas, vez que os pacientes têm que ir a dois lugares.

Também no horário de lideranças, o deputado Coronel Azevedo (PL) enalteceu o Governo Bolsonaro como responsável pelo ‘maior aumento’ do piso salarial dos professores. Ele criticou o Governo do Estado por não incluir ‘merendeiras e ASGs’ no projeto que reajusta salários de profissionais da Educação.

Durante a sessão plenária, os parlamentares rejeitaram um recurso apresentado pelo deputado estadual Nelter Queiroz (PSDB), que pedia o mesmo reajuste destinado ao piso dos professores também para os demais servidores da área da educação, como ASG’s e merendeiras. A emenda seria encartada no projeto apresentado pelo Governo do Estado promovendo o aumento salarial da categoria. A deputada estadual Isolda Dantas (PT) explicou que a proposta era inconstitucional, já que apenas o Executivo tem poder para conceder reajustes salariais a servidores.

 

Mãe e filho são presos em flagrante durante operação contra tráfico de drogas no RN

Foto: Polícia Civil/Divulgação

Mãe e filhos foram presos em flagrante durante uma operação da Polícia Civil do Rio Grande do Norte realizada nesta quarta-feira (27) em Mossoró, cidade do Oeste potiguar.

Segundo a Delegacia Especializada em Narcóticos de Mossoró (Denarc), a mulher de 56 anos e seu filho de 39 foram detidos durante o cumprimento de mandados relacionados a uma investigação de combate ao tráfico de drogas.

O filho foi autuado por posse ilegal de arma de fogo e a mãe por tráfico de drogas.

A operação cumpriu dois mandados de busca e apreensão em duas residências localizadas nos bairros Santo Antônio e Santa Helena. Nas casas, foram apreendidos um revólver calibre 38 municiado, balança de precisão e aproximadamente 300 gramas de cocaína.

“Foi apreendido também dinheiro fracionado, cerca de R$ 2 mil”, informou a delegada Isabella Turl.

Há 15 dias, os agentes tinham realizado uma apreensão em uma lanchonete que pertence à mulher. De acordo com os investigadores, no entanto, o estabelecimento funcionava como fachada para a venda de entorpecentes. Na ocasião, ela conseguiu fugir.

Os dois presos foram conduzidos à Delegacia de Mossoró e estão à disposição da Justiça, segundo a Polícia Civil.

Mancando e dormindo em cavernas, fugitivos da Penitenciária de Mossoró estão esgotados

Foto: ICMBio

A região de mata fechada, o terreno acidentado e o grande número de cavernas são explorados ao máximo pelos fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró (RN). Há mais de 40 dias, os criminosos escapam dos cercos montados pelas forças de segurança.

De acordo com fontes policiais ouvidas pela coluna, Deibson Cabral Nascimento e Rogério da Silva Mendonça estariam extenuados após tantas semanas sendo perseguidos pelas equipes policiais. Helicópteros, drones e cães farejadores seguem no encalço dos foragidos.

Um dos ex-faccionados do Comando Vermelho também estaria mancando, com uma das pernas machucada. Ambos se movimentariam pouco. A dupla estaria se escondendo em cavernas e deixando para andar atrás de comida somente durante à noite, o que dificultaria o trabalho da polícia.

Policiais contaram à coluna que a região onde a dupla está escondida tem mata densa e “uma infinidade” de animais peçonhentos. E, apesar de a área ter fartura de plantações de frutas e hortaliças, os criminosos enfrentam a escassez de comida.

Os dois foram vistos pela última vez no dia 3 de março, quando invadiram um galpão na zona rural de Baraúna (RN). Na ocasião, eles chegaram a agredir um funcionário que tomava conta do local. Uma moradora de Vila Nova 2, na mesma região, disse ter visto os fugitivos com as roupas sujas enquanto comiam banana em uma plantação.

Metrópoles

Procon encontra diferença de até 50% em preço de ovo de Páscoa de mesma marca vendido em Natal

Ovos de páscoa em supermercado de Natal — Foto: Alessandro Marques/Procon Natal

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de Natal, constatou que os preços dos ovos de Páscoa aumentaram, em média, 12,32% em 2024, na comparação com 2023.

Mas o que chamou atenção dos pesquisadores do instituto foi a diferença de preço cobrado por um mesmo produto, em diferentes estabelecimentos da capital potiguar. Um mesmo ovo de 240g que custava R$ 39,99 em um atacarejo foi encontrado a R$ 59,99 em um supermercado da cidade – uma diferença de 50%.

Ainda segundo o Procon, o preço médio por 100 g era de R$ 20,72 em 2023 e chegou a R$ 23,62 neste ano. Em uma marca específica, a diferença entre um ano e outro foi de 25%.

“Os ovos de personagens licenciados e com brinquedos são os mais solicitados pelas crianças, e também os mais caros. O Procon Natal orienta que se faça pesquisa de preço e qualidade. Além disso, ao escolher o produto, o consumidor deve verificar com atenção o prazo de validade, a composição e o peso líquido do produto”, informou o órgão.

A equipe percorreu 24 estabelecimentos do comércio da capital, entre Supermercados, Hipermercados, Atacarejos e Lojas de departamento/especializadas. Um total de quarenta tipos variados de ovos e chocolates das marcas, com gramaturas de 45 g até 560 g foram pesquisados, como também caixas de bombons sortidos variando de 250 g a 251 g.

g1/RN

Prefeito Zé Figueiredo sanciona lei que concede reajuste adicional de alta periculosidade à Guarda Municipal

Foto: Divulgação

No final da manhã desta terça-feira (26), o prefeito do município de São José de Mipibu, Zé Figueiredo, sancionou uma lei que concede reajuste adicional de alta periculosidade para os integrantes da Guarda Municipal.

Durante os últimos anos uma das prioridades da gestão Zé Figueiredo foi a de fortalecer e valorizar a Guarda Municipal. Foram realizados diversos investimentos e ações para a implantação, qualificação e reforço para a guarda com o fornecendo de viatura, uniformes, equipamentos de segurança e sede.

Na gestão Zé Figueiredo também foi assegurado o pagamento de diárias operacionais, permitindo que os guardas desempenhem suas funções em grandes eventos e ocasiões especiais.

A sanção da lei atende a um pedido legítimo dos membros da Guarda Municipal, reconhecendo e valorizando o importante trabalho que realizam em prol da segurança do município.

“Agradeço imensamente o empenho e dedicação de todos que colaboraram para esse momento, em especial a Câmara Municipal, que aprovou o projeto de lei por unanimidade. Seguimos trabalhando para que a Guarda siga desempenhando seu papel fundamental na proteção do nosso bem mais valioso: O povo mipibuense.” disse Zé Figueiredo.

A lei foi sancionada no gabinete do prefeito, com a presença dos componentes da Guarda Municipal, de representantes do Sindicato da categoria, da presidente da Câmara Municipal, Carla Simone, dentre outras autoridades municipais.

Prefeitura  de Natal gastou R$ 500mil com galpão para o MLB

Foto: JAV

O galpão alugado pela Prefeitura de Natal para abrigar os militantes do Movimento de Lutas nos Bairros (MLB) custou R$ 500 mil aos cofres públicos nos últimos dois anos. Mesmo assim, o movimento resolveu invadir um outro imóvel, privado, na avenida Deodoro da Fonseca, há cerca de dois meses. Apesar da invasão ao imóvel privado, o movimento continua ocupando o galpão alugado, onde estão os barracos e pertences das famílias, bem como alguns militantes que vigiam o local.

A Prefeitura de Natal gastou R$ 40.358 nos últimos dois meses, enquanto ambos os imóveis eram usados concomitantemente pelo movimento. O aluguel do galpão é o cumprimento da parte da Prefeitura no caso das famílias da Ocupação Emmanuel Bezerra que deixaram o prédio da antiga Faculdade de Direito da UFRN em 2020. Na ocasião, eles foram deslocados para o galpão na Ribeira, com aluguel pago pelos cofres públicos. Os valores foram informados pela Secretaria Municipal de Habitação.

Segundo informou o Governo do Estado e o Município de Natal, partes no processo, essas famílias têm onde morar e já estão devidamente cadastrados em programas sociais. A Secretária de Habitação e Regularização Fundiária (Seharpe) de Natal, Shirley Cavalcanti, explica que o grupo da Ocupação Emmanuel Bezerra foi incluído na demanda fechada do programa Pró-Moradia, que é a construção de um empreendimento habitacional de 90 casas da parte do Governo do Estado. Até que isso ocorresse, a Prefeitura propôs pagar aluguel social de R$ 600 para que as famílias morassem em casas, mas o Movimento de Luta nos Bairros (MLB), que coordena as invasões, recusou.

“Fizemos uma reunião com o movimento em 2022, envolvendo a Justiça Federal, mas eles não quiseram. Se calaram, não apresentaram outra proposta, não quiseram nos receber, mandamos ofício, não tivemos resposta, e agora eles apareceram”, diz a secretária.

Ela conta que o Município fez também o que estava acordado dentro do processo judicial, que é o aluguel do galpão temporário até a construção dessas casas, que se daria até o final de 2022. O Município também doou o terreno e disponibilizou os projetos com os licenciamentos para o governo do estado construir.

A escolha pelo galpão, segundo conta, foi do próprio movimento. “Lá é uma área alagadiça, é característico da rua, mas foi escolhido por eles. Eles alegam que o galpão é quente, mas foi escolhido por eles, então, o Município cumpriu a sua parte, ele alugou, inclusive eles ainda estão até hoje nesse galpão pago pelo município”, destaca Shirley.

O MLB não aceitou o aluguel social proposto, segundo a secretária, porque trabalha com a ideologia de manter o movimento unido, na mesma região, de preferência onde estão já instalados. Com o aluguel social isso não seria possível porque cada família precisaria encontrar uma casa nesse valor, podendo ser em qualquer região da cidade, o que separaria os membros do movimento e poderia enfraquecer a pressão para que haja agilidade na construção das casas.

“Ocorre que nas casas que pleiteiam não vão morar todos juntos. As casas que pleiteiam, não é na Ribeira, é no Planalto, o que compromete a questão da territorialidade que defendem. Então, o que é mais importante? Resolver a situação dessas famílias, ou priorizar a ideologia de um movimento?”, questiona a titular da Seharpe.

 

“A gente esperava receber essas casas em um ou dois anos. O Governo do Estado tem que cumprir com o que prometeu e entregar nossas casas”, cobrava a militante Maria Lúcia de Lima, de 63 anos, que vigiava os barracos no galpão. “Todos já foram para lá (terreno invadido), mas a maioria das coisas ficou aqui. Por isso a gente vem vigiar para ninguém roubar. O que a gente quer é que o Governo do Estado dê as moradias que prometeu”, disse.

Desocupação

Enquanto ocupam dois imóveis dos quais não são proprietários, e com custos aos cofres públicos, os militantes do MLB desobedecem a uma decisão judicial, que determinou a desocupação do terreno privado.

O prazo para sair do local acabou desde o dia 20 de fevereiro. O juiz da 20ª Vara Civel de Natal, Luis Felipe Marroquim, atendeu o pedido de reintegração de posse da dona do imóvel e determinou prazo para a desocupação, mas destacou que a a retirada forçada “será precedida por audiência pública ou reunião preparatória, na qual serão elaborados o plano de ação e o cronograma da desocupação”, devendo ser consideradas as “vulnerabilidades sociais das pessoas afetadas e observar as políticas públicas habitacionais”, assegurando, sempre que possível, a inclusão das famílias nos programas de assistência social.

Tribuna do  Norte

 Farra do desconto em aposentadorias fatura R$ 2 bi em 1 ano

Foto: Rafa Neddemeyer/Agência Brasil

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) escancarou as portas para que associações sem fins lucrativos acusadas de aplicarem descontos indevidos em aposentadorias faturassem mais de R$ 2 bilhões desde janeiro de 2023. Essas entidades respondem a 62 mil processos judiciais em todo o país e chegam a ganhar mais de R$ 30 milhões por mês com contribuições descontadas diretamente da folha de pagamento dos aposentados.

Dados obtidos com exclusividade pelo Metrópoles, por meio da Lei de Acesso à Informação, mostram que existem hoje 29 associações autorizadas pelo INSS a praticar “desconto de mensalidade associativa” nos benefícios de aposentadoria e pensão, por meio de acordos de cooperação técnica. No início do ano passado, eram 21 entidades aptas a aplicar a contribuição em troca de supostos serviços oferecidos aos associados, como assistência em saúde.

No período, o número de filiados explodiu, assim como o faturamento mensal dessas associações, que saltou de R$ 85 milhões, no início de 2023, para R$ 250 milhões atualmente. O problema é que dezenas de milhares de aposentados dizem ter sido filiados a essas entidades sem autorização, o que é ilegal, e se veem obrigados a acionar a Justiça para conseguir reaver o dinheiro descontado indevidamente.

Metrópoles

VÍDEO: Parte de falésia desaba na Praia de Tabatinga em Nísia Floresta

Foto: Thalles Ikaro/TV Ponta Negra

Parte de falésia desabou na manhã desta terça-feira (26), na praia de Tabatinga, em Nísia Floresta, no Litoral Sul potiguar. Não havia pessoas no local no momento do deslizamento. Ninguém ficou ferido.

Segundo Bismarck Sátiro, secretário adjunto de Meio Ambiente e Urbanismo e coordenador da Defesa Civil do município de Nísia Floresta, uma equipe vai realizar vistoria no local ainda na tarde desta terça-feira. Ainda de acordo com Bismarck, telas de proteção e placas de advertência foram instaladas no local no ano passado, exatamente no intuito de evitar acidentes, e a própria população acabou retirando o equipamento de proteção. “A falésia está viva, ela está andando. Nós estamos sempre alertando a população e monitorando.”, explica.

Em janeiro, uma fenda se abriu na mesma falésia.

Ponta Negra News

Advogado é preso dentro de delegacia ao apresentar procuração falsa para recuperar carro apreendido em Natal

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Um advogado criminalista de 40 anos de idade foi preso em flagrante ao apresentar uma procuração com assinatura falsa na Delegacia Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor), em Natal, nesta segunda-feira (25). Ele tentava recuperar um veículo apreendido.

De acordo com a Deicor, o modelo do carro é uma Hilux SW4, que foi apreendida em Natal em uma operação na terça-feira passada (19). A ação terminou com a prisão de um estelionatário que se passava por prefeito de Aracaju (SE) – ele é cliente desse advogado.

Inicialmente, o advogado foi à delegacia na sexta-feira (22) para ter detalhes de como recuperar o veículo, que, segundo ele, era alugado pelo cliente dele.

Na segunda (25), ele apresentou uma procuração suspostamente assinada pela proprietária do veículo. O advogado havia dito à polícia que o contrato não previa a devolução à locadora.

Os policiais, então, entraram em contato com a proprietária, que informou que não assinou nenhuma procuração e disse que não sabia que o carro havia sido apreendido.

O advogado foi preso em flagrante na própria delegacia. Por estar no exercício da função, a prisão foi acompanhada por um representante da Ordem dos Advogados do Brasil do RN (OAB/RN).

g1/RN

Com vagas no RN, prazo para pagamento de inscrição do concurso da Caixa é prorrogado

Foto: Divulgação

Os inscritos no concurso público da Caixa Econômica Federal (CEF) poderão pagar o boleto da taxa de inscrição até 5 de abril. A prorrogação da data limite foi anunciada pela banca organizadora do certame, a Fundação Cesgranrio, nesta segunda-feira (25). A data determinada inicialmente era 27 de março.

Os valores das taxas variam de acordo com o cargo inscrito. As taxas de inscrição custam R$ 50, para posições de nível médio, e R$ 65 para as de nível superior.

Os candidatos que solicitaram isenção total de pagamento do valor de inscrição, mas tiveram o pedido negado em definitivo em 21 de março, devem, igualmente, realizar o pagamento integral até a nova data de vencimento (5 de abril).

O pagamento do valor de inscrição até a data de vencimento pode ser feito por boleto bancário, por PIX pelo QR Code gerado no ato de inscrição ou em qualquer banco, respeitando o horário de funcionamento das agências e dos correspondentes bancários.

A inscrição só será validada após a confirmação do pagamento até a data do vencimento. O pagamento não realizado ou após a data de vencimento implicará no cancelamento da inscrição.

Fim das inscrições

O período de inscrição para o concurso terminou às 23h59 desta segunda-feira (25). Em resposta à Agência Brasil, a Caixa disse ainda não tem a confirmação do número do total de inscritos. No último balanço divulgado pela instituição, em 20 de março, mais de 1,3 milhão de candidatos de todo o país tinham se inscrito no concurso que oferece mais de 4 mil vagas, incluindo cadastro reserva. Naquele momento, a maior procura era pelo cargo de Técnico Bancário Novo (TBN), que dá acesso à carreira geral no banco, com 1,016 milhão de inscrições e 533,2 mil confirmações (pagantes e isentos).

Concurso

Conforme edital, entre vagas e cadastro de reserva, o banco oferece neste concurso 2 mil vagas de nível médio para Técnico Bancário Novo (TBN), 2 mil vagas de técnico na área de Tecnologia da Informação (TI). Além destas, há 50 vagas de nível superior, sendo 28 para médicos do trabalho e 22 para engenheiros de segurança do trabalho.

Para os cargos de nível médio, a remuneração inicial é R$ 3.762, mais benefícios. Já o concurso para as carreiras profissionais de médico do trabalho e de engenheiro de segurança do trabalho é de nível superior, a remuneração inicial de R$ 11.186 e R$ 14.915, respectivamente, além dos mais benefícios, como plano de saúde, Previdência Complementar, auxílio alimentação, vale transporte, auxílio creche e participação nos lucros.

De acordo com o cronograma, os candidatos solicitantes de atendimento especial e de uso de nome social para concorrer à vaga poderão consultar se o pedido foi aceito na próxima segunda-feira (1º de abril).

 

As provas serão aplicadas em 26 de maio, um domingo. Os exames terão questões de conhecimentos gerais e específicos, além de redação, para cargos técnicos, e prova discursiva, para nível superior.

Os aprovados serão convocados a partir de agosto de 2024, para apresentarem a documentação e realizarem os exames médicos obrigatórios. Acesse o cronograma do concurso público.

Os editais de nível médio e de nível superior do novo concurso para a Caixa Econômica Federal estão disponíveis no site da Fundação Cesgranrio específico para o concurso público da Caixa.

Agência Brasil

Hermano Morais destaca Dia Mundial de Conscientização Sobre a Epilepsia

Foto: Eduardo Maia

O deputado estadual Hermano Morais (PV) destacou a passagem do Dia Mundial de Conscientização Sobre a Epilepsia, que ocorre anualmente no dia 26 de março. Em pronunciamento na sessão plenária da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, o parlamentar ressaltou o esforço em levar mais informações sobre o tema para a sociedade.

“Pessoas do mundo inteiro que têm esse tipo de enfermidade, utilizam a data com o objetivo de dar mais informações a sociedade sobre esse assunto tão presente entre nós”, disse Hermano. O deputado explicou, em seguida, que a epilepsia “é uma alteração temporária e reversível do funcionamento do cérebro, que causa distúrbios e alterações mal compreendidas”.

Hermano acredita que os sintomas da enfermidade precisam ser conhecidos da população para que seja mais fácil a sua identificação. “Em crises parciais simples, o paciente experimenta sensações estranhas, como distorções de percepção ou movimentos descontrolados de uma parte do corpo. Ele pode sentir um medo repentino, um desconforto no estômago, ver ou ouvir de maneira diferente”, completou.

O deputado finalizou seu pronunciamento registrando o lançamento do edital para concessão do Terminal Pesqueiro de Natal à iniciativa privada. “Esperamos que nós tenhamos essa licitação e que nos próximos 20 anos o que tiver a melhor proposta possa realizar um trabalho nessa atividade comercial muito importante para geração de emprego e renda do RN”, finalizou.

Topo