Mãe e tio de bebê que deu entrada morto no hospital de Arez fala com a Imprensa

Foto: Reprodução

Um bebê de apenas um mês deu entrada no hospital de Arez já sem vida e com marcas de violência, na madrugada desta segunda-feira (8). A Polícia Militar foi chamada e deteve o pai da criança como suspeito do crime.

Segundo o Pelotão da PM em Arez, a equipe foi acionada por volta de 1h40 ao hospital do município recebeu a informação de que o bebê deu entrada na unidade já em óbito e com marcas de violência. No local, os militares também encontraram a mãe da criança, com escoriações no rosto.

 Ainda de acordo com a polícia, a princípio, a mãe da criança não conseguiu passar informações sobre a causa dos machucados, porém, a dona da casa onde o fato aconteceu, que é amiga da vítima, informou que houve uma briga entre os pais do bebê, dentro de um quarto do imóvel, por volta das 23h.

A testemunha afirmou à polícia que sua filha olhou pela janela do quarto e viu a criança vermelha e com sangue escorrendo pelo nariz. Os moradores da casa bateram na porta do cômodo para socorrer a criança. À polícia, a mulher disse que o pai “sequer levantou da cama”.

Vídeo: Reprodução/SOS policial

Vídeo: Carros batem de frente e são destruídos por incêndio na Grande Natal

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Dois veículos pegaram fogo após uma colisão na BR-304, em Macaíba, Região Metropolitana de Natal. O acidente aconteceu por volta das 11h na altura da Reta Tabajara, segundo o Corpo de Bombeiros. Equipes foram enviadas ao local e debelaram as chamas. Os carros ficaram destruídos.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, ninguém se feriu. O trânsito na rodovia ficou parcialmente interditado.

Vídeos que circulam nas redes sociais mostram os veículos – uma Saveiro e um Renegade – incendiados. Segundo as informações preliminares, o acidente teria sido provocado após um dos motoristas passar mal enquanto dirigia.

A PRF e o Corpo de Bombeiros foram acionados para o local.

g1/Portal da Tropical

Professora Nilda lidera com folga todos os cenários em Parnamirim, aponta pesquisa Seta

A Professora Nilda lidera todos os cenários na disputa pela Prefeitura de Parnamirim, de acordo com pesquisa Seta, realizada nos dias 2 e 3 abril.

A pré-candidata mantém uma margem frente aos demais nomes na corrida eleitoral. A sondagem trouxe ainda informações a respeito das aprovações das gestões municipais, estadual e federal, reflete o sentimento da população de mudança do grupo atual que está à frente da administração.

No tocante à avaliação da gestão municipal, a administração do prefeito Rosano Taveira é desaprovada por 63% dos eleitores parnamirinenses entrevistados pelo instituto Seta, 26% aprova e não sabe/não respondeu somou 11%.

Ao serem questionados “Nesta eleição, o (a) sr (sra) pretende votar pela permanência ou mudança do grupo que hoje administra a Prefeitura de Parnamirim?”, 78,6% respondeu que pretende votar pela mudança, 10,3% afirmou pela permanência e 11,1% não sabe/não respondeu.

No item capacidade de transferência de votos pelo prefeito Taveira, a pesquisa Seta trouxe a seguinte questão: “O (a) sr. (sra) votaria em um candidato apoiado pelo prefeito de Parnamirim Rosano Taveira?”. A maioria dos eleitores entrevistados, o correspondente a 65%, respondeu que não votaria, não sabe/não respondeu foi 25% e apenas 10% afirmaram que votam no candidato do prefeito.

Na questão estimulada, quando o entrevistado aponta os nomes dos pré-candidatos a prefeito, a Professora Nilda figura em primeiro lugar com 35,6% das intenções de voto, abrindo vantagem de 21,3 pontos percentuais sobre Kátia Pires, citada por 15,3% dos eleitores ouvidos.

Salatiel de Souza aparece com 11,1%, Irani Guedes tem 2,7%, Marciano Júnior foi citado por 1,3%, Wolney França foi citado por 0,4% dos entrevistados, Homero Grec aparece com 0,3%, Eron do PT tem 0,1%, ninguém/branco/nulo tem 26,9% e não sabe/não respondeu 6,3%.

A pesquisa também apresentou aos entrevistados dois outros cenários estimulados. No primeiro, num confronto direto entre a Professora Nilda e Saltiel de Souza, a pré-candidata aparece com 44,3% contra 16%, abrindo uma vantagem de 28,3 pontos percentuais.

Não sabe/não respondeu surge com 10,7% e ninguém/brabco/nulo tem 29%. No segundo, no qual foram apresentados os nomes dos pré-candidatos Nilda, Kátia e Salatiel, a professora lidera com 40% das citações, seguida pela vice-prefeita com 19,7% e Salatiel de Souza com 13,4%. Não sabe/não respondeu tem 8,7% e ninguém/branco/nulo aparece com 18,1%.

O instituto de pesquisa Seta ouviu 700 pessoas. O intervalo de confiança é de 95% com margem de erro de 3,5% para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no TSE sob o número TRE/RN – 07215/2024.

Portal 96 FM

Estado é condenado por erro médico após estudante de 23 anos ter perna amputada em Natal

Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Uma estudante de 23 anos que sofreu amputação da perna esquerda será indenizada com o valor de R$ 25 mil por danos estéticos e R$ 50 mil, por danos morais. As quantias serão pagas pelo Estado do Rio Grande do Norte. A justiça entendeu que a amputação aconteceu por negligência na prestação de serviço médico.

A jovem de 23 anos relatou no processo que foi atropelada quando voltava da escola para casa em 27 de maio de 2014. Ela contou que foi atendida pelo Samu Natal e, logo em seguida, encaminhada ao Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel. No hospital foi constatada a fratura do 1/3 inferior da perna esquerda (tíbia e fíbula), sem fratura exposta, mas com necessidade de intervenção cirúrgica.

Segundo a paciente, ela foi transferida no dia 28 de maio para um hospital particular localizado na zona Sul de Natal, conveniado com o SUS, para a realização da cirurgia, já que no Walfredo Gurgel não havia profissional adequado para a realização do procedimento necessário. No dia 29 de maio, a jovem foi submetida ao procedimento cirúrgico e recebeu alta no dia 31 do mesmo mês, mesmo sentido fortes dores e inchaço na perna operada, com dedos arroxeados e sangramento.

Por tal motivo, explicou que foi para UPA, localizada no bairro de Cidade da Esperança, onde verificaram a gravidade do fato e a orientaram a ir ao Hospital Walfredo Gurgel. Ainda de acordo com o relatado no processo, ao comparecer à unidade de saúde, verificou-se a urgência de uma nova intervenção cirúrgica, quando foi realizada a cirurgia de amputação da perna. Diante desse contexto, a jovem alegou que a amputação do membro se deu por uma negligência e sucessões de erros dos hospitais.

A 2ª Vara da Fazenda Pública de Natal julgou a demanda procedente e condenou o Estado do RN a pagar indenização por danos estéticos e danos morais. O Estado recorreu ao TJRN, que manteve a condenação. Segundo o desembargador Glauber Rêgo, o recurso não pode ser admitido porque, para reverter o entendimento firmado no acórdão recorrido seria imprescindível o reanalisar os fatos e as provas dos autos, o que, para ele, é inviável na via eleita.

G1 RN

 

Musk sobe tom, chama Moraes de “ditador brutal” e pede sua deposição

Foto: Bartosz Siedlik/AFP; e Antonio Augusto/Secom/TSE

O bilionário Elon Musk subiu o tom na crise que criou com o Judiciário brasileiro e chamou Alexandre de Moraes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), de “ditador brutal” na noite desta segunda-feira (8/4). O dono da rede social X, antigo Twitter, tem ameaçado descumprir determinações judiciais impostas pela Justiça brasileira.

“Por que o parlamento permite a Alexandre [de Mores] o poder de um ditador brutal? Eles foram eleitos, ele não. Jogue-o fora”, escreveu o bilionário ao responder uma publicação do deputado federal Marcel van Hattem (Novo-RS) sobre suposta censura imposta pelo STF.

No fim de semana, Musk ameaçou descumprir medidas judiciais impostas pelo Judiciário, inclusive reativar contas derrubadas por decisão do STF. Para o bilionário, Moraes estaria censurando ao derrubar perfis no X.

“A lei se aplica a todos, inclusive a Alexandre. Ele deveria ser julgado por seus crimes”, enfatizou Musk, apesar de não detalhar quais leis o ministro do STF estaria descumprindo. O bilionário reiterou o convite para “debater abertamente” a derrubada de perfis da rede X.

Musk também postou que Moraes “tirou Lula da prisão”, o que é incorreto, pois o ministro nunca foi relator dos processos penais do petista.

Metrópoles

Vídeos: Ventos fortes derrubam caminhões de viaduto sobre despenhadeiro

Outro caminhão ficou tombado na pista — Foto: Reprodução

Ventos fortes que atingiram a Cidade do Cabo, na África do Sul, provocaram um acidente com um caminhão e um trailer que foram “soprados” para fora de um viaduto. O motorista escapou ileso após cair do despenhadeiro. Autoridades locais registraram que as rajadas de vento tiveram velocidade superior a 90 km/h.

O vídeo do incidente, compartilhado nas redes sociais, mostra um caminhão derrubado na estrada, enquanto outro se aproxima de um túnel balançando muito e cai da ponte. De acordo com agentes de resgate, o Túnel Huguenot foi fechado para que o resgate pudesse ser feito.

O motorista do caminhão conseguiu abandonar a cabine antes do incidente. Já o veículo que carregava o trailer não foi puxado pelo vento, segundo o jornal local News24.

Rebecca Campbell, porta-voz do Ministro da Mobilidade da Cidade do Cabo Ocidental, disse que três pessoas envolvidas no acidente tiveram ferimentos leves. Autoridades locais registraram que as rajadas de vento tiveram velocidade superior a 90 km/h.

A Agência Nacional de Rodovias da África do Sul emitiu um alerta para possíveis danos estruturais, falha no abastecimento elétrico e risco à vida em Western Cape no fim de semana.

O Globo

Famílias típicas e atípicas participaram neste domingo em Natal, da 9ª edição da Caminhada da Conscientização do Autismo

Fotos: Arquivo do Blog

Neste domingo (07), Natal foi cenário escolhido para a realização da 9ª edição da Caminhada da Conscientização do Autismo, evento voltado para promover o conhecimento sobre o espectro autista, bem como sobre as necessidades e os direitos das pessoas diagnosticadas com o Transtorno do Espectro Autista – TEA.

O autismo é uma condição relacionada ao desenvolvimento do cérebro e afeta aspectos da comunicação, linguagem, comportamento e interação social.

Foto: Arquivo do Blog

O evento foi prestigiado por famílias atípicas e típicas, além da Assembleia Legislativa do RN, representantes de clínicas médicas que dão suporte a pessoas diagnosticadas com o TEA, e operadores do Direito, defensores da causa autista.

Foto: Arquivo do Blog

O vereador de Natal, Tércio Tinoco (UB), que tem o seu mandato pautado na defesa das pessoas com deficiência, fez o trajeto que saiu das imediações da Biblioteca Câmara Cascudo, finalizando na Praça Cívica, espaço onde foi montada uma infraestrutura para celebrar a data.

Homem que teve o pênis amputado reata com a ex-mulher presa pelo crime: ‘Te amo muito além dessa tragédia’; vídeo

Foto: Reprodução

 No fim do ano passado, Daiane dos Santos Farias, cozinheira de 34 anos, e Gilberto Nogueira de Oliveira, frentista de 39 anos, estavam se preparando para casar. Juntos, mobiliaram uma casa de sítio em Atibaia, interior de São Paulo. Ela tinha dois filhos de outro relacionamento; ele, um. Antes do Natal, Daiane descobriu que seu companheiro estava tendo um caso com sua sobrinha de 15 anos. Furiosa, decidiu se vingar. Comprou uma lingerie e preparou a suíte para uma noite de amor. Enquanto o noivo estava na cama sem roupa, Daiane apagou a luz e prendeu um elástico em torno de seu pênis. Em seguida, usou uma navalha para cortá-lo.

Para evitar um eventual reimplante, ela jogou o órgão sexual de Gilberto no vaso sanitário e acionou a descarga. Antes disso, tirou uma foto do membro do companheiro em suas mãos e postou no grupo da família de Gilberto no WhatsApp. Também atirou as chaves do carro dele pela janela para dificultar o socorro.

Na delegacia, ela confessou tudo e foi presa. Gilberto passou por uma série de cirurgias e ainda não está totalmente recuperado. Recentemente, precisou fazer um procedimento para a retirada de pedras nos rins, mas não foi possível devido a uma infecção decorrente do golpe no ventre. Por outro lado, recebeu de presente de um médico urologista uma prótese peniana, que deverá ser implantada quando seus ferimentos estiverem totalmente cicatrizados.

No calor da tragédia, Gilberto era taxativo. Falava que foi vítima de tentativa de homicídio e dizia que não perdoaria Daiane de jeito nenhum, “até porque quem perdoa é Deus”. Há dois meses, em uma entrevista ao Canal Crime S/A, o frentista afirmou que sua ex-companheira, que segue atrás das grades, deveria pagar a sentença imposta pela lei dos homens, seja qual for. “Ela foi criminosa e omitiu socorro”, disse na entrevista. Na época, a vítima sentia fortes dores e usava uma sonda para urinar.

Três meses após o incidente, porém, Gilberto mudou de opinião. No dia 15 de março, escreveu para Daiane. Queria saber como ela estava. O frentista achava que jamais receberia resposta. No entanto, para sua surpresa, duas semanas depois ele recebeu uma carta escrita de dentro da Penitenciária Feminina de Mogi Guaçu, onde a cozinheira aguarda julgamento.

Na correspondência, Daiane contou sentir “vergonha” de ter decepado o companheiro e relata as condições deploráveis do cárcere. “Estou usando duas calcinhas há dois meses. Não consegui um trabalho aqui na cadeia. Ainda bem, porque teria de tirar a roupa todos os dias para passar de uma ala para outra. A revista íntima é obrigatória. E não queria que as funcionárias do presídio soubessem que só tenho duas calcinhas”, relatou.

Daiane disse que dorme no chão de uma cela de dois metros quadrados junto com outras duas detentas que não tomam banho. Na carta, revelou nunca ter recebido visitas e que sente “muitas saudades” dos filhos, da casa, dos cachorros, dos gatos e, principalmente, de Gilberto. Ela pediu perdão e perguntou se ele estaria disposto a reatar o relacionamento.

O Globo

Gerente obrigada a andar sobre brasa quente por não cumprir meta ganha ação na Justiça contra empresa no RN

Foto: Ilustração/Reprodução

De acordo com a ação, funcionária era submetida a tratamento degradante e vexatório durante treinamentos motivacionais promovidos pela empresa.

Uma loja de enxovais foi condenada pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT-RN) a pagar R$ 50 mil de indenização por danos morais a uma ex-gerente submetida a “tratamento degradante e vexatório durante treinamentos motivacionais promovidos pela empresa”.

De acordo com o TRT, entre esses treinamentos impostos aos empregados estava andar sobre um caminho de carvão de brasa quente.

Na ação que tramita na 5ª Vara do Trabalho de Natal, a ex-gerente explica que trabalhou na empresa a partir de julho 2009, inicialmente como assistente de vendas e, depois, foi promovida a gerente de loja. Ela foi demitida sem justa causa, em julho de 2021.

Segundo relato na ação trabalhista, em um treinamento os gerentes ficaram três dias incomunicáveis em uma fazenda de propriedade do dono da empresa e foram obrigados a andar descalços sobre brasas quentes e gritar “fire walker” (caminhante do fogo) ao final da caminhada.

Segundo a ex-gerente, em outro treinamento foi realizado um jogo denominado Meta ou Morte. Nele, os gerentes passaram a noite acordados e amarrados pelos pulsos uns dos outros, procurando pistas em um jogo de caça ao tesouro, num lugar ermo, no meio do mato, ouvindo gritos e xingamentos depreciando o desempenho funcional da gerente.

De acordo com a funcionária, o dono da empresa chegou a colocar pessoalmente uma cruz no local da reunião e afirmar que o gerente que não batesse a meta teria seu nome colocado na cruz, simbolizando que aquela pessoa “morreu” para a empresa.

Segundo a ex-gerente, em outra atividade, a equipe deveria ficar sentada, sem falar, olhar para o lado ou tocar o encosto da cadeira, sob pena de receber um balde de água na cabeça.

O Tribunal Regional do Trabalho informou que testemunhas ouvidas durante o processo atestaram que a ex-gerente era, de fato, exposta a situações vexatórias nos “treinamentos motivacionais” promovidos pela empresa.

A empresa, no entanto, contestou a ex-gerente alegando que a empresa “não pratica abusos de ordem moral no trato com seus funcionários, zelando pela ética, bons costumes e sem exageros ou constrangimentos”.

A empresa recorreu da decisão ao TRT-RN, mas o recurso foi negado. O juiz convocado Décio Teixeira de Carvalho Junior avaliou que houve “extrapolação do espaço de liberdade patronal que lhe é conferido pelo poder diretivo, configurando-se conduta abusiva, que dá ensejo à reparação civil pela mácula aos atributos da dignidade da pessoa humana do empregado”.

O magistrado concluiu que, “por toda prova produzida, restaram comprovados excessos do empregador, visto que suas atitudes configuram verdadeiras ameaças ao emprego da autora”.

Baseado nesse fato, o juiz convocado manteve a indenização por danos morais em favor da ex-gerente no valor de R$ 50 mil e foi acompanhado, à unanimidade, pelos desembargadores da Primeira Turma.

g1/RN

Vídeo: Inquérito vai determinar se houve homofobia em agressão de PM contra jovem sentada no chão

Foto: Reprodução

Um inquérito deve apurar se houve discriminação homofóbica por parte do policial militar que deu um tapa no rosto de uma mulher no chão na estação da Luz, Linha 1 (Azul) do Metrô, no Centro de São Paulo, no último sábado (6). A Secretaria da Segurança Pública de São Paulo determinou o afastamento imediato do agente que foi flagrado em vídeo dando um tapa no rosto da vítima, enquanto ela está sentada na plataforma.

O vídeo ainda mostra o homem em pé dizendo para a vítima: “Abaixa a mão para mim”. Ela então responde: “você que está me batendo”. Nas imagens, é possível ver a vítima com uma bermuda com as cores do movimento LGBTQIA+.

Em suas redes sociais, o coordenador da Diversidade, da Secretaria de Justiça e Cidadania do Estado de São Paulo, Rafael Calumby, disse que vai abrir um processo para apurar a possível prática de discriminação por orientação sexual no episódio. A vítima também está recebendo apoio da Subsecretaria de Políticas de Diversidades de Guarulhos e da coordenação da Parada LGBTQIAP+ do município.

Em nota enviada ao GLOBO, a SSP informou que “lamenta o ocorrido” e confirmou que o PM foi identificado e afastado do trabalho nas ruas. Segundo o órgão, a Polícia Militar instaurou um Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar as circunstâncias dos fatos.

A mulher, que não quis se identificar, confirmou a agressão e disse que foi acolhida por seguranças da estação depois da violência. Ela afirmou que irá registrar um boletim de ocorrência e fazer exame de corpo de delito nesta segunda-feira (8).

O globo

Bebê é levado sem vida a hospital do interior do RN com sinais de violência; Polícia investiga

Foto: Reprodução

Um bebê de apenas um mês deu entrada no hospital de Arez já sem vida e com marcas de violência, na madrugada desta segunda-feira (8), na região do Litoral Sul potiguar. A Polícia Militar foi chamada e deteve o pai da criança como suspeito do crime.

Segundo o Pelotão da PM em Arez, a equipe foi acionada por volta de 1h40 ao hospital do município recebeu a informação de que o bebê deu entrada na unidade já em óbito e com marcas de violência. No local, os militares também encontraram a mãe da criança, com escoriações no rosto.

Ainda de acordo com a polícia, a princípio, a mãe da criança não conseguiu passar informações sobre a causa dos machucados, porém, a dona da casa onde o fato aconteceu, que é amiga da vítima, informou que houve uma briga entre os pais do bebê, dentro de um quarto do imóvel, por volta das 23h.

A testemunha ainda afirmou à polícia que sua filha olhou pela janela do quarto e viu a criança vermelha e com sangue escorrendo pelo nariz. Os moradores da casa bateram na porta do cômodo para socorrer a criança. À polícia, a mulher disse que o pai “sequer levantou da cama”.

A mãe e a criança foram levadas à unidade de saúde, porém, o bebê já deu entrada na unidade sem vida, com marcas de violência no rosto e nas costas.

Em depoimento, a mãe do bebê afirmou aos policiais que durante a briga com o marido ela foi agredida com socos e alguns dos golpes acertaram a criança.

“Diante dessas informações todos foram conduzidos para a delegacia de plantão e o corpo posteriormente encaminhado para o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep)”, informou a PM.

Homem que teve o pênis amputado reata com mulher suspeita do crime; orgão não foi reimplantado

]Fotos: Reprodução/Internet

Fotos: Reprodução

O frentista Gilberto Nogueira de Oliveira, de 39 anos, teve o pênis amputado pela companheira, a cozinheira Daiane dos Santos Farias, de 34. O crime foi motivado por uma traição do homem, que teve caso com a sobrinha da mulher, de 15.

Em momento de vingança, ela prendeu o órgão genital do parceiro em um elástico e usou uma navalha para cortá-lo. Na delegacia, a cozinheira confessou toda a trama e foi presa. Já o homem passou por uma série de cirurgias e ainda não está totalmente recuperado.

No entanto, houve uma reviravolta na história. À época do crime, no fim do ano passado, a vítima era taxativa em dizer que não perdoaria Daiane. Porém, segundo informações do colunista Ulisses Campbell, o casal reatou o relacionamento.

Na coluna True Crime, o jornalista revelou troca de cartas entre o casal. Conforme os registros, a primeira mensagem foi enviada por Gilberto, no dia 15 de março, que queria saber como Daiane estava.

O frentista achava que jamais receberia resposta. Porém, para sua surpresa, duas semanas depois, ele recebeu uma carta escrita de dentro da Penitenciária Feminina de Mogi Guaçu, onde a cozinheira aguarda julgamento.

Troca de cartas

Ao responder Gilberto, Daiane contou sentir “vergonha” de ter decepado o companheiro e relatou as condições deploráveis do cárcere.

“Estou usando duas calcinhas há dois meses. Não consegui um trabalho aqui na cadeia. Ainda bem, porque teria de tirar a roupa todos os dias para passar de uma ala para outra. A revista íntima é obrigatória. E não queria que as funcionárias do presídio soubessem que só tenho duas calcinhas”, revelou.

Daiane disse que dorme no chão de uma cela de dois metros quadrados ao lado de outras duas detentas que não tomam banho.

Na carta, afirmou nunca ter recebido visitas e que sente “muitas saudades” dos filhos, da casa, dos cachorros, dos gatos e, principalmente, de Gilberto. Ela pediu perdão e perguntou se ele estaria disposto a reatar o relacionamento.

Na resposta seguinte, Gilberto afirmou ter perdoado a mulher e se mostrou disposto a voltar. Na correspondência, ele manifestou o desejo de visitá-la na cadeia assim que for possível e também se propôs a arcar com as despesas de sua defesa, estipulada em R$ 40 mil.

Ao blog True Crime o homem revelou que decidiu voltar para Daiane porque a ama mais do que tudo.

“Se não tivesse tido relações sexuais com a minha sobrinha no dia do aniversário da minha companheira, nada disso teria acontecido. Daiane é uma mulher maravilhosa, amorosa, que me ama. Ela não merecia ser traída dessa forma. Foi exposta para todo o país. (…) Não me importo com o que os outros pensam. O que realmente importa é o que sinto por ela”, disse o homem.

Pênis não foi reimplantado

O crime aconteceu quando Gilberto e Daiana se preparavam para casar. Os dois mobiliaram uma casa em Atibaia, no interior paulista. Ela tem dois filhos de outro relacionamento; ele, um. Antes do Natal, Daiane descobriu que seu companheiro estava tendo um caso com sua sobrinha de 15 anos.

Com objetivo de se vingar, ela comprou uma lingerie e preparou a suíte para uma noite de amor. Enquanto o noivo estava na cama sem roupa, Daiane apagou a luz e amputou o órgão genital do homem.

Para evitar um eventual reimplante, ela jogou o pênis de Gilberto no vaso sanitário e acionou a descarga. Antes disso, tirou uma foto do membro do companheiro em suas mãos e postou no grupo da família de Gilberto no WhatsApp. Também atirou as chaves do carro dele pela janela, para dificultar o socorro.

Ainda em tratamento, Gilberto deveria passar por um procedimento para a retirada de pedras nos rins, mas não foi possível devido a uma infecção decorrente do golpe no ventre. Por outro lado, recebeu de presente de um médico urologista uma prótese peniana, que deverá ser implantada quando seus ferimentos estiverem totalmente cicatrizados.

Metrópoles

Cadáver é jogado aos porcos em bairro de Natal; Polícia Civil investiga o caso

Fotos: Reprodução

Um cadáver foi encontrado em um chiqueiro e estava sendo comido pelos porcos. O corpo, ainda não identificado, foi localizado no Planalto, na zona Oeste de Natal, nesta manhã de segunda-feira (8). A Polícia Civil investiga o caso.

Segundo informações da Polícia, a morte foi causada por disparo de arma de fogo e a vítima sofreu alguns golpes contundentes nas costas. No local, alguns porcos estavam comendo o cadáver e teve parte do rosto consumida pelos animais.

Tribuna do Norte

Imagens mostram momento da prisão dos fugitivos de Mossoró; veja

Foto: Reprodução

A prisão dos únicos fugitivos na história dos presídios federais de segurança máxima do Brasil ocorreu após 50 dias de fuga, na última quinta-feira (4).

Vídeos mostram a abordagem policial aos criminosos, antes de eles serem presos. Nas imagens,  agentes da Polícia Rodoviária Federal abordam um carro preto. O primeiro a sair é o motorista, que já coloca a mão na cabeça. O segundo, o carona, é Deibson Cabral Nascimento, de 34 anos, o Tatu. Os dois recebem a ordem para deitar no chão.

Em outro vídeo, agentes da Polícia Federal perseguem um carro branco. Nele, está Rogério da Silva Mendonça, de 35 anos, o Martelo, com mais um comparsa. Eles também são presos.

Perto dali outra equipe da PRF aborda um terceiro carro, com mais dois criminosos que davam apoio para a fuga. O que os criminosos não sabiam é que estavam sendo monitorados pela Polícia Federal.

O programa  Fantástico da rede Globo conseguiu imagens e diálogos inéditos da prisão dos foragidos do Presídio Federal em Mossoró. Após cinquenta dias Deibson Cabral e Rogério Mendonça foram presos no estado do Pará. Segundo a Polícia Federal os fugitivos seriam levados para a Bolívia. Seis pessoas foram presas na operação que recapturou os criminosos.

Reportagem: Reprodução/  g1/Fantástico

Topo