ALTA DE PREÇOS DE INSUMOS PARA CONSTRUÇÃO CIVIL É “PONTUAL”, DIZ MINISTRO

Foto: Sérgio Lima/PODER 360

O ministro Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) afirmou nesta  quinta-feira (5) que a alta de preços em materiais para construção civil é momentânea e não deve alterar os projetos desenvolvidos pela pasta.

“Estamos vendo aí 1 movimento que é pontual, que é localizado. Vamos lembrar que a nossa estruturação de projetos para a iniciativa privada sempre está pensando em longo prazo”, afirmou durante participação na 11ª Edição da Conferência Itaú Macro Vision.

Para o ministro, o aumento se deve à interrupção da produção –por impacto da pandemia de covid-19– ao mesmo tempo em que houve alta no consumo. Esta, por sua vez, pelo pagamento do auxílio emergencial. Itens como cimento e aço, por exemplo, subiram 14% de janeiro a setembro deste ano, segundo dados da Cbic (Câmara Brasileira da Indústria da Construção).

“Apesar da pandemia, o que a gente observou foi 1 aumento de massa salarial. A gente está vendo esse aumento de massa se transformando em consumo e em escassez de insumo. Por 1 lado, a gente deixou de produzir e, por outro, a gente passou a produzir mais”, disse.

O ministro afirmou ainda que essa alta não deve causar mudanças nos projetos realizados pela pasta de Infraestrutura junto à iniciativa privada: “Todos os projetos têm seus mecanismos de adequação, de reequilíbrio econômico financeiro para situação extraordinárias. Assim como os contratos administrativos têm seus mecanismos de proteção, de reajuste contratual nos aniversário”, ponderou.

Para ele, será possível verificar uma normalização desses preços “mais para frente”.

Fonte: Poder360

TIBAU DO SUL RECEBE CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL INÉDITA NO BRASIL E ÚNICA NA AMÉRICA DO SUL

O município de Tibau do Sul e sua famosa Praia da Pipa, é o primeiro destino turístico brasileiro a receber a certificação Padrão de Destinos Verdes que é concedida pela Green Destinations, uma fundação holandesa sem fins lucrativos para o turismo sustentável, que lidera uma parceria global de organizações especializadas, empresas e instituições acadêmicas.

O Green Destinations era uma conquista muito esperada pela atual gestão pública de Tibau do Sul. E a atual certificação se soma a outras conquistas recentes do destino turístico Pipa, como exemplo de uma gestão que se preocupa com o desenvolvimento e a promoção do turismo. Além do novo certificado, Tibau do Sul ganhou em 2018, o Selo A do turismo, uma classificação do Ministério do Turismo; em outubro deste ano participou e ganhou o premio no Concurso do Top 100 Destinos Sustentáveis, sendo selecionada, também, para se apresentar no Seminário Internacional do Green Destinations Day, com o case de boas práticas do Santuário Ecológico de Pipa e , recebeu, ainda, o selo Safe Travel da World Travel Tourism Council, sendo reconhecida como Turismo Seguro pelos seus protocolos sanitários adotados no combate ao Covid-19.

Essas conquistas são frutos de uma parceria da Prefeitura de Tibau do Sul, associações locais, Senac RN com o Programa de Desenvolvimento Econômico Local (DEL) que a gestão trouxe para Tibau do Sul, desde 2018. O DEL é um projeto que nasceu na Alemanha e que já atua em vários municípios do Brasil. “A verdade é que todo mundo sabe que trabalhamos muito pelo turismo. Investimos forte, participamos de feiras nacionais e internacionais, reativamos o Conselho do Turismo e fizemos várias obras e projetos importantes. E o resultado está aí, com essas conquistas. Mas não é um trabalho solitário. É um trabalho feito a muitas mãos. A começar pelo nosso povo que hoje sabe da importância do turismo”, destaca Modesto Macedo, prefeito de Tibau do Sul.

A certificação inédita concedida, exclusivamente, a Tibau do Sul e única na América do Sul, integra o Padrão de Destinos Verdes, um conjunto de critérios reconhecido pelo GSTC (Global Sustainable Tourism Council) para medir, monitorar e melhorar a política de sustentabilidade e gestão de destinos e regiões.

Para alcançar o mérito, representantes de Tibau do Sul tiveram que participar de treinamento com a Green Destinations e atender a 100 critérios, sendo submetidos à auditoria.

Com validade de até dois anos, o objetivo da certificação é tornar o desenvolvimento sustentável algo concreto, objetivo e demonstrável, abrangendo os temas Gestão de Destino, Natureza e Paisagem, Meio Ambiente e Clima, Cultura e Tradição, Bem-Estar Social, Negócios e Hospitalidade.

IFRN E NAVI LANÇAM HACKATHON ON-LINE COM R$7 MIL EM PRÊMIOS

Todos os dias milhares de mortes são registradas no Brasil. Para simplificar o registro desses óbitos, foi criado o sistema de Codificação das Causas Básicas do Óbito. Ele serve para que seja possível identificar a causa primária da morte de uma pessoa, como por exemplo uma doença ou uma arma.

Dessa forma, a demanda por codificação do óbito se amplia exponencialmente e é identificada como uma demanda permanente do sistema de saúde. Sendo natural que a codificação do óbito passe a ser uma tarefa institucional primordial a ser assumida organicamente pelo Sistema Único de Saúde.

Com o objetivo de dar sua contribuição e construir soluções inovadoras que auxiliem no registro das causas de morte no Brasil, o Núcleo de Inovação Tecnológico do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (Navi/IFRN) está organizando o Hackathon Causa Básica do Óbito.

Podem participar estudantes do Brasil inteiro; as inscrições estão abertas e seguem até o dia 9 de novembro. Após preencher o formulário de inscrição, estudantes com interesse deverão formar equipes de quatro membros, organizadas preferencialmente da seguinte forma: – 1x Perfil Business, 2x Hackers (Desenvolvedores) e 1x UX/UI (Design). Ao todo são R$ 7 mil em prêmios e podem se inscrever estudantes do ensino médio e superior, desde que com matrícula ativa em instituição pública ou privada de ensino, em nível de curso técnico ou graduação.

COVID-19: BRASIL TEM 630 MORTES NAS ÚLTIMAS 24H; TOTAL ULTRAPASSA 161 MIL

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Ministério da Saúde atualizaram, nesta quinta-feira (5), os dados sobre a situação da Covid-19 no Brasil. Veja os números do último levantamento.

  • 630 óbitos nas últimas 24 horas;
  • 22.294 casos confirmados nas últimas 24 horas;
  • 161.736 mortes;
  • 5.612.319 casos confirmados;

Fonte: Olhar Digital

FIOCRUZ DESENVOLVE VACINA CONTRA A COVID-19 INTEIRAMENTE NACIONAL

A Fiocruz está investindo no desenvolvimento de uma vacina inteiramente nacional contra a covid-19 paralelamente à produção em massa, prevista para 2021, do imunizante da Universidade de Oxford. São três projetos distintos, baseados em tecnologias diferentes, que estão em fase inicial de testagem em animais. Dois deles podem estar concluídos para registro já em 2022; o terceiro, somente no ano seguinte.

O acordo firmado entre a Fiocruz e a farmacêutica britânica AstraZeneca prevê a transferência de tecnologia da vacina de Oxford, com início da produção em janeiro do ano que vem. Ou seja, o Brasil terá acesso à tecnologia e autonomia para continuar produzindo o imunizante. O órgão de pesquisa prevê fabricar 210 milhões de doses em 2021. Mesmo assim, os cientistas acreditam ser importante desenvolver novas tecnologias. Eventualmente, elas podem levar a resultados diversos, mais eficientes e com menos efeitos colaterais.

“O mundo tem sete bilhões de habitantes, quanto mais vacinas disponíveis tivermos, em diferentes plataformas (estratégias), melhor”, explicou a vice-diretora de qualidade de Bio-Manguinhos/Fiocruz, Rosana Cuber. “Essas vacinas não serão introduzidas agora, ainda estamos na fase de estudos pré-clínicos, em animais, mas são uma aposta de médio prazo.”

O projeto do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos de Bio-Manguinhos busca desenvolver uma vacina sintética. Ela seria mais rápida e mais barata do que as tradicionais, além de dispensar instalações de biossegurança de nível 3 nas primeiras etapas do processo. A vacina sintética tem como base moléculas produzidas por síntese química. Elas contêm pequenas partículas de proteínas do vírus Sars-Cov-2, capazes de induzir a produção de anticorpos.

Fonte: R7

CORONEL AZEVEDO DENUNCIA PERSEGUIÇÃO A CABO PM DO PELOTÃO EM PIPA

Com mais de 30 anos de serviço na Polícia Militar, o deputado estadual Coronel Azevedo (PSC) fez pronunciamento durante sessão ordinária desta quinta-feira (5) na Assembleia Legislativa onde citou episódio ocorrido quarta-feira (4) envolvendo um policial militar no Agreste do Estado.

O parlamentar citou o caso ocorrido com o Cabo Bruno, lotado no Pelotão Turístico em Pipa e que, por não lembrar detalhes de um homicídio ocorrido naquela praia no ano de 2013, recebeu voz de prisão de um promotor do Ministério Público Estadual durante júri popular ainda ocorrendo na cidade de Goianinha.

Coronel Azevedo contou que Cabo Bruno foi perguntado se lembrava do crime e disse que não. “Afinal, seu trabalho, na prática é enxugar gelo, cuidando de um crime e com outros dois a resolver, não permite recordações minuciosas”, disse.

Ainda em seu relato, o deputado estadual informou que “apresentado à sua assinatura, o Cabo Bruno a reconheceu e, a partir deste momento, recordou o assassinato, cometido à faca e com imediata prestação de socorro à vítima pela PM”.

No plenário da Casa, Coronel Azevedo disse que “Cabo Bruno recebeu voz de prisão do promotor por falso testemunho por não lembrar de um crime ocorrido em 2013. Ou seja, sete anos, sete anos depois”.

Segundo informações repassadas ao Coronel, o cabo foi autuado em flagrante por falso testemunho e liberado somente após pagar fiança. “O atual cotidiano de ataques aos agentes de segurança terminaria com os policiais presos em Alcaçuz e os bandidos soltos, dominando o Rio Grande do Norte e recebendo afagos ideológicos”, criticou.

No encerramento, o deputado se colocou à disposição do colega de farda. “Ao Cabo Bruno, meu apoio no que for preciso, não apenas a ele, mas a todos os operadores de segurança vítimas de abusos. Eles oferecem a vida por todos nós”, concluiu.

IBGE REALIZA CASA POTIGUAR NESTA SEXTA (06)

A iniciativa que retrata em detalhes os lares potiguares do teto ao chão está de volta em uma versão online. O webinário Casa Potiguar mostra uma síntese das características das casas do Rio Grande do Norte com base nos dados do IBGE. A apresentação da edição 2019 será no dia 6 de novembro de 2020. As inscrições podem ser feitas aqui.

Com a compilação de dados, é possível saber qual parcela dos domicílios potiguares são casas ou apartamentos; quantos têm um ou dois moradores; e quais os bens existentes no domicílio por exemplo. Os dados apresentados fazem parte da divulgação anual da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua de 2019.

Os diversos formatos de apresentação facilitam a visualização dos dados que podem auxiliar na elaboração de políticas públicas de habitação, trabalhos acadêmicos, pesquisas de mercado e conteúdo jornalístico.

A primeira edição do Casa Potiguar ocorreu na Faculdade Estácio Natal com a presença de estudantes, pesquisadores e interessados em geral no assunto em dezembro do ano passado. O evento é uma realização do IBGE no Rio Grande do Norte.

UFRN TERÁ TRÊS PERÍODOS LETIVOS EM 2021 NA MODALIDADE DE ENSINO REMOTO

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) aprovou, na manhã desta quinta-feira, 5 de novembro, a resolução sobre o novo Calendário Universitário. O documento regulamenta as atividades de ensino de graduação, no formato remoto, para os períodos letivos de 2020.2, 2021.1 e 2021.2.

Atualmente, a UFRN está realizando, no formato remoto, o período letivo 2020.1, que iniciou em fevereiro de 2020, foi suspenso devido à pandemia da covid-19 e retomado para ocorrer de 8 de setembro a 19 de dezembro de 2020. Dessa forma, dando seguimento ao calendário, o Consepe aprovou a realização do período 2020.2, de 18 de janeiro a 30 de abril de 2021; as atividades de 2021.1, de 7 de junho a 18 de setembro de 2021; e o período letivo de 2021.2, de 18 de outubro de 2021 a 19 de fevereiro de 2022.

De acordo com a resolução, os próximos períodos letivos (2020.2, 2021.1 e 2021.2) seguirão na modalidade de ensino remoto. Contudo, o formato poderá ser alterado por decisão do Consepe, considerando o cenário da pandemia da covid-19, “desde que asseguradas as condições de biossegurança e observadas as normas vigentes relativas à emergência em saúde pública”.

A decisão do Conselho foi tomada levando em consideração a Declaração de Emergência em Saúde Pública de Importância Internacional da Organização Mundial da Saúde (OMS), em virtude do novo coronavírus; a legislação vigente sobre normas educacionais excepcionais adotadas durante o estado de calamidade pública; o parecer do Conselho Nacional de Educação; a portaria do Ministério da Saúde sobre a Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional em decorrência da covid-19; o Protocolo de Biossegurança da UFRN; além de normativas da instituição de ensino.

PARLAMENTARES COMENTAM ELEIÇÕES 2020 E CASOS DE SEGURANÇA PÚBLICA

Os deputados aproveitaram o horário destinado a eles na sessão ordinária da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN), que aconteceu nesta quinta-feira (05), pelo sistema híbrido – Remoto e Presencial, para tratar de assuntos como o processo eleitoral que está em andamento e a segurança pública no Rio Grande do Norte.

O parlamentar Vivaldo Costa (PSD) focou o pronunciamento dele nas eleições municipais de 2020 que acontecem no Rio Grande do Norte. Ele alertou sobre a necessidade de que as autoridades acompanhem o pleito, porque, segundo ele, está “tudo muito esquisito”. “Ontem o presidente da Casa Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), constatou um clima de insegurança em vários municípios potiguares. O deputado Getúlio Rêgo (DEM) vem proclamando sobre pesquisas fraudulentas; já a parlamentar Cristiane Dantas (SDD) relatou o clima de insegurança em São José de Mipibu. Além de Hermano Morais (PSB) que também requereu ao Governo do Estado reforço policial para São José de Mipibu, para que possa haver tranquilidade nas eleições”, informou.

Vivaldo Costa contou que recebeu um telefonema de Caicó que denunciava a tentativa de burlar a eleição no município. A pessoa que ligou para o parlamentar relatou um caso de uma abordagem fingindo ser de pesquisa eleitoral, quando na verdade parecia mais uma tentativa de comprar o eleitor. O deputado se associou às palavras do deputado José Dias (PSDB), que falou da importância da necessidade de haver um pleito limpo, sem corrupção, sem compra de votos.

O deputado Coronel Azevedo (PSC) falou sobre um acontecimento envolvendo um policial militar, que foi convocado na condição de testemunha para um júri que aconteceu em Goianinha. De acordo com o parlamentar, o crime em julgamento aconteceu em 2013 e o representante do Ministério Público queria que o policial lembrasse do que aconteceu na época. “Insatisfeito com a resposta do policial, o promotor o chamou de mentiroso. Nós da segurança pública estamos surpresos porque, na ocasião, o policial recebeu voz de prisão com alegação de falso testemunho, já que não lembrava de algo que aconteceu em 2013”, falou.

“São centenas de ocorrência que o policial atende diuturnamente. Esse é um fato altamente lamentável que não podemos admitir. Daqui a pouco nós vamos ter os policiais presos e os bandidos soltos. O policial é o herói da sociedade, é a última barreira entre o caso e a ordem. Minha solidariedade ao cabo Bruno que passou por isso”, completou.

A deputada estadual Cristiane Dantas falou sobre dois requerimentos que apresentou direcionados à Policial Militar, enfatizando as necessidades de atuação com relação à Patrulha Maria da Penha. Segundo ela, a patrulha está sendo reativada, mas de uma forma muito aquém do que é necessário. “O patrulhamento só tem uma viatura que faz essa fiscalização apenas 3 vezes por semana e cuida de toda a Grande Natal. Fizemos requerimento solicitando pelo menos um celular para que haja a comunicação das mulheres e para que possa haver um apoio mais direto. E, também, solicitando a criação de uma sala lilás para que as mulheres sejam atendidas”, falou.

Ela também mencionou a necessidade de mais efetivo direcionado à Patrulha Maria da Penha. “Nós temos vários pleitos apresentados solicitando mais viaturas, mais efetivos. Isso será possível com esses novos policiais que estão ingressando e isso nos deixa muito feliz, pelo fato de que não haverá mais desculpa sobre a quantidade de policiais. Fica aqui o nosso apelo para que a coordenadora da Patrulha tenha esse entendimento, para que possamos ter maior mais pessoas trabalhando e uma ampliação do atendimento para todas as mulheres do estado”.

MINISTÉRIO DA SAÚDE INVESTIGA ATAQUE HACKER AO SEU SISTEMA; REDE FOI DESATIVADA

Técnicos do Ministério da Saúde investigam nesta quinta-feira, 5, se a rede da pasta sofreu um ataque cibernético. Servidores foram orientados a nem sequer acessar o sistema da Saúde por meio de seus computadores pessoais, em casa.

Segundo fontes da pasta, por volta de 9h30 a rede do ministério foi desativada. Não é possível abrir o e-mail funcional, por exemplo. Servidores dizem que um hacker invadiu o sistema durante a madrugada. A versão não é confirmada pelo Ministério da Saúde.

A pasta diz apenas que investiga “inconsistência” no sistema e que não há prazo para retorno da rede. O ministério informou que serviços a usuários externos, como marcação de consultas no SUS, não foram atingidos. Técnicos do DataSUS pediram para servidores da Saúde desligarem os computadores, além de excluírem contas do Ministério da Saúde vinculadas a aplicativos de celulares.

Uma mensagem interna aos servidores, divulgada na manhã desta quinta, afirma que “um problema técnico está impedindo o acesso de usuários às máquinas” da pasta. “A equipe de manutenção está trabalhando, com a maior agilidade possível, para solucionar o incidente. Preventivamente, o DATASUS desativou as redes e o acesso à VPN. Ainda não há previsão de retorno”, diz o aviso.

Fonte: Jornal de Brasília

TRE-RN MANTÉM INDEFERIMENTO DA CANDIDATURA DO PREFEITO DE PASSA E FICA

A corte do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) manteve a decisão da 12ª Zona Eleitoral de Nova Cruz ao julgar um recurso do prefeito da cidade de Passa e Fica, Celso Luiz Marinho Lisboa, conhecido como Celu, que teve a candidatura à reeleição indeferida.

O Desembargador Claudio Santos e os juízes Carlos Wagner, Ricardo Tinoco e Geraldo Mota divergiram do relator, negando o recurso. Foram vencidos o relator do processo, juiz Fernando Jales, e a juíza Adriana Magalhães.

Os magistrados indeferiram a candidatura do gestor municipal por ele estar enquadrado nos termos do artigo 1º, inciso I, alínea “L” da Lei Complementar 64/90, a Lei da Ficha Limpa.

JUSTIÇA FEDERAL DETERMINA QUE UFRN AGENDE NOVA DATA PARA CONCORRENTE PARTICIPAR DE ETAPA DO CONCURSO

O caso tratado se refere à candidata de concurso de professora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte que, no dia da etapa de apresentação do Memorial e Projeto de Atuação Profissional, na área de Políticas Públicas e Gestão de Educação, não compareceu devido a urgência médica que teve com o filho de seis meses, que se engasgou.

Esse foi o processo analisado pela Juíza Federal Moniky Mayara Dantas, da 5ª Vara Federal. A postulante no processo pedia que a Justiça Federal determinasse a Universidade Federal do Rio Grande do Norte agendar uma nova data para cumprir a referida etapa do concurso.

A magistrada acolheu a argumentação e concedeu liminar para que a UFRN oportunize a concorrente participar da etapa do concurso. A Juíza Federal observou que há nos autos atestado médico confirmando que a mulher esteve no pronto socorro do Hospital da Unimed acompanhando o filho que foi vítima de ¿inalação e ingestão de alimentos causando obstrução do trato respiratório¿.

O desprezo a situações em que o candidato deixa de comparecer a uma etapa avançada do certame, em face da comprovada ocorrência de um caso fortuito ou de força maior, como ocorre in casu, viola princípios caros do Direito Administrativo, quais sejam, a proporcionalidade e a razoabilidade e, na espécie, vou além, viola a própria dignidade da pessoa humana e o dever de proteção à criança, já que da impetrante, em face da necessidade premente de prestar socorro ao seu filho, não se poderia, em hipótese alguma, exigir conduta diversa¿, escreveu a magistrada.

JOSÉ DIAS CHAMA ATENÇÃO PARA CONSCIENTIZAÇÃO DO ELEITOR NA HORA DE VOTAR

O deputado estadual José Dias (PSDB) destacou na sessão ordinária desta quinta-feira (5) na Assembleia Legislativa o significado da realização de eleições municipais para a assistência às comunidades.

“Temos que fazer uma eleição, a mais limpa possível, sem desespero”, apelou José Dias. “Nós somos políticos para servir, e quem se propõe a servir não pode ter desespero”, ressaltou o deputado, que pediu desculpas aos seus correligionários do interior por não estar presente às movimentações eleitorais devido a pandemia do Coronavírus.

‘Sei o quanto é importante sob ponto de vista de apoio moral e de solidariedade a nossa presença. A eles eu peço muitas desculpas”, disse Dias, justificando que sequer tem participado das sessões presenciais na Assembleia. O deputado fez ainda um apelo para não se praticar a compra e venda de votos. “O voto vendido é o pior voto possível”, disse José Dias.

“A eleição é uma oportunidade gigantesca de se escolher quem vai administrar o seu dinheiro”, alertou José Dias, reforçando o pedido aos eleitores para a conscientização na hora de escolher os candidatos. Ele comentou sobre o acirramento das campanhas registrado em cidades do interior, ressaltando que na capital as eleições têm ocorrido com mais tranquilidade já que o acirramento se dá nas redes sociais.

FUNDAÇÃO JOSÉ AUGUSTO DISPONIBILIZA CANAIS VIRTUAIS PARA ATENDIMENTO SOBRE ALDIR BLANC

A Fundação José Augusto (FJA) disponibilizou um canal para esclarecimentos e dúvidas acerca dos editais da Lei Aldir Blanc, lançados pelo Governo do Estado. Através do link https://linktr.ee/leialdirblancrn os interessados em inscrever projetos poderão obter dados relativos aos certames.

O link apresenta uma lista geral de cadastrados no estado do RN, a lista geral de entidades e espaços cadastrados no RN, o resultado dos pedidos de Auxílio Emergencial no RN, uma Oficina dos Editais da Lei Aldir Blanc, além de uma oficina sobre editais para esclarecimentos.

Também está disponibilizado os links para os dez editais lançados:

– Concurso Público para Seleção de Projetos Culturais Referentes à Diversidade Sócio Humana – Inscrição: 06/11 a 12/11

– Formação e Pesquisa – Troca de Saberes a Distância – Inscrição: 03/11 a 09/11

– Concurso Público Para Seleção de Projetos Culturais Integrados e Economia Criativa – Inscrição 03/11 a 09/11

– Programa de Apoio a Microprojetos Culturais – Inscrição: 03/11 a 09/11

– Prêmio Cultura Popular de Tradição – Inscrição: 03/11 a 09/11

– Prêmio Saberes, Sabores e Fazeres – Inscrição: 03/11 a 09/11

– Fomento à Cultura Potiguar – Inscrição: 06/11 a 12/11

– Auxílio à Publicações de Livros, Revistas e Reportagens Culturais – Inscrição: 06/11 a 12/11

– Ecos do Elefante: Apoio Cultural aos Municípios Potiguares – Inscrição: 09/11 a 16/11

ATENDIMENTO PRESENCIAL

A Fundação José Augusto, localizada na Rua Jundiaí, 641, Tirol, está realizando atendimento presencial, no horário das 8 às 12h e das 14 às 17h, para o esclarecimento de dúvidas sobre os editais lançados pelo Governo do Estado. Através de agendamento pelo WhatsApp (84) 99191 5967, os artistas poderão ser orientados sobre a inscrição de projetos pela equipe da Lei Aldir Blanc da FJA.

Cinco editais terão prazos encerrados na próxima segunda-feira (9): Prêmio Cultura Popular de Tradição, Projetos Culturais Integrados e Economia Criativa, Programa de Apoio a Microprojetos Culturais, Formação e Pesquisa – Troca de Saberes à Distância e Prêmio Sabores, Saberes e Fazeres.

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA FAZ OPERAÇÃO CONTRA PIRATARIA DIGITAL NO RN E EM OUTROS 9 ESTADOS

A ostentação com que vivam alguns dos alvos da segunda fase da Operação 404, deflagrada hoje (5), em dez unidades da federação, para combater crimes na internet, surpreendeu até mesmo a alguns investigadores experientes. Segundo o coordenador do Laboratório de Operações Cibernéticos, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Alesandro Barreto, alguns dos investigados moravam em casas de alto padrão, dirigiam carros de luxo e faturavam, ilegalmente, milhares de reais mensais.

“Um dos investigados faturou mais de R$ 94 milhões em um ano”, declarou Barreto a jornalistas, referindo-se ao responsável por uma plataforma de compartilhamento de produtos digitais (filmes, séries, programas de TV, músicas, imagens ou livros) que contava com 775 mil usuários cadastrados. O acesso à plataforma cujo nome não foi divulgado, bem como a outros 64 aplicativos de streaming e 252 sites estão sendo bloqueados por determinação judicial.

Coordenada pela Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública, a segunda fase da Operação 404 ocorre em dez estados (Bahia, Ceará, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Santa Catarina e São Paulo) e conta com o apoio de órgãos de investigação dos Estados Unidos e da Grã-Bretanha. Além dos bloqueios de sites e aplicativos para celular, estão sendo cumpridos 25 mandados de busca e apreensão.

De acordo com Barreto, ao menos dois alvos da investigação tinham sido detidos em flagrante até as 11h30. Um por porte de drogas, outro por ter sido flagrado cometendo um crime cibernético não detalhado pelo coordenador. Duas armas e ao menos uma moto aquática foram apreendidas.

Segundo Barreto, há indícios de que alguns dos investigados agiam em conjunto. Estes deverão responder à Justiça por suposta associação criminosa. Além disso, todos os alvos da operação são suspeitos de envolvimento com a prática de crimes contra a propriedade intelectual na Internet e lavagem de dinheiro.

Fonte: Agência Brasil

Topo