SÃO JOSÉ DE MIPIBU – INOVAÇÕES E AJUSTES NA GESTÃO PÚBLICA FAVORECEM O FUNCIONALISMO E O CRESCIMENTO DO MUNICÍPIO

Prefeitos municipais em todo o país entram o primeiro trimestre de 2018 com as mesmas preocupações de anos anteriores: encontrar a fórmula certa para manter salários em dia e promover o desenvolvimento dos municípios, com ações voltadas para o crescimento econômico do setor produtivo e o bem estar da sociedade.

De acordo com especialistas em contas públicas a saída para se obter o sucesso no atual modelo de gestão passa por ajustes administrativos cada vez mais exigidos por parte dos órgãos fiscalizadores, ações que contribuem para o pleno funcionamento da máquina pública e o respeito às conquistas salariais dos servidores municipais em todos os setores da administração.

Em São José de Mipibu, na Grande Natal e Agreste potiguar, o prefeito Arlindo Dantas herdou uma gestão mergulhada em dívidas, salários atrasados e desalinhamento com o que na época determinavam os órgãos que fiscalizam a aplicação de recursos públicos.

De posse dessa radiografia o gestor de São José de Mipibu passou a adotar medidas administrativas inovadoras que no primeiro momento possibilitaram o município a sentir menos os efeitos da crise econômico que afeta o país, além de estar em pleno desenvolvimento econômico e social, mantendo em dia os salários dos servidores municipais e a manutenção das conquistas legais dos servidores por meio do pagamento em dia de vantagens conquistadas nos planos de carreira e progressões verticais e horizontais de todas as categorias.

Com os ajustes adotados no início do governo a gestão do prefeito Arlindo Dantas atualmente se destaca no estado pelo elevado nível de desenvolvimento socioeconômico do município, e pelo respeito ao servidor público. No início deste ano de 2018 os servidores da educação mipibuense receberam o aumento do piso nacional da categoria, como também estão sendo beneficiados com o pagamento das progressões verticais e horizontais conquistadas ao longo do tempo, direitos pagos em dia a partir dos pequenos ajustes adotados na atual gestão.

Municípios que por algum motivo não organizaram as contas públicas e não promoveram ajustes com vistas a boa gestão estão mergulhados no fracasso administrativo que impede o desenvolvimento de sua região e o bem estar da sociedade.

Deixar uma Resposta

Publicidade