SE A CPI DA COVID PROVAR, BOLSONARO ‘SERÁ RESPONSABILIZADO SIM’, DIZ RENAN CALHEIROS

Senador Renan Calheiros (MDB-AL) – Foto:   Agência Senado

O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), disse neste sábado esperar que o presidente Jair Bolsonaro não tenha responsabilidade sobre o agravamento da pandemia no país, que já matou mais de 400 mil pessoas. Por outro lado destacou que, se isso for provado, ele vai ser responsabilizado. A declaração foi dada em entrevista ao Grupo Prerrogativas, que reúne advogados.

Primeiramente, o senador citou algumas declarações de Bolsonaro que ele chamou de “absurdos”:

— O que deve ser levado em conta é a maneira como o governo minimizou a pandemia, como o governo entendia que ela não era letal, não causa mortes, como o governo minimizou o papel da vacina, que é o único instrumento que pode resolver o problema, e como o governo fechou as portas para os produtores de vacinas. Não foi só para a Pfizer. Por quê? Porque o presidente disse várias vezes que não acreditava na vacina, muito menos na chinesa, que quem tomasse ia virar jacaré e afinar a voz.

Depois concluiu:

— Não dá para comparar, por tudo isso, a circunstância do Brasil com a de nenhum outro país. Em nenhum outro lugar, o chefe de Estado ou de governo falou publicamente esses absurdos para os seus governados, para a sua população. Então não dá. Só tivemos isso no Brasil. Eu espero que o presidente da República não tenha responsabilidade com o agravamento do morticínio no Brasil. Espero que a CPI não chegue a tanto. Mas se a CPI chegar, não tenho nenhuma dúvida que ele será responsabilizado sim.

E reforçou:

— Ainda não temos como responsabilizar o presidente da República nem ninguém. Estamos começando os trabalhos. O nosso objetivo é fazer uma revisão nas politicas equivocadas para salvar vidas, e investigar o que aconteceu.

— Há a percepção da sociedade de que, e o governo tivesse feito certo, e o governo tem na CPI uma oportunidade para mostrar que fez certo, certamente também não teríamos tido que conviver com esse morticínio todo, transformado o Brasil em cemitério do mundo — acrescentou o relator da CPI.

Calheiros defendeu a convocação do ministro da Justiça, Anderson Torres, que, em entrevista à revista “Veja”, disse que vai requisitar à Polícia Federal (PF) informações sobre desvios de recursos federais enviados a estados e municípios. Por outro lado, disse ser contra convocar os filhos do presidente, até para não dar motivo para dizer que a CPI é uma iniciativa para atingir pessoalmente Bolsonaro. Mas não deixou de criticar pai e filhos pelos ataques que desferem, muitas vezes sem provas, à China, país que fornece vacinas e outros insumos de saúde ao Brasil. Esta semana, por exemplo, o senador insinuou que o coronavírus foi produzido pela China como parte de uma guerra química.

— Precisamos pôr termo a essa irresponsabilidade — disse o relator da CPI.

O senador voltou a elogiar os depoimentos dados à CPI pelos ex-ministros da Saúde Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich, que reafirmaram discordar da forma como Bolsonaro conduziu o enfrentamento à pandemia. Quanto ao depoimento do atual ministro, Marcelo Queiroga, Renan disse que ele adotou uma estratégia de não falar a verdade.

— Tivemos um depoimento do atual ministro que não foi esclarecedor porque visivelmente ele defendeu uma estratégia de não responder as perguntas objetivamente e consequentemente não falar a verdade. Mas ainda reconheceu a existência do grupo paralelo [de assessoramento ao presidente], o constrangimento em algumas oportunidades de ser desautorizado pelo discurso negacionista do presidente da República — disse o relator da CPI.

Queiroga foi questionado várias vezes sobre declarações de Bolsonaro. A resposta padrão foi a de que ele não poderia fazer juízo de valor sobre falas do presidente. Também houve perguntas sobre falhas do Ministério da Saúde antes de sua chegada ao cargo. Nesse caso, a resposta padrão foi a de que não poderia falar sobre gestões anteriores.

Questionado sobre o que pode ocorrer caso o ex-ministro Eduardo Pazuello, que seguiu as orientações de Bolsonaro, o senador lembrou que os investigados podem deixar de comparecer à sessão da CPI. Mas também afirmou que Pazuello vai ser ouvido como testemunha, sem citar medidas concretas para obrigá-lo a ir. Calheiros destacou, por exemplo, que o Supremo Tribunal Federal (STF) derrubou a possibilidade de fazer condução coercitiva. Pazuello falaria à CPI na última quarta-feira, mas alegou ter mantido contato com pessoas com Covid-19 para pedir um depoimento remoto, o que foi negado. A comissão remarcou a audiência dele para o dia 19 de maio.

— Queremos que ele compareça. Ele será interrogado como os outros foram — disse o relator da CPI.

Ele também elogiou a gestão do filho, o governador de Alagoas, Renan Filho (MDB), no enfrentamento à pandemia. O governo Bolsonaro quer focar as investigações na forma como estados municípios gastaram recursos federais. O próprio presidente, inclusive, já sugeriu uma investigação contra Renan Filho. Neste sábado, o relator da CPI voltou a dizer que, em caso de apuração sobre a gestão de seu filho, isso ficará a cargo de outro integrante da comissão.

O Globo

JUÍZA CITA POEMA DE DRUMMOND SOBRE MÃES E MANDA FILHOS SUSTENTAR IDOSA

 

Foto: Ilustrativa/Divulgação

“Por que Deus permite/Que as mães vão-se embora?/Mãe não tem limite/É tempo sem hora/Luz que não apaga/Quando sopra o vento…” Inspirada no poema “Para Sempre”, de Carlos Drummond de Andrade, que fala sobre a importância da mãe,  a juíza de Direito Coraci Pereira da Silva, da 2ª vara de Família e Sucessões de Rio Verde/GO, condenou um filho e duas filhas de uma idosa, de 91 anos, a prestar alimentos à mãe que se encontra enferma.

Na ação, a idosa pleiteou a fixação de alimentos definitivos no patamar de 80% do salário-mínimo vigente, sendo 20% a ser pago por cada filho. Alegou ser cadeirante, possuir dificuldades de locomoção, e que sua única renda é o benefício da LOAS, no valor de R$ 998, afirmando, ainda, que possui mensalmente elevados gastos com remédios, totalizando o montante de R$ 632,92.

Também sustentou que necessita de cuidados especiais e contínuos, bem como o auxílio de terceiros para todas as necessidades básicas relacionadas à higiene, alimentação e para o simples andar tendo em vista a sua condição de cadeirante.

Mãe não morre nunca

Citando o poema “Para Sempre”, a juíza pontuou que as mães não medem esforços para atender as necessidades do filho e se preciso for, enfrenta qualquer obstáculo para protegê-lo com amor e carinho.

“Quanto aos filhos, não obstante a maioria corresponde ao amor maternal, retribuindo o carinho e atenção recebida da mãe, alguns deixam de demonstrar gratidão e, para amparar os pais na velhice e na enfermidade, precisa de imposição e não raro, cumprir seu papel com indiferença e de fora apática.”

A juíza observou que a obrigação dos filhos de prestar auxílio aos pais está assegurada pelo art. 229, da Constituição Federal, que preceitua que “os pais têm o dever de assistir, criar e educar os filhos menores, e os filhos maiores têm o dever de ajudar e amparar os pais na velhice, carência ou enfermidade”.

Para ela, o dever de sustento encontra guarida nos laços de parentesco, “portanto, a autora está acolhida pelo dever de sustento em virtude da relação de parentesco, razão pela qual o dever dos filhos de prestar alimentos a mãe, é medida que se impõe, pois além de ser uma obrigação moral, está embasada no princípio da solidariedade”.

A magistrada ainda citou outras estrofes do poema: “Mãe, na sua graça/É eternidade/Por que Deus se lembra/- Mistério profundo -/De tirá-la um dia? Fosse eu rei do mundo baixava uma lei: mãe não morre nunca/Mãe ficará sempre/Junto de seu filho.

A magistrada determinou que as duas filhas paguem o equivalente a 40% do salário-mínimo mensal vigente, sendo a metade para cada uma delas. Quanto ao filho, foi homologado o acordo firmado com sua mãe, de manter o seu plano de saúde, continuar pagando uma cuidadora para ela de segunda a sábado, bem como se responsabilizou pelos cuidados com a idosa durante a noite.

No que concerne à terceira filha, de 69 anos, não coube nenhum encargo alimentar, tendo em vista a sua incapacidade financeira de arcar com os alimentos. Ela sobrevive com benefício decorrente da aposentadoria por invalidez, no valor de R$ 807, e, além disso, possui problemas de visão e diabetes, doenças que exigem uso contínuo de medicamentos.

Informações: TJ/GO/Justiça Potiguar

BOLSONARO FAZ PASSEIO DE MOTO EM HOMENAGEM AO DIA DAS MÃES

Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

O presidente Jair Bolsonaro realizou um passeio de moto de aproximadamente 1 hora em homenagem ao Dia das Mães na manhã deste domingo (9) passando pelas ruas de Brasília. 

Ele foi acompanhado por centenas de motociclistas, inclusive o deputado Hélio Lopes (PSL-RJ), que postou em suas redes sociais o trajeto percorrido pelo presidente e pelos demais motociclistas.

O passeio foi anunciado por Bolsonato durante sua live de quinta-feira (6). Na ocasião, o presidente falou que esperava cerca que 1 mil motociclistas o acompanhassem no passeio em homenagem ao Dia das Mães.

TRÊS PACIENTES SÃO TRANSFERIDOS APÓS FALTA DE ENERGIA EM UPA NA ZONA NORTE DE NATAL

UPA Pajuçara estava com atendimento normalizado na manhã deste domingo (9) — Foto: Lucas Cortez/Inter TV Cabugi

Uma queda de energia afetou o atendimento da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Pajuçara, na Zona Norte de Natal, na noite deste sábado (8). Três pacientes precisaram ser transferidos da unidade, segundo a Secretaria Municipal de Saúde. O problema foi resolvido e o atendimento foi normalizado durante a madrugada deste domingo (9).

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde afirmou que houve um problema na rede elétrica da UPA. O gerador de energia funcionou normalmente durante a queda do sistema, porém ele abrange apenas áreas essenciais. Por isso pacientes foram transferidos para outras unidades municipais.

O atendimento ficou restrito durante o período, seguindo um protocolo que existe para esses casos, segundo a pasta.

Em nota, a Companhia de Energia do Rio Grande do Norte (Cosern) informou que a interrupção momentânea no fornecimento de energia elétrica registada na UPA Pajuçara foi causada por um defeito interno em um transformador de propriedade do município. O transformador foi consertado com auxílio de uma equipe da Cosern, que esteve no local entre 18h50 e 19h50.

Segundo um servidor, que pediu para não ser identificado, o gerador manteve iluminado o corredor principal e a sala vermelha, onde ficam os pacientes intubados. Porém, o problema seria rotineiro na unidade, com quedas de energias, curtos, e até fumaça saindo de tomadas.

De acordo com ele, a energia se restabeleceu à 20h. “Porém a noite toda ficou tendo umas quedas rápidas, como se fosse a luz falhando”, apontou.

G1/RN

CPI DA COVID ABRE NOVAS FRENTES DE INVESTIGAÇÃO APÓS PRIMEIROS DEPOIMENTOS

Foto: Senado Federal

Como resultado da primeira semana de depoimentos, a CPI da Covid busca novas fontes de informações para apurar como ações do governo e do presidente Jair Bolsonaro, contrariando as recomendações de cientistas, levaram ao agravamento da pandemia no país.

O investimento em medicamentos ineficazes, por exemplo, foi um dos principais temas, e a CPI busca novos caminhos para avançar no debate. O depoimento do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, motivou um questionamento sobre por que a pasta não fez antes uma revisão das pesquisas científicas para estabelecer se a cloroquina e outras drogas poderiam ser usadas contra a Covid.

Questionado diversas vezes sobre a cloroquina, Queiroga argumentou que cabe à Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec) fazer a revisão das pesquisas sobre o medicamento para estabelecer se é mesmo ineficaz no combate à Covid-19. Segundo ele, esse estudo está em andamento. A Organização Mundial da Saúde (OMS) já recomendou que a cloroquina e hidroxicloroquina sejam abandonadas no combate ao vírus.

Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI, questionou por que esse estudo do Conitec não foi pedido antes da gestão de Queiroga. Após a oitiva, foi aprovado um requerimento de informação ao Conitec sobre “pedidos de compra e produção de cloroquina e outras drogas para o tratamento da Covid-19”, de autoria de Alessandro Vieira (Cidadania-SE). Ele pediu também os pareceres da Advocacia-Geral da União (AGU) sobre a aquisição de cloroquina ou hidroxicloroquina.

Em outra frente, senadores tentam mostrar que Bolsonaro tinha uma fonte de aconselhamento paralelo na pandemia, sem base científica. Para isso, querem convocar o deputado Osmar Terra (MDB-RS), frequentador assíduo do Palácio do Planalto durante a crise sanitária. O ex-ministro Luiz Henrique Mandetta disse à comissão que muitas das ações do presidente não eram baseadas nas orientações da pasta.

Produção pelo exército

Os senadores Humberto Costa (PT-PE) e Rogério Carvalho (PT-SE) pediram a convocação dos diretores dos laboratórios do Exército, da Marinha e da Aeronáutica. Em depoimento à CPI, Mandetta disse que a ordem para o Exército aumentar a produção de cloroquina não passou pelo Ministério da Saúde. O ex-ministro Nelson Teich, que sucedeu a Mandetta, também disse que não tinha conhecimento sobre o uso do Exército para produzir o remédio.

Sem citar os depoimentos já prestados na CPI, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) apresentou um requerimento na quinta-feira para que o Ministério da Saúde preste informações sobre a existência de um estoque de comprimidos de cloroquina. Na quarta, o relator, Renan Calheiros (MDB-AL), também requisitou informações do Exército e da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) sobre a produção do remédio. Todos esses pedidos já foram aprovados pela comissão.

Outro pedido de Renan é da cópia integral de processos, pareceres de documentos que levaram à edição do decreto federal que definiu quais seriam as atividades essenciais durante a pandemia. Na sessão de quarta-feira, o senador questionou Teich sobre a decisão do governo de ampliar o rol de atividades essenciais sem consultá-lo. Ele, que era ministro à época, estava no meio da entrevista quando foi informado pela imprensa, sendo surpreendido. No depoimento, o ex-ministro reconheceu que “aquilo foi uma situação ruim”.

Para Alessandro Vieira, a CPI até agora ajudou a demonstrar, de forma coesa, que o presidente atuou contra as recomendações de cientistas.

— É a concretização de informações que estavam soltas. (Os depoimentos) mostram que ministros técnicos tentaram orientar o governo na direção do consenso científico mundial e o presidente não aceitou.

O Globo

FELIZ DIA DAS MÃES

Alegria, sorriso farto, amor pelas pessoas, comprometimento, carinho e ternura marcam a personalidade da avó dos meus quatro netos (Anna Sílvia, Anna Sofia, Pedrinho, Ana Luíza) e mãe dos meus dois filhos, (Adriano e Flavinha). Em nome dela homenageio todas as mulheres que tornaram-se mães.

À Ilma Emerenciano, dentista e jornalista, que sempre foi uma mãe que não mediu esforços nem se rendeu ao cansaço para investir na vida dos nossos filhos, o meu agradecimento por escolher-me como seu companheiro e por ser o pilar fundamental da minha vida e deste meio de comunicação, que é o Blog de Daltro Emerenciano.

Feliz Dia das Mães!

CPRE INTENSIFICA FISCALIZAÇÃO NAS ESTRADAS ESTADUAIS

Fotos: Divulgação

A Polícia Militar do RN, por meio do Comando de Polícia Rodoviário Estadual – CPRE, realizou nos dias 06 e 07 deste mês, ação de fiscalização nas RNs 315 e 316, áreas de circunscrição dos municípios de Monte Alegre e São José de Mipibu, com o objetivo de promover segurança aos usuários de veículos, como também combater a criminalidade na região.

Durante as operações realizadas com o apoio do Tático Rodoviário Estadual, do 1º DPRE, foram retirados de circulação veículos sem as mínimas condições de segurança. Os automotores apreendidos foram encaminhados ao depósito de veículos do estado.

Nos dias 07 e 08 as abordagens continuaram na RN 063, no município de Nísia Floresta, obedecendo o mesmo plano da inteligência do CPRE, retendo veículos irregulares e na tentativa de tirar de circulação, armas e indivíduos nocivos à sociedade.

PAPA DEFENDE SUSPENSÃO DE PATENTES DAS VACINAS CONTRA COVID-19

Foto: Vatican News

papa Francisco defendeu a suspensão temporária de patentes das vacinas contra covid-19 neste sábado, 8. A medida, defendida por governos de países como Índia e África do Sul e pela Organização das Nações Unidos (Onu), ganhou nesta semana o apoio público do presidente norte-americano Joe Biden.

No evento beneficente Vax Live, o líder da Igreja Católica afirmou que o mundo está infectado pelo “vírus do individualismo”. “Uma variante desse vírus é o nacionalismo fechado, que impede, por exemplo, a internacionalização das vacinas”, disse, em um vídeo pré-gravado exibido na transmissão ao vivo.

“Outra variante é quando colocamos as leis do mercado ou da propriedade intelectual acima das leis do amor e da saúde da humanidade. Outra variante é quando acreditamos e fomentamos uma economia doente que permite que algumas pessoas muito ricas possuam mais do que todo o resto da humanidade, e que modelos de produção e consumo destruam o planeta, nossa casa comum”, acrescentou.

O pontífice também se manifestou neste sábado sobre a vacina nas redes sociais. “O coronavírus produziu morte e sofrimento, afetando a vida de todos, especialmente dos mais vulneráveis. Por favor, não se esqueçam dos mais vulneráveis”, postou junto das hashtags #VaxLive (referente ao show beneficente que apoiou) e  #UmaVacinaParaosPobres.

O governo brasileiro também passou a apoiar as negociações na Organização Mundial do Comércio (OMC) sobre o assunto. A nova posição foi divulgada no fim da tarde da sexta-feira, 7, em nota conjunta dos Ministérios das Relações Exteriores, da Saúde, da Economia e de Ciência, Tecnologia e Inovações.

A medida é defendida pelo diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, há meses em meio a negociações na OMC. Em reunião na quarta-feira, 5, a diretora-geral da OMC, Ngozi Okonjo-Iweala, disse que a suspensão é uma “questão tanto moral quanto econômica” e que está convencida de que um “caminho pragmático a seguir é possível”.

Entre parte dos países europeus, a ideia trouxe ceticismo, especialmente porque não traria uma solução em curto prazo. O ministro da Saúde da Alemanha, Jens Spahn, por exemplo, comentou que a fabricação de parte das vacinas, especialmente das que usam o chamado RNA mensageiro, como a da alemã BioNtech com a Pfizer, é complicada. Porém, ao falar sobre a necessidade de mais doses em países em desenvolvimento, apenas afirmou que eles deveriam “exportar mais”./AP, AFP E REUTERS / Estadão Conteúdo.

CONCURSO PRF: JUSTIÇA ACATA RECURSO E PROVAS OCORREM NESTE DOMINGO (9)

Foto: PRF / Divulgação

O Tribunal Regional da 1ª Região (TRF-1) suspendeu na última quinta-feira (6) uma decisão liminar que proibia a realização de provas objetivas e discursivas do concurso da Polícia Rodoviária Federal (PRF) neste domingo (9), por causa dos riscos impostos pela pandemia de covid-19. A nova decisão atendeu um recurso da Advocacia-Geral da União (AGU). Dessa forma, os candidatos poderão fazer a prova neste fim de semana.

Para o desembargador Francisco de Assis Betti, o governo tem autonomia para decidir sobre a questão. A corporação oferece 1,5 mil vagas, com salário de R$ 9,8 mil. Ao todo, são 304.330 inscritos para o concurso em todo o país. A concorrência é de quase 203 pessoas por vaga.

A PRF confirmou a aplicação da prova do concurso a partir de 14h, e indicou as medidas de segurança a serem observadas no dia do certame, como o uso de máscaras e a disponibilização de álcool em gel 70%. Os candidatos já podem consultar o local de aplicação da prova no site da banca organizadora, o Cebraspe.

Portal T5

DESTROÇOS DE FOGUETE CHINÊS CAEM NO OCEANO ÍNDICO

Foguete Long March-5B Y2 sendo lançado de estação espacial da China, em 29 de abril de 2021 – Foto: VCG via Getty Images

Os destroços do foguete da China caíram no Oceano Índico, a oeste do arquipélago das Maldivas, informou a mídia estatal chinesa no início da madrugada deste domingo (9). A maior parte dos componentes da nave foi desintegrada na reentrada na atmosfera terrestre.

Partes do Long March 5B, de 18 toneladas, reentraram na atmosfera às 10h24, horário de Pequim, final da noite de sábado (8) no Brasil, e caíram nas coordenadas de 72,47° de longitude leste e 2,65° de latitude norte, informou o Escritório Chinês de Engenharia Espacial em um comunicado.

As coordenadas colocam o ponto de impacto no oceano, a oeste do arquipélago das Maldivas.

O Space-Track, baseado em dados militares dos Estados Unidos, também confirmou a entrada na atmosfera da nave descontrolada e o local da queda.

As autoridades chinesas alegaram que o giro fora de controle do segmento do Long March 5B representou pouco perigo.

Estação Espacial

O país asiático colocou em órbita o primeiro módulo de sua estação espacial em 29 de abril, graças ao foguete Long March 5B – o mais poderoso e imponente lançador chinês. Foi a primeira parte deste foguete que retornou à Terra.

Mais 10 missões semelhantes estão programadas até o fim da construção da estação, em 2022.

G1/Ciência e Saúde

DILMA CRITICA FALA DE MOURÃO SOBRE OPERAÇÃO NO RIO: “CHANCELA O EXTERMÍNIO”

Foto: Sérgio Lima

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) criticou neste sábado (8.mai.2021) a declaração do vice-presidente da República, Hamilton Mourão, sobre as vítimas da operação da Polícia Civil do Rio de Janeiro contra o tráfico de drogas no Jacarezinho, na zona norte da capital.

Nessa 6ª feira (7.mai.2021), o vice-presidente disse que os 28 mortos na ação eram todos bandidos. “Entra um policial numa operação normal, leva um tiro na cabeça em cima de uma laje, lamentavelmente essas quadrilhas de narcotráfico são verdadeiras narcoguerrilhas, têm controle sobre determinadas áreas”, declarou.

Para Dilma, a fala de Mourão “revela sua verdadeira índole ao chancelar o extermínio da população civil como se houvesse nas leis brasileiras autorização para o assassinato quando praticado pela polícia ou pela omissão do governo”.

Poder360

POLÍCIA IDENTIFICA MORTOS EM JACAREZINHO E DIZ QUE TODOS TÊM LIGAÇÃO COM O CRIME

Foto: reprodução/TV Globo

A polícia afirmou na tarde deste sábado (8) que todos os mortos na operação em Jacarezinho, no Rio de Janeiro, já foram identificados e, com exceção de um policial civil, todos têm ligação com o crime.

O número de vítimas subiu para 29, depois que uma pessoa levada viva para hospital não resistiu.

Os corpos foram identificados via digital no Instituto Médico Legal (IML), mas nem todas as famílias foram fazer o reconhecimento. Segundo apuração da CNN, 20 corpos já foram liberado.

O delegado titular da Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente do Rio, Pedro Brasil, informou que, dos 21 alvos da operação, 15 estão foragidos até o momento. Três teriam sido mortos e três presos pela polícia durante a operação, na última quinta-feira (6). A lista com o nome dos mortos deve ser divulgada nas próximas horas, segundo o delegado.

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, falou sobre a operação realizada pela Polícia Civil na favela do Jacarezinho, e afirmou que a ação foi o “fiel cumprimento de dezenas de mandados expedidos pela Justiça.”

CNN Brasil

COVID: BRASIL REGISTRA 2.202 ÓBITOS E 63 MIL NOVOS CASOS NAS ÚLTIMAS 24H

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil neste sábado (8).

O país registrou 2.202 óbitos nas últimas 24h, totalizando 421.316 mortes.

Foram 63.430 novos casos de coronavírus registrados, no total 15.145.879 milhões pessoas já foram infectadas.

O número total de recuperados do coronavírus é 13.677.668, com o registro de mais 37.190 pacientes curados. Outros 1.046.895 pacientes estão em acompanhamento.

BEBÊ FERIDO EM ATAQUE A CRECHE DE SC TEM CARTAZ DE INCENTIVO: ‘VOCÊ É UM GUERREIRO’

Foto: Divulgação

Internado no Hospital da Criança de Chapecó, no Oeste catarinense, o único sobrevivente ferido no ataque a creche em Saudades, apresentou melhoras e tem quadro de saúde estável. O hospital não informou previsão de alta para o bebê de 1 ano e 8 meses, que se recupera dos ferimentos.

Segundo o pai do menino, Diego Hübler, foi tirado o dreno do pulmão de Henry que nesta sexta-feira (7). Na foto compartilhada pelo pai com o menino se recuperando, tem um cartaz fixado na parede próximo ao leito da enfermaria que diz: “Você é um guerreiro”.

“Primeiramente, [queria] agradecer a todas as pessoas que estão orando pelo Henry que e pelos pais e familiares que perderam seus filhos […] obrigado a todos”, afirmou Hübler.

O único sobrevivente vive uma verdadeira batalha desde o atentado, que deixou cinco pessoas mortas na terça-feira (4). Com ferimentos provocados por golpes de facão na bochecha, lábios, barriga e uma perfuração em um dos pulmões, ele foi levado no carro por um aposentado e uma professora, que são vizinhos da creche.

“O médico falou que, se nós tivéssemos esperado dez minutos até que os bombeiros chegassem, a criança não iria se salvar”, contou o aposentado Ailton Biazebeti.

O menino chegou em estado grave no hospital de Pinhalzinho e depois foi encaminhado para Chapecó, onde segue hospitalizado. Henryque já passou por uma cirurgia e chegou a ficar na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

“Ele está no quarto e agora é o processo de recuperação, vai levar alguns dias. Mas, graças a Deus, está correndo tudo bem. Temos que agradecer a todo o pessoal que está orando, que continue orando. Também peço que continuem e orem pelas famílias que perderam seus filhos”, disse o pai do bebê após a alta da UTI, na quinta (6).

G1

CORONEL AZEVEDO QUESTIONA CRITÉRIO EM LICITAÇÃO DO GOVERNO DO ESTADO

Foto: Divulgação

Em pronunciamento durante a sessão plenária desta quinta-feira (6), na Assembleia Legislativa, o deputado Coronel Azevedo (PSC) questionou o edital licitatório aberto pelo Governo do Estado para a contratação de agência de publicidade para atender à Empresa Potiguar de Promoção Turística (Emprotur). De acordo com o parlamentar, o certame estabelece critérios que impossibilitam a participação de agências locais.

“Somos novamente pegos por mais uma artimanha suspeita. Num ato da moralidade pública, a gestão abre licitação para contratar agência de propaganda com um critério muito estranho: cada agência concorrente só pode fazer parte da licitação se já tiver prestado, anteriormente, campanha de âmbito nacional para a empresa de turismo. Por qual razão esse critério foi determinado?”, questiona Azevedo.

Segundo ele, o Governo do Estado já gasta mais de R$ 20 milhões em propaganda. “É um estado que só existe na ficção televisiva criada pelo governo atual. Agora mais essa presepada. Infelizmente não há outro termo para denominar esse fato triste que tem toda conotação de um jogo de cartas marcadas”, disse Coronel Azevedo, cobrando a atenção do Ministério Público e Tribunal de Contas.

Na oportunidade, o parlamentar enalteceu nota divulgada em um jornal local que também questiona a impossibilidade de participação das agências potiguares no certame licitatório lançado.

Ao final do pronunciamento, Coronel Azevedo lamentou ainda a crise no setor turístico potiguar e novamente responsabilizou o Governo do Estado pela situação. “O RN tem uma sucessão de notícias catastróficas provocadas pela gestão estadual, que está falindo o turismo do Estado”, pontuou o deputado, citando notícia veiculada na imprensa que aponta que as demissões no setor turístico representam 40% do desemprego na capital.

Topo