Professores da UFRN decidem encerrar greve após 59 dias

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi vacinado contra a dengue antes de o Sistema Único de Saúde (SUS) iniciar a campanha de imunização. A primeira dose foi fornecida pela rede privada, em 5 de fevereiro. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Inicialmente, o Palácio do Planalto não havia informado o modelo e custo da vacina, nem o nome do laboratório responsável pela aplicação. A campanha do SUS contra a dengue para o público geral brasileiro começou quatro dias após o presidente receber sua primeira dose. A segunda aplicação ocorreu em 6 de maio.

Na campanha, o Ministério da Saúde limitou a vacinação contra a dengue ao grupo de 10 a 14 anos, porque a pasta enfrentou uma escassez de vacinas.

Durante o atual mandato como presidente, Lula já se vacinou em público contra a gripe e covid-19 para incentivar as campanhas de imunização.

Segundo a Folha, a Secretaria de Comunicação Social da Presidência (Secom) não explicou a razão pela qual a vacinação contra a dengue não foi divulgada até então. As informações foram obtidas pela reportagem por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI).

No total, Lula recebeu sete aplicações, com a última acontecendo em 17 de junho com o imunizante da farmacêutica Moderna.

Terra

Professores da UFRN decidem encerrar greve após 59 dias

Foto ilustrativa: Divulgação/ADURN

Os professores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte decidiram encerrar a greve da categoria nesta quinta-feira (20) após 59 dias de paralisação. A informação foi confirmada pelo Adurn-Sindicato, que representa os docentes.

A decisão aconteceu em um plebiscito no qual 61,4% dos professores votaram pelo retorno às atividades, enquanto 36,5% queriam manter o movimento grevista – 1,9% se abstiveram da decisão. Ao todo, 1.760 professores votaram.

O Sindicato informou que vai se reunir nesta sexta-feira (21) com a reitoria da UFRN para discutir o ajuste do calendário acadêmico após a paralisação. Segundo o sindicato, a expectativa é de que as aulas retornem na segunda-feira (24).

g1/RN

Vídeo: “A primeira coisa que você tem que fazer é parar de ter filho”, diz Lula para mãe de três

Foto: Reprodução

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) falou para uma mãe de três filhos, beneficiária do Minha Casa, Minha Vida, que ela “tem que parar de fazer filho”. A declaração foi dada durante a cerimônia de entrega de moradias do programa, em Fortaleza (CE), nesta quinta-feira (20/6).

“Aquela moça tem 25 anos, ela tem três filhos. Eu falei pra ela: ‘minha filha, a primeira coisa que você tem que fazer é parar de ter filho porque você já tem três’”, disse o presidente durante discurso.

“Eu falei pra ela que ela tem que estudar porque agora ela tem três filhos pra cuidar. Três filhos não é mole”, emendou Lula.

A jovem foi uma das beneficiárias que receberam a chave de casa das mãos do presidente em um ato simbólico nesta quinta. Ao todo, o programa entregou 416 unidades habitacionais na região.

Metrópoles

Deputada é cassada por pagar tratamento estético com dinheiro público

Foto; Câmara dos Deputados

O Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) cassou, por unanimidade, o mandato da deputada federal Silvia Waiãpi (PL-AP) por uso de verba pública de campanha eleitoral para procedimento estético durante as eleições de 2022.

Na sessão plenária, os desembargadores e juízes citaram “provas robustas”, rejeitaram a prestação de contas da parlamentar e acataram solicitação do Ministério Público Eleitoral (MPE), que pedia a cassação.

De acordo com a ação, a deputada usou verba pública destinada à campanha eleitoral para realizar uma harmonização em 2022, quando foi eleita para ocupar uma cadeira na Câmara dos Deputados.

Durante a sessão no TRE-AP, foi apresentado o depoimento de cirurgião-dentista que confirma ter realizado o procedimento e recebido pagamento da deputada. O MPE também apresentou recibos no valor total de R$ 9 mil.

Em vídeo encaminhado à Agência Brasil, Silvia Waiãpi disse que não foi intimada pelo TRE para se defender e recebeu a notícia da cassação pela imprensa. Segundo ela, o próprio TRE já havia aprovado suas contas de campanha em 2022, o que permitiu a sua diplomação.

A deputada garante que não realizou procedimentos com o cirurgião-dentista e que o recibo apresentado por sua ex-coordenadora de campanha é falso. “Ela pegou um recibo que diz que foram feitos tratamentos dentários, mas eu não fiz tratamento dentário nem harmonização facial. Então, é um recibo falso que ela foi pegar em meu nome sem sequer eu saber que ela estava indo lá. E não houve saída de dinheiro da minha conta, nem pessoal nem da conta de campanha para esse dentista”, diz.

Silvia Waiãpi, de nome civil Silvia Nobre Lopes, tem 48 anos e é natural de Macapá. Nas redes sociais, ela se declara mãe, avó, indígena, militar e republicana conservadora. Graduada em fisioterapia, a parlamentar comandou a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) no governo de Jair Bolsonaro.

Em 2023, o nome da deputada foi incluído em inquérito que apura os atos que resultaram na invasão do Palácio do Planalto, do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal (STF) em 8 de janeiro de 2023.

Agência Brasil

IR 2024: Receita libera hoje consulta ao segundo lote de restituição

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A Receita Federal libera a partir das 10h a consulta ao segundo lote de restituição do IRPF 2024. Neste lote estarão incluídos 5.755.667 contribuintes, que terão direito a um montante total de RS 8,5 bilhões. O crédito bancário será feito ao longo do dia 28 deste mês. Este lote contempla também restituições residuais de exercícios anteriores.Do total de recursos, R$ 8.233.033.666,30 serão destinados aos contribuintes que têm prioridade garantida por lei.

Veja quem vai receber a restituição neste 2º lote:

140.360 idosos acima de 80 anos

1.024.071 contribuintes entre 60 e 79 anos

66.287 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave

459.444 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério

Por fim, também estão neste lote 3.812.767 pessoas que não fazem parte do grupo prioritário, mas que tiveram direito à prioridade por terem utilizado a declaração pré-preenchida ou optado por receber a restituição via PIX. Foram contemplados ainda 252.738 contribuintes não prioritários.

O Globo

Lua Cheia de Morango poderá ser vista a partir desta sexta-feira (21)

Foto: Canva

O fenômeno conhecido como Lua Cheia de Morango tem início às 22h08 desta sexta-feira (21) e vai até às 06h48 de sábado (22), pelo horário de Brasília.

Esse acontecimento ocorre uma vez por ano e sempre no mês de junho, quando o satélite natural da Terra ganha uma coloração avermelhada.

Essa noite especial também é favorável para a observação de outros planetas do Sistema Solar, como Vênus e Mercúrio, que estarão visíveis abaixo do horizonte.

R7/Via Sónotíciasboa

 

Idosa de 105 anos conclui mestrado após anos de espera por diploma

Foto: Divulgação/Stanford/Charles Russo

Uma idosa de 105 anos terminou seu mestrado na Stanford Graduate School of Education, na Califórnia, Estados Unidos, após longos anos de espera pelo diploma.

Virginia “Ginnie” Hislop iniciou a jornada nos estudos em 1936, há mais de 80 anos. Após conquistar o bacharelado em educação, em 1940, o objetivo se tornou obter o mestrado em educação para poder lecionar.

Antes de entregar a tese final, ela precisou paralisar os estudos por conta da Segunda Guerra Mundial.

Na época, o então namorado de Ginnie foi chamado para servir na guerra. Portanto, ela precisou deixar o campus e se casar com ele.

Hislop decidiu se concentrar na família, composta por dois filhos, quatro netos e nove bisnetos. Durante sua trajetória, ela trabalhou em conselhos escolares e universitários no estado de Washington.

No último domingo (16/6), ela finalmente se formou e conquistou o mestrado em artes na educação. “Meu Deus, esperei muito tempo por isso”, disse ela ao receber o diploma.

Correeio Braziliense

Estado dos EUA aprova pena de morte para quem estuprar crianças

Foto: Divulgação

O governador do Tennessee, Bill Lee, sancionou uma nova legislação que autoriza a imposição da pena de morte para condenados por estupro infantil, a partir de 1º de julho, desafiando a orientação da Suprema Corte dos Estados Unidos sobre o assunto.

O republicano Bill Lee assinou discretamente a lei em maio, permitindo ao estado aplicar a pena capital em casos de adultos condenados por estupro de crianças, com a alternativa de prisão perpétua sem possibilidade de liberdade condicional.

Esta não é a primeira vez que uma legislação desse tipo é aprovada: um ano atrás, o governador da Flórida, Ron DeSantis, promulgou uma medida semelhante, enquanto em Idaho, apesar da aprovação na Câmara, os senadores locais impediram seu avanço.

No entanto, essa legislação entra em conflito com precedentes antigos da Suprema Corte, que historicamente considerou a pena de morte inconstitucional para crimes que não resultam em homicídio. Especialistas especulam que, à luz de mudanças recentes na composição da Corte, incluindo revisões na legalidade do aborto, leis desse tipo poderiam ser reavaliadas.

“Talvez a atmosfera seja diferente na Suprema Corte. Estamos simplesmente desafiando uma decisão”, disse a senadora republicana Janice Bowling há um mês, durante os debates sobre a nova lei.

Os proponentes da legislação argumentam que ela enviará uma mensagem forte aos potenciais infratores, especialmente em casos envolvendo circunstâncias agravantes ou múltiplas vítimas em situações particularmente vulneráveis.

“Deveria ser pelo menos uma opção para um júri para o pior dos piores infratores que existem”, afirmou o republicano William Lamberth, membro da Câmara de Tennessee.

No entanto, críticos apontam que estatísticas mostram que não-brancos, pessoas com deficiências intelectuais e indivíduos de baixa renda têm maior probabilidade de serem condenados a penas severas.

Além disso, críticos alertam que leis como essa podem causar trauma adicional às vítimas, especialmente considerando que 30% delas são abusadas por familiares e 90% conhecem seus agressores pessoalmente.

CGN/Via Metrópoles

Motorista fica presa às ferragens de carro após derrubar árvore e postes e capotar entre Natal e Parnamirim

Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Uma motorista ficou presa às ferragens de um carro após perder o controle do veículo, atingir pelo menos uma árvore e dois postes e capotar o veículo. O caso aconteceu na manhã desta quinta-feira (20) na Rota do Sol, entre Natal e Parnamirim.

A mulher foi retirada do veículo pelo Corpo de Bombeiros, socorrida com consciência e levada a um hospital da capital potiguar.

Segundo o sargento Martins, da Polícia Rodoviária Estadual, a condutora tem aproximadamente 35 anos de idade e seguia pela faixa da esquerda no sentido ao bairro Ponta Negra, em Natal, quando perdeu o controle do carro.

“Perdendo o controle, ela arrancou a primeira palmeira, colidiu no primeiro poste, bateu no segundo poste e veio capotando cerca de 200 a 300 metros até esse local”, disse o policial.

Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Segundo o Corpo de Bombeiros, a mulher estava só no veículo e provavelmente teve fraturas no braço. A equipe usou equipamentos específicos para desencarceramento veicular e cortou peças de metal do carro para tirar a vítima. Com informações do g1/RN.

Projeto que autoriza cassinos e bingos e legaliza jogo do bicho avança no Senado

Foto: Pixabay

O projeto de lei 2234/2022, que trata da exploração de jogos e apostas no Brasil, foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado em sessão realizada nesta quarta-feira (19). Com a decisão, a matéria seguirá para votação em plenário.

O resultado da votação no colegiado foi de 14 votos favoráveis e 12 votos contrários.

Dentre outras medidas, o texto autoriza o funcionamento de cassinos e bingos, legaliza o jogo do bicho e permite apostas em corridas de cavalos.

A proposta conta com apoio no governo, diante do potencial de arrecadação. De acordo com o relator da matéria, senador Irajá (PSD-TO), o mercado de jogos de azar movimentou um valor entre R$ 8,6 bilhões e R$ 18,9 bilhões em 2014.

Com base na correção de inflação calculada pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no período, os jogos movimentariam de R$ 14,34 bilhões a R$ 31,5 bilhões em 2023.

Oriundo da Câmara dos Deputados, o projeto de lei está em discussão no Congresso há mais de trinta anos.

Na sessão desta quarta-feira, senadores de oposição se posicionaram contrários à matéria.

“O governo não tem estrutura nenhuma para fiscalizar as apostas eletrônicas, quanto mais os cassinos, os bingos, que já não deram certo no Brasil. No Rio de Janeiro foram tomados pelo crime”, criticou o senador Carlos Portinho (PL-RJ), líder do Partido Liberal (PL) na Casa.

*Com informações de Leonardo Ribbeiro, da CNN, e da Agência Senado/CNN Brasil

Vítima de estupro coletivo se nega a abortar: “Maior bênção”

Paula Kirsten Peyton Foto: Rede Social @paulakirsten

Paula Kirsten Peyton, diretora executiva da organização Hope After Rape Conception (Esperança após concepção por estupro, em português), que oferece suporte a mães que sofreram abuso sexual, é uma das maiores vozes em defesa da vida de crianças geradas após um estupro.

Ela nasceu em 1991, fruto de um abuso contra sua mãe, e aos 16 anos, em 2017, ela foi vítima de um estupro coletivo que a fez engravidar. Moradora do Tennessee, Estados Unidos, país que permitia o aborto legalmente na época, ela se recusou a tirar a vida de seu filho.

O relato de Paula se tornou mundialmente famoso em junho de 2020, quando ela concedeu uma entrevista para plataforma Live Action e agora volta a ser relembrada quando o Brasil discute o texto do Projeto de Lei 1.904/2024 que compara o aborto após a 22ª semana ao crime de homicídio.

Após ser vítima de um crime perverso, Paula se sentiu suja e foi tomada por uma grande dor emocional; ela também perdeu a razão de viver e se questionava por que Deus havia permitido que aquilo lhe acontecesse. Depois de tratar das infecções causadas pelo estupro coletivo, ela resolveu fazer um teste de gravidez que deu positivo.

– Naquele momento, eu soube, sem dúvida, que Deus tinha me visto (…). Deus me deu a dor que suportei com um propósito. Ele me deu uma razão para viver. Ele me deu o maior presente de amor e alegria que eu nunca poderia imaginar: a oportunidade de ser mãe de um bebê perfeito – contou.

A então adolescente que se viu grávida após um abuso sexual grave resolveu recusar todos os conselhos de abortar o bebê. Ela relata que ouviu durante toda a gestação frases cruéis, como a dita pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de que seu filho seria um monstro.

– Disseram-me repetidas vezes que meu bebê era “mau”, “uma cria de Satanás”, “uma lembrança permanente de estupro”, “nem mesmo uma pessoa”, “nojento”, “um erro”, “a razão sobre por que o aborto existe”, e eles continuaram e continuaram. Essas foram as coisas mais gentis que disseram. Não consigo contar quantas vezes me disseram que eu não poderia amá-lo, porque fui vítima de estupro – relembrou.

No entanto, Paula sabia que aquelas palavras não eram verdadeiras porque ela também nasceu de um estupro e tinha certeza de que não era um monstro ou filha de Satanás.

A gravidez de Paula não foi fácil, pois ela sofria sangramentos por causa da infecção causada pelos criminosos que a atacaram. Ainda assim, ela orava para que seu filho sobrevivesse.

Caleb nasceu bem e saudável e sua mãe tem orgulho de dizer que fez certo ao não abortá-lo.

– Nossa história não é triste. É verdade que é marcada por traumas, mas não é triste. Nossa história fala do amor ilimitado e redentor de Deus, que me viu nas profundezas do meu desespero e me deu a maior bênção da minha vida: uma criança concebida em um estupro coletivo, uma criança que muitas pessoas consideraram descartável, uma criança que salvou minha vida, uma criança que sempre foi meu presente sincero e honroso de Deus – disse.

Paula é ativista pró-vida, está casada e teve outros três filhos com o seu esposo.

Pleno News

Deputado empurra e exige revista de homem que gritou ‘viva a maconha’ na Câmara

Foto: Reprodução

A Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados foi palco de mais uma briga nesta quarta-feira, 19. O deputado Gilvan da Federal (PL-ES) pediu que um policial revistasse e empurrou um cidadão na sala do colegiado após ele dizer “viva a maconha”. Na mesma sessão, o deputado Hélio Lopes (PL-RJ) foi chamado de “capitão do mato”.

O primeiro episódio aconteceu com Gilvan. “Quem falou ‘viva a maconha’?”, questionou o parlamentar ao ouvir a fala. Ele partiu em direção ao homem que estava acompanhando a sessão. “O senhor está com maconha aqui? Policial, eu quero revista nesse cara aqui. Se estiver portando maconha aqui, você vai tomar voz de prisão.”

Neste momento, o espectador tocou na bandeira do Brasil que Gilvan costuma carregar no ombro. “Você encostou em mim, cara?”, esbravejou Gilvan, que então deu um leve empurrão no homem contra a parede.

O cidadão falou “viva a maconha” após Delegado Éder Mauro (PL-PA) criticar a presença de membros da União Nacional dos Estudantes (UNE), relacionando-os ao ativismo em favor da droga.

Foto: Levy Teles/Estadão / Estadão

O espectador foi conduzido ao Departamento de Polícia Legislativa (DEPOL), onde prestou queixa e foi registrada ata do incidente. Ele foi liberado poucos minutos depois.

Esse não foi o único caso na sessão da tarde desta quarta-feira, 19. Enquanto Hélio Lopes, apoiador do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) discursava em obstrução a um projeto de lei que visa reconhecer e titular terras de comunidades quilombolas, alguém gritou “capitão do mato” no auditório.

O deputado ficou furioso e protestou, procurando quem falou. A pessoa não foi identificada pela DEPOL.

Terra

São José de Mipibu: Eliane do Forró, Menina Sem Vergonha e Fabinho Fernandes são as atrações do ‘34º São João em São José’ nesta quinta-feira

Fotos: 1Ariel Fagundes/2Rede social

O prefeito do município de São José de Mipibu, Zé Figueiredo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura vai promover o  34º São João em São José, maior festa junina do Agreste e Grande Natal.

O 34º São João em São José que teve sua abertura oficial no sábado (15), com o “terceiro Arrastão Junino”, continua nesta quinta-feira (20), tendo  Eliane do Forró, Menina  Sem Vergonha e Fabinho Fernandes como atrações. O evento que já é tradição na região continua nos dias 21, 22 e 23 de junho.

Associação dos Municípios do Litoral e Agreste Potiguar parabeniza os prefeitos de Jundiá e Lajes

Aniversariantes desta quinta-feira(20), os prefeitos dos municípios de Jundiá, José Arnor, e de Lajes, Felipe Menezes, recebem do presidente da Associação dos Municípios do Litoral e Agreste Potiguar- AMLAP, Fernando Teixeira, como também de todo o quadro técnico e administrativo da Associação, votos de paz, saúde e vitórias continuadas.

“Em nome de todos os prefeitos e servidores que fazem a Amlap, parabenizamos os gestores municipais José Arnor e Felipe Menezes, pela data natalícia, desejando paz, saúde e vitórias”

Vídeo: Cantor potiguar Thiago Freitas tem show cancelado em cima da hora em Campina Grande; ‘era a realização de um sonho’

Foto: Reprodução/Redes Sociais

O cantor potiguar Thiago Freitas teve seu show em Campina Grande, Paraíba, cancelado momentos antes da apresentação. A apresentação estava marcada para esta quarta-feira (19), às 22h, no Parque do Povo, mas, o artista soube por outras pessoas que a organização da festa o retirou da grade dos shows do dia. Thiago publicou seu descontentamento com a situação nas redes sociais. Freitas chegou a passar o som e estava pronto para se apresentar.

 Em uma de suas redes sociais, o cantor disse que foi pego de surpresa com a situação, que inicialmente soube por comentários de seguidores em suas redes sociais, e que, segundo o artista, havia um acordo entre a produção dele e a empresa organizadora da festa para que a apresentação do artista ocorresse às 22h, e não às 20h como havia divulgado a empresa organizadora do evento.

“O meu horário estava marcado para às 22h, e não às 20h. Está no contrato. Passei o som no palco e toda minha equipe está aqui comigo. Recebi várias mensagens pelo direct afirmando que meu show foi cancelado. Eu estou sem acreditar no que está acontecendo. Para mim, o meu show iria acontecer”, explica o cantor.

A Arte Produções, organizadora do evento, emitiu um posicionamento acerca da situação logo no início da noite de quarta-feira. Em um breve posicionamento, a Arte Produções afirmou que, “por questões de horários das apresentações marcadas para a noite de hoje, dia 19 de junho, no palco principal do Parque do Povo, o artista Thiago Freitas não irá se apresentar. As outras atrações seguem confirmadas e acertadas entre a produção d’O Maior São João do Mundo e suas equipes”.

O cantor estava no hotel próximo ao Parque do Povo e em uma de suas redes sociais lamentou não poder cantar no evento: “Sempre foi meu sonho chegar aqui no Maior São João do Mundo, e hoje estão tentando tirar isso de mim”. O ônibus da banda de Thiago Freitas até chegou a se dirigir à saída de Campina Grande, mas o cantor decidiu se dirigir ao evento, mostrou em suas redes sociais que estava na área de camarins do evento no horário combinado, por volta das 21h30, e às 22h decidiu ir embora.

Thiago Freitas iria fazer sua estreia no São João de Campina Grande nesta edição, e passou a quinta-feira conhecendo a cidade. Ainda por meio de uma de suas redes sociais, Thiago lamentou a falta de oportunidade no que seria sua primeira vez no palco do Parque do Povo e que teve o sonho interrompido.

Tribuna do Norte/G1

 

 

Topo