CORPO DE MENINA QUE DESAPARECEU ENQUANTO BRINCAVA EM PRAÇA É ENCONTRADO

Foto: Reprodução

O corpo de Emanuelle Pestana de Castro, 8 anos, foi encontrado na noite de segunda-feira 13, às margens de um córrego em Chavantes (SP). Principal suspeito do crime, Agnaldo Guilherme Assunção, de 49 anos, vizinho da família da menina, indicou onde estava o corpo e confessou ter matado a criança a facadas, informou a TV Globo.

Equipes da Polícia Civil e Polícia Militar foram acionadas após a confissão. O suspeito afirmou ter matado Emanuelle por vingança contra a mãe dela, Fabiana Aparecida Pestana, que não deixava a menina brincar com o enteado dele.

Segundo uma vizinha da mãe ouvida por VEJA, as crianças costumavam brincar com frequência na Praça do Bode, no Bairro Três Cantos. A vizinha, que pediu anonimato, relata que a mãe de Emanuelle estava descontente com as recentes brigas das crianças e proibiu a filha de brincar com o enteado de Assunção, que não gostou da atitude e assassinou a menina.

Foto>: Divulgação

Um dos ajudantes na busca pela vítima, Cláudio Schlic, presidente do Sistema Integrado de Comando e Operações em Emergência (Sicoe) de Marília, disse que trabalhou com uma equipe de voluntários por dois dias seguidos. “A cidade parou. Estávamos todos empenhados. Em paralelo ao nosso trabalho, familiares e amigos também se mobilizaram”, falou a VEJA. Segundo Mauro, após imagens do possível assassino serem veiculadas em um programa de televisão, os moradores identificaram que se tratava do vizinho da família da vítima, e cercaram sua casa exigindo “reparação”. “Foi quando veio um polícial e o tirou de casa”, conta.

O corpo de Emanuelle foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), onde exame de corpo de delito pode apontar a causa da morte e se houve abuso sexual. O velório e o enterro acontecem na tarde desta terça-feira.

Do Veja-Abril.com

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

COSERN DESATIVA 25 “GATOS” DE ENERGIA EM NATAL E EM PLANTIO IRRIGADO DE CANA DE AÇÚCAR NO INTERIOR DO RN

Equipes técnicas da Cosern, com apoio da Polícia Militar, identificaram e desativaram 24 ligações clandestinas de energia elétrica (o popular “gato”) na Rua Cruzeiro do Sul, no bairro de Felipe Camarão, Zona Oeste de Natal, e mais uma ligação clandestina num plantio irrigado de cana de açúcar na zona rural de Doutor Severiano, município da região do Alto Oeste potiguar, na manhã desta quarta-feira (14).

O responsável pelo plantio irrigado de cana de açúcar em Doutor Severiano foi preso em flagrante pela Polícia Militar e conduzido para prestar depoimento na Delegacia de São Miguel.

O “gato” de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal e a pena para o responsável pela fraude pode chegar a 08 (oito) anos de reclusão. Ao longo de todo o ano de 2019, 14 pessoas foram presas em flagrante pela polícia em todo estado cometendo a irregularidade.

Neste mesmo período, o volume de energia recuperado pela Cosern com a “Operação Varredura” seria suficiente para abastecer, por exemplo, os municípios de São Gonçalo e Parnamirim, juntos, durante 30 dias (cerca de 331 mil residências).

Além de crime, o “gato” representa risco de morte a quem faz e a quem está próximo. A ligação clandestina também provoca perturbações no fornecimento de energia da região e pode provocar a queima de eletrodomésticos dos vizinhos.

A população pode denunciar as fraudes, de forma anônima e segura, no telefone 116 ou no site da Cosern.

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

ASSALTANTE MASCARADO DE ‘HOMEM-ARANHA’ É ESPANCADO PELA POPULAÇÃO NO INTERIOR DO RN

Máscara do Homem-Aranha e arma foram apreendidos com suspeito de assaltos em Macaíba, no RN — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Um homem que usava máscara do Homem-Aranha para realizar assaltos no município de Macaíba, região metropolitana de Natal, acabou sendo pego e surrado pela população, segundo informou a Polícia Civil. O caso aconteceu na manhã desta terça-feira (14). Após a chegada da Polícia Militar, o homem socorrido ao hospital e recebeu voz de prisão.

Pelo menos duas pessoas foram vítimas do criminoso. Ainda de acordo com o delegado Cidórgeton Pinheiro, uma das vítima também precisou de atendimento na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do município e, após atendimento, foi levada à delegacia prestar depoimento.

O caso aconteceu durante um arrastão de uma casa no loteamento Santa Rosa, no distrito de Mangabeira. As vítimas teriam reagido e entrado em luta corporal com os criminosos. Ao ouvirem chamados de socorros, vizinhos correram ao local e a população acabou segurando um dos suspeitos.

Além da máscara, a Polícia Militar apreendeu uma arma de fabricação caseira com o suspeito. Com informações do G1/RN.

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

OPERAÇÃO NÍQUEL: JUIZ FEDERAL DETERMINA PRISÃO DE SETE PESSOAS, INCLUSIVE DE UM TENENTE CORONEL DA POLÍCIA MILITAR DO RN

Policiais Federais cumprem mandado de prisão dentro da Operação Níquel em Natal — Foto: Geraldo Jerônimo/Inter TV Cabugi

O Juiz Federal Walter Nunes da Silva Júnior, titular da 2ª Vara Federal, decretou a prisão de seis pessoas no âmbito da operação Níquel, deflagrada hoje e que recai sobre uma quadrilha especializada em contrabando de cigarros. Foram determinadas as prisões de Aldenir Garcia da Silva, conhecido como “Careca”, André Luís Fernandes da Fonseca, Assaf Elias Assaf, Sildaire Gregório da Silva, conhecido como “Sid”, Leonardo Aparecido do Vale, Julierme Rodrigues de Souza e Thiago Bruno de Queiroz. Além disso, foram determinadas buscas e apreensões e ainda o bloqueio de valores somando R$ 16.185.368,00.

Os valores envolvem os bens dos que tiveram a prisão determinada e ainda de José Raimundo Correia Moraes, Luciana de Souza Araújo Silva, Tony Edson Ramos Agostinho Silva, Jardson da Silva, JS Transportadora e Rameca do Nascimento Silva. 

No caso de André Luís, que é tenente coronel da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, o magistrado destacou que ele exercia função de liderança na organização. “O Tenente-Coronel da Polícia Militar ANDRÉ LUIS FERNANDES DA FONSECA exerce função de liderança na organização investigada, possuindo domínio sobre as atividades operacionais e financeiras, bem como desempenha comando sobre os demais integrantes do grupo. Ademais, foram trazidos à investigação dados de que ANDRÉ LUIS FERNANDES comanda ações para a garantia da continuidade das operações do grupo, como blindagem de eventuais intervenções policiais, havendo suspeitas, inclusive, de que ele conta com a ajuda de integrante da Polícia Rodoviária Federal lotado neste Estado para viabilizar o escoamento do produto, tamanha a facilidade no transporte das mercadorias”, escreveu o Juiz Federal Walter Nunes.

A decisão trouxe ainda medidas cautelares para Luciana de Souza Araújo Silva, Jardson da Silva e Rameca do Nascimento Silva, que deverão comparecer mensalmente à Secretaria da 2 Vara. O Juiz Federal Walter Nunes indeferiu os pedidos de prisão feitos pelo Ministério Público Federal contra José Raimundo Correia Moraes, Tony Edson Ramos Agostinho Silva.

A Justiça Federal determinou ainda a expedição de ofício para o Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional do Ministério da Justiça, solicitando auxílio direto com a República do Paraguai, com o objetivo de realizar busca e apreensão no endereço de propriedade de Assaf Elias Assaf, em Ciudad del Leste.

Na sua decisão, o Juiz Federal Walter Nunes observou que os dados até então colhidos indicam que os cigarros de origem estrangeira ingressam no território nacional através da costa marítima deste Estado, especificamente na região de Macau/RN, através de embarcações, seguindo o produto, depois de aportado, através de veículos, geralmente caminhões, para armazenamento em galpões, localizados em diversos pontos na região metropolitana desta Capital. Os elementos de prova ainda sinalizam que o transporte é realizado por integrantes do grupo, geralmente armados, contando ainda com informações privilegiadas sobre possíveis abordagens policiais, inclusive da Polícia Rodoviária Federal.

Por JFRN

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

CONTRABANDISTAS DO RN SÃO ALVOS DE MANDADOS DE BUSCA E APREENSÃO E PRISÃO PREVENTIVA

Foto: Ilustrativa/Divulgação

Ao todo, sete mandados de prisão preventiva e 16 de busca e apreensão foram cumpridos na manhã desta terça-feira (14), em Natal, São Paulo e Abaetetuba, no Pará. A operação teve como alvo os membros de organização criminosa, inclusive policiais militares, responsáveis pelo contrabando aquaviário de cigarros e outros produtos do Paraguai para o Rio Grande do Norte. Os mandados foram expedidos pela 2ª Vara da Justiça Federal no estado, após pedidos da Polícia Federal (PF) e do Ministério Público Federal (MPF). Cigarros contrabandeados, armas de fogo e munições foram apreendidas pela PF na operação.

De acordo com o MPF, as investigações apontam de forma contundente o cometimento de diversos crimes, como organização criminosa armada, contrabando e lavagem de ativos. Eles são responsáveis pelo escoamento, escolta e guarda dos produtos, além de executar operações financeiras para ocultar a origem e destino dos recursos. Dados obtidos no Inquérito Policial dão a dimensão da organização atuante no estado: em cerca de 18 meses, foram movimentados mais de R$ 16 milhões, por intermédio de pessoas físicas e jurídicas.

Para os procuradores da República signatários da manifestação, ficou amplamente comprovado que a atividade criminosa permanece, o que justifica a necessidade e urgência das prisões preventivas. “Os investigados continuam cometendo crimes de forma intensa, alguns inclusive se utilizando da farda da Polícia Militar do RN, e de armas de fogo para assegurar o resultado financeiro dos delitos de contrabando”, afirmaram. Os procuradores também ressaltaram que, com a apreensão de aparelhos, “poderá ser possível elucidar a autoria e a materialidade dos crimes em análise ou até mesmo se descobrir a ocorrência de outros ilícitos.”

Investigação – A organização criminosa passou a ser investigada com o compartilhamento de provas obtidas pelo Ministério Público do Estado do RN e pela Força Nacional, no âmbito das operações “Limpidare” e “Caronte”, que apuram mais de uma centena de mortes violentas em Ceará-Mirim/RN.

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

SÃO JOSÉ DE MIPIBU – VEREADOR DANIEL FERREIRA TRABALHA EM PLENO RECESSO PARLAMENTAR

Apesar de estar em recesso parlamentar, o vereador Daniel Ferreira segue trabalhando em favor da coletividade. No início da tarde desta terça-feira(14) o vereador oposicionista apresentou requerimentos solicitando à Secretaria Municipal de Obras providências no sentido de que seja realizada uma limpeza em área verde localizada entre as ruas Augusto dos Anjos e José de Alencar, no Bosque das Colinas, além de pleitear uma revisão na iluminação pública na comunidade Laranjeiras dos Cosmes, na zona rural do município.

Falando sobre a política mipibuense Daniel reafirmou a pré-candidatura da ex-prefeita Norma Ferreira, sua mãe, que de acordo com o vereador defende a união no bloco oposicionista.

Daniel disse ainda que São José de Mipibu está livre do radicalismo político e que as discussões em praça pública vão ser pautadas apenas no campo das ideias. “Os políticos da nossa terra amadureceram e a campanha vai ser pautada apenas no campo das ideias e em favor da coletividade, esse é um legado iniciado por Janilson e seguido pelo prefeito Arlindo”.

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

GOVERNO DEVE AUTORIZAR NOVA ALTA PARA O SALÁRIO MÍNIMO

Foto: José Cruz/Agência Brasi

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (14) que o governo deve autorizar um novo reajuste para o salário mínimo de 2020, para repor a inflação de 2019. O cálculo do governo que elevou o valor de R$ 998 para R$ 1.039 considerou uma inflação mais baixa do que a registrada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) fechou 2019 com alta de 4,48%, de acordo com os dados divulgados na semana passada. Por lei, esse é o índice usado para o reajuste do salário mínimo, embora a inflação oficial seja a medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que fechou o ano de 2019 em 4,31%.

A alta no preço da carne teve um peso grande no aumento dos indicadores. Nesta tarde, Bolsonaro vai se reunir com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para definir o novo valor e como a medida será encaminhada ao Congresso, que ainda precisa votar a Medida Provisória que definiu o primeiro valor do salário mínimo.

“Acho que tem brecha para a gente atender [o reajuste]. A inflação de dezembro foi atípica [com] pico por causa do preço da carne. A ideia é [repor] a inflação, o mínimo, né?! Agora, cada um real [de reajuste] aumenta mais ou menos R$ 300 milhões no orçamento. A barra é pesada. Apesar de ser pouco o aumento, R$ 4 ou R$ 5, mas tem que recompor”, disse o presidente ao deixar o Palácio da Alvorada na manhã desta terça-feira.

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

GOVERNO NÃO DESCARTA LIQUIDAÇÃO DOS CORREIOS

Agência dos Correios Foto: Agência Brasil

O destino dos Correios pode ser sua liquidação total, se a privatização  ou abertura de capital da estatal não se mostrarem economicamente viáveis. A medida está entre as opções a serem estudadas.

Um parecer técnico sobre o futuro da instituição será feito este ano e  enviado para apreciação do presidente Jair Bolsonaro. 

Os Correios detêm o monopólio constitucional apenas das correspondências, ou seja, a entrega de cartas, mensagens e telegramas. Com o avanço da tecnologia e o uso de meios digitais para a comunicação, o serviço está em declínio. Com informações do O Globo.
Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

REINAUGURAÇÃO DA ESTAÇÃO BRASILEIRA NA ANTÁRTICA É ADIADA PARA AMANHÃ

Oito anos depois do incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, base brasileira reabre para cientistas e pesquisadores. — Foto: Divulgação Marinha do Brasil

A inauguração da Estação Antártica Comandante Ferraz, prevista para esta terça-feira (14), foi adiada por conta do mau tempo. A Marinha do Brasil divulgou em nota que a inauguração deve acontecer na quarta (15), ainda sem horário confirmado.

O deslocamento das autoridades que sairiam do aeroporto de Punta Arenas, no Chile, para a Antártica não foi possível por conta das condições meteorológicas.

O vice-presidente Hamilton Mourão viaja com destino ao continente gelado para participar da reinauguração como o principal representante do governo brasileiro. Acompanha a comitiva o ministro Marcos Pontes, da Ciência e Tecnologia, os chefes das pastas de Defesa e Infraestrutura entre outras autoridades.

Os brasileiros tiveram o voo cancelado porque não há “janela”, ou tempo aberto, no aeroporto da base chilena na Antártica, onde estava previsto o desembarque. O céu está encoberto na região da Ilha Rei George e as condições não permitem pousos.

O complexo de mais de 4,5 mil m² será entregue quase oito anos após o incêndio que destruiu a base anterior. Pesquisadores brasileiros estão há mais de três décadas no continente.

A nova estação brasileira na Antártica será inaugurada, nesta quarta-feira (15), pela Marinha — Foto: Divulgação Marinha do Brasil

Construção mais segura

Construído em um local inóspito, o continente antártico, o complexo consegue suportar temperaturas negativas, nevascas e ventos de até 200 km por hora. A estrutura ainda tem sistemas de detecção, alarme e combate a incêndios.

Os preparativos para reconstruir a estação tiveram início ainda em 2012, com a retirada dos escombros da antiga base. Depois disso, a Marinha lançou um edital para a obra do novo complexo, que não recebeu nenhuma proposta até 2014.

Uma nova licitação foi aberta em 2015, e a empresa chinesa Ceiec foi escolhida para realizar as obras.

Como só é possível trabalhar na Ilha Rei George durante os cinco meses do verão antártico, que vai de outubro a março, a empresa executou a obra em diferentes etapas. Parte da estação foi preparada na China, em módulos que só foram levados e montados após o fim do inverno.

Do G1/Ciência e Saúde

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

BOLSONARO DIZ QUE GOVERNO QUER DAR TRANSPARÊNCIA ÀS DESPESAS PÚBLICAS

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na noite de ontem (13), em publicação no Twitter, que tem determinado aos ministros que “fortaleçam a transparência em defesa do interesse público e combate à corrupção”. O presidente destacou que o governo publicou, em dados abertos, a remuneração dos servidores aposentados e os pagamentos aos pensionistas do Poder Executivo.

Segundo Bolsonaro, o Portal da Transparência também passou a divulgar os gastos com o Benefício de Prestação Continuada (BPC), que tem 4,8 milhões de beneficiários e somaram R$ 41,5 bilhões de  janeiro a setembro de 2019.

Agência Brasil  Brasília

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

SÃO JOSÉ DE MIPIBU: ZÉ FIGUEIREDO PREPARA O MDB PARA AS ELEIÇÕES DE OUTUBRO.

O vice-perefeito do município de São José de Mipibu, Zé Figueiredo, vai dar início ao processo de filiação ao MDB mipibuense, visando as eleições municipais de outubro.

O objetivo do pré-candidato a prefeito apoiado pelo prefeito Arlindo Dantas é fortalecer a sigla com nomes que possam disputar o próximo pleito.

Zé Figueireo, que já exerceu os cargos de secretário municipal de Obras, secretário municipal de Esdiucação, vereador e presidente da Cãmara Municipal, além de estar no segundo mandato de vice-prefeito, pretende disputar a Prefeitura Municipal tendo como possíveis adversários o ex-vereador Kerinho, a ex-prefeita Norma Ferreira e o comerciante Raul Andrade, como também enfrentando um quarto nome que vai ser anunciado pelo Aliança,, partido do presidente Jair Bolsonaro.

O vereador Joelmo Teles, mais votado nas duas últimas eleições municipai, deverá compor a chpa de vice-prefeito ao lado de Zé Figueiredo.

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

JUSTIÇA DO DF APURA HOMOFOBIA APÓS BEIJO GAY EM FORMATURA DE PMS

© Reprodução/Instagram

O Ministério Público do Distrito Federal vai apurar caso de homofobia após beijo gay entre policiais militares durante formatura de novos soldados no último sábado, 11.

As fotos foram publicadas na internet e os comentários foram feitos em grupos de colegas da corporação.

Em áudio que circula nas redes sociais, um homem que se identifica como coronel da reserva da PMDF critica os beijos, afirmando que se trata de “avacalhação”.

“Não tenho nada a ver com a sexualidade deles. A porção terminal do intestino é deles e eles fazem o que quiserem. Uma coisa é o que se faz quando se está fardado […]. Aprendemos sempre que se deve preservar a honra e o pundonor policial militar. Então é isso que foi quebrado ali. Aquela avacalhação, aquela frescura ali poderia ter sido evitada. É lamentável”, diz um trecho da gravação.

Após o caso vir à tona, a Comissão de Direitos Humanos da Câmara Legislativa do Distrito Federal pediu à PM que investigue os comentários. O Ministério Público do DF também afirmou que vai apurar “se houve prática homofóbica e adoção das medidas cabíveis”.

De acordo com o G1, a cúpula da Polícia Militar do DF proibiu os envolvidos de dar entrevistas. Em nota, a corporação informou que “os áudios atribuídos a um coronel da reserva manifestam uma opinião pessoal e serão analisados pela corporação” e que “não coaduna ou apregoa quaisquer tipos de preconceito”.

Leia abaixo a nota da Polícia Militar do Distrito Federal:

“A Polícia Militar do Distrito Federal informa que não coaduna ou apregoa quaisquer tipos de preconceito. Os áudios atribuídos a um coronel da Reserva Remunerada manifestam uma opinião pessoal, e serão analisados pela Corporação.

A PMDF informa ainda que a ética e o pundonor policial militar são preceitos basilares da Corporação, aos quais os policiais militares estão sujeitos, independentemente de cor, sexo, etnia, religião ou opção sexual.

O posicionamento oficial da PMDF órbita em torno do respeito às crenças, à ética e ao profissionalismo, pilares que todos os policiais militares devem observar no exercício de seus deveres.

A Polícia Militar do Distrito Federal reforça que não coaduna com quaisquer tipos de preconceito. As críticas divulgadas em redes sociais são opiniões pessoais e não condizem com o ponto de vista do comando da Corporação.

No entanto, com o objetivo de evitar maiores exposições e controvérsias, nenhum integrante da Corporação está autorizado a conceder entrevista sobre o assunto.”

Por: msn

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

IR: CONTRIBUINTE NÃO PODERÁ DEDUZIR GASTO COM PREVIDÊNCIA DE DOMÉSTICA

Imagem: Reprodução

Em vigor desde 2006, benefício caducou sem votação de nova lei

Um dos benefícios destinados a aumentar a formalização dos empregados domésticos acabou neste ano. A dedução de até R$ 1.251,07 do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) dos gastos dos patrões com a Previdência Social e com a cota de acidente de trabalho perdeu a validade para a declaração de 2020.

Em vigor desde 2006, a lei que criou o benefício estabelecia que a dedução valeria até o pagamento do Imposto de Renda de 2019. Em outubro, os senadores aprovaram um projeto de autoria do senador Reguffe (Podemos-DF) para estender o benefício até 2024, mas a proposta só foi enviada à Câmara dos Deputados no fim de novembro, sem tempo de ser votada.

O senador Acir Gurgacz (PDT-RO) também apresentou um projeto para tornar permanente o abatimento das contribuições dos empregados domésticos. A proposta, no entanto, ainda está na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado.

Arrecadação

Segundo a Receita Federal, a dedução levou o governo a abrir mão de R$ 674 milhões em 2019. Para este ano, o órgão espera reforçar a arrecadação em R$ 700 milhões com a extinção do benefício.

Pela legislação anterior, o limite para o abatimento equivalia à contribuição de 8% para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), mais a cota de acidente de trabalho de 0,8% referente a um único empregado doméstico que recebia o salário mínimo em vigor entre dezembro de dois anos anteriores a novembro do exercício anterior. Dessa forma, o patrão que pagava salário mínimo tinha dedução integral das contribuições para a Previdência Social.

Em nota, o Instituto Doméstica Legal informou que a extinção do mecanismo de abatimento deve agravar a informalidade entre os trabalhadores domésticos. Segundo a entidade, atualmente apenas um em cada quatro domésticos trabalham com carteira assinada, e o número deve diminuir com o fim do benefício fiscal.

Por Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil  Brasília

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

OPERAÇÃO DA PF COMBATE CONTRABANDO DE CIGARROS E MERCADORIAS ESTRANGEIRAS NO RN

Em cumprimento a ordens judiciais expedidas pela 2ª Vara Federal da Seção Judiciária do Rio Grande do Norte, a Polícia Federal deflagrou nesta manhã, 14/01, a Operação NÍQUEL, com objetivo de desarticular uma organização criminosa armada, que se vale da participação de policiais militares para a prática de contrabando de cigarros e outras mercadorias estrangeiras, ação proibida pela lei brasileira.

Após investigação criminal, a PF identificou uma associação criminosa formada por mais de 4 (quatro) pessoas, estruturalmente ordenada e caracterizada pela divisão de tarefas, com atuação no RN, estados vizinhos e no exterior, desde o ano de 2001.

O objetivo do grupo é obter vantagem econômica, por meio da prática de contrabando, que é a importação clandestina de produtos estrangeiros, em especial cigarros.

De acordo com os indícios colhidos, a organização criminosa desafiava a ordem pública, pois dentre as ações criminosas valia-se de policiais militares para escolta de cargas ilegais de cigarros no território nacional.

Após representação policial, a Justiça Federal, com parecer favorável do Ministério Público Federal no RN, deferiu várias ordens judiciais, dentre elas as de prisão preventiva e sequestro de cerca de 16 milhões em bens dos investigados.

Todo material colhido na investigação será compartilhado com a polícia civil e militar, bem como com o Ministério Público Estadual, para providências de competência dessas instituições, considerando a verificação de indícios de prática de outros crimes durante as investigações.

A operação conta com a participação de 130 policiais federais, para fins de cumprimento de 07 mandados de prisão e 16 mandados de busca e apreensão, nas cidades de Natal/RN, São Paulo/SP e Abaetetuba/PA.

Durante o cumprimento de um dos mandados de busca e apreensão, foram encontradas dezenas de caixas cigarros e um dos investigados foi preso em flagrante delito.

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

MINISTÉRIO DETERMINA RECOLHIMENTO DE TODAS AS CERVEJAS DA BACKER

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento determinou nesta segunda-feira, 13, o recolhimento e a suspensão da comercialização de todos os produtos da cervejaria mineira Backer fabricados entre outubro de 2019 e 13 de janeiro de 2020. A medida vale também para chopes. A venda está proibida até que seja descartada a possibilidade de contaminação dos produtos.

 

Foto: Backer/divulgação

A Backer vem sendo investigada depois da morte de uma pessoa e a internação de outras dez que teriam consumido a cerveja Belorizontina, fabricada pela empresa mineira. A Backer foi interditada pelo próprio ministério da Agricultura no último dia 10, sexta-feira.A pasta ressalta, porém, que “até o momento não há resultado laboratorial que confirme a presença de etilenoglicol ou dietilenoglicol em outras marcas de cerveja da empresa, estes produtos estão sendo analisados e, caso existam resultados positivos, novas medidas serão adotadas”.

Segundo informações da Polícia Civil, até o momento houve confirmação para a presença do dietilenoglicol em três lotes da cerveja Belorizontina comercializados em Belo Horizonte e no Espírito Santo. Já houve a confirmação da substância no organismo de quatro pessoas que consumiram a bebida e passaram mal.Hoje, a corporação informou que foi encontrado ainda dietilenoglicol, e também monoetilenoglicol em um chiller da fábrica da Backer em Belo Horizonte. O chiller é uma serpentina que circula o tanque em que a cerveja é armazenada. As duas substâncias são utilizadas para resfriamento e, conforme a Polícia Civil, ambos são altamente tóxicos.

Nota do ministério afirma que “além da cerveja Belorizontina, o Ministério da Agricultura intimou a cervejaria a realizar recall de todas as cervejas e chopps de todas as marcas produzidas no período de outubro de 2019 até a presente data, ficando a sua comercialização suspensa até que seja descartada a possibilidade de contaminação de demais produtos.

Até o momento não há resultado laboratorial que confirme a presença de etilenoglicol ou dietilenoglicol em outras marcas de cerveja da empresa, estes produtos estão sendo analisados e, caso existam resultados positivos, novas medidas serão adotadas”.

Estadão Conteúdo / No Época Negócios

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

BOLSONARO DESEMBARCA EM BRASÍLIA APÓS QUATRO DIAS NO GUARUJÁ

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro desembarcou, na tarde de hoje (13), em Brasília, após passar quatro dias descansando no Guarujá, litoral paulista. Ao chegar na portaria do Palácio do Alvorada, como costuma fazer, o presidente desceu do carro para falar com turistas, inclusive um grupo de franceses que o aguardava.

Em visita à capital do país, os franceses haviam chegado um pouco antes para conhecer o Alvorada. Ao serem informados que Bolsonaro antecipou o retorno e estava a caminho do local, eles decidiram permanecer para conhecê-lo.

Numa breve conversa, de acordo com o guia Juan Hermida, que acompanhava os turistas estrangeiros, o presidente perguntou como está a França e eles citaram a greve geral no país contra a reforma da Previdência. Eles também trocaram cumprimentos e tiraram fotos.

Bolsonaro deve permanecer o resto do dia no Palácio do Alvorada. Na agenda oficial, não consta nenhum compromisso. Amanhã (14), o presidente comanda a primeira reunião ministerial de 2020.

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

GOVERNO ANUNCIA MEDIDAS PARA REDUZIR FILA DO INSS NA QUARTA-FEIRA

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O governo pretende anunciar nesta quarta-feira (15) medidas para diminuir a fila de espera por benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), disse hoje (13) o secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho. Ele não adiantou detalhes, mas disse que as ações envolvem mudanças de verbas ou alterações na organização do órgão.

“Estamos validando as propostas internamente, e quarta-feira a gente conversa. Isso envolve orçamento, estrutura organizacional e a gente precisa ter responsabilidade. Estamos buscando respaldo técnico e jurídico”, disse. Marinho e os outros secretários especiais do Ministério da Economia participaram da primeira reunião do ano com o ministro Paulo Guedes, para definirem as prioridades da pasta para 2020.

No fim da semana passada, o INSS anunciou a criação de uma força-tarefa para reduzir o estoque de benefícios em espera. Atualmente, 1,3 milhão de pedidos aguardam uma conclusão no requerimento há mais de 45 dias, prazo máximo de análise definido por lei.

Até agosto, o órgão pretende diminuir para 285 mil o estoque de benefícios do INSS em processamento. Em nota técnica, o Ministério da Economia informou que o aumento nas concessões terá impacto de R$ 9,7 bilhões nos gastos da Previdência Social em 2020.

A legislação prevê que nenhum segurado deve esperar mais que 45 dias para ter o pedido de benefício analisado. Caso ultrapasse esse prazo, o instituto pode ter prejuízo, porque terá de pagar os valores retroativamente, com a devida correção monetária.

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

PRIMEIRA COTA DO FPM EM JANEIRO É ZERADA PARA 32 MUNICÍPIOS POTIGUARES

Sede da Femurn, Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte — Foto: Demis Roussos

O ano de 2020 começou com dificuldades financeiras para os municípios do Rio Grande do Norte, segundo afirma a Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn). O primeiro repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) do mês de janeiro, na última sexta-feira (10), foi zerado para 32 municípios potiguares.

No total, ainda houve redução de 10,74%, em comparação com os valores transferidos em 2019. Ao aplicar a inflação, o impacto negativo chega a 13,16%.

Na avaliação do presidente da Femurn e prefeito de São Paulo do Potengi, José Leonardo Cassimiro de Araújo, a queda representa um impacto negativo para os municípios.

“Tivemos um repasse frustrante neste primeiro pagamento de janeiro, uma vez que em todos os meses de 2019 os municípios estavam recebendo uma cota sempre superior ao mesmo mês do ano anterior (2018)”, afirmou Naldinho, como o gestor é conhecido.

Segundo ele, a expectativa dos prefeitos é de que ocorra reação já nos próximos repasses do Tesouro Nacional ainda em janeiro, a serem pagos nos dias 20 e 30, “ para que a ausência dos valores do fundo não afete ainda mais a crise financeira nos nossos municípios”, alertou.

A Femurn afirma que a queda no repasse do FPM prejudica as finanças das prefeituras e inviabiliza investimentos, fazendo com que os gestores precisem readequar o planejamento financeiro dos municípios para 2020, amenizando os efeitos da redução desta transferência de recursos.

 Municípios que tiveram FPM zerado no dia 10

  1. Afonso Bezerra
  2. Angicos
  3. Baraúna
  4. Brejinho
  5. Carnaubais
  6. Equador
  7. Florânia
  8. Galinhos
  9. Governador Dix-Sept Rosado
  10. Grossos
  11. Ielmo Marinho
  12. Jandaíra
  13. João Câmara
  14. Lagoa D’Anta
  15. Mossoró
  16. Passagem
  17. Pedra Grande
  18. Pedro Avelino
  19. Pedro Velho
  20. Pendências
  21. Porto do Mangue
  22. Pureza
  23. Rio do Fogo
  24. Santana do Matos
  25. Santo Antônio
  26. São Bento do Norte
  27. São José de Mipibu
  28. São Pedro
  29. Senador Georgino Avelino
  30. Tenente Laurentino
  31. Touros
  32. Vila Flor
Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

NÍSIA FLORESTA – CURTINDO FÉRIAS NO LITORAL DO RN SENADOR JORGE KAJURU VISITA O PREFEITO DANIEL MARINHO

Na Manhã desta segunda-feira(13),o prefeito do município de Nísia Floresta, Daniel Marinho(PSDB), recebeu a visita do senador pelo estado de Goías, Jorge Kajuru(Cidadania), que conheceu de perto o funcionamento da máquina administrativa. O Senador visitou todas as secretarias e repartições sediadas no prédio da prefeitura, além da secretaria de Educação, e debateu ações propositivas em favor do Nísia Floresta.

Kajuru parabenizou o gestor municipal, como também destacou o trabalho desempenhado pela secrertária de Educação Valéria Aquino, que de acordo com o  parlamentar conduz a pasta com responsabilidade, criatividade e competência.

Na ocasião, Kajuru colocou o seu mndato à disposição do povo de Nísia Floresta, por meio da gestão do prefeito Daniel Marinho.

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

TEMPERATURA DOS OCEANOS SOBE E BATE RECORDE PELO 3º ANO CONSECUTIVO

Geleiras são afetadas pelo aquecimento das águas do oceano — Foto: Unsplash

A temperatura média dos oceanos atingiu o maior registro da história em 2019 e bateu o terceiro recorde consecutivo, de acordo com um estudo internacional publicado nesta segunda-feira (13) na revista científica “Advances in Atmospheric Sciences”.

O estudo aponta que os oceanos estiveram 0,075 °C acima da média registrada de 1981 a 2010. Nas últimas seis décadas, essa temperatura subiu 450%, informa a publicação, o que corresponde a uma elevação de 46 mm no nível dos oceanos.

Além de os oceanos estarem mais quentes, a temperatura está se elevando a uma velocidade cada vez maior e, mesmo que as emissões de gases do efeito estufa parem, os oceanos continuarão a ter temperaturas elevadas porque demoram a se estabilizar, alertam os pesquisadores. Com informações do G1.

Infográfico mostra a elevação da temperatura dos oceanos de 2015 a 2019 — Foto: Elida Oliveira/G1

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

DOIS MESES APÓS REFORMA DA PREVIDÊNCIA, SISTEMA DO INSS NÃO ESTÁ PRONTO E FILA CHEGA A 1,5 MILHÃO

Secretário da Previdência, Rogério Marinho Foto: Jorge William / Agência O Globo

O governo deve apresentar na próxima quarta-feira uma medida para endereçar a extensa fila de pedidos de benefícios previdenciários junto ao INSS. Desde o dia 13 de novembro, quando as novas regras da Previdência passaram a valer, nenhum pedido de aposentadoria foi atendido.

Já são mais de dois milhões de benefícios represados, quase 1,5 milhão deles de aposentadorias, e o restante assistenciais, a exemplo do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Segundo o secretário de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, a decisão envolve uma análise atenta do orçamento, e há propostas na mesa do ministro da pasta, Paulo Guedes. Quarta-feira será feito um anúncio.

— Quarta-feira a gente fala a respeito, a gente está conversando com o ministro, e estamos validando as propostas e possibilidades internamente e quarta-feira a gente conversa. Isso é um processo, desde segunda-feira passada que a gente está trabalhando, porque tudo envolve orçamento, estrutura organizacional. Então, a gente precisa ter essa responsabilidade de conversar e buscar o respaldo técnico e jurídico. Quarta-feira a gente fala disso — afirmou Marinho nesta segunda, ao deixar ma reunião entre secretários e o ministro Guedes.

A medida é para ajustar os sistemas de concessão de benefícios, já que desde a entrada em vigor das novas regras da Previdência, em 13 de novembro só estão sendo concedidos benefícios que não foram alterados pela reforma, como rural e BPC.

Em nota, a secretaria especial de Previdência e Trabalho afirma que o estoque de pedidos na fila não se deve ao sistema da reforma e que, inclusive, houve redução de 170 mil requerimentos nos últimos dois meses. Ainda de acordo com a secretaria, “apesar dos esforços de gestão e do aumento significativo no despacho de benefícios pelo INSS, o estoque formado em 2018 de processos em análise ainda persiste”.

O estoque cresce quando o número de pedidos pelos benefícios é maior que quantidade de benefícios analisados e despachados. Segundo a secretaria, o passivo vem diminuindo desde julho do ano passado em razão de iniciativas de melhoria de gestão, a partir da medida provisória (MP) que autorizou um pente fino no INSS.

O pagamento de bônus para servidores dedicados à análise de processos com suspeitas de irregularidade ajudou a desafogar, mas não resolveu o problema.

“A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, o Instituto Nacional do Seguro Social e a Dataprev trabalham desde agosto do ano passado nessas adequações, sendo que metade da demanda dos benefícios já foi ajustada às novas regras. A complexidade das alterações demanda cuidado para que se garanta segurança na concessão do benefício mais vantajoso ao cidadão”, diz a nota.

Atraso nas concessões

A concessão de benefícios pelo INSS já vem em crescente represamento nos últimos anos, resultado de uma redução do quadro de funcionários por motivos de aposentadoria. A medida provisória (MP) que autorizou um pente fino no INSS, com pagamento de bônus para servidores dedicados à análise de processos com suspeitas de irregularidade ajudou a desafogar mas não resolveu o problema, segundo o INSS. A MP começou a surtir efeitos a partir do segundo semestre.

O órgão também vem investindo recursos na automatização da concessão de benefícios previdenciários, a fim de assegurar a concessão ou indeferimento sem a participação de servidores. Segundo a nota técnica do INSS enviada à Comissão de Orçamento do Congresso,  antes da aprovação da reforma, havia 2.362 milhões de pedidos na fila, sendo 1.701 milhão de benefícios previdenciários.

Pelas normas vigentes, o segurado precisa esperar 45 dias pelo atendimento, mas esse prazo já está sendo triplicado. No entanto, o segurado não perde porque os valores são pagos com correção retroativa à data da entrada do pedido, o que eleva o gasto do governo federal.

O Globo

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

BOLSONARO ANTECIPA RETORNO PARA BRASÍLIA

O presidente Jair Bolsonaro 09/01/2020 Foto: Adriano Machado/Reuters

O presidente Jair Bolsonaro desembarca na tarde de hoje (13), em Brasília, para retomar suas atividades. Ele estava desde a última quinta-feira (9) hospedado no Forte dos Andradas, no Guarujá, litoral paulista, para completar o seu período de descanso, e só retornaria, segundo programação inicial, na terça-feira (14) pela manhã.

Com a antecipação do retorno a Brasília, Bolsonaro acabou cancelando a visita ao Porto de Santos, prevista para esta segunda-feira. Ele havia dito que faria a visita na última live (transmissão ao vivo) em sua página oficial no Facebook, na semana passada, onde poderia anunciar “novidades”.

A filha Laura o acompanhou durante a viagem. O forte é sede da 1ª Brigada de Artilharia Antiaérea do Exército. O mesmo local já havia sido utilizado pelo presidente, no ano passado, para períodos de descanso. A unidade militar tem acesso a uma praia privada.

A previsão é que o presidente chegue por volta das 16h30 na capital federal e vá direto para o Palácio da Alvorada. Na agenda oficial, não consta nenhum compromisso.

Agência Brasil

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

MPF OBTÉM CONDENAÇÃO DE EX-VEREADOR ADÃO ERIDAN POR IMPROBIDADE

 

Justiça Federal do RN — Foto: Divulgação/JFRN

Político se autopromovia com recursos públicos destinados à fundação que ele mesmo criou

O Ministério Público Federal (MPF) obteve a condenação do ex-vereador de Natal (RN) Adão Eridan de Andrade por improbidade administrativa. Ele fez uso eleitoreiro da Fundação Maria Neuzelides de Alencar Andrade, que firmou um contrato com a Prefeitura em 2010 e recebeu mais de R$ 111 mil em recursos de programas custeados por verbas federais, para promover atividades e cursos junto à população.

De acordo com a ação do MPF, o político (que exerceu cinco mandatos de vereador na capital potiguar) fazia crer aos possíveis eleitores que ele próprio era o financiador dos cursos, ofendendo os princípios da moralidade administrativa, impessoalidade, honestidade, legalidade e lealdade às instituições.

A sentença, da qual ainda cabem recursos, prevê a suspensão dos direitos políticos por três anos, a contar do trânsito em julgado; pagamento de multa de R$ 5 mil; e proibição de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais pelo prazo de três anos.

Personalismo – A Fundação Maria Neuzelides de Alencar Andrade foi criada tendo como presidente o próprio Adão Eridan, que não mais ocupava o cargo quando a entidade foi contratada em 2010 pelo Município do Natal, mediante dispensa de licitação, sem que houvesse os requisitos para essa modalidade de contrato. A Prefeitura repassou para a realização dos cursos verbas oriundas do Fundo de Amparo ao Trabalhador – FAT, no âmbito do Plano Nacional de Qualificação.

Para se ter ideia da influência do político sobre a fundação, dos 12 funcionários existentes em 2009, três eram familiares do ex-vereador. Adão Eridan ainda expunha seu nome e sua imagem tanto na estrutura física da entidade, quanto nos veículos utilizados para a promoção das atividades.

Durante o andamento do processo, o réu e seu advogado sequer compareceram à audiência de instrução designada pela Justiça. O juiz federal Janilson Bezerra de Siqueira, autor da sentença, concluiu que o ex-vereador “se utilizava da Fundação Maria Neuzelides de Alencar Andrade, a qual recebia recursos do Erário por meio de contrato com Poder Público Municipal (Semtas), para prestar serviços à população com fins eleitoreiros, beneficiando-se politicamente das atividades desenvolvidas pela entidade”.

O processo tramita na Justiça Federal sob o número 0813127-20.2017.4.05.8400.

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

CÂMARA VOTARÁ FIM DO FORO ESPECIAL, MAS QUER RESTRINGIR MEDIDAS COMO PRISÃO DE POLÍTICOS

Deputados do centrão são eleitos para comandar comissão especial da 2ª instância Foto: Luis Macedo / Agência O Globo

O fim do foro especial para crimes comuns cometidos por todas as autoridades do país, inclusive juízes e integrantes do Ministério Público, voltará à pauta do Congresso em 2020. Na tentativa de destravar o tema, que virou os últimos dois anos sem ser votado na Câmara, parlamentares negociam uma mudança à proposta inicial: incluir o impedimento ao juiz de primeira instância de decretar medidas cautelares contra políticos, como prisão, quebra de sigilo bancário e telefônico e ordem de busca e apreensão.

A opção seria uma forma de proteger os parlamentares dos novos responsáveis pelas investigações hoje supervisionadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Líderes argumentam que a restrição se justifica para evitar “ativismo” dos juízes de primeira instância.

Segundo a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) em debate na Câmara, que já foi aprovada pelo Senado em 2017, somente cinco autoridades teriam direito ao foro especial: presidente da República e vice, presidentes da Câmara, do Senado e do Supremo Tribunal Federal (STF).

No fim do ano passado, os deputados fecharam um acordo na tentativa de fazer a proposta avançar. Para votá-la, ficou acertada a alteração no texto, que será feita por emenda do deputado Luiz Flávio Gomes (PSB-SP), especificando que o juiz de primeira instância não pode decretar medidas cautelares contra políticos. De acordo com a emenda, essas medidas teriam de ser decididas por tribunais superiores.

— É a emenda construída para evitar o juiz ativista — justifica o líder do Podemos, José Nelto (Podemos-GO).

A recente aprovação da lei que cria o juiz de garantias também foi vista por deputados como uma medida que atenua um possível “empoderamento” de juízes de primeira instância decorrente do fim do foro privilegiado.

Calendário

O acordo entre deputados foi fechado no gabinete do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), com a presença de líderes da Casa. Segundo Maia, o assunto é “uma demanda da sociedade”.

De autoria do senador Alvaro Dias (Podemos-PR), o projeto retornará ao Senado se for aprovado com a alteração. O relator da proposta na Câmara, Efraim Filho (DEM-PB), confirma o acordo, mas é cauteloso em relação ao calendário da votação. O tema se arrasta na Câmara desde dezembro de 2018, quando foi aprovado em comissão especial.

— Há uma expectativa de votação, mas não uma definição de data. Ainda há estudos debatendo a formatação de um texto que tenha a possibilidade de êxito, porque é preciso ter 308 votos. Não temos que ter açodamento — diz Efraim.

A restrição ao foro vem sendo debatida nos últimos anos em razão dos casos de corrupção investigados pela Lava-Jato contra políticos em exercício de mandato. Em maio de 2018, o STF restringiu o foro a deputados e senadores para crimes sem relação com o exercício do mandato.

Parlamentares avaliam que, com a decisão, houve um desequilíbrio entre os três poderes, pois apenas os políticos tiveram o foro restringido. A nova legislação, assim, acabaria com o que parlamentares consideram um privilégio de autoridades do Judiciário.

Quando os ministros do Supremo abordaram o assunto, não houve nenhuma decisão sobre medidas cautelares, como a prisão preventiva. Os parlamentares, segundo a Constituição, “não poderão ser presos, salvo em flagrante de crime inafiançável” e, mesmo nessa hipótese, caberia à Câmara ou ao Senado resolver sobre a manutenção ou não da prisão do parlamentar. Apesar disso, ao elaborar a emenda da PEC do foro, os deputados querem garantir que nenhum parlamentar possa ser “constrangido” por juízes de primeira instância.

PEC da 2ª instância

Para votar o tema em 2020, a Câmara precisará resolver outro impasse. Um grupo de deputados vê com preocupação a tramitação simultânea de outra iniciativa: a nova regra que permitirá a prisão após condenação em segunda instância. Parlamentares admitem que a segunda iniciativa é a prioridade para setores da sociedade após o STF ter revisto sua posição sobre o assunto. Mas esse texto ainda será debatido em comissão especial.

Caso as duas propostas sejam aprovadas, há o temor de que os políticos fiquem mais vulneráveis diante de decisões da Justiça. Reservadamente, deputados ouvidos pelo GLOBO reconhecem que veem um “ruído” entre as duas propostas que alteram a Constituição.

Presidente da comissão especial que trata da prisão em segunda instância, o deputado Marcelo Ramos (PL-AM) avalia que as duas propostas podem caminhar juntas:

— Se a PEC do foro está pronta para ser votada, que vote. É importante que seja votada antes da proposta da segunda instância, por uma questão técnica. O que a gente chama de segunda instância é a primeira instância para quem tem foro privilegiado. E o Brasil é signatário de tratados que obrigam o duplo grau de jurisdição. Todo mundo tem o direito a recurso para órgão colegiado, o que não ocorre hoje com quem tem foro privilegiado.

O Globo

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade

EUA EXIGEM FIM DOS ATAQUES CONTRA BASES MILITARES NO IRAQUE

A morte do general iraniano Qassim Suleimani por ordem do presidente americano Donald Trump ainda tem impacto na relação entre EUA e Irã. Após o Irã revidar com misseis contra bases militares americanas, outros dois ataques ocorreram, o que causou reação de Mike Pompeo, secretário de Estado dos EUA.

Pompeo exigiu o fim das “violações à soberania do Iraque” após novo ataque que deixou quatro feridos. “Indignado com os relatos de outro ataque com mísseis contra uma base aérea iraquiana”, disse.

No domingo (12), manifestantes protestaram no Irã e pediram a renúncia de líderes do país depois que os militares admitiram que derrubaram um avião ucraniano por engano em Teerã. O Irã convocou o embaixador britânico em Teerã para explicar sua participação em um protesto, considerado ilegal pelo governo, no sábado (11).

Por outro lado, houve protestos de xiitas pelo mundo contra o ataque dos EUA que matou Suleimani.

Deixe o seu comentário (0)
Publicidade